browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

OTAN Admite estar se Preparando para ‘Conflito com a Rússia’ desde 2014

Posted by on 30/06/2022

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse a repórteres na quarta-feira que os aumentos nos gastos militares e o aumento do número de envios de tropas na Europa Oriental desde 2014 foram realizados em antecipação a um conflito com a Rússia. De acordo com os números da OTAN , os membros europeus do bloco e o Canadá aumentaram seus gastos militares entre 1,2% e 5,9% a cada ano desde 2014.

O secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg disse que os aumentos nas implantações e gastos militares foram realizados tendo conflito com a Rússia em mente

Fonte: Rússia Today

Falando após uma reunião de membros de países da OTAN e estados parceiros em Madri, Stoltenberg acusou Moscou de “usar a força no Donbass oriental desde 2014”, apesar do fato de que as forças de Kiev estão bombardeando cidades na região desde que as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk declararam independência da Ucrânia naquele ano.

No entanto, Stoltenberg disse que o bloco militar liderado pelos EUA decidiu em 2014 começar a reforçar suas forças militares na Europa Oriental. 

“A realidade também é que estamos nos preparando para isso desde 2014” , afirmou. “Essa é a razão pela qual aumentamos nossa presença na parte oriental da aliança, porque os aliados da OTAN começaram a investir mais em defesa e por que aumentamos [nossa] prontidão”.

De acordo com os números da OTAN , os membros europeus do bloco e o Canadá aumentaram seus gastos militares entre 1,2% e 5,9% a cada ano desde 2014. No entanto, apenas 10 dos 30 estados da OTAN atualmente cumprem a meta do bloco de gastar 2% do PIB em “defesa”

O aumento das despesas foi mais perceptível na Europa Oriental e nos países bálticos, com Polônia, Lituânia, Estônia, Letônia, República Tcheca, Eslováquia e Romênia atingindo a meta pela primeira vez em 2022.

Mais cedo na quarta-feira, os membros da OTAN concordaram em adotar um novo Conceito Estratégico. Este plano de política estabelece a postura da aliança em relação a parceiros, não membros e adversários, com a interação de 2022 nomeando a Rússia como a “ameaça mais significativa e direta” ao bloco.

Por outro lado, Moscou rotulou a expansão da OTAN para os ex-estados soviéticos desde o fim da Guerra Fria – que os líderes ocidentais prometeram explicitamente no início dos anos 1990 que não aconteceria – como uma ameaça contra sua própria segurança. 

A posição oficial da OTAN sobre a Ucrânia, estabelecida na Declaração de Bucareste de 2008, é que ela e a Geórgia “se tornarão membros da OTAN” em uma data futura não especificada. A Rússia citou a busca da Ucrânia pela adesão à OTAN como um fator chave por trás do conflito atual.

Apesar da marcha da aliança da OTAN pós-Guerra Fria para os países do antigo Bloco Oriental, Stoltenberg afirmou na quarta-feira que “a OTAN se esforçou por ter um melhor relacionamento com a Rússia por décadas”.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é thoth-3126-1.png

“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.