New York, atentado de 11-09, a cegueira ainda persiste após 14 anos

wtc-newyork-terrorismo-falso-ataqueQuatorze anos apo?s o 11 de setembro, a cegueira persiste

Thierry Meyssan foi o primeiro a demonstrar a impossibilidade da versa?o oficial efetuada pelos EUA dos atentados do 11 de Setembro ao World Trade Center, e a concluir sobre eles quanto a uma modificac?a?o profunda da natureza e da poli?tica do regime norte-americano.

Enquanto a maioria dos leitores continua a se emocionar com o registro desse dia ele seguiu o seu caminho, e comprometeu-se a lutar contra o imperialismo no Li?bano, na Li?bia e agora na Si?ria. Ele reaprecia aqui esse dia de loucos e da insanidade que tomou conta do planeta.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

New York, atentado de 11 de setembro às torres gêmeas do World Trade Center, a cegueira ainda persiste …

| DAMASCO (SÍRIA)

Os trágicos eventos do 11 de Setembro de 2001, permanecem gravados na memo?ria colectiva de acordo com a moldagem feita pelos meios de comunicação: ataques (terroristas !!) monstruosos atingiram Nova Iorque e Washington. Mas, a jogada de poder que mudou profundamente o mundo, naquele dia, esta? ainda escondida.

manipulação-ocidente-nwo

Por volta das 10 horas da manha? , quando os atentados contra o World Trade Center e o Penta?gono ja? haviam ocorrido, o conselheiro de anti-terrorismo da Casa Branca, Richard Clarke, lanc?ou o programa de «continuidade do governo».

Este programa visa substituir o Executivo e o Legislativo, em caso de destruic?a?o, no caso de uma guerra nuclear. Na?o havia nenhum motivo para ser implementado o programa naquele dia. Ora, desde logo, o presidente George W. Bush foi removido das suas func?o?es em favor de um governo militar.

bush-cheney-rumsfeld

Durante todo esse dia, os membros do Congresso, e as suas equipes, foram levados pelo Poder militar e colocados sob custo?dia em dois bunkers seguros, localizados na proximidade de Washington, no complexo Greenbrier (Virgi?nia Ocidental) e em Mount Weather (Virginia).

So? tendo sido o poder devolvido, pelos militares, aos civis no final do dia, e o presidente Bush so? tendo podido dirigir-se aos seus concidada?os pela televisa?o cerca das 20 horas.

Durante este dia, o ex-presidente George W. Bush vagueou pelo pai?s. Em duas bases militares por onde passou, ele exigiu atravessar a pista num blindado, temendo ser morto por um dos seus soldados. O presidente Vladimir Putin que procurou, durante todo o dia, entrar em contato com ele por telefone, para evitar mal-entendidos e acusac?o?es contra a Ru?ssia, na?o o conseguiu sequer.

Pelas 16 horas, o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, apareceu na televisa?o para dizer aos Norte-Americanos que os israelitas ha? muito conheciam os horrores do terrorismo e compartilhavam a sua dor. Na ocasia?o, ele anunciou que os atentados tinham acabado, o que ele na?o poderia saber sem estar neles comprometido.

No?s podemos discutir, eternamente, as incoere?ncias da versa?o oficial destes atentados, mas na?o ha? lugar para discussa?o quanto a este fato: o programa de continuidade do Governo foi ativado sem raza?o. Em qualquer pai?s a remoc?a?o do presidente, e a detenc?a?o de parlamentares, por parte do exe?rcito tem um nome: e? um golpe de Estado militar.presstitutes-don't trust

Pode-se objectar que o presidente Bush retomou o seu cargo no final do dia. Ora, era isto precisamente o que aconselhava o neo-conservador judeu-americano Edward Luttwak no seu livro Manual do golpe de Estado. Segundo ele, um golpe de Estado bem executado e? aquele do qual ningue?m toma conscie?ncia, porque mante?m no poder aqueles que o exercem mas lhes impo?e uma nova orientac?a?o poli?tica.

Neste dia foi validado o princi?pio do estado de emerge?ncia permanente, nos Estados Unidos. O que foi logo traduzido na pra?tica, em ac?a?o, com o Patriot Act dos EUA (Lei de defesa Patrio?tica). E, foi igualmente validado o princi?pio das guerras imperialistas. Foi oficialmente confirmado pelo presidente Bush, alguns dias depois, em Camp David: os Estados Unidos deveriam atacar o Afeganista?o, o Iraque, a Li?bia, a Si?ria via Li?bano, o Suda?o e a Soma?lia, e por fim o IRÃ.

golpe-estado-livroAte? o momento, apenas metade deste programa foi realizado. O presidente Obama anunciou ontem a? noite que o iria continuar na Si?ria.

A maior parte dos aliados dos Estados Unidos recusaram-se, ha? 14 anos atra?s, a encarar a evide?ncia, e privaram-se assim de prever a poli?tica de Washington. Se apenas se pode julgar a verdade com o tempo, estes 14 anos foram certeiros: tudo o que foi anunciado — e que os meus cri?ticos qualificaram de «anti-americanismo»— aconteceu. E, por exemplo, eles ficaram estupefatos quando a OTAN se apoiou na Al- Qaida para derrubar a Jamahariya a?rabe na Li?bia.

Eu sinto-me orgulhoso por ter alertado o mundo para este golpe, e para as guerras que se lhe iriam seguir, mas triste por ver que a opinia?o pu?blica ocidental esta? perdida numa discussa?o quanto a? impossibilidade, material, da versa?o oficial.

Chamo a atenc?a?o, no entanto, que certos elementos desse dia ainda permanecem escondidos, tais como o ince?ndio que destruiu os escrito?rios do Edifi?cio Eisenhower, o anexo da Casa Branca, ou ainda o mi?ssil registrado pela televisa?o de Nova Iorque disparado diante do World Trade Center.

A guerra continua a destruir o mundo muc?ulmano, enquanto os ocidentais, decididamente cegos, prosseguem os seus debates sobre o colapso das torres gêmeas do WTC em New York.

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

thoth-reversowww.thoth3126.com.br

5 respostas

  1. Devemos buscar orientação interna (a verdadeira) ouvindo nossa voz interior que nos conecta com a vontade e os planos do Criador para nós como indivíduos e como coletividade, dando valor às mensagens que nos chegam através das meditações e pelos sonhos, orientações vindas de nosso Eu Superior o “Pai” em cada um).

    Como ouvir essa voz? E, como saber que estou ouvindo essa voz?

    1. Caro Gilberto, é somente através do ESFORÇO pela própria EVOLUÇÃO, que determinados sentidos e faculdades se desenvolvem. Foi dito há muito tempo:

      “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Mateus 7:7
      E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; Lucas 11:9
      Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. Mateus 7:8
      Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. Lucas 11:10”

      Muita Luz e Paz.

  2. meus amigos o foco do atentado não é guerra, e nem petroleo como muita gente acha.
    vou dar apenas uma dica,
    o foco da elite e energia psiquica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.327 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth