Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Nova Zelândia é um Teste para a NWO Tiranizando sua população?

Na esteira dos bloqueios e tirânicos mandatos pandêmicos covid, muitas nações e estados ocidentais e os EUA testemunharam um novo nível de intrusão do governo que abriu os olhos na vida cotidiana dos seus cidadãos. Alguns, no entanto, lidaram com cenários tirânicos piores do que outros. A Nova Zelândia, em particular, apareceu várias vezes nos últimos dois anos com algumas das restrições mais draconianas ao público e, infelizmente, a tendência não parou apenas porque os bloqueios pandêmicos pararam. 

Nova Zelândia é um Teste para a NWO Tiranizando sua população?

Fonte: Global Research

A pequena nação insular no extremo do hemisfério sul parece ter a intenção de estabelecer o padrão para políticas autoritárias e microgerenciamento do governo, e uma série de leis recentes estão mostrando a realidade de que eles não pretendem ceder.

Flashback: Em 2018, a Nova Zelândia proibiu toda a exploração de perfuração de petróleo offshore em nome da instituição de um “futuro neutro em carbono”, o que significa que restrições rígidas de energia estão por vir na Nova Zelândia à medida que a década avança.

Em 2019, a NZ proibiu todas as armas semiautomáticas após o tiroteio na mesquita de Christchurch, punindo milhões de cidadãos cumpridores da lei pelos crimes de um único homem. A evidência em vídeo do tiroteio em Christchurch é suspeitamente ilegal na Nova Zelândia, e qualquer um que for pego visualizando ou baixando o evento pode ser processado. As proibições de armas foram aplicadas bem a tempo dos bloqueios pandêmicos.

Em 2020, o governo introduziu uma legislação de censura na Internet que lhes daria o poder de filtrar seletivamente “conteúdo perigoso”. A maioria das disposições acabou sendo descartada após uma forte reação pública, mas a censura futura continua sendo uma prioridade para o governo.

Em 2021, a primeira-ministra da Nova Zelândia e associada do Fórum Econômico Mundial, a marionete Jacinda Ardern, admitiu abertamente a construção de uma sociedade de dois níveis na qual os vacinados desfrutam de acesso normal à economia, viagens e interação social, enquanto os não vacinados seriam deliberadamente sufocados com restrições, até que eles “escolhessem” obedecer e aceitar as injeções de mRNA.

Deve-se notar que Ardern e o governo da Nova Zelândia foram alertados em várias ocasiões em 2021 por profissionais médicos sobre os riscos de miocardite para pessoas de 30 anos ou menos associados às vacinas mRNA. Eles ignoraram os avisos e avançaram com campanhas de vacinação em massa de qualquer maneira, incluindo tentativas de introduzir passaportes de vacinas.

No entanto, isso não foi necessariamente único, já que muitos países ocidentais descartaram preocupações semelhantes com vacinas e tentaram promover os passaportes. Dito isso, a Nova Zelândia foi uma das poucas no oeste que construiu campos covid reais projetados para encarcerar pessoas com o vírus em quarentena forçada. Os campos, referidos como “instalações de quarentena obrigatória”, eram administrados pelos militares da Nova Zelândia, não deixando dúvidas de que eram prisões e não resorts.

A primeira-ministra, marionete da agenda WEF, foi finalmente forçada a descartar um grande número de mandatos covid no ano passado, à medida que aumentavam as evidências de que bloqueios e o uso de máscaras eram praticamente inúteis para impedir a propagação do vírus e que as vacinas não necessariamente interrompem a infecção e a transmissão do vírus. 

O fato de os vacinados agora representarem a maioria das mortes por covid é prova suficiente de que as vacinas não funcionam como as autoridades originalmente prometeram que funcionariam. O processo de centralização do poder não parou, porém – As táticas simplesmente mudaram.

A Nova Zelândia introduziu uma infinidade de leis opressivas pós-covid que se somam a uma atmosfera sufocante de repressão da liberdade para o público.

Em novembro, o governo implementou uma lei que obriga as grandes instituições financeiras a divulgar os riscos climáticos associados aos seus investimentos. As implicações são de longo alcance e, aparentemente, isso pressiona bancos e credores para evitar o financiamento de empresas que representam um “risco de emissões de carbono”

Ou seja, se você deseja um empréstimo de um banco e o governo determina que você é um “poluidor de carbono”, provavelmente não obterá o empréstimo. Isso pode incluir qualquer coisa, desde grandes fabricantes até fazendas de gado leiteiro.

Falando em fazendas, a NZ proibiu o uso de criação de galinhas em gaiolas em todo o país, criando uma enorme escassez de ovos que levou a preços altos (isso está ocorrendo coincidentemente logo após o governo dos EUA abater mais de 50 milhões de galinhas em 2022 devido a “surto de gripe aviária”, também causando elevação dos preços na América).

Esta sentindo-se estressado com essa bagunça e quer fumar um cigarro? Esses também estão sendo banidos na Nova Zelândia. Em um movimento sem precedentes, o governo aprovou uma lei que proíbe qualquer pessoa com menos de 18 anos a partir de 2023 de comprar cigarros por toda a vida. Ou seja, os cigarros serão gradualmente eliminados à medida que a geração mais jovem envelhece. Os cigarros são um risco para a saúde? Sim. Mas os governos afirmam que os custos da medicina socializada lhes dão uma razão para controlar os hábitos pessoais das pessoas. Hoje são os cigarros; amanhã pode ser qualquer coisa que os burocratas considerem insalubre, independentemente da ciência real.

E isso nos leva à mais recente medida autoritária da Nova Zelândia, a Lei de Produtos Terapêuticos, que, se aprovada, dará ao governo ampla autoridade para administrar e restringir a fabricação ou venda de suplementos naturais à saúde. Quer evitar as grandes farmacêuticas da Big Pharma e seus venenos, seus produtos não testados cuidando do seu próprio corpo? Você não tem permissão. Alternativas serão apagadas deixando apenas as drogas e as mortais vacinas.

Este não é apenas o resultado final da queda ocidental na tirania do socialismo, a Nova Zelândia e o seu povo parece apresentar ser um caso de teste para o aumento das violações das liberdades individuais e da possibilidade de escolha individual. A Nova Zelândia poderia fornecer uma visão do futuro para muitas outras nações, caso as populações ocidentais continuem a responder passiva e bovinamente à perda de todas as suas liberdade em contagotas.


E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a BESTA. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; Vencerão os que estão com Ele, Chamados, e Eleitos, e Fiéis. E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta [ROMA], são povos, e multidões, e nações, e línguas“. – Apocalipse 17:12-15

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é nabucodonoor-estatua-daniel.png

A estátua do sonho de Nabucodonosor, um símbolo daquilo que a humanidade construiria na Terra. Os dias de insanidade da atualidade estão contados, muito em breve, a “Grande Prostituta“, a cidade de Roma será varrida da face da Terra, dando início a derrota completa dos servidores das trevas e o fim de seus planos nefastos para o controle do planeta. Em 2023 o Brasil terá um papel decisivo na guerra entre a Luz e as trevas.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *