browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Engenharia reversa de UFOs acidentados criou a RAND Corp. nos EUA (02)

Posted by on 28/08/2017

Rand-engenharia-reversa-tompkins-ufosA história secreta da criação da RAND Corporation para o desenvolvimento de engenharia reversa de sistemas de propulsão Antigravidade de UFOs-OVNIS recuperados pelos militares dos EUA, após acidentes ao entrarem na atmosfera terrestre. As espaçonaves antigravidade nazistas eram similares em design com os UFOs recuperados secretamente pelos militares dos EUA, sugerindo que uma aliança havia sido alcançada entre os nazistas e uma ou mais civilizações extraterrestres. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Engenharia reversa da tecnologia extraterrestre de UFOs acidentados criou a RAND Corporation em 14 de maio de 1948, nos EUA

Fonte: http://exopolitics.org/

Parte 1 AQUI

Em uma entrevista por telefone de 19 de setembro, William Tompkins disse que, além de dois generais, dois almirantes estavam no Douglas Working Group criado pouco depois do incidente de UFO de Los Angeles em fevereiro de 1942, o que acabou por levar à formação de Projeto RAND em 1945.

William_TompkinsO site da RAND Corporation, no entanto, menciona apenas dois generais, Curtis LeMay e Lauris Norstad, na criação do Projeto RAND. Não houve menção dos almirantes da Marinha envolvidos no Projeto RAND, embora, de acordo com Tompkins, a Marinha tenha sido um jogador importante no estudo de espaçonaves com propulsão antigravitacional durante e após a Segunda Guerra Mundial.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Tompkins diz que fez visitas múltiplas às instalações navais em China Lake  e Pennsylvannia, que estavam examinando atentamente os pacotes informativos que ele estava entregando, com base em relatórios de 29 espiões infiltrados na Alemanha em múltiplos projetos aeroespaciais nazistas. Claramente, a Marinha estava interessada em desenvolver uma espaçonave com propulsão antigravidade, mas seu papel não seria reconhecido, até onde o histórico oficial da RAND Corporation estava envolvido.

Somente os oficiais da Força Aérea do Exército seriam reconhecidos pelos historiadores oficiais da RAND, e isso se refletiu na crescente influência da Força Aérea dos EUA que já havia sido recentemente criada (em 18 de setembro de 1947) criada, que tinha suas próprias idéias sobre como lidar com visitantes extraterrestres e a secreta presença nazista em bases na Antártida. No final de 1947, foi tomada uma decisão para separar a RAND da Douglas, como explica o site da RAND :

“No final de 1947, parecia que o Projeto RAND – que já estava operando de forma bastante autônoma – deveria considerar se separar da Douglas Aircraft. Em fevereiro de 1948, o Chefe de gabinete da recém-criada Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) escreveu uma carta ao presidente da Douglas Aircraft Company que aprovou a evolução do Projeto RAND em uma corporação sem fins lucrativos, independente da Douglas”.

De acordo com Tompkins, a separação não foi uma transição tão suave como o site da RAND retrata. Ele disse em sua entrevista de 19 de setembro que cerca de dois terços do pessoal que trabalha no Projeto RAND mudou-se para a instalação de Santa Monica para a recém-criada RAND Corporation, enquanto um terço ficou com Douglas em suas próprias instalações em Santa Monica.

Ilustração com base em testemunho ocular © Copyright 2015 TheObjectReport.com | Alta Resolução Imagem. O Almirante Roscoe Hillenkoetter foi o primeiro diretor da CIA, e foi também um membro de uma organização de pesquisa UFO, o Comitê Nacional de Investigações de Fenômenos Aéreos (NICAP). Em 1960, o New York Times relatou que Hillenkoetter tinha enviado uma carta ao Congresso que incluía a seguinte declaração: “Nos bastidores, oficiais de alta patente da Força Aérea estão sobriamente preocupados com fenômeno UFOs Mas através de segredo oficial e do ridículo, muitos cidadãos são levados a acreditar que os desconhecidos objetos voadores não fazem sentido“. Embora Hillenkoetter lutasse pelo fim do sigilo UFO, ele finalmente parou de comentar sobre o assunto. Alegados documentos secretos que vazaram para ufólogos listam Hillenkoetter como um membro do grupo Majestic 12, uma organização composta de altos oficiais militares das forças armadas e civis criado pelo presidente Truman para gerenciar inicialmente a questão UFO e nossas relações com extraterrestre. O MJ-12 foi o embrião do que mais tarde se tornou o GOVERNO (DE FATO) OCULTO DOS EUA.

É esse remanescente do Projeto RAND que formou o think tank secreto na Douglas Advanced Design, que Tompkins começou a trabalhar no início de 1951 depois de se juntar a Douglas apenas alguns meses antes no final de 1950. Tompkins comparou a separação do Projeto RAND da Douglas como um divórcio traumático, como ele descreve em seu livro, Selected by Extraterrestrials (p.58):

“Eu estava voando em viagens para a Douglas, da Naval Air Station North Island, San Diego, desde a primavera de 1943 … Agora, sete anos depois, fazia mais de um ano desde o divórcio. A atmosfera no Advanced Design estava cheia de tensão e ressentimento irresistíveis. O pessoal que tinha sido forçado a ficar com a família [Douglas Aircraft Company] foi atingido no mais difícil. Aqueles que queriam ficar, mas que tinham que sair, também tinham sentimentos fortes”.

Tompkins passou a descrever sua surpresa em 1951, quando soube que os projetos de desenvolver propulsão à antigravidade eram estudados secretamente pelos cientistas e engenheiros da Douglas em seu grupo de pesquisa secreto e como um think tank separado [o Projeto RAND] havia sido criado para estudar a tecnologia antigravidade:

“Nós ignorávamos totalmente que essa coisa estranha, de fora deste mundo já existia dentro de uma área de engenharia classificada, dentro de uma empresa de aeronaves, que, por sua vez, deveria ter existido dentro de outra área classificada. Outro Think Tank, composto por outras pessoas, também foi encarregado de avaliar os eventos inacreditáveis. [ Selecionado por Extraterrestrials , p. 58]”

Tompkins forneceu um documento confirmando que a tecnologia antigravidade estava sendo estudada pela Douglas Aircraft Company durante esse período. O documento (abaixo) revela que os superiores de Tompkins no think tank da Douglas, Elmer Wheaton e W.B. Klemperer, estavam pesquisando relatórios de UFOs e estudos antigravidade em material aberto.

?

O que o Tompkins diz em seu livro é muito revelador em termos da relação antagônica que se desenvolveu rapidamente entre a RAND Corporation e o grupo de reflexão da Douglas formado pelo pessoal que restou do Projeto RAND: 

“Durante anos, este foi um espinho nos nossos lados. estávamos sujeitos a interrupções contínuas em nossas salas de conferência, por outras pessoas que apareceiam lá para avaliar nossos estudos e conceitos. [ Selecionado por Extraterrestrial s , p. 58]”

Em outras partes em seu livro, Tompkins descreve atos de sabotagem industrial que reafirmaram os esforços da Marinha para trabalhar com o grupo de reflexão da Douglas Advanced Design no projeto de desenvolvimento de futura espaçonaves para s grupos de Batalha Espacial.

Por um lado, os extraterrestres de aparência humana que se pareciam com humanos escandinavos e, portanto, descritos por Tompkins como “Nórdicos”(Tall Whites), estavam ajudando os engenheiros de Douglas a projetar transportadores (Spaceship Carrier) espaciais e cruzadores com tamanho de quilômetros de extensão. Tompkins diz que os extraterrestres nórdicos cultivavam a Marinha dos EUA como futuros aliados nos conflitos militares que estavam ocorrendo no sistema solar com os aliens reptilianos draconianos, e em outros lugares da galáxia.

Por outro lado, de acordo com Tompkins, os reptilianos Draconianos, juntamente com seus aliados nazistas, sabotaram projetos em que a Douglas Advanced Design estava trabalhando para os futuros grupos de Batalha Espacial. no espaço da Marinha. A RAND Corporation, de acordo com o testemunho de Tompkins, estava ligada a essa sabotagem industrial, sugerindo que a RAND e a USAF estavam sendo influenciadas pelos extraterrestres draconianos e cientistas nazistas.

Há dois grandes problemas a serem considerados aqui ao avaliar o incrível testemunho de Tompkins sobre os extraterrestres nórdicos e draconianos usando a Marinha dos EUA e a Força Aérea como seus “procuradores-marionetes” em um conflito galáctico. Ambos relacionam-se diretamente com a história da RAND Corporation e suas atividades atuais.

Em 28 de março de 1949, Washington, DC, EUA – O Secretário de Defesa, James V. Forrestal, recebeu a distinta medalha de serviço do presidente Harry S. Truman.

 

Primeiro, é bem sabido que o ex-secretário da Marinha, James Forrestal, que se tornou o primeiro-ministro da Defesa em setembro de 1947, foi encerrado em uma série de amargas lutas políticas com Stuart Symington, o primeiro secretário da Força Aérea dos EUA (a partir de setembro de 1947 até abril de 1950).

O que não é bem conhecido, de acordo com Tompkins, é que Forrestal foi responsável pelo programa de espionagem da Marinha em descobrir os programas de desenvolvimento (com auxílio dos reptilianos de Draco) de espaçonaves com propulsão antigravidade nazistas e sua aliança com reptilianos draconianos durante a Segunda Guerra Mundial. Tompkins diz que as descobertas do programa de espionagem da Marinha levaram diretamente à ordem da Forrestal para estabelecer o Escritório de Pesquisa e Invenções em maio de 1945 (imagem abaixo).

Forrestal-memo

O papel de Forrestal no programa de espionagem da Marinha foi muito provavelmente um fator significativo na sua promoção para Secretário de Defesa, uma vez que ele estava mais atento às nuances e à extensão do problema. Forrestal foi a favor da divisão dos quatro serviços militares (Exército, Marinha, Força Aérea e Fuzileiros Navais), que surgiram da Lei de Segurança Nacional de 1947, trabalhando juntos para resolver o problema nazista e extraterrestre e revelar mais a verdade ao público em geral .

Symington se opunha firmemente às políticas de Forrestal e foi um fator direto nos eventos que levaram a sua demissão como secretário de defesa em 28 de março de 1949 e seu “assassinato” dois meses depois. Significativamente, este foi o mesmo período em que a colaboração da Força Aérea da Marinha e do Exército no Projeto RAND chegou ao fim, e a RAND Corporation foi lançada sob o domínio da Força Aérea no início de 1948.

Os primeiros integrantes do Grupo Majestic-12 criado para administrar a relação dos militares e governo federal dos EUA com diversas raças de extraterrestres. Com o passar do tempo os seus membros passaram a ter o CONTROLE DO GOVERNO FORMAL ELEITO nos EUA, se transformando no Governo Oculto, controlado pelos alienígenas. Esta situação persiste nos dias de hoje. LINK

Tompkins acredita que Forrestal estava sendo diretamente influenciado por extraterrestres nórdicos que até mesmo se encontraram com ele. No entanto, Forrestal estava em uma pequena minoria entre os decisores políticos que lidavam com o problema nazista e extraterrestre através de um comitê secreto nomeado e criado pelo presidente Truman em 1947 que se chamava Operação Majestic-12 (ver Truman Memo).

Memorandum de criação do Projeto Majestic-12

Em minha entrevista telefônica em 19 de setembro, Tompkins estimou que 75% dos projetos explorados pela divisão de Design Avançado na Douglas foi patrocinado pela Marinha, enquanto 25% foram patrocinados pela USAF. A situação na RAND Corporation era quase o inverso exato, com a USAF sendo o principal patrocinador de projetos militares.

A segunda questão a considerar sobre uma guerra extraterrestre por procuradores dos alienígenas envolvendo programas rivais de desenvolvimento de espaçonaves com propulsão antigravidade da USAF e da Marinha é uma série de testemunhos de denunciantes que a USAF liderou o caminho em um tratado secreto com um grupo de extraterrestres diretamente relacionados com a aliança reptiliana dos Dracos e os nazistas. Em fevereiro de 1955, ocorreu uma reunião na Base da Força Aérea de Holloman, onde o presidente Eisenhower negociou pessoal e secretamente um tratado com um grupo de extraterrestres vinculados aos nazistas chamados os Greys altos .

Conforme descrito no livro, Insiders Reveal Secret Space Programs e Extraterrestrial Alliances, este tratado foi realmente uma rendição negociada. Surgiu como um resultado direto das sobrevoos maciços de OVNIs no verão de 1952, sobre Washington, onde esquadrões de discos voadores nazistas sobrevoaram sobre o cpitólio em Washington DC., em fins de semana sucessivos, e a USAF não podia fazer nada para interceptar e derrubar as espaçonaves com seus aviões da segunda guerra.

O tratado de 1955 levou à infiltração do Complexo Industrial Militar dos EUA por agentes nazistas e extraterrestres. O objetivo era utilizar a mão-de-obra e os vastos recursos industriais dos EUA para a Frota das Trevas (Dark Fleet, conforme Corey Goode) e suas colônias interplanetárias em expansão e missões interestelares em apoio aos extraterrestres reptilianos de Draco, conforme descrito por Corey Goode e Tompkins .

Como afirmou uma série de denunciantes, a USAF trabalhou diretamente com extraterrestres e nazistas por trás do acordo de 1955 para desenvolver grupos (Frotas) de diferentes naves de batalha espaciais com sistema de propulsão antigravitacional nas décadas de 1960 e 1970 para um programa espacial secreto executado pela USAF. Esta cooperação continua em grande parte até o presente dia, e compreende a criação de espaçonaves antigravidade, como o triângulo volante TR-3B que opera fora da Área 51 em Nevada.

A RAND Corporation continua a ajudar a USAF a desenvolver uma política coerente em termos de pesquisa e desenvolvimento global relacionados ao seu programa espacial secreto, que é totalmente independente do programa espacial público da NASA. A RAND, em colaboração com a Força Aérea dos EUA, estudaria secretamente projetos de antigravidade que poderiam, no futuro, ajudar a desenvolver esquadrões da nave espacial antigravidez da USAF.

Uma foto do Tr-3b na Bélgica

Em contraste, até o início da década de 1960, a Marinha dos EUA trabalhou com o Projeto Avançado da Douglas Aircraft na concepção de grupos de batalha espaciais com transportadores espaciais e cruzadores de quilômetros de extensão, como Tompkins revelou recentemente. A Marinha dos EUA finalmente conseguiu desenvolver naves de quilômetros de comprimento, com formato de charuto, para seus grupos de batalha espacial fora de suas instalações de pesquisa classificadas em China Lake, Califórnia e Wasatch Mountains, Utah, em colaboração com grandes empreiteiros aeroespaciais corporativos, como Northrup Grumman e Boeing (que herdou o Antigo think tank da Douglas com sua fusão com a McDonnell-Douglas em 1997).

O Programa Solar Warden mantém uma frota de várias naves espaciais. É constituída por oito enormes naves-mãe em forma de charuto e cerca de quatro dúzias de “navios exploradores” menores. Centenas de “Marines Espaciais” estão em serviço a bordo destas naves e cada nave-mãe tem uma tripulação adicional de aproximadamente 300 cientistas e técnicos a bordo. A Frota Espacial é operada pelo NNSOC (United States Naval Network and Space Operations Command).O hacker escocês Gary McKinnon descobriu a existência de uma Frota Secreta Espacial Fora do Planeta da Marinha dos EUA, enquanto hackeava computadores do Pentágono e até mesmo relação de “oficiais não terrestres”. LINK

Esse sucesso, de acordo com Tompkins, não teria sido possível sem o auxílio secreto de transferencia de tecnologia dos extraterrestres nórdicos (Tall Whites). De acordo com Tompkins e Goode, os primeiros grupos de batalha espacial foram implantados em meados da década de 1980, e atualmente há oito em operação no programa Solar Warden da Marinha .

Tompkins revelou ainda que as reuniões anuais do “West” da Marinha em San Diego (A principal conferência naval e exposição na Costa Oeste), onde as principais empresas aeroespaciais se juntam para compartilhar suas descobertas de pesquisa e desenvolvimento, tem entre seus propósitos o objetivo de encontrar as últimas tecnologias que podem ser úteis para o programa espacial secreto da Marinha. Tompkins diz que ele participou de todas essas reuniões da Marinha nas conferencias “West” desde o ano 2000 e planeja comparecer novamente em 2017, onde tem autorização para participar de reuniões classificadas.

Tourflyeroct2016-300pxGraças ao testemunho notável de Tompkins, sabemos mais sobre a história real da RAND Corporation e algumas das dinâmicas internas do conflito acontecendo nos bastidores envolvendo a Marinha e a Força Aérea dos EUA. Ambos os serviços efetivamente se tornaram proxies-procuradores para diferentes grupos extraterrestres que se infiltraram no Complexo Industrial Militar e no governo dos EUA, que queriam ajudar ou sabotar / atrasar o desenvolvimento de programas espaciais secretos dos EUA. © Michael E. Salla, Ph.D. 

Anúncio : Documentos e denunciantes que revelam a criação de nave espacial antigravidade pertencentes aos programas espaciais secretos dos EUA e o papel de RAND e outras corporações, serão apresentados em uma próxima conferência e workshops em Los Angeles (8 a 9 de outubro) e São Francisco (14 de outubro & 16) pela autora do best-seller Amazon.com Dr. Michael Salla. Mais informações aqui


Nota de Thoth: Acabei de saber que William Milton Tompkins faleceu cedo dia 21 de agosto, em cerca de 2 horas do horário do Pacífico em San Diego, Califórnia. A transição de Bill no dia de um eclipse solar completo nos EUA é mais uma sincronia notável em uma vida longa e produtiva. Além de trabalhar durante décadas com a Marinha dos EUA, liderando corporações aeroespaciais e organizações de apoio da Marinha com múltiplas realizações, Bill decidiu captar sua vida notável com seu testemunho de informação privilegiada sobre o programa espacial secreto da Marinha.


“Conhece-te a ti mesmo e conheceras todo o universo e os deuses, porque se o que tu procuras não encontrares primeiro dentro de ti mesmo, tu não encontrarás em lugar nenhum” – countdown-contagem-regressivaFrase escrita no pórtico do Templo do Oráculo de Delphos, na antiga Grécia.

“A exposição à verdade muda a tua vida, ponto final – seja essa verdade uma revelação sobre a honestidade e integridade pessoal ou se for uma revelação divina que reestrutura o teu lugar no Universo. Por esse motivo é que a maioria (a massa ignorante do Pão e Circo) das pessoas foge da verdade, em vez de se aproximar dela”.  {Caroline Myss}


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *