Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Clown World (o Mundo do Palhaço) do senil ‘Dementia’ Joe.

O presidente Biden, dito por seu médico ser um homem de 79 anos “saudável e vigoroso”, finalmente deixou a quarentena da Casa Branca e foi para Delaware, declarado livre do vírus covid-19 e reencontrando sua esposa [também com covid após QUATRO “vacinas”] após um pesadelo de 19 dias de provação covid mesmo tendo sido “espetado” quatro vezes. Mas hoje, enquanto fazia um discurso no gramado sul da Casa Branca, ele não conseguia parar de tossir por alguns minutos, embora seus médicos o declarassem livre do vírus. Não diga que não avisei: você está prestes a entrar no Clown World [Mundo do Palhaço].

Clown World (o Mundo do Palhaço) do senil ‘Dementia’ Joe.

Fonte: rescue.substack.com

Eu fui um democrata até os democratas negarem ao mundo a droga que poderia ter acabado com a pandemia em troca de lucro e poder, matando milhões (e mentindo para mim todos os dias).

Tosse, fadiga, dor de garganta, coriza e dores no corpo perseguiram o presidente após seu teste positivo para covid em 21 de julho. Ele recebeu Paxlovid, o medicamento da Pfizer absurdamente falho, mas altamente lucrativo, aprovado por sua administração para o tratamento de casos leves de covid. Biden foi liberado do vírus e, em 30 de julho, sofreu uma infecção de rebote, juntamente com muitas interações medicamentosas perigosas, por estar associada ao Paxlovid. O Dr. Robert Malone e outros cientistas especularam que, na verdade, o vírus nunca deixou o corpo do presidente, mas continuou a sofrer mutações perigosas, “verdadeiramente o pior cenário para um único medicamento de mecanismo de ação usado como terapia contra o COVID-19”. Perigoso para todos nós.

Enquanto isso, um dos meus bons amigos, um homem de oitenta e quatro anos com doença cardíaca e diabetes, contraiu covid na semana passada. Ele tomou uma dose de 0,4 mg/kg de ivermectina de acordo com o protocolo de tratamento de covid FLCCC.net de renome mundial e ficou completamente livre dos sintomas em duas horas. Sua esposa tomou a dose de prevenção recomendada de 0,2 mg/kg e nunca adoeceu. Para proteger os outros, meu amigo ficou em casa por alguns dias sem sintomas (ainda desfrutando da companhia de sua esposa, ao contrário de Joe), depois andou alegremente seis quilômetros no calor com os amigos ontem. Sim, Clown World [Mundo do Palhaço] significa muito provavelmente que você e seus amigos são melhores médicos de covid do que o médico do presidente.

O “Mundo do Palhaço” de ‘Dementia’ Joe

“Mundo do Palhaço” é a frase para nossa realidade alterada, cunhada pelo presidente da FLCCC.net e pioneiro no tratamento de covid, Dr. Pierre Kory. A coisa verdadeiramente sem graça sobre o Clown World [Mundo do Palhaço] é o previsível e grotesco colapso da competência médica quando médicos brilhantes entregam décadas de conhecimento e intuição curativas sobre doenças e sobre você às regras farmacêuticas do governo. Neste ensaio, o Dr. Kory examina sua bola de cristal para ver o que Paxlovid e Clown World significam para os democratas e a importância histórica das próximas eleições Make-Doctors-Great-Again para a sobrevivência de uma América amante da liberdade – e a sobrevivência dos médicos.

Lembra do seu médico? Historicamente a figura mais respeitada da cidade, ele e ela (a maioria dos médicos agora são ela), são hoje amordaçados pelo governo e tragicamente temidos por muitos. No entanto, nossos médicos são inesquecíveis como profissionais compassivos, qualificados e de mente independente, dispostos a tentar com segurança e ética qualquer coisa dentro de seu conhecimento da medicina – e seu conhecimento de você – para proteger você e sua família da doença e da morte. Se perdermos isso, perdemos tudo. Precisamos de nossos médicos de volta. ~ MC

Uma pesquisa recente  do New York Times /Siena College mostrando que 64% dos democratas preferem um novo “porta-estandarte” do circo em Washington DC em 2024 abalou a Casa Branca e o cenário político, mas não deveria ter sido uma grande surpresa. Afinal, o presidente senil e pedófilo ‘Dementia’ Joe continua aquém das promessas que atraíram muitos democratas, inclusive eu, à sua candidatura em 2020: sua promessa de uma nova estratégia de combate à covid-19

Considere a recente decisão da Food and Drug Administration que permite que os farmacêuticos façam o papel de médico e prescrevam o tratamento antiviral da Pfizer Paxlovid, que o próprio Biden, tendo contraído covid-19, está tomando agora. A agência afirma que isso visa aumentar o acesso ao medicamento, que deve ser tomado assim que surgirem os sintomas. Mas a ficha técnica do medicamento é um emaranhado de restrições que tornará impraticável para a maioria das farmácias assumir o risco. Por que o FDA está incentivando isso?

A resposta é clara para quem acompanha a situação dos médicos independentes durante a pandemia.  Nossas agências de saúde pública – fortemente influenciadas pela indústria farmacêutica Big Pharma e obrigadas à abordagem “vacina primeiro” de ‘Dementia’ Joe – estão comprometidas em diminuir a profissão médica e centralizar a autoridade com burocratas em Washington, DC num sistema de saúde que está transformando agressivamente todos os profissionais médicos de provedores para prescritores. 

Os problemas com o medicamento Paxlovid da Pfizer não são segredo. A FDA concedeu à Pfizer autorização de uso emergencial para o medicamento após um único teste com resultados questionáveis. O medicamento tem muitas contra-indicações, o que significa que não pode ser tomado por alguém que simultaneamente tome certos medicamentos antidepressivos, anticonvulsivos, antipsicóticos, colesterol ou pressão arterial. Além disso, muitos americanos não podem tomar Paxlovid, já que quase metade dos adultos tem doenças cardiovasculares 

Os riscos são evidentes na orientação da FDA, que recomenda encaminhar o paciente a um médico se “informações suficientes não estiverem disponíveis para avaliar a função renal e hepática” ou “potenciais interações medicamentosas”. Inúmeras contra-indicações estão listadas, e recomenda-se cautela em todo o processo. O ônus é do paciente fornecer registros médicos para provar que ele não tem nenhuma doença renal ou hepática significativa, sensibilidade a componentes ou outros medicamentos que possam causar eventos adversos graves. 

A DEMÊNCIA do senil marionete Joe Biden está se tornando dolorosamente óbvia. ASSISTA o vídeo:

No entanto, as farmácias gastaram meses e milhões de dólares fazendo lobby pelo direito de brincar de médico e prescrever Paxlovid. Os motivos econômicos de tal movimento são claramente a seu favor, pois, ao contrário dos médicos, eles lucram diretamente com a distribuição de medicamentos. Não é surpresa que a Associação Nacional de Farmacêuticos Comunitários tenha comemorado a vitória como uma “correção de curso”. Seu CEO disse:

“Os farmacêuticos são os especialistas em terapia medicamentosa e interação medicamentosa. Este movimento, abrindo sua capacidade de avaliar a necessidade e prescrever Paxlovid, melhorará o acesso oportuno dos pacientes a tratamentos que os ajudarão a mantê-los fora do hospital e vivos”.

Essa pode ser uma afirmação tão absurda de uma organização de saúde quanto o que ouvi durante a pandemia. Nenhum farmacêutico poderia receitar com segurança um novo medicamento com uma quantidade sem precedentes de interações medicamentosas sem um conhecimento profundo da gravidade dos problemas médicos do paciente ou da necessidade crítica de cada um de seus outros medicamentos. Esse fato não passou despercebido à Associação Médica Americana, que saiu temporariamente do coma induzido por ativistas acordados para oferecer críticas qualificadas.

“Embora a maioria dos pacientes positivos para COVID-19 se beneficie do Paxlovid, ele não é para todos, e prescrevê-lo requer conhecimento do histórico médico do paciente, bem como monitoramento clínico de efeitos colaterais e cuidados de acompanhamento para determinar se um paciente está melhorando – requisitos muito além do escopo e treinamento de um farmacêutico”, disse o presidente da Associação Médica Americana, Jack Resneck Jr., em um comunicado. 

A dica está bem aí, no entanto. A AMA está bem com Paxlovid, desde que os médicos o estejam prescrevendo. A autoridade cedente é o problema, e é por isso que a agência chamou anteriormente a ideia de “perigosa na prática e no precedente” quando o governo Biden a propôs pela primeira vez na iniciativa  Test to Treat .

Os casos e mortes de Covid caíram massivamente em relação ao último pico em janeiro. A maioria dos estados suspendeu as restrições e voltou ao normal. No entanto, apenas alguns dias após o FDA fazer esse anúncio, o governo de ‘Dementia’ Joe estendeu novamente a emergência de saúde pública da covid – porque o presidente não pode perder o espectro da covid como ferramenta política.

As taxas de vacinação se estabilizaram e as vendas de Paxlovid atingiram o ponto mais baixo  em abril devido a uma combinação de problemas de oferta e demanda em queda. A Pfizer elevou as expectativas para o medicamento ao alto, e agora precisa cumprir essa promessa. A ação da FDA mostra com que habilidade a empresa usou a pandemia para influenciar agências governamentais e de saúde pública a servir seus acionistas. 

A indústria farmacêutica Big Pharma, liderada pela Pfizer e aliada ao governo federal, está travando uma guerra contra médicos independentes que se recusam a ceder o controle sobre o bem-estar do paciente – e estão vencendo. Se houver alguma esperança de mudança, ela virá em novembro, com as eleições para renovar o congresso. 

A onda vermelha do partido republicano que se forma em nossas costas políticas é a culminação de muitos fatores. A inflação e os preços do gás estão atingindo níveis recordes, e apenas 13% dos americanos acreditam que o país está indo na direção certa. Mas confiar em táticas de medo para distrair os eleitores de volta a ‘Dementia’ Joe é uma estratégia que não é apoiada por condições médicas no terreno. 

Vamos torcer para que quem entrar em Washington nessa onda vermelha do partido republicano enfrente essa luta com integridade. 


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: Em breve haverá um novo papa, será um francês, e será o ÚLTIMO  . . .  A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 [do qual dois marionetes já caíram, Mario Draghi e Boris Johnson], os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *