Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Dados Pessoais de 815 milhões de hindus Vazaram online e estão ‘à venda’

O Hacker que obteve os dados está tentando vender as informações por US$ 80 mil na dark web. Os dados pessoais de 815 milhões de indianos foram recentemente colocados à venda num fórum da dark web, informou a mídia indiana na segunda-feira. O vazamento foi revelado pela empresa de segurança cibernética Resecurity, com sede nos EUA, que relatou a violação no início deste mês.

Dados Pessoais de 815 milhões de hindus Vazaram online e estão ‘à venda’

Fontes: Resecurity

Segundo a empresa, os dados roubados incluem Aadhaars (números de identificação individual que servem como prova de identidade na Índia) e detalhes de passaportes, nomes, números de telefone e endereços temporários e permanentes de milhões de cidadãos indianos.

Os dados foram colocados à venda por um hacker usando o pseudônimo ‘pwn0001’. Eles postaram um tópico nos Fóruns de Violação oferecendo acesso a 815 milhões de registros de “Cidadão Indiano Aadhaar e Passaporte” em 9 de outubro, disse a Resecurity. A unidade de investigação da empresa, HUNTER, contatou o vendedor, que teria dito que venderia todo o conjunto de dados por US$ 80 mil.

Embora o relatório da empresa de segurança cibernética tenha observado que pwn0001 se recusou a especificar como obtiveram os dados, sem os quais “qualquer esforço para diagnosticar a causa do vazamento será especulativo”, um relatório da News18 afirmou que os dados comprometidos poderiam ser do banco de dados do Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR) – o órgão máximo do país para a formulação, coordenação e promoção de pesquisa biomédica. 

O relatório observou ainda que “altos funcionários” de diferentes agências e ministérios foram alertados para esta questão delicada. O Central Bureau of Investigation (CBI) da Índia provavelmente iniciará uma investigação.

Na terça-feira, o Times of India informou que o governo indiano está investigando os vazamentos de dados e não descartou uma “investigação detalhada” se encontrar “evidências suficientes” nas alegações. Segundo o jornal, o ICMR e o Ministério da Saúde da Índia recusaram-se a confirmar ou negar a violação.

Esta não seria a primeira vez que os cibercriminosos têm como alvo o ICMR. Só no ano passado, hackers tentaram invadir os servidores do ICMR cerca de 6.000 vezes, de acordo com o News18. O meio de comunicação, citando fontes familiarizadas com o assunto, disse que as agências indianas já haviam instado o ICMR a tomar medidas de precaução para evitar possíveis vazamentos dos seus dados sobre os cidadãos indianos.


AVISO PARA OS ASSINANTES DO BLOG: Para os leitores assinantes do Blog, que recebiam o link para acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que refaçam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126, devido à problemas técnicos e perda de dados que tivemos com a migração de servidor. Também avisamos aos nossos leitores que estamos preparando uma NOVA VERSÃO do Blog que em breve será disponibilizada para todos.

Convidamos também a conhecerem e seguirem nossas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/th.oth3126/
Facebook: https://www.facebook.com/thoth3126.blog
X (antigo Twitter): https://twitter.com/thoth3126_blog


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *