browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Omicron: Nós avisamos que a Farsa Covid nunca Teria Fim

Posted by on 03/12/2021

Lembram-se de quando ‘Herr” Dr. Anthony Fauci e o governo pagaram a “profissionais” médicos para dizerem que os norte americanos precisavam se mascarar [usar focinheiras] e ficar em casa por duas semanas para “achatar a curva” sobre a ‘ macabra’ pandemia? Lembram-se quando eles voltaram duas semanas depois e disseram que precisavam de mais algumas semanas? Lembram-se como eles recuaram um pouco dos bloqueios e distanciamentos e depois voltaram com demandas por mais? Lembram-se de 2019, quando as pessoas não estavam encolhidas em suas casas e atrás de máscaras na face por causa de um vírus com uma IFR ( taxa de mortalidade por infecção) média de apenas 0,27% ? Lembram-se disso?

Omicron: Nós avisamos que a Farsa Covid nunca Teria Fim

Fonte: Alt Market

Bem no início da resposta à pandemia, eu e muitos outros “teóricos da conspiração” na mídia alternativa advertimos que os mandatos e bloqueios nunca acabariam; eles foram feitos para durar para sempre. Eu previ isso com base em declarações feitas pelos próprios globalistas e as instituições que elaboram políticas de respostas covid para governos nacionais. Em meu artigo ‘Ondas de mutilação: tirania médica e a sociedade sem dinheiro’, publicado em abril de 2020, apresentei comentários do globalista Gideon Lichfield, do MIT, baseados em documentos publicados pelo Imperial College de Londres. No artigo intitulado ‘Não estamos voltando ao normal’, ele descreve o futuro do mundo sob a tirania médica em nome da Covid-19:

“ Para parar o coronavírus, precisaremos mudar radicalmente quase tudo o que fazemos: como trabalhamos, nos exercitamos, nos socializamos, fazemos compras, administramos nossa saúde, educamos nossos filhos, cuidamos de parentes.

Todos nós queremos que as coisas voltem ao normal rapidamente. Mas o que a maioria de nós provavelmente ainda não percebeu – mas perceberá em breve – é que as coisas não vão voltar ao normal depois de algumas semanas, ou mesmo alguns meses. Algumas coisas nunca vão acontecer. ”

Ele continua:

“ Enquanto alguém no mundo tiver o vírus, as fugas podem e continuarão ocorrendo sem controles rígidos para contê-las. Em um relatório ontem, pesquisadores do Imperial College London propuseram uma maneira de fazer isso: impor medidas de distanciamento social mais extremas toda vez que as admissões em unidades de terapia intensiva (UTIs) começarem a aumentar, e relaxá-las cada vez que as admissões caírem … ”

Lichfield argumenta:

“No final das contas, porém, prevejo que restauraremos a capacidade de socializar com segurança, desenvolvendo maneiras mais sofisticadas de identificar quem é um risco de doença e quem não é, e discriminar – legalmente – aqueles que são risco.

… Imagina-se um mundo em que, para entrar num voo, talvez tenha de se inscrever num serviço que monitorize os seus movimentos através do telemóvel. A companhia aérea não seria capaz de ver para onde você foi, mas receberia um alerta se você estivesse perto de pessoas infectadas conhecidas ou pontos críticos de doenças.  Haveria requisitos semelhantes na entrada de grandes locais, prédios do governo ou centros de transporte público. Haveria scanners de temperatura em todos os lugares, e seu local de trabalho pode exigir que você use um monitor que monitore sua temperatura ou outros sinais vitais. Quando as boates pedem um comprovante de idade, no futuro podem pedir um comprovante de imunidade – uma carteira de identidade ou algum tipo de verificação digital por meio de seu telefone, mostrando que você já se recuperou ou foi vacinado contra as últimas cepas de vírus. ”

Dois anos depois (em vez de duas semanas), a farsa covid continua. Por farsa, quero dizer que o vírus existe, MAS não é uma ameaça à saúde para a grande maioria do público, mas os governos e a mídia pre$$titute$ continuam a temer que sua existência seja mais difundida enquanto tentam forçar as pessoas a aceitar vacinas experimentais sem testes de longo prazo para provar que são seguras. Em quase qualquer país onde a maioria das pessoas foi desarmada ou em qualquer país com chance mínima de um motim, os totalitários corruptos e traficantes do medo pela covid estão correndo para agarrar cada grama de poder que puderem antes que a população perceba o que está acontecendo.

Eu poderia continuar descrevendo a montanha de fatos científicos e evidências que desmascaram completamente o pânico criado sobre a covid, mas já fiz isso em vários artigos . Eu poderia falar sobre o fato de que 99,7% ou mais das pessoas não correm perigo de morte por covid e apenas uma pequena porcentagem daqueles hospitalizados pelo coronavirus têm efeitos colaterais de longo prazo para a saúde. Eu poderia mencionar o fato de que países com altas taxas de vacinação, como Israel ou Irlanda, também têm as maiores taxas de infecção e numerosas mortes de pessoas totalmente vacinadas. Eu também poderia mencionar que a imunidade natural foi comprovada em estudos na maioria dos países “vacinados” como sendo superior em todos os aspectos à vacinação. Os autoritários não querem ouvir.

Na Nova Zelândia e na Austrália, que já foram supostos bastiões da democracia e da liberdade ocidentais, os cidadãos estão agora presos aos caprichos dos burocratas ao primeiro sinal de um teste PCR positivo. Venho dizendo há meses que se você quiser ver o futuro que o sistema instituído pretende para os americanos e demais países do globo, basta dar uma olhada em países como a Austrália, onde eles estão na verdade construindo campos de prisioneiros covid operados pelos militares. Pessoas já foram presas tentando escapar desses complexos. Não, isso não é teoria da conspiração, isso é fato.

Nesses campos, você está sob o controle total do governo. Como em qualquer prisão, eles alimentam você quando querem alimentá-lo, restringem seus movimentos, isolam você de amigos e familiares, etc. Seu tempo nos campos pode até ser “estendido” pelos administradores sem supervisão se eles determinarem que você pode ter “se comportado mal”. Isso mesmo, não é sobre o quão contagioso você é, não é sobre a ciência, é sobre o quão submisso você é.

E, realmente, isso é tudo o que a resposta à [pseudo] pandemia covid sempre tratou.

Veja uma nação como a Áustria, que tem 65% de vacinação e taxas de infecção cada vez maiores. Eles decidiram que as pessoas não vacinadas são as culpadas, por isso ordenaram que qualquer pessoa sem prova de vacinação se submetesse ao bloqueio. Depois disso, suas infecções e mortes aumentaram ainda mais. Assim, em vez de admitir a conclusão óbvia e lógica (que as vacinas não funcionam, ou pelo menos e também que os bloqueios não funcionam), eles ordenaram um bloqueio para TODOS . Por que? Para esconder o fato de que os não-vacinados não são o problema.

Para ser claro, o pico inicial que levou aos bloqueios na Áustria foi de cerca de 300 mortes, a grande maioria delas entre idosos . Na Áustria, os pacientes em lares de idosos representam cerca de 36% de todas as mortes suspeitas. Para ser claro, eles estão eliminando a liberdade de 9 milhões de pessoas e estrangulando sua economia com um pico de 300 mortes. Pessoas morrem todos os dias em grande número de uma série de doenças transmissíveis. Isso é um fato da vida, não é algo para ser usado como arma política e social.

Para dar um passo adiante, a Áustria também está ameaçando um projeto de lei de vacinação obrigatória que permite multas e prisão para os não vacinados. O status da vacinação será determinado pelo governo e as doses de reforço podem ser exigidas a qualquer momento. Só porque você está totalmente vacinado agora, não significa que será considerado totalmente vacinado amanhã. Isso nunca vai acabar.

Os dados mostram que a vacinação faz pouco ou nada para diminuir as taxas reais de infecção ou mortes; houve mais mortes suspeitas em 2021 do que em 2020, apesar da proliferação das vacinas este ano. Ou seja, as vacinas foram introduzidas este ano e, no entanto, houve mais mortes pela covid do que no ano passado. Não é estranho?

A grande mídia de jornalistas pro$tituta$ afirma que isso agora é uma “pandemia de não vacinados”. Eu acho que eles deveriam dizer isso aos muitos milhares de pessoas totalmente vacinadas infectadas e centenas delas morrendo em estados como Massachusetts, onde eles realmente rastreiam casos de covid. Claro, a mídia ainda canta elogios às vacinas, apesar desses “pequenos soluços”.

Se as vacinas realmente funcionassem, não haveria necessidade de vacinações obrigatórias. As pessoas que são vacinadas seriam protegidas e as pessoas que não são vacinadas assumem os riscos individuais. O culto covid parece não entender a lógica aqui – ou as vacinas são eficazes e não há necessidade de torná-las obrigatórias, ou não são eficazes, o que significa que torná-las obrigatórias é inútil.

Mas, novamente, a lógica e a ciência não são o ponto – o controle é o ponto. É uma justificativa infinita para controle infinito. Isso nunca vai acabar.

A realidade é que a ambiciosa agenda da tirania não foi tão eficaz se olharmos para o quadro geral. Se a meta é 100% de vacinação e controles de passaporte perpétuo de vacinação usando reforços regulares e anuais como um mecanismo de dominância a longo prazo (tirania médica), então, até agora, o plano falhou. Alguns países caíram no inverno longo e covid, mas muitos outros não. Quase todos os estados conservadores dos EUA estão em total desacordo com os mandatos e os tribunais federais bloquearam as tentativas do senil marionete Joe Biden de contornar a constituição. Se os estados vermelhos da América resistirem, isso dará esperança a outros. Então, o que resta para os comerciantes do poder do establishment fazerem?

Isso é fácil … eles simplesmente fazem mais do mesmo.

Entramos na nova e fulgurante variante Omicron da covid, algo que nós, “teóricos da conspiração”, temos alertado nos últimos dois anos. Essa é a beleza da narrativa da pandemia quando se trata de construir um regime autoritário global; os vírus estão sempre mudando e novos vírus podem ser desenvolvidos, se necessário. Portanto, sempre há uma nova ameaça para assustar o público e sempre um novo motivo para trancá-los em suas casas ou exigir que abram mais ainda mão de sua liberdade. É um ciclo vampírico sem fim que lentamente drena a liberdade de uma população.

Deixe de lado o fato de que os médicos que descobriram o Omicron na África do Sul o rotularam como uma variação leve de covid e não uma ameaça significativa ao público. Isso faz todo o sentido. Na grande maioria dos cenários de pandemia, os vírus tendem a evoluir para versões um pouco mais infecciosas, mas muito menos mortais do que a cepa original. Mas isso não está impedindo a mídia e os cientistas do governo de gritarem assassinatos sangrentos sobre a Omicron e até mesmo sugerir que desta vez o vírus covid “pode” evoluir para se tornar mais mortal ao invés de menos.

Isso deve ser feito. Eles não têm mais nada e se perderem a ‘pandemia’ covid, perdem uma das melhores oportunidades que já tiveram para o controle centralizado de quase todos os indivíduos na Terra.

O medo do covid e suas inumeráveis variantes está diminuindo. Centenas de milhões de pessoas não estão mais dispostas a abrir mão de suas liberdades por causa de uma pandemia exagerada e farsesca com um IFR de 0,27%. Muitas pessoas que são vacinadas estão lutando contra os mandatos ao lado dos não vacinados. A maioria de nós não é obesa. A maioria de nós não tem 80 anos e está em uma casa de repouso. A maioria de nós não tem doenças preexistentes. Todos esses são fatores que constituem a maioria das mortes covid. Muitos de nós já tivemos covid e facilmente sobrevivemos, o que significa que temos imunidade natural que é entre 13-27 vezes mais eficaz em impedir infecções futuras do que as vacinas. Sem mais exageros e mais variantes, a festa dos globalistas vai terminar, e eles não gostam nada dessa ideia.

Se o público puder tirar a cabeça da névoa da propaganda por um momento e se recompor, ele pode perceber que foi feito o alvo de uma campanha de terror em massa. Eles podem ficar com raiva. Eles podem exigir investigações. Eles podem até exigir que algumas cabeças globalistas rolem. Então, prepare-se para que o Omicron permaneça nas manchetes por meses, e então a próxima mutação e a próxima mutação e a mutação depois dela, as nauseam. Os globalistas e oportunistas políticos continuarão com o ‘circus’ até que consigam o que querem ou até que sejam totalmente removidos da equação. Isso nunca vai acabar, a menos que acabemos com eles.


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é controle-mental-escravos-sistema.jpg

Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.