browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Esperem por ‘mais’ Repressão dos governos em uma Depressão Econômica Global

Posted by on 15/03/2021

Para aqueles que professam preferência por um tipo de governo em relação a outro, uma  realidade feia é que todos eles são feitos do mesmo tecido [ou da mesma M…]. Quer estejamos falando sobre democracia, comunismo, socialismo, fascismo, etc… o forte elo que eles compartilham é de dominação e desejo de controle sobre os povos governados.  Embora vistos como sistemas [aparentemente] muito diferentes com objetivos distintos, cada um está enraizado na promessa que as pessoas devem se sacrificar conforme necessário para “o bem maior”. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Esperem por ‘mais’ Repressão dos governos em uma Depressão Econômica Global

Fonte:  Advancing Time

A principal falha em uma democracia é permitir que uma maioria simples “imponha” seus desejos aos outros. É por isso que nossos antepassados ​​estabeleceram freios e contrapesos na Constituição dos EUA, no entanto, mesmo estes não garantem que a liberdade permanecerá.   

Hoje, o peso do risco e a quantidade de “pele no jogo” não são compartilhados igualmente por toda a sociedade. Com o tempo, nosso sistema financeiro e instituições foram corrompidos pelo capitalismo de compadrio [corrupção e especulação] e por um sistema político que agrada às massas ao trocar favores por bugigangas.

Pode-se argumentar que aqueles que estão no poder não precisam tirar nossa liberdade à força se estivermos dispostos a renunciar a ela ou trocá-la por algumas semanas remuneradas de folga do trabalho. Tampouco precisam ser justos na maneira como farão isso se simplesmente conseguirem que a maioria da população bovinamente aceite seus planos.

As dificuldades econômicas assumem muitas formas

A suspeita de que os políticos dos governos são criaturas egoístas é aparente na velha definição imperial britânica de “comércio”, que usava o livre comércio como cobertura para o domínio militar das nações fracas. Aqueles colocados em uma posição de exploração muitas vezes viram isso apenas como um estratagema promovido por aqueles que desejavam abusar deles. Em suma, abrir fronteiras e desativar o protecionismo simplesmente torna mais fácil roubar as riquezas dos países. A América, como uma criança rebelde da Inglaterra, foi acusada de seguir o mesmo caminho. 

Em meu último artigo intitulado “A primeira depressão inflacionária global é possível”, argumentou-se que o mundo estava caminhando para uma crise econômica devido a vários fatores. O problema é que tal cenário abrange todos os aspectos da vida, desde alimentos e energia até cadeias de abastecimento, geopolítica e possivelmente até a guerra. Este artigo é um esforço para oferecer algumas ideias sobre como os governos podem responder a tal evento com base nas tendências atuais e alguns dos eventos que ocorreram durante a pandemia covid-19. Se aceitarmos a ideia de que os governos são egoístas, corruptos e manipuladores e que a grande maioria das pessoas sofre durante uma depressão econômica, devemos esperar que surjam atritos à medida que a população busca soluções para aliviar sua dor pelo desemprego, fome e lockdowns perpétuos.

Infelizmente, governos em todo o mundo exageraram e esmagaram os direitos dos indivíduos durante a pandemia. As pessoas não puderam viajar, foram trancadas em suas casas, perderam seus empregos e pequenos negócios, foram seguidas por drones e até mesmo presas. Isso pode ter sido apenas uma amostra do que poderíamos esperar se os governos forem pressionados a agir com ainda mais rigor. Muitas pessoas apontaram para o fato de que, no passado, “a guerra sempre foi a resposta” costumava ser usada para tirar nossos olhos dos problemas. Esperançosamente, esse não será o caso, entretanto, muitas das outras opções possíveis na era da vigilância quase total não parecem muito melhores.

É bom lembrar que, no final das contas, aqueles que estão no poder não serão gentis conosco, mas nos jogarão rapidamente sob um caminhão sem pensar duas vezes. Silenciar dissidentes ou aqueles que protestam ou discordam, limitando a liberdade de expressão, é apenas um começo. Os bloqueios e toques de recolher assumem um significado totalmente novo quando aplicados com rigor. Eles podem incluir coisas como prisão domiciliar, corte de energia, derrubar a Internet e a comunicação e até mesmo água para áreas onde a agitação fica fora de controle. Você pode esperar que os governos removam qualquer coisa que nos dê o poder de controlar nosso destino.

O tópico sobre o nosso futuro sempre volta e está diretamente ligado à questão dos empregos que desaparecem à medida que a automação e um exército de robôs marcham em nosso local de trabalho. Isso pode resultar em um futuro que assume uma aparência distópica muito sombria. O medo de ser substituído por um robô ou de ver seu trabalho sendo terceirizado ou eliminado está aumentando. Não se surpreenda se, no final, os deslocados do mercado de trabalho receberem apenas o suficiente para se manterem dóceis e se comportarem. Se e quando isso se tornar um problema, surgirão revoltas, conflitos e violência.

Pessoas protestam contra o último encontro do Grupo Bilderberg e New World Order (Nova Ordem Mundial) no centro de Barcelona © Gustau Nacarino / Reuters

Enquanto algumas pessoas dão crédito a Rahm Emanuel para o uso do provérbio “Nunca deixe  uma boa crise ir para o lixo”, foi Winston Churchill o primeiro a dize-lo, e ele disse isso em meados da década de 1940, quando estávamos nos aproximando do fim da Segunda Guerra Mundial, e a história indica que aqueles que estão no governo prestaram atenção. A única coisa com que podemos contar é que, quando as coisas desmoronam, as velhas frases “deveríamos ter feito mais” ou “teria sido muito pior” sempre fluem dos responsáveis. Sob essa lógica, devemos estar preparados para sermos submetidos a abusos massivos por aqueles com agendas fortes.

Possivelmente, uma das ameaças mais terríveis que enfrentamos decorre da atual combinação dos gigantes do Vale do Silicio, a grande [Big Tech] tecnologia e aqueles que buscam a altamente “elogiada” implantação de um governo mundial. Isso reúne uma série de organizações, governos, empresas, ricos oligarcas, e banqueiros com o objetivo de expandir seu poder e controle.

A reunião em Davos do Fórum Econômico Mundial – WEF não é para nosso benefício, mas mais para plutocratas do tipo como Mark Zuckerberg do Facebook, Bill Gates, George Soros e Jeff Bezos da Amazon, que desejam “quebrar o mundo” com suas agendas implacáveis ​​para trazer mais poder político para as suas mãos.

Recentemente, muita atenção foi dada a algumas das ideias e visões sobre o que o WEF apresentou. Um dos mais poderosos ficou visível quando as relações públicas do WEF divulgaram um vídeo intitulado: “8 Previsões para o mundo em 2030. Sua agenda 2030 oferece um vislumbre revelador do que a elite de oligarcas tecnocráticos reserva para o restante de nós. Promove a ideia de que até 2030 “Você não terá nada. E será feliz. 

Como você começar a lutar ou retroceder uma força que até mesmo incorporou e alavancou o smartphone sempre presente como um dispositivo de vigilância ultra-poderoso ? Ao desenvolver  programas para organizar os dados telefônicos de modo que forneçam inteligência em tempo real sobre cada cidadão e usá-los para orientar e influenciar nossas ações, o poder de controle do Estado foi profunda e absolutamente aprimorado.

A era digital tornou muito mais fácil para os governos monitorar nossos registros e computadores e para formar um caso contra qualquer pessoa, manipulando os dados como acharem adequado. O motivo pelo qual ouvimos tão poucas críticas de nosso governo a essas ações pode ser o fato de sermos os próximos na fila para ter nossa liberdade eliminada. Os governos não são amigos do homem comum. George Orwell escreveu sobre como os governos podem assumir vida própria e criticou o totalitarismo ao longo de seus escritos visionários e proféticos.

O totalitarismo, forma mais extrema e completa de governo autoritário, é um conceito político que define um modo de governo  que proíbe os partidos de oposição, restringe a oposição individual ao Estado e suas reivindicações e exerce um grau extremamente alto de controle sobre a vida pública e privada de todos. O poder político em estados totalitários é geralmente impulsionado por aqueles na extrema esquerda ou direita com agendas fortes e uma campanha de propaganda abrangente, que é disseminada através da mídia de massa pre$$titute$. Os sinais de seu crescimento são freqüentemente marcados pela repressão política, censura, crescente controle sobre a economia, restrição da expressão de ideias e vigilância em massa.

Claro, um grande [e definitivo] passo para os indivíduos perderem o controle sobre suas vidas seria a adoção de uma moeda única mundial. Os responsáveis ​​por nossa máquina financeira indicaram ao público seu desejo de mais poder. Isso significa criar um sistema econômico centralizado verdadeiramente global e uma estrutura monetária mundial altamente controlada, dominada por um culto seleto de oligarcas bancários. Isso, na verdade, tornaria o resto da raça humana seus escravos. As elites bancárias estão se posicionando para evitar a culpa por um desastre [intencional] em que todas as moedas fiduciárias perdem seu valor, vendendo-nos em um elaborado jogo de recuperação econômico-financeira que inclui a conversão para uma nova moeda mundial. Lembre-se de que isso é concebido e perpetuado por aqueles que têm mais a ganhar. 

Tudo isso faz parte da agenda de implantação de uma “Nova Ordem Mundial-NWO” e da ideia de globalização impulsionada por muitos multibilionários oligarcas e líderes mundiais. Afirma que governos maiores e mais cooperativos sob uma única unidade financeira irão beneficiar a todos nós. 

O fato é que os americanos têm muito a perder se o dólar for destronado [e será] e seu [pseudo] valor cair. Aqueles que serão crucificados são os americanos de classe média cuja riqueza está bloqueada ou detém títulos de longo prazo em dólares americanos pensando que são um investimento seguro.  Para os americanos, o destino dos ativos dominados pelo dólar e seu valor quando a poeira finalmente baixar deve ser uma grande preocupação, mas a maioria dos americanos não consegue entender as implicações. 

Durante anos, o FMI vem discutindo a substituição do dólar pelo SDR [Special Drawing Rights – direitos de saque especiaiscomo moeda de reserva mundial. Isso exigiria que os governos fizessem empréstimos da autoridade do banco central mundial, em vez de imprimir moeda para financiar seus programas de infraestrutura.

Com os governos lançando a ideia de não usar dinheiro em espécie e adotar moeda digital, isso lhes daria um controle ainda maior sobre nossas vidas.  Para ser claro, as elites estão se posicionando e meramente esperando por um desastre ou catástrofe geopolítica [fabricado por eles mesmos] tão avassaladora que, quando chegar a hora, elas possam se retratar como nossos salvadores ao implantar esse plano. 

A transição para uma moeda mundial teria um impacto muito maior nos ativos de papel do que nos bens tangíveis. Embora reconheça as falhas do dólar e de nosso sistema atual, passei a acreditar que outras moedas fiduciárias, como o euro e o iene, têm ainda menos mérito. Isso inclui criptomoedas como a bitcoin. 

Independentemente disso, no final, devemos esperar que nos digam o que fazer e não tenhamos uma opção sobre o que está por vir. Se os eventos se desenrolarem da maneira que aqueles que promovem uma moeda mundial única esperam, eles serão capazes de retratar a limpeza de uma bagunça pela quebra financeira global como uma bênção. A verdade é que eles se beneficiarão muito por colocar uma adaga no coração da liberdade. 

Esse ensaio não foi escrito para assustar as pessoas ou como uma previsão de “mais” desgraça, mas para amortecer quaisquer ilusões dos ignorantes do que esta acontecendo nos bastidores, aqueles que estão no topo valorizam aqueles que estão abaixo deles e que desconhecem os seus planos e agenda. 


Nota de rodapé: Abaixo estão vários links para artigos anteriores relacionados aos tópicos mencionados nesta postagem. 

https://brucewilds.blogspot.com/2020/11/world-currency-included-in-endgame-reset.html.  https://brucewilds.blogspot.com/2018/12/liberals-and-conservatives-both-buy.html https://brucewilds.blogspot.com/2019/01/power-of-orwellian-state-almost.html

(A republicação deste artigo é bem-vinda com referência ao Blog de Bruce Wilds / AdvancingTime)


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informações adicionais:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to Esperem por ‘mais’ Repressão dos governos em uma Depressão Econômica Global

  1. Greg Martini

    Hehehe…, Yeah…, cobras da mesma ninhada, todos eles.

  2. rafa

    https://www.youtube.com/channel/UClHemOcPjA2naWSq-E_zTSw/videos
    Canal do Daniel Simões, da uma olhada lá, e se quiser passe la no DuploExpresso é canal sobre politica o Romulus Maya é o curador e apresentador do canal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.