browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Covid e os Novos Julgamentos de Nuremberg de “Crimes contra a Humanidade”

Posted by on 05/07/2021

Covid e os Novos Julgamentos de Nuremberg de “Crimes contra a Humanidade”: Atualização pelo Dr. Reiner Fuellmich. Uma equipe de mais de 1.000 advogados e mais de 10.000 especialistas médicos liderados pelo Dr. Reiner Fuellmich iniciaram procedimentos legais contra o CDC, a OMS e o Grupo de Davos por crimes contra a humanidade em relação aos danos provocados pelo vírus Covid e as suas “vacinas”.


“O indivíduo é [TÃO] deficiente mentalmente [os zumbis], por ficar cara a cara, com uma conspiração tão monstruosa, que nem acredita que ela exista. A mente americana [humana] simplesmente não se deu conta do mal que foi introduzido em seu meio. . . Ela rejeita até mesmo a suposição de que as [algumas] criaturas humanas possam adotar uma filosofia, que deve, em última instância, destruir tudo o que é bom, verdadeiro e decente”.  – Diretor do FBI J. Edgar Hoover, em 1956


Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Covid e os Novos Julgamentos de Nuremberg de “Crimes contra a Humanidade”

Fonte:  Humans Are Free

O Advogado Reiner Fuellmich e sua equipe apresentam ação legal contra o uso do defeituoso teste PCR e a ordem para os médicos rotularem qualquer morte por comorbidades como sendo essencialmente uma morte de Covid como fraude. O teste de PCR nunca foi projetado para detectar patógenos e é 100% defeituoso em 35 ciclos.

Todos os testes de PCR supervisionados pelo CDC são fixados em 37 a 45 ciclos. O CDC admite que quaisquer testes acima de 28 ciclos não são admissíveis para um resultado positivo confiável.

Isso por si só invalida mais de 90% dos casos / “infecções” suspeitos rastreados pelo uso deste teste defeituoso.

Além dos testes falhos e certificados de óbito fraudulentos, a própria vacina “experimental” viola o Artigo 32 da Convenção de Genebra. De acordo com o Artigo 32 da Convenção de Genebra de 1949, “mutilação e experimentos médicos ou científicos não exigidos pelo tratamento médico de uma pessoa protegida” são proibidos.


As Convenções de Genebra são quatro tratados e três protocolos adicionais que estabelecem  padrões jurídicos internacionais para o tratamento humanitário na guerra. O termo singular  Convenção de Genebra geralmente denota os acordos de 1949, negociados após a Segunda Guerra Mundial (1939–1945), que atualizou os termos dos dois tratados de 1929 e acrescentou duas novas convenções. As Convenções de Genebra definem amplamente os direitos básicos dos prisioneiros de guerra (civis e militares), estabeleceu proteções para feridos e doentes e forneceu proteção para civis dentro e ao redor de uma zona de guerra; além disso, a Convenção de Genebra também define os direitos e proteções concedidos aos não combatentes . Os tratados de 1949 foram ratificados, na íntegra ou com reservas , por 196 países [Fonte}.


De acordo com o artigo 147, a realização de experimentos biológicos em pessoas protegidas é uma violação grave da Convenção de Genebra.

A vacina “experimental” viola todos os 10 Códigos de Nuremberg, que acarretam pena de morte para aqueles que procuram violar essas Leis Internacionais.

As “vacinas” covid não atendem aos cinco requisitos a seguir para ser considerada uma vacina e é, por definição, um “experimento” [genético] e ensaio médico:

-Fornece imunidade ao vírus

Esta é uma terapia genética “vazada” que não fornece imunidade à Covid e afirma reduzir os sintomas, embora a vacinação dupla seja agora de 60% dos pacientes que requerem ER ou UTI com infecções cobióticas.

-Protege os destinatários contra o vírus

Esta terapia genética não fornece imunidade e a vacinação dupla ainda pode pegar e espalhar o próprio vírus.

-Reduz as mortes por infecção por vírus

Essa terapia genética não reduz as mortes por infecção. As vacinas duplas em pessoas infectadas com Covid também não impediram suas mortes.

-Redução da circulação do vírus

Esta terapia genética ainda permite a propagação do vírus, uma vez que oferece imunidade zero ao vírus.

-Redução da transmissão do vírus

Essa terapia genética ainda permite a transmissão do vírus, pois oferece imunidade zero ao vírus.

Grupo de médicos e advogados tem provas de que a pandemia é UM CRIME CONTRA A HUMANIDADE: 


Nosso trabalho no Blog é anônimo e não visa lucro, no entanto temos despesas fixas para mantê-lo funcionando e assim continuar a disseminar informação alternativa de fontes confiáveis. Desde modo solicitamos a colaboração mais efetiva de nossos leitores que possam contribuir com doação de qualquer valor ao mesmo tempo que agradecemos a todos que já contribuíram, pois sua ajuda mantem o blog ativo. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal AGENCIA: 1803 – CONTA: 00001756-6 – TIPO: 013 [poupança] e pelo PIX 211.365.990-53 (Caixa).


“O futuro será encontrar uma forma de reduzir a população … Claro, não seremos capazes de executar pessoas ou construir acampamentos [campos de concentração]. Livramo-nos deles fazendo-os acreditar que é para o seu próprio bem … Vamos encontrar ou causar alguma coisa, uma pandemia que atingirá certas pessoas, uma crise econômica real ou não, um vírus que afeta os idosos, tanto faz, os fracos e os medrosos sucumbirão a ela. O estúpido vai acreditar nisso e pedir para ser tratado.  Teremos cuidado de ter planejado o tratamento, um tratamento que será a solução.A seleção dos idiotas [para abate], portanto, será feita por si mesmos: eles irão para o matadouro sozinhos”.  – Excerto de livro de 1981 de Jacques Attalli [Membro do Grupo Bilderberger, num exemplo de mentalidade dos psicopatas da Elite]


Mais informação adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

3 Responses to Covid e os Novos Julgamentos de Nuremberg de “Crimes contra a Humanidade”

  1. anonimo

    Eu estou tentando não me vacinar.Fui até um clube aqui na minha cidade,ia me vacinar,mas desisti,mas toda a minha família está me pressionando pra vacinar,principalmente meu Pai que é médico,agora quer que eu me vacine no drive-thru de vacinas,a última palavra é dele, ele falou se eu ñ me vacinar eu não moro mais com eles.Eu estou entre a cruz e a espada,pois não quero me vacinar.Psicologicamente eu estou ficando abalado por causa disso.

    • Keanu Reeves

      De uma forma ou outra vamos ser todos obrigados a se vacinar, visto que para voltar ao “novo normal” precisamos ter uma carteira de vacinação indicando que fomos vacinados contra o COVID-19 {O PRÓPRIO BOLSONARO ASSINOU UMA LEI TORNANDO A VACINAÇÃO OBRIGATÓRIA}. E caso queiramos viajar precisaremos do Passaporte Covid-19 {Está aí a ditadura da “saúde”}.

      Eles planejaram tudo perfeitamente para que ninguém passe em branco, lembre que as BIG PHARMA como Thoth postou não se responsabilizam por nenhum efeito colateral futuro.

      Não adianta rezar e nem pedir a Deus que as coisas melhorem atualmente. Está tudo piorando e as pessoas que pensam que voltará alguma normalidade após a vacinação, estão simplismente bovinamente enganadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.