Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Crise no setor financeiro dos EUA: First Republic Bank em vias de sofrer liquidação judicial

O First Republic Bank (FRB), de San Francisco, Califórnia, provavelmente está indo para a liquidação judicial da Federal Deposit Insurance Corp (FDIC), informou a CNBC nesta sexta-feira citando fontes. As ações do FRB caíram mais 19%. O banco não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters. Mais cedo nesta sexta-feira, a Reuters informou que  autoridades dos EUA estão coordenando negociações urgentes para resgatar o banco. As ações do FRC estavam sendo negociadas a US$ 120 no início de março… e caíram para apenas US$ 1 nas negociações após o expediente, caindo 70% nessa sexta . . .

Crise no setor financeiro dos EUA: First Republic Bank em vias de sofrer liquidação judicial

Fontes: ReutersZero Hedge

O ex-secretário do Tesouro, Lawrence Summers, criticou os reguladores de Washington e os gigantes do setor bancário dos EUA por ainda não terem descoberto uma solução para o sitiado banco First Republic Bank.

“Estou surpreso e desapontado com o fato de esta situação continuar a durar tanto tempo, com as ações do banco caindo 95%” e os indicadores de crédito se deteriorando, disse Summers na “Wall Street Week” da Bloomberg Television com David Westin.

“Espero que entre os bancos, o FDIC, as outras autoridades públicas, o melhor caminho a seguir seja encontrado na próxima semana ou 10 dias.”

“São coisas como incêndios florestais, é muito mais fácil evitá-los do que contê-los depois que começam a se espalhar”, disse Summers.

Ele não ofereceu preferência por uma intervenção do FDIC ou por algum exercício “orientado para o setor privado”.

“Mas precisamos descobrir a resposta para essa pergunta o mais rápido possível e seguir em frente.”

Imagine as saídas de depósitos ocorrendo hoje! ‘A questão agora é simples – eles chegarão ao fim sem que o FDIC interfira?

A farsa do First Republic Bank continua…

Depois de relatar saídas de depósitos dramaticamente piores (e fluxos agregados do sistema bancário sugerindo que as coisas estão piorando, não melhorando em abril), o FT relata que houve uma mudança de tom entre os consultores do First Republic Bank em comparação com terça e quarta-feira, quando as ações do First Republic caiu 65 por cento e cresceram os temores de que estava perto de sofrer intervenção pelo FDIC.

As conversas sobre o banco continuam carregadas, e as pessoas alertaram que não estava claro se uma solução seria encontrada. Os bancos relutam em colocar seus acionistas em risco de perdas sem algum tipo de participação do governo.

O que é notável, já que a Reuters relata que, de acordo com três fontes familiarizadas com a situação, as autoridades americanas estão coordenando negociações urgentes para resgatar o banco regional sitiado, já que os esforços do setor privado liderados pelos consultores do banco ainda não chegaram a um acordo.

No entanto, o envolvimento do governo encorajou os executivos do FRB enquanto eles lutam para fechar um acordo que evitaria uma aquisição pelos reguladores dos EUA.

Especificamente, o FT relata que uma proposta que pode ser parte de uma solução final é que alguns dos bancos comprem alguns dos ativos de longo prazo do FRB por mais do que seu preço de mercado atual , permitindo que o credor diminua suas perdas.

Mas pessoas familiarizadas com a situação dizem que isso provavelmente não seria suficiente para estabilizar o FRB por conta própria.

Tenha em mente que os ‘Grandes Bancos’ já colocaram $ 30 bilhões em depósitos no banco em apuros … então o FDIC já tem um grande problema.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *