browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

“Nós falhamos”: jornal da Dinamarca pede desculpas por publicar narrativas oficiais enganosas da COVID SEM QUESTIONÁ-LAS

Posted by on 13/01/2022

Em agosto, o principal jornal da Alemanha, o Bild, pediu desculpas pela cobertura do Covid, motivada pelo medo, com uma mensagem especial para as crianças, que foram informadas “de que elas iriam infectar e matar seus avós”. Agora, um jornal na Dinamarca pediu desculpas publicamente por relatar narrativas enganosas do governo em torno da pandemia de Covid-19 sem questioná-las .

“Nós falhamos”: jornal da Dinamarca pede desculpas por publicar narrativas oficiais enganosas da COVID SEM QUESTIONÁ-LAS

Fonte: EkstraBladetZero Hedge

Nós falhamos “, diz a manchete do artigo do tablóide Ekstra Bladet , que passa a admitir que “Durante QUASE dois anos, nós – a imprensa e a população – estivemos quase hipnoticamente [bovinamente] preocupados com os números diários de coronavírus emitidos pelas autoridades”).

Um dos maiores jornais da Dinamarca está se desculpando por seu fracasso jornalístico durante o COVID-19, publicando apenas mensagens oficiais do governo sem questioná-los”.

Leia o restante do MEA CULPA abaixo:

OLHAMOS para as oscilações do pêndulo numérico quando se tratava de infectados, internados e falecidos pela covid. E nos foi dado o significado dos menores movimentos do pêndulo apresentados por “especialistas, políticos e autoridades”, que constantemente nos alertam sobre o “monstro corona” adormecido debaixo de nossas camas. Um monstro apenas esperando que adormeçamos para que possa atacar na escuridão e na calada da noite.

O estado de alerta mental constante esgotou-se tremendamente em todos nós. É por isso que nós – a imprensa – devemos também fazer um balanço dos nossos próprios esforços. E NÓS FALHAMOS.

NÃO fomos vigilantes o suficiente no portão do jardim quando as autoridades foram obrigadas a responder o que realmente significava que as pessoas estavam hospitalizadas com covid e não por causa da covid. Porque faz a diferença. Uma grande diferença. Exatamente, os números oficiais de hospitalização mostraram ser 27% maiores do que o número real de quantos há no hospital, simplesmente porque eles têm covid. Só sabemos disso agora.

É CLARO que são, antes de tudo, as autoridades responsáveis ​​por informar a população de forma correta, precisa e honesta. Os números de quantos estão doentes e morreram de covid devem, por razões óbvias, ter sido publicados há muito tempo, então teríamos a imagem mais clara do “monstro” debaixo da cama.

EM TODAS as mensagens das autoridades e dos políticos ao povo nesta crise histórica eles deixaram muito a desejar. E, portanto, eles mentem quando partes da população perdem a confiança neles.

OUTRO exemplo: As vacinas são constantemente referidas como nossa ‘super arma’. E nossos hospitais são chamados de ‘super-hospitais’. No entanto, esses super-hospitais estão aparentemente pressionados ao máximo [cheios de infectados], embora quase toda a população esteja vacinada com uma [pseudo] “super arma”Até as crianças foram vacinadas em grande escala, o que não foi feito em nossos países vizinhos.

EM OUTRAS PALAVRAS, há algo aqui que não merece o termo ‘super’. Sejam as vacinas, os hospitais ou uma mistura de tudo isso, é o lance que cada homem tem que descobrir. Mas pelo menos a comunicação das autoridades à população não merece de forma alguma o termo ‘super’. Muito pelo contrário.


Outros meios de comunicação [tão PRE$$TITUTE$] terão a integridade jornalística para seguir o exemplo dos jornalistas dinamarqueses ? Talvez a queda abismal da audiência da [“rainha das Pre$$titute$” ] CNN não caísse 90% em relação ao ano passado na faixa demográfica de 25 a 54 anos se eles simplesmente admitissem sua cumplicidade em vomitar propaganda do governo sem nunca perder o fôlego.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.