Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Hospício Ocidental: Drag Queen festejada por Kamala Harris acusada de Múltiplas Agressões Sexuais

casa-branca-circo-eua

A “estrela” de Adrag festejada pela VP Kamala Harris na Casa Branca de ‘Dementia’ Joe Biden e visitante da residência oficial do vice-presidente dos EUA foi acusada de múltiplas agressões sexuais entre 2012 e 2020. Darius Jeremy “DJ” Pierce, mais conhecido como a drag “Shangela”, apareceu em inúmeras séries de televisão e é mais conhecido por competir em “Drag Race” de RuPaul e “Dancing With the Stars”.

Hospício Ocidental: Drag Queen festejada por Kamala Harris acusada de Múltiplas Agressões Sexuais

Fonte: American Greatness – De autoria de Debra Heine

As acusações são descritas em detalhes sórdidos em uma denúncia da Rolling Stone  após uma investigação de 16 meses pesquisando as alegações de Agressões Sexuais, revisando documentos judiciais e entrevistando vários acusadores.

O relatório apresenta cinco pessoas que acusaram Pierce de agredi-las sexualmente ou de tentar forçar sexo com elas enquanto estavam embriagadas demais para consentir. 

Os supostos crimes sexuais ocorreram durante um período de seis anos na Louisiana, no Texas, na Califórnia e no Reino Unido, e às vezes envolveram um segundo agressor, de acordo com uma investigação da Rolling Stone. Três dos cinco acusadores, cuja idade na época das supostas agressões variava de 18 a 23 anos, disseram que eram aspirantes a “drag queens” na época.

Numa carta à Rolling Stone, o advogado de Pierce, Andrew Brettler, negou todas as acusações de agressão sexual, chamando as alegações de “falsas e sem suporte de qualquer evidência ou depoimento de testemunha confiável”.

Separadamente, Daniel McGarrigle, ex-assistente de produção de “We’re Here” da HBO, acusou Pierce em maio de 2023  de cometer “agressão sexual, violência de gênero, cárcere privado, negligência e assédio sexual, entre outros crimes” enquanto trabalhavam no programa em 2020.

McGarrigle alegou no processo que ele “vomitou” depois de beber com Pierce antes de acordar com a “estrela drag” “tentando forçar relação homossexual”. O processo alegou que Pierce empurrou McGarrigle enquanto dizia: “Eu sei que você quer e vai aceitar”.

Numa declaração no ano passado, Pierce disse que as acusações eram “totalmente sem mérito” e que “perpetuam estereótipos que são prejudiciais não só para mim, mas também para toda a minha comunidade”.

“Este novo processo nada mais é do que uma tentativa de abalar a mim e a uma empresa de televisão bem conceituada”, disse Pierce. Ninguém deve ser enganado: não tem base de fato nem de direito e não terá sucesso.”

De acordo com a Rolling Stone, “todas as partes chegaram a um acordo em fevereiro e o caso foi arquivado, embora os detalhes permaneçam não divulgados”.

“Este caso foi resolvido e os réus e seus advogados agiram de boa fé”, disse Daniel M. Gilleon, advogado de McGarrigle, à Rolling Stone. “Como tal, sinto que seria inapropriado discutir este assunto ou a sua resolução. Não sei nada sobre as novas alegações, mas certamente reconheço a coragem necessária para uma vítima se apresentar”.

Embora Pierce e seu advogado neguem que as supostas agressões e tentativas de agressões tenham acontecido conforme descrito, o que parece inegável pela investigação da Rolling Stone é que ao longo dos anos ele adquiriu o hábito de se envolver em atos sexuais obscenos com homens muito mais jovens, após supostamente lhes fornecer álcool. .

Esta é a pessoa ativista LGBTQ+ que a vice presidente dos EUA Kamala Harris escolheu convidar para a residência oficial do VP do pais em junho de 2022 para participar de um evento de “Orgulho LGBTQ+” . Harris solicitou especificamente que Pierce viesse vestido como sua persona e alter ego “Drag Queen Shangela”.

A Drag Queen “Shangela”, que agora foi acusado de múltiplas agressões sexuais, fez o discurso de boas-vindas ao evento Pride da vice-presidente Kamala Harris, realizado na casa dos VPs em 2022

O evento aparentemente marcou a primeira vez que a residência oficial do VP dos EUA sediou um evento de “Orgulho LGBTQ+” apresentando um travesti.

Pierce falou sobre a experiência em uma postagem no Instagram, escrevendo: “Acordei hoje me perguntando ‘isso realmente aconteceu?’ … Obrigado Madame @vp por ser uma aliada autêntica e não apenas por realizar este evento LGBTQ+ em sua residência, mas também por me convidar para fazer alguns comentários de boas-vindas.”

Mais tarde,  em dezembro de 2022,  Joe Biden convidou Pierce e outras “celebridades LGBTQ+” para a Casa Branca para comemorar a assinatura da “Lei de Respeito ao Casamento”, que revogou a Lei de Defesa do Casamento (DOMA) e exigiu que o governo federal reconhecesse a validade dos casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo e inter-raciais nos Estados Unidos.

Vestido de travesti, Pierce usou um vestido roxo de lantejoulas e um casaco rosa e lilás e posou novamente com Harris, desta vez na Casa Branca, para uma foto postada no Instagram.

“Que honra ser convidado ontem à Casa Branca por nossos @potus e @drbiden para testemunhar a assinatura da Lei de Respeito ao Casamento”, escreveu Pierce no Instagram. “O tempo estava frio, mas as emoções foram calorosas e confusas… e como uma drag queen cuja comunidade é especificamente visada neste momento, este tipo de inclusão significou MUITO. Obrigado @vp Harris, presidente Biden, @speakerpelosi e todos os envolvidos por sempre serem defensores tão ferrenhos da comunidade LGBTQ+.”

Elon Musk registrou seu desgosto por Pierce em uma postagem no X:

“Os acordados escondem sua maldade em uma cloaca moral”, escreveu ele  em resposta à postagem de Libs of TikTok sobre a história.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *