OTAN esta se preparando para uma ‘Guerra Total’, afirma a Rússia

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é guerra-total-otan-eua-israel.png

A postura do bloco militar [fantoche] liderado pelos EUA alimentou os temores russos de conflito: Falando durante uma entrevista coletiva para adidos militares e outros diplomatas estrangeiros, em Moscou, na segunda-feira, o vice-ministro da Defesa russo, Alexander Fomin, acusou a OTAN estar se preparando para uma guerra total com a Rússia. “O desenvolvimento militar do bloco foi totalmente redirecionado para a preparação de um conflito armado de grande escala e alta intensidade com a Rússia”, afirmou Fomin.

OTAN esta se preparando para a Guerra, afirma a Rússia

Fonte: Rússia Today

A preparação vem com a expansão das capacidades militares do bloco e também se reflete nos documentos do programa da OTAN, onde Moscou foi inequivocamente nomeada “como a principal fonte de ameaças à segurança da coalizão”, observou Fomin. Ao mesmo tempo, documentos mais antigos, incluindo a Declaração de Roma de 2002, estabelecendo que a Rússia e a OTAN não se consideram adversárias, continuam em vigor, acrescentou.

As relações persistentemente frias e problemáticas entre a Rússia e a aliança liderada pelos EUA pioraram ainda mais nos últimos meses. Em outubro, Moscou disse que suspenderia todos os laços diretos com a Otan, fechando seus escritórios em Moscou em resposta à expulsão de oito diplomatas russos de sua sede em Bruxelas. Na época, o ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, disse que os canais bilaterais eram usados ??pelo bloco para “fazer propaganda e colocar pressão sobre a Rússia”, em vez de servir para um diálogo significativo.

Tanques da OTAN disparam durante a demonstração noturna de tiroteio no exercício militar Iron Spear 2021 no campo de treinamento de Adazi, Letônia, em 20 de outubro de 2021. ©  Reuters / Ints Kalnins

No início de dezembro, o presidente russo, Vladimir Putin, lançou a ideia de um acordo de segurança abrangente e juridicamente vinculativo com o Ocidente. A sugestão já se materializou em dois projetos de documentos, um para os EUA e outro para a OTAN como um todo. O acordo proposto prevê a suspensão da expansão da OTAN para o leste e contém garantias sobre a não implantação de certos sistemas de armas na Europa em países próximos da Rússia.

O rascunho do acordo foi elaborado para servir tanto à Rússia quanto à OTAN, afirmou Fomin, expressando esperança de que o bloco se prepare para discutir de forma construtiva as propostas de segurança em breve.

“Acreditamos que este acordo foi desenvolvido no interesse da Rússia e da Europa como um todo. Esperamos ter uma conversa séria e construtiva ” , disse ele aos diplomatas. “Estamos esperando que a aliança [europeia] dê uma reação substantiva às nossas propostas e estamos prontos para iniciar as negociações a qualquer momento conveniente.”

Ucrânia pode atacar a Rússia primeiro a mando do [Deep State] Ocidente

Político da oposição, Mikhail Delyagin afirma que Kiev está se preparando para atacar a Rússia.

A “pedido” do Ocidente, a Ucrânia pode atacar a Rússia em fevereiro de 2022 e lançar uma ofensiva em várias direções, incluindo na Crimeia, afirmou um parlamentar da oposição na Duma russa no domingo.

De acordo com a RIA Novosti, a afirmação improvável de Mikhail Delyagin sugeria que, ao contrário do que foi relatado por muitas publicações ocidentais, a Rússia poderia realmente ser alvo de um ataque militar no início do próximo ano.

“Há uma ameaça real de um ataque à Rússia. Eles estão sendo preparados para isso ”, afirmou Delyagin. “As coisas estão difíceis o suficiente para eles [na Ucrânia] manter as pessoas na linha. A única maneira é a guerra”.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é World-War-3-terceira-guerra-mundial.jpg

De acordo com o MP, a zona de risco de invasão será em algum lugar do início de fevereiro ao final de março, e as tropas ucranianas podem atacar a Crimeia, assim como Rostov-on-Don, Belgorod ou Bryansk, três cidades próximas à fronteira. No entanto, de acordo com Delyagin, Kiev não quer realmente uma guerra aberta com a Rússia, mas essa condição está sendo empurrada para ela “fortemente pelo Ocidente”, e o país está agora em uma situação de  “desesperança absoluta”.

Delyagin é membro do partido de oposição “Rússia Justa – Pela Verdade” e foi eleito no início deste ano. No início da década de 1990, ele trabalhou como especialista com Boris Yeltsin, o então presidente do Soviete Supremo, antes de Yeltsin ser eleito o primeiro presidente da Rússia.

Os comentários de Delyagin seguem várias alegações de meios de comunicação ocidentais e políticos de que Moscou começou a concentrar tropas em sua fronteira com a Ucrânia, com o objetivo de lançar uma ofensiva em um futuro próximo. O Kremlin afirmou repetidamente que não tem planos de ataque, enquanto o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, sugeriu que a Ucrânia provavelmente aumentará o conflito.

No mês passado, Lavrov sugeriu que Moscou não descarta a possibilidade de Kiev conduzir uma operação militar em Donbass, no leste da Ucrânia.

“Unidades e equipamentos militares significativos de países da OTAN, incluindo os dos EUA e do Reino Unido, estão sendo posicionados mais perto de nossas fronteiras” , disse ele. “Simplesmente não temos como excluir que o regime de Kiev irá lançar um empreendimento militar.”

Na semana passada, o secretário do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia, Alexey Danilov, afirmou que a Rússia destacou 122 mil soldados a uma distância de 200 quilômetros da fronteira, com outros 143.500 a uma distância de 400 quilômetros.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.309 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth