browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Os Planos khazares para Destruir a Rússia e a Ucrânia, pelo líder Chabad, Menachem M. Schneerson

Posted by on 13/04/2022
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é khazarian-mafia-judeus.jpg

Este discurso de puro fanatismo religioso e ódio [numa carta publicada num jornal da Rússia] de Menachem Mendel Schneerson, o Líder Chabad Lubavitch e autoproclamado Messias (o Lubavitcher Rebe), foi publicado no jornal Vologda “Slavyanin”, N-4 (32), em 2001 na Rússia. Este discurso foi proferido por Menachem Mendel Schneerson baseado no ensinamento de Tanya, o Manifesto Ideológico Chabad. Há muito debate sobre sua autenticidade, como uma vez foi argumentado sobre a validade de “Os Protocolos dos Sábios de Sião”, mas é um fato indiscutível que quase todos os objetivos, estabelecidos por Schneerson e divulgados na carta publicada, já foram alcançados, pois basta analisarmos os últimos desenvolvimentos em nossa sociedade.

Líder Chabad, Menachem M. Schneerson e os planos khazares para Destruir a Ucrânia e a Rússia

Fonte: Irenecaesar.wordpress.com

“… Existem três portões para o INFERNO, um esta no deserto, um está no oceano e o outro está em JERUSALÉM”. – Jeremias XIX – Talmud

Após a publicação, um tribunal russo não conseguiu processar seu editor, V.F. Popov, sob acusações forjadas sob o artigo 282, [incitação ao ódio nacional] enquanto operava os fatos, e vários cientistas russos o defenderam, incluindo o acadêmico Y.K. Begunov e o Doutor em Direito OG Korotayev.

Este discurso é simplesmente a aplicação do Talmud à Ucrânia e à Rússia. O Talmud diz: os judeus devem matar e escravizar os goyim em todo o mundo. Este discurso diz: os judeus devem matar e escravizar os goyim na Ucrânia e na Rússia. Sim, o discurso de Menachem Mendel Schneerson é monstruoso. Para uma pessoa normal, é difícil acreditar que um “líder religioso” possa ser um ASSASSINO, e que a religião possa ser a IDEOLOGIA DO ASSASSINO. 

É por isso que, o texto deste ensaio tem cada passagem criminal do discurso ao lado da passagem criminal do Talmud. O rosto do autoproclamado Messias sionista também fala por si: é o rosto de um TERRORISTA, cheio de ódio e ameaça.

Este discurso de Menachem-Mendl Schneersohn, chefe de Chabad e o Messias (Lubyavich Rebe/Rabi), consta de uma carta enviada ao jornal Vologda “Slavyanin” e publicada neste jornal (N-4 (32), 2001, Rússia).


Menachem Mendel Schneersohn (em hebraico מנחם מנדל שניאורסון, em russo, Менахем Мендель Шнеерсон’; Nikolayev, 18 de abril de 1902 – Nova York, 12 de junho de 1994), conhecido por seus seguidores como ‘O Rebe‘, foi um rabino ortodoxo, o sétimo e último rebe do movimento Chabad Lubavitch. Uma figura muito controversa, Schneerson insinuou que ele próprio era o messias aguardado pelos judeus. Schneerson e o movimento Chabad-Lubavitch foram condenados por outros rabinos ortodoxos, como o Chefe Rabino de Israel Ovadia Yosef, que acusou Schneerson de “heresia” e “idolatria”, e Elazar Shach, que descreveu Chabad como “o culto bem conhecido.”

Estas são as palavras do rabino do Sinédrio (Administração Espiritual dos Judeus na Rússia) Rebe Menachem Mendel Schneersohn:

  • Nossa tática especial de combate aos povos eslavos, devido ao seu isolamento, é o Conhecimento Secreto. Direcionaremos a linha principal da luta contra os eslavos, exceto os renegados que se relacionaram com os judeus pelos mesmos interesses. É verdade que mais tarde, depois de usá-los para nossos próprios propósitos, removeremos esses “relacionados” de nossa sociedade.

Os eslavos, e entre eles os russos, são as pessoas mais recalcitrantes do mundo. Ele é recalcitrante devido ao depósito de suas habilidades mentais e intelectuais, estabelecidas por muitas gerações de ancestrais, genes que não podem ser alterados. Um eslavo, um russo, pode ser destruído, mas nunca conquistado. É por isso que esta semente está sujeita a liquidação e, a princípio, a uma forte redução em seu número.

  • Nossos métodos de luta não serão de forma alguma militares, mas ideológicos e econômicos com o uso de agências policiais equipadas com os mais modernos tipos de armas para reprimir fisicamente os rebeldes com uma crueldade ainda maior do que foi feito em outubro de 1993 durante a execução do Soviete Supremo da Rússia.
Judaísmo Talmúdico --------- Judaísmo Talmúdico

Em primeiro lugar, vamos desmembrar todos os povos eslavos (há 300 milhões deles, metade deles são russos) em países pequenos e enfraquecidos com laços interrompidos. Aqui usaremos nosso antigo método: DIVIDIR E CONQUISTAR. Tentaremos colocar esses países uns contra os outros. Conduza-os em guerras intestinais para destruírem-se uns aos outros.

O ucraniano pensará que está lutando contra a Rússia expansionista, lutando por sua independência, pensará que finalmente conquistou sua liberdade, enquanto depende completamente de nós. Os russos pensarão a mesma coisa, como se estivessem defendendo seus interesses nacionais, retomando as terras “ilegalmente” tiradas deles, e assim por diante.

Faremos tudo isso sob o pretexto de diferentes soberanias, a luta por seus ideais nacionais. Ao mesmo tempo, não daremos a nenhuma das partes qualquer autodeterminação, com base nos valores e tradições nacionais.

Nesta guerra de tolos, a manada de imbecis eslavos estará se enfraquecendo e fortalecendo a nós, os principais controladores do caos, fingindo ficar de lado, não apenas sem participar dos eventos sangrentos, mas também sem envolvimento.

Além disso, vamos nos proteger completamente. Nas mentes dos eslavos profanos (não iniciados), colocaremos esses estereótipos de pensamento nos quais a palavra mais terrível será “anti-semita”. A palavra “judeu” será pronunciada em um sussurro.

Judaísmo Talmúdico --------- Judaísmo Talmúdico

Vamos assustar “o gado” com vários processos judiciais (como o julgamento de um antissemita Ostashvili, seguido de sua destruição) e outros métodos (rádio, televisão – filmes assustadores, como a vingança dos superespiões israelenses do Mossad pela morte de Judeus). Vamos assustar tanto o gado que nem um único fio de cabelo cairá da cabeça de um judeu, enquanto os eslavos serão fuzilados em bandos, destruídos aos milhares – nas fronteiras, onde os judeus não servem nas forças de paz, via terroristas e por meio de assassinatos criminais e profissionais [como os atos terroristas na escola de Beslan que ceifaram centenas de vidas, no metrô de Moscou e assim por diante].

  • O estúpido grupo étnico eslavo não entende que os fascistas mais terríveis são aqueles que nunca, em lugar algum, falam sobre isso em voz alta, mas organizam tudo supostamente de acordo com as normas mais democráticas (como as eleições presidenciais de março). Pelo contrário, tornaremos a própria palavra “fascista” abusiva.

Este rótulo será temido por todos sobre quem o colocarmos. Sabemos muito bem que o nacionalismo fortalece uma nação, a torna forte. A palavra de ordem do “internacionalismo” está ultrapassada e não funciona mais como antigamente, vamos substituí-la por “valores universais”, que é a mesma coisa.

Não permitiremos o surgimento de um único nacionalismo e destruiremos os movimentos nacionalistas que buscam tirar o povo de nossa ditadura com fogo e espada, como é feito na Geórgia, Armênia, Sérvia. Por outro lado, garantiremos a plena prosperidade do nosso nacionalismo – o sionismo, ou melhor: o fascismo judaico, que em seu segredo e poder é superfascismo.

Captura de tela 28/03/2014 às 17h50.22

Não é à toa que a Assembleia Geral da ONU em 1975 adotou uma resolução em que definia o sionismo como a mais notória “forma de racismo e discriminação racial”, mas devido à nossa marcha vitoriosa em todo o planeta em 1992, cancelou essa decisão . Fizemos deste organismo internacional [ONU] a arma de nossas aspirações de tomar o poder sobre “todos os reinos e povos”.

  • Privaremos a grande população de eslavos da sua elite nacional, que determina o desenvolvimento dos eventos, o progresso de um país. E, em última análise, todo o curso da história. Para fazer isso, diminuiremos seu nível educacional – nos próximos 5 anos fecharemos metade de seus institutos e estudaremos na outra metade.

Vamos deixar entrar mais armênios, chechenos, ciganos e afins. Vamos nos esforçar para garantir que haja o menor número possível de representantes de povos nativos nos governos dos países eslavos, que serão substituídos por nossa elite judaica.

Nos meios de comunicação de massa – no rádio, na televisão, na imprensa, na arte, na literatura, no teatro, no cinema, gradualmente suplantaremos os quadros nacionais, substituindo-os pelos nossos ou, em casos extremos, por cosmopolitas.

Judaísmo Talmúdico --------- Judaísmo Talmúdico

A humanização da educação será realizada, como resultado da redução e destruição dos objetos que estruturam o pensamento dos hemisférios esquerdo e direito do cérebro: a) Língua e literatura, b) Física e matemática.

Não há nada a dizer sobre a história. Daremos ao gado a nossa própria visão/versão da história, onde mostraremos que toda a evolução humana se moveu em direção ao reconhecimento da nação dos judeus, escolhida por Deus, como governantes de todo o mundo.

Em vez de valores nacionais, daremos a eles o patriotismo da balalaica e as lágrimas do alcoolismo. E aqui nosso objetivo é substituir a elite marrom-avermelhada pela nossa. Não permitiremos o desenvolvimento da ciência nesses países. E o núcleo de cientistas (Academia de Ciências) será composto por nossa gente.

Não permitiremos nenhuma alta tecnologia, que levará ao completo declínio da indústria, que reduziremos à produção de necessidades básicas para um contingente limitado de escravos que extraem matérias-primas para nós.

Há muitos engenheiros, trabalhadores qualificados e professores entre os habitantes da cidade. Criaremos tais condições para que eles sobrevivam (sem emprego, aluguéis altos, contas de serviços públicos, viagens) que eles fugirão por conta própria, como os russos dos países da CEI estão fugindo agora, para as aldeias remotas do norte, onde lhes parecerá viver mais fácil, o que de fato também seria uma farsa.

Decomponha [destrua] a juventude e conquistará a nação! Este é o nosso lema. Privaremos sua sociedade da juventude, corrompendo-a com sexo, rock, violência, álcool, fumo, drogas [LGBTQ+, Transgênero, Wokism, etc . . .] ou seja, privaremos sua sociedade do futuro. Vamos bater na família, vamos destruí-la, vamos reduzir a gravidez.

RELACIONADO, e MUITO: Comentários de Putin sobre Satanismo e Pedofilia no Ocidente (EUA e Europa) estão provando serem Verdadeiros

Hitler foi um idiota estúpido. Ele agiu direta e abertamente. Ele teve que fazer um trabalho incrivelmente grande – queimar milhões, atirar neles, enterrá-los e coisas do tipo. Ele deixou pegadas sangrentas. Agiremos com mais astúcia: não deixaremos rastros. Reduzir a gravidez em pelo menos metade é destruir de 2 a 3 milhões de russos por ano sem nenhum custo físico. Não há necessidade de fornos, cartuchos, sepulturas. E não há vestígios. Não nasceu. Não há culpados.

Vamos criar melhores condições de vida para os criminosos do que para o gado que trabalha, vamos libertar os criminosos das prisões para que haja mais assassinatos, roubos e instabilidade. A anistia se aplicará apenas a ladrões e assassinos, em suma, a todos, exceto aos condenados sob o artigo “incitação ao ódio étnico”, que agora substitui a lei do antissemitismo.

Judaísmo Talmúdico --------- Judaísmo Talmúdico

Vamos semear o medo entre as pessoas. Medo de uma vida que não custará nada, medo de um emprego que pode ser tirado a cada minuto, medo do seu futuro… Governaremos com o medo.

  • Essas tarefas grandiosas serão realizadas em várias etapas. Mesmo agora, 85% da plataforma do Oceano Ártico (o público em geral ainda não está ciente disso) está em nossas mãos [dos judeus khazares], graças aos tratados concluídos sob Gorbachev e Yeltsin, confusos e não explicados ao povo.

Já agora um milhão e meio de armênios vivem nas terras do sul da Rússia – este é o nosso posto avançado. A princípio, para enganar, declararemos uma República Armênia no Kuban, depois, expulsando os cossacos, a transformaremos na Khazaria – no Israel. Nos ajudará que os cossacos estejam constantemente bêbados, amem o poder e estejam prontos para lutar uns contra os outros para obter o poder.

RELACIONADOS:

É verdade que existe outra organização estruturada – o clero cristão ortodoxo [na Rússia]. Enviaremos nossos representantes judeus como sacerdotes para lá, que, de acordo com o Talmud, têm permissão para realizar externamente os rituais de outras religiões, secretamente preservando sua fé no judaísmo em suas almas.

Vamos subornar o resto. E aqueles que não sucumbem – nós destruiremos. Os russos já não têm estruturas mais ou menos organizadas, e o gado eslavo não consegue unir e criá-las, porque o gado russo já bebeu e se degradou tanto que não é mais capaz de se reestruturar.

Se no século passado os Estados Unidos compraram o Alasca da Rússia, no século XXI os EUA vão comprar toda a Sibéria, completamente. Que incluirá os territórios siberianos entre os Yenisei a oeste, o Oceano Ártico ao norte, o Oceano Pacífico a leste e a fronteira da China, Mongólia e Coreia do Norte ao sul. Essas terras têm o dobro do tamanho dos próprios Estados Unidos. Um acre de terra será comprado ao preço de US$ 1.000, mas toda a Sibéria terá que pagar US$ 3 trilhões em 20 anos. Os pagamentos anuais serão de US$ 200 milhões de dólares, metade dos quais para a compra de bens nos Estados Unidos.

Os siberianos não fugirão do fato de que terão que se submeter a algum tipo de influência estrangeira, e os EUA parecem mais bonitos do que seus vizinhos asiáticos. Afinal, Vladivostok está mais perto de Los Angeles do que de Moscou.

Judaísmo Talmúdico --------- Judaísmo Talmúdico

Para a realização de todos esses eventos primordiais para nós, sob o pretexto de “transformações democráticas”, daremos ao gado eslavo uma monarquia. A cada um, um presidente fantoche. E mais brilho, barulho, bombas! O monarquismo é bom porque direciona toda a energia das massas em um assobio. Distrai nosso trabalho ativo e secreto de estruturar a população de acordo com o padrão de que precisamos. O presidente é uma tela, meio que eleito pelo povo (e vamos forjar os procedimentos eleitorais para que tudo pareça legal), por isso vamos administrar todos os processos necessários. O Presidente será dotado de poderes ilimitados.

Ao reorganizar o pessoal nos postos mais altos das agências de aplicação da lei, ele colocará nosso povo [judeus khazares] à frente deles. O exército, o Ministério da Administração Interna, o FSB e todos os tipos de forças especiais estarão diretamente subordinados ao presidente. E isso significa nós. Teremos apenas cordas em nossas mãos, que amarra as mãos do presidente. E vamos puxar essas cordas no caminho certo para implementar o plano grandioso de conquistar todas as tribos e reinos, sua subordinação à nossa nação superior, escolhido pelo Deus de Israel.

  • Mas o dinheiro é o mais importante. O dinheiro faz tudo. Dinheiro é poder. Dinheiro é força. O homem com dinheiro tem armas, as armas mais avançadas e o exército de mercenários. O dinheiro é dono da mídia, que está enganando bilhões de gado humano. O dinheiro suborna as pessoas que precisamos. O dinheiro elimina aqueles que não se submetem a nós. Bombardeia com dinheiro aqueles que resistem a nós – iraquianos, sérvios e, no futuro – os russos. O capital e a tomada do poder decidem tudo. Praticamos nossas habilidades na acumulação de capital e na tomada do poder por mais de três milênios, e ninguém nos derrotará nisso. Você [gado] não tem dinheiro. Você [gado] não tem poder. E você [gado] nunca terá dinheiro e poder. Nós não vamos dar dinheiro e poder para você!

Nós te odiamos imensamente! Esse ódio nos dá força para sorrir encantadoramente em seu rosto. Nosso ódio nos dá força para ganhar sua confiança e controlar você [gado] sob o pretexto de “cuidar” de você e de seus filhos, netos e bisnetos que nunca nascerão.

Você (rebanho de gado) está condenado. E até que você entenda essa verdade simples, enquanto você continuar resistindo a nós, você será derrotado mais do que deveria. Se você nos obedecer, restarão 65 a 70 milhões de vocês, caso contrário, no máximo 40 a 45 milhões [de russos].

Judaísmo Talmúdico --------- Judaísmo Talmúdico

O principal agora é nos segurar por pelo menos mais 2-3 anos. E então não haverá problemas para nós aqui, neste país. Criaremos tal equipamento de proteção que nenhum de vocês se moverá. Tudo o que será, nós sabemos, controlamos e administramos secretamente. E ninguém pode nos parar!

  • As reservas mundiais de matérias-primas industriais estão esgotadas e, no início do próximo milênio, a “sociedade ocidental” não poderá manter seu atual nível de consumo sem reabastecimento de novas fontes – os países coloniais-doadores. Portanto, nossas aspirações são dirigidas à Rússia agora com o duplo propósito: primeiro – a eliminação do império mais poderoso e independente, que ocupa um sexto das terras da Terra. A segunda é a aquisição de suas imensas riquezas, que constituem 60-70% das reservas mundiais totais de matérias-primas e 75-80% das reservas de petróleo e gás do mundo aberto que se concentram na Sibéria e na plataforma continental do Oceano Ártico [e cerca de 40% da água potável do planeta].

O planeta está sob intenso aquecimento global. O deserto está se movendo para o norte a uma velocidade de 10 km por ano, a desidratação da terra é de 25 m por ano. Já hoje os antigos centros do mundo – Atenas, Roma e, mais importante, Jerusalém (Israel) estão em uma zona de irrigação artificial. Em 20 – 30 anos, teremos que pensar na realocação das vastas massas de nações civilizadas para o norte de sua residência atual. Nessa época, o Kuban, na região de Rostov, e a Ucrânia terão um clima subtropical maravilhoso, e o norte da Ucrânia terá o clima do Cáucaso.

Neste mapa uma “diferente” visão do ORIENTE MÉDIO: O GRANDE ISRAEL: Em 04 de setembro de 2001 uma manifestação foi realizada em Jerusalém, para apoiar à ideia da implantação do Estado de Israel desde o RIO NILO (Egito) até o RIO EUFRATES (Iraque). Foi organizado pelo movimento Bhead Artzeinu (“Para a Pátria”), presidido pelo rabino e historiador Avraham Shmulevic de Hebron. De acordo com Shmulevic: “Nós não teremos paz enquanto todo o território da Terra de Israel não voltar sob o controle judaico …. Uma paz estável só virá depois, quando ISRAEL tomar a si todas as suas terras históricas, e, assim, controlar tanto desde o CANAL de SUEZ (EGITO) até o ESTREITO de ORMUZ (o IRÃ) … Devemos lembrar que os campos de petróleo iraquianos também estão localizadas na terra dos judeus”. UMA DECLARAÇÃO do ministro Yuval Steinitz, do Likud, que detém o extenso título de ministro da Inteligência, Relações Internacionais e Assuntos Estratégicos de Israel hoje: “Estamos testemunhando o extermínio do antigo Oriente Médio. A ordem das coisas esta sendo completamente abalada. O antigo Oriente Médio está morto, e o novo Oriente Médio não está aqui ainda. Esta instabilidade extrema poderia durar mais um ano, ou até mais alguns anos, e nós não sabemos como a nova ordem do Oriente Médio vai se parecer à medida que emergir a partir do caos e derramamento de sangue e fumaça atual. É por isso que devemos continuar a agir com premeditação”. No mapa acima podemos ver as pretensões de judeus khazares radicais (tão ou mais radicais quanto os fanáticos islâmicos).

Se relembrarmos a história, devemos admitir que essas terras são as terras originais da antiga Khazaria judaica, isto é, Israel, capturada pelos Rus de Kiev (o primeiro estado da Rússia com capital em Kiev) no século X. Os eslavos [russos] são hóspedes temporários aqui e estão sujeitos a despejo. Vamos devolver este território e criar nestas terras férteis a Grande Khazaria – um grande estado judeu, assim como criamos Israel há 50 anos, expulsando os palestinos. Parte dos israelenses se mudará para cá e levaremos o gado eslavo para o norte, fora de Moscou. Haverá um pequeno território do norte – uma reserva [de eslavos] com uma população compacta, uma reserva, semelhante aos índios da América do Norte.


{Nota de Thoth: RUS é um endônimo introduzido durante a Alta Idade Média [século V ao X] para as populações da Europa Oriental que se instalaram nas regiões que hoje fazem parte da Rússia, da Ucrânia, da Bielorrússia, de uma pequena parte do nordeste da Eslováquia e de uma faixa do leste da Polônia, formando na época o primeiro estado eslavo oriental da história. RUS é a origem do nome contemporâneo Rússia, e é comumente modernizado desta forma.

O termo RUS, com o qual as populações eslavas e fínicas [vikings da Finlândia] indicava a DESCENDÊNCIA  de alguns tipos de VIKINGS varegues, e deve talvez provir da raiz do antigo nórdico roðs ou roths usado no âmbito náutico e ainda existente nas línguas finlandesa, sueca e da Estônia para indicar os suecos, ruotsi  e rootsi. Depois a palavra “RUS” passou a indicar não apenas a aristocracia escandinava da Europa Oriental, mas ainda todas as populações que residiam nessas áreas.

O primeiro registro histórico do etnônimo RUS está nos Annales Bertiniani, uma recolha de crônicas escrita por vários autores francos e referente aos anos entre 830 e 882. São chamados Rhos ou Russi. Portanto, os russos são descendentes de povos vikings. A parada é muito mais dura do que supunha o “messias” judeu khazar, autor desta “carta manifesto” }


Dizem que existem apenas três tipos de pessoas no mundo:

  • Aquelas que fazem as coisas acontecer;
  • Aquelas que observam as coisas acontecerem e
  • Aquelas que ficam se perguntando o que aconteceu?
  • A vasta maioria da humanidade encontra-se nas duas últimas categorias.
  • A maioria tem “olhos para ver”, mas não enxerga o que está acontecendo.
  • A maioria tem “ouvidos para ouvir”, mas não compreende o que está acontecendo,
  • LOCAL, NACIONAL, ou INTERNACIONALMENTE.

“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.