Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Macron escapa por pouco de ter seu governo derrubado pela Assembleia Nacional

O governo do presidente francês Emmanuel Macron sobreviveu por pouco a um voto de desconfiança na Assembleia Nacional nessa segunda-feira, evitando um esforço para acabar com sua polêmica reforma previdenciária e derrubar seu governo. Como relata o The Wall Street Journal , a moção de desconfiança liderada por um grupo de centristas ganhou o apoio de 278 legisladores na câmara baixa do parlamento, apenas nove votos a menos da maioria.

Macron sobrevive (por pouco) ao voto de ‘não-confiança’ ao seu governo em meio a violentos e generalizados protestos pela reforma da previdência francesa

Fonte: Zero Hedge

Espera-se que os legisladores votem ainda nessa segunda-feira em uma SEGUNDA moção de desconfiança apresentada pelo partido Rally Nacional de Marine Le Pen.

É improvável que essa medida seja aprovada porque legisladores conservadores e de esquerda disseram que não apoiariam uma moção de desconfiança apresentada pelo partido de extrema-direita.

Como John Cody, do Remix News, detalhou anteriormente,  depois que o presidente francês Emmanuel Macron aprovou a reforma previdenciária sem a votação no parlamento, a reação foi feroz e agora há uma boa chance de que um voto de desconfiança nesta semana possa derrubar seu governo. 

Mesmo que sobreviva à votação, os comentaristas dizem que Marine Le Pen nunca esteve em melhor posição, com a populista conservadora de direita emergindo como a “vencedora” no acirrado debate sobre a reforma da previdência.

França Macron está aprendendo o que significa ir contra o povo. Resistir.”

A decisão de Macron de recorrer ao artigo 49.3 da constituição francesa, que lhe permite contornar o parlamento e aumentar a idade de aposentadoria de 62 para 64 anos por meio de decreto, foi rotulada de “opção nuclear” pela imprensa francesa.

No entanto, dentro do artigo há uma cláusula de que um voto de desconfiança pode ser apresentado dentro de 24 horas após o Artigo 49.3 ser usado e, se for bem-sucedido com votação da maioria, significaria o fim do governo de Macron.

Motins e protestos espontâneos já eclodiram em todo o país, resultando em mais de 258 prisões somente em Paris, mas a imprensa e analistas políticos estão alertando que distúrbios piores estão por vir.

Centenas de milhares tomaram as ruas nas últimas semanas protestando em desafio à reforma previdenciária de Macron, e as pesquisas mostram consistentemente que aproximadamente 75 por cento do público francês rejeita o aumento da idade de aposentadoria.

Paris blindada, manifestações proibidas. Macron tem medo”.

Esses protestos podem ajudar a alimentar a campanha por um voto de desconfiança, com Le Pen anunciando rapidamente que buscaria um voto de desconfiança imediatamente após Macron forçar a reforma da previdência. Até agora, o Rally Nacional de Le Len e o esquerdista France Unbowed se bloquearam quando se tratou de tentativas de remover a primeira-ministra francesa Elisabeth Borne, que continua sendo uma aliada próxima de Macron.

No entanto, o parlamentar liberal Charles de Courson poderia apresentá-lo e, assim, atuar como uma ponte entre a direita e a esquerda. Os liberais, agindo como um intermediário neutro, poderiam permitir que a direita e a esquerda votassem a favor de sua moção. Também foi anunciado que o Liberties, Independents, Overseas and Territories (LIOT Group) deve apresentar uma moção de censura às 14h de hoje também.

Embora as diferentes facções do parlamento tenham permanecido divididas até agora, a ação duvidosa de Macron de forçar a reforma previdenciária sem um voto democrático poderia finalmente unificar a oposição.

{Nota de Thoth: Estes desdobramentos são muito significativos, porque estamos presenciando um movimento lento mas muito firme, em vários países chave, das populações DIZENDO NÃO em alto e bom som, em diferentes frentes das agendas globalistas, khazares, ‘acordadas’, marionetes Rothschild, como Macron, et caterva. Estamos virando a mesa do jogo ao nosso favor, da humanidade, contra déspotas, psicopatas, dementes e tiranos corruptos do meio político que nunca governaram visando o interesse dos povos que os elegeram ou de quem fraudaram as eleições}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“, “acordado” . . .}


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *