Eles (a Besta do G-7/OTAN/Khazares) não podem Controlar a Narrativa de Gaza porque muito JÁ foi visto

Muitos progressistas adjacentes à corrente dominante agem como se Gaza fosse um desvio radical do comportamento normal dos EUA, o que é um disparate infantil. Os EUA infligem horrores semelhantes ao mundo o tempo todo; a única grande diferença é : (A) este está sendo transmitido ao vivo e (B) existia um movimento pró-Palestina antes de começar a invasão de Israel.

Fonte: Global Research

No que diz respeito a (B), Gaza ilustra realmente o quanto o império dos EUA se beneficia ao ultrapassar a sua violência militar estrangeira de forma relativamente rápida.

Quando pode passar da propaganda da população sobre a Ditadura X do Mal para a destruição do país em questão e passar para a sua próxima guerra num espaço de poucos anos, não há tempo suficiente para que a consciência pública cresça sobre o quão maléfico é o império.

Passaram-se anos até que se desenvolvesse um consenso dominante de que a invasão do Iraque pelos EUA foi errada, e provavelmente serão necessárias décadas até que haja um consenso geral sobre a merda maligna que o império fez na Síria a partir de 2011 [atendendo a interesses de expansão de território dos sionistas judeus khazares de Israel . . .mas a RÚSSIA interveio à favor de Assad]

Com a Faixa de Gaza, as pessoas previram que isto se aproximava e chamaram-lhe pelo que realmente é [um genocídio] desde o momento em que começou, porque já havia um entendimento político generalizado – pelo menos na esquerda – de que Israel é um projeto colonizador-colonialista assassino genocida e racista e que os palestinos são um povo colonizado e escravizado.

Este entendimento generalizado ocorreu porque o debate Israel-Palestina se arrasta há gerações, pelo que o coletivo do sul global teve tempo suficiente para realmente examinar os fatos e fazer circular os seus argumentos através da consciência pública. Esses fatos e argumentos estavam lá, prontos para serem apanhados, compreendidos e utilizados – mesmo por jovens que são novos na situação – depois de 7 de Outubro.

Portanto, o que realmente prejudica os interesses informativos do império e dos sionistas khazares de Israel hoje é o fato de já existir uma consciência social generalizada sobre a Palestina antes do início do ataque a Gaza por Israel, combinado com os efeitos de expansão da consciência das redes sociais e a facilidade com que as pessoas comuns podem agora circular informações cruas em gravação em vídeo.

O que realmente ilustra o fato de que a consciência e a disfunção não podem coexistir, quer estejamos falando dos humanos como indivíduos ou como um coletivo. Se pudermos realmente ver algo e compreendê-lo profundamente, será muito mais difícil que a depravação e a propaganda funcione.

A Luz da Consciência torna muito difícil o funcionamento de um império que é alimentado por sangue humano, racismo, depravação e propaganda, e é por isso que tanto esforço tem sido feito para apagar as luzes. Apagar as luzes aqui parece circular mentiras e propaganda, matar jornalistas, mulheres e crianças palestinos em números recordes, bloquear a entrada de jornalistas ocidentais em Gaza, proibir o TikTok, reprimir protestos estudantis e difamar todos os que tentam espalhar a consciência de que Gaza é antissemita.

Nesse sentido, estamos realmente vendo aqui uma luta entre as forças da Luz e as forças das trevas – não no sentido que os ideólogos sionistas khazares querem dizer, mas no sentido de que há pessoas que estão tentando espalhar a Luz da Consciência entrando em conflito direto com pessoas que estão tentando apagar essa luz.

E é assim que a humanidade acabará por avançar para a saúde: pela Luz da Consciência que se espalha por toda a nossa consciência coletiva, abrangendo todas as diversas formas em que a nossa espécie ainda é disfuncional.

Esta difusão e ampliação da consciência acontece de maneiras tão diversas como o jornalismo investigativo, o ensino, a pesquisa, o tweet, a criação de vídeos, a escrita de blogs, a informação de outras pessoas em conversas interpessoais e a expansão da sua própria consciência pessoal com disciplinas internas como a meditação e a auto-investigação.

Cada um de nós pode participar neste desenvolvimento da consciência humana à sua maneira, ao longo das nossas vidas, e cada contribuição que fazemos para esse fim faz a diferença. Qualquer coisa que você faça para tornar o invisível visível e lançar a Luz da Consciência sobre áreas de disfunção ajuda a levar a humanidade a um nível mais elevado de funcionalidade, quer você esteja espalhando a consciência da disfunção no mundo, ou em si mesmo, trazendo mais consciência para seus próprios processos internos.

Cada um de nós pode fazer muitas coisas todos os dias para ajudar a mover a humanidade para a Luz, para que um dia possamos nos tornar uma espécie plenamente consciente. Cada um de nós pode cultivar a prática de procurar constantemente oportunidades para expandir a consciência desta forma, de momento a momento.

Em 2024, a situação dos palestinos na Faixa de Gaza é um terreno muito, muito fértil para tal expansão.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth