browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Joe Biden, um marionete senil, pedófilo e louco para presidente dos EUA

Posted by on 21/09/2020

GIF do beijo de Joe Biden assustador - GIFs do beijo de JoeBiden assustadorO aspirante a presidente candidato democrata [o senil marionete] Joe Biden emitiu um alerta severo aos norte americanos, dizendo que “200 milhões de pessoas morrerão” de Covid-19 até o final de seu breve discurso. A matemática maluca [senil] de Biden mais uma vez aumentou a preocupação sobre suas faculdades mentais . Falando na Filadélfia nesse domingo, Biden martelou a maneira como o presidente Donald Trump está lidando com a pandemia do coronavírus, mas uma de suas declarações se destacou no resto do discurso pelo tamanho do erro de cálculo das vítimas da pandemia nos EUA.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Um marionete senil, pedófilo e louco para presidente dos EUA, o candidato democrata Joe Biden

Fontes:  Rússia Today –  The Japan Times

“Estima-se provavelmente que 200 milhões de pessoas morrerão [de covid-19 na América], quando eu terminar esta palestra”, anunciou o candidato democrata à presidência dos EUA , agitando os braços para dar ênfase às suas palavras.

Biden provavelmente estava tentando falar sobre os 199.000 americanos que já morreram de Covid-19 desde que a pandemia começou no início deste ano. No entanto, os comentaristas conservadores viram sua falha como mais uma prova de que o ex-vice-presidente de Barack H. Obama não está mentalmente são em relação às suas capacidades mentais.

O senil Joe Biden já se atrapalhou com os números antes, alegando no início deste verão que mais de 120 milhões de americanos morreram de Covid-19, exagerando o verdadeiro número de mortos por um fator de 1.000. Em fevereiro, ele afirmou durante um debate primário que “150 milhões” de americanos morreram de violência armada desde 2007 – quase metade da população do país.

Se não fosse “trágico” seria hilário eleger um louco, senil e pedófilo para a presidência da principal potência nuclear do planeta. O atual nível de insanidade que se abateu sobre a humanidade é alarmante:

O presidente Donald Trump, candidato à reeleição, fez do ataque à saúde mental de Joe Biden uma tática fundamental em sua campanha de reeleição à presidência. Com Biden se debatendo nos seus discursos, mesmo lendo-os em teleprompters, e contando cada vez mais com esse mecanismo para manter uma mensagem coerente, Trump brincou durante um comício na noite de sábado que seu oponente democrata está “baleado” e tem “metade do cérebro restante”.


Joe Biden obviamente tem demência e deveria renunciar à candidatura presidencial

 Os democratas deveriam ter vergonha de si mesmos. Eles passaram os últimos quatro anos criticando Donald Trump em grande parte por seu estado mental, e com razão. Os pais fundadores incluíram uma cláusula de impeachment na Constituição em grande parte como uma contingência para destituir um presidente exatamente como ele, cujo temperamento, personalidade e estado mental são incompatíveis com os requisitos do mais alto cargo eleito do país.

Trump não é apenas um idiota. Os psicólogos ficaram tão alarmados por terem violado um princípio ético fundamental de sua profissão ao tentar diagnosticá-lo à distância. O transtorno de personalidade narcisista é sua conclusão universal e cabe como uma luva em Trump. Entre as características do NPD está a falta de empatia – não algo que se deseja ou precisa em um líder.

Agora, os democratas estão conspirando para iluminar o povo norte americano, planejando a eleição presidencial de um homem que claramente sofre de demência, o senil Joe Biden. Não é hora de ser “educado”. Estamos falando sobre a presidência dos EUA. Como sempre, precisamos de uma discussão e debate franco e inteligente sobre as questões e sobre os candidatos. É perfeitamente justo falar sobre o ataque cardíaco de Bernie Sanders, bem como sobre a acuidade mental de Biden e Trump.

Ao contrário dos ridículos pontos de discussão democratas atuais, não é preconceituoso apontar isso. Um em cada sete americanos com mais de 70 anos sofre de demência. (Biden tem 77 anos.) Se é idade para falar de demência entre os idosos, é idade para falar sobre imaturidade entre os jovens. Não é necessário nem possível determinar cientificamente se o ex-vice-presidente tem demência. Por outro lado, você não precisa de um astrônomo para saber que o sol nasce no leste. Se você já teve demência, sabe que Biden a tem.

Há tanta culpa em todo mundo por essa M… toda que não consigo descobrir em que ordem colocá-lo. Vou fazê-lo cronologicamente. Existem os chefes do Partido Democrata que, apavorados com a possibilidade de Sanders ganhar a indicação, recrutaram o ex-vice-presidente Joe Biden de uma aposentadoria confortável para concorrer à presidência dos EUA.

Lá está o próprio Biden. Sua família deveria ter pensado melhor antes de permitir uma campanha do cara que inspirou a manchete “Os aliados de Biden flutuam reduzindo eventos para limitar suas gafes monumentais”. Não que gafes sejam o problema. Ou gaguejando. Ou sendo velho. Muitos americanos são tão velhos ou mais velhos que Biden, gaguejam e são mentalmente competentes. Biden não, pois é senil.

Claro que você também tem que lançar um olhar nos ex-rivais de Biden Amy Klobuchar, Pete Buttigieg, Beto O’Rourke, Cory Booker, Kamala Harris e Mike Bloomberg. Só porque o DNC provavelmente os incitou a endossar Biden, não significa que eles teriam que fazê-lo. Nenhum cargo de gabinete ou mesmo de vice-presidente deve ser incentivo suficiente para deixar de lado o bom senso. Elizabeth Warren recebe uma menção honrosa por não ter se manifestado contra Biden e por não endossar Sanders.

Nenhum dos meios de comunicação [PRE$$TITUTE] parece interessado na verdade sobre a condição mental de Joe Biden. Aliados democratas da mídia [PRE$$TITUTE] como CNN, MSNBC, The New York Times e The Washington Post estão interferindo no establishment democrata e em Biden, deixando de fazer perguntas sobre a aptidão mental do candidato. Veículos de direita como a Fox News estão alardeando alegremente o declínio mental de Biden, mas diriam isso mesmo que não fosse verdade. O “quarto estado” abdicou de seu dever de seguir a verdade onde quer que ela conduza.

Ninguém que esteve perto de alguém que está se deteriorando mentalmente com essa doença poderia deixar de ver os mesmos sinais em Joe Biden. Em discussões online, os apologistas de Biden às vezes dizem que um Biden senil é melhor do que um Trump malvado. É realmente onde estamos?

E, finalmente, existem os eleitores. Como cidadão, você não tem nada a ver com votar impensadamente ou menos do que totalmente bem informado. Votar deliberadamente em alguém claramente senil que sofre de demência, ou fazer vista grossa a isso, ou simplesmente ignorar o estado mental de Biden, é algo indesculpável. Eu passei os últimos anos observando o declínio de minha mãe devido à demência causada pelo Alzheimer. Ela tinha sido brilhante. Anos antes de sua morte, no entanto, ela estava tendo dificuldade em estar sob controle. Eu teria votado nela como presidente em 2012, mas não em 2016. Teria sido errado.

Considere os 20 ou mais candidatos à indicação democrata no final do ano passado. Todos eles, exceto um – o senil Joe Biden – eram mentalmente competentes. Marianne Williamson parecia maluca e Tom Steyer era dolorosamente desajeitado, mas ambos estavam no comando completo de suas faculdades mentais. Os democratas literalmente escolheram o pior indivíduo do grupo.

Isso não é sobre politica. Sem dúvida, o histórico de votação de Biden é monstruoso. Ele se opôs ao ônibus escolar, vendeu Anita Hill, votou pela invasão do Afeganistão e do Iraque, apoiou o NAFTA e se gabou do assassinato extrajudicial de Osama bin Laden. E sim, o trabalho seu filho Hunter Biden [um viciado em drogas e alcoólatra] na Ucrânia é a corrupção clássica. Mas esse não é o ponto aqui.

Mesmo se a política de Biden estivesse mais próxima da minha – quadruplicar o salário mínimo, nacionalizar as principais indústrias, banir todas as guerras de agressão, assistência médica e faculdade gratuitas – eu estaria escrevendo esta mesma coluna. Não importa o quão ruim Trump seja. É antiamericano e antipatriótico votar em alguém que sofre de demência mental para um cargo com controle exclusivo sobre os códigos de lançamento de mísseis nucleares.

E quanto a Trump? Com Biden indicado e as pessoas não votarem nele – o que acho que será o caso de qualquer maneira – Trump ganhará um segundo mandato. Não é imperativo impedir isso por qualquer meio necessário?

Como escrevi recentemente, as chances são de que reeleito Trump, como a maioria dos presidentes anteriores, não fará muito durante seu segundo mandato. De qualquer forma, sempre há uma alternativa moral para escolher entre duas opções terríveis. Vote em outro partido, escreva para alguém, não vote. Mas não é tarde demais para os democratas. Biden não precisa ser o candidato democrata. Ele pode e deve se retirar.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

 

3 Responses to Joe Biden, um marionete senil, pedófilo e louco para presidente dos EUA

  1. Gabriel Farias

    Os americanos estão perdidos. Ou elegem um velho gagá ou então reelegem um inepto desmiolado. A onda de líderes incompetentes pelo visto vai continuar.

  2. Ary

    Pesquisando na internet, descobri que Trump tem uma preferência das mais inusitadas. É o partido comunista chines. É… é isto mesmo…os dirigentes chineses preferem Trump ao Biden. Isto poderia parecer paradoxal, uma vez que Trump parece que está a fim de uma guerra contra a China, mas é a pura realidade. Trump é considerado pelos analistas chineses um politico muito previsível, ao contrário de Biden.

    • Rafael

      É essa a intenção do Deep State e da NWO. Fazer parecer que há uma saída do controle deles. Trump parecia ser alguem que não se sujeitaria ao jogo dos Illuminati, mas na verdade ele é mais uma peça do jogo deles, apenas para dar a falsa impressão à massa de néscios de que alguem tentaria combate-los. Todas as cartas estão marcadas, não há saída. Parece pouco animador mas infelizmente é a realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.