browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Página de Jeffrey Epstein na Wikipedia é alterada para remover laços com Democratas

Posted by on 09/07/2019

Christine Pelosi, funcionária do Comitê Nacional Democrata e filha da presidente da Câmara, a Democrata Nancy Pelosi, advertiu conspicuamente na noite de sábado que é “bastante provável que alguns de nossos “favoritos” {leia-se membros importantes do Partido Democrata} estejam implicados” no “horrível” caso de tráfico sexual de meninas menores de idade que pôs na cadeia o milionário judeu khazar Jeffrey EpsteinNão ficou claro exatamente “sobre quem” Pelosi estava se referindo, mas Epstein está há muito tempo ligado a figuras de alto nível, incluindo o príncipe Andrew e figuras públicas da Europa e o ex-presidente Bill Clinton

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Página de Jeffrey Epstein na Wikipedia é alterada-editada para remover laços com os Democratas

Fontes:  https://www.zerohedge.com/  e  https://www.foxnews.com/

Após a prisão de Jeffrey Epstein no fim de semana, sobre acusação de pedofilía, abuso e tráfico sexual de meninas adolescentes, um atento usuário do Twitter notou que alguém  editou a página da Wikipedia sobre pedófilos bilionários para remover todas as menções aos membros do Partido Democrata que usaram o avião de Epstein, conhecido como “Lolita Express” – apelido dado ao seu jato particular Boeing 727, supostamente equipado com uma cama e no qual viagens eram efetuadas com várias meninas à bordo em orgias de sexo.

No domingo, a sentença na página da Wikipédia “Epstein mandou Bill Clinton, Kevin Spacey e Chris Tucker para a África em seu jato particular. Os registros de vôo mostram que Bill Clinton voou 26 vezes no avião de Epstein” (uma acusação que Clinton negou na segunda-feira, alegando que foram apenas ‘quatro vezes’ ) foi removida.

Uma referência a ter participado de festas com Donald Trump foi deixada intocada na página da Wikipedia. E como Steve Straub do  Federalist Papers  aponta, “Isto surgiu depois que Christine Pelosi, Filha da Presidente da Câmara Nancy Pelosi, uma Democrata, e uma alta funcionária do Comitê Nacional Democrata (DNC), soou o alarme sobre as implicações da prisão de Jeffrey Epstein no fim de semana. Pelosi especulou que alguns dos nossos “favoritos”  podem ser indiciados na sequência da prisão de Epstein, informa o  Daily Mail“.

“Este caso de Epstein é horrível e as jovens mulheres merecem justiça”, escreveu Pelosi  “É bastante provável que alguns de nossos favoritos estejam implicados, mas devemos seguir os fatos e deixar as fichas caírem onde puderem – seja em republicanos ou democratas.”

Não ficou claro exatamente sobre quem Pelosi estava se referindo, mas Epstein está há muito tempo ligado a figuras democratas de alto nível, incluindo o príncipe Andrew e o ex-presidente Bill Clinton. Documentos judiciais obtidos pela Fox News em 2016 mostraram que Clinton fez  pelo menos 26 viagens a bordo do jato particular de Epstein,  conhecido como “Lolita Express”, e aparentemente abandonou seus voos e o serviço dos agentes do Serviço Secreto em algumas dessas excursões com o “Lolita Express” de Epstein. Registros mostraram que o presidente Trump pode ter voado no jato pelo menos uma vez.

Registros de vôo mostram que Clinton voou no jato particular de Epstein dezenas de vezes. (Arquivo)

O agora caído em desgraça e rejeitado por seus pares, Jeffrey Epstein foi levado ao tribunal na segunda-feira após sua prisão no sábado, onde os promotores revelaram que  encontraram fotos de meninas nuas durante uma incursão do FBI em sua casa em Manhattan. 

Ele se declarou inocente, enquanto seus advogados argumentaram que Epstein tem imunidade em um acordo anterior judicial de 2008 em que admitiu contratar uma menina menor de 18 anos para prostituição e solicitação de prostituição por crime, cumprindo apenas 13 meses em uma prisão estadual da Flórida após fechar acordo com o então Procurador do DoJ, hoje o atual secretário do trabalho de Donald Trump, Alex Acosta.

No tribunal nessa segunda-feira, os advogados do bilionário argumentaram que o caso era “essencialmente uma reminiscência” de “coisas antigas” o que não foi aceito pelo juiz da corte.  De acordo com vários relatórios do Miami Herald – que a polícia usou em sua investigação,  Epstein vitimou  cerca de 60 meninas entre suas residências na Flórida e Nova York. Sua próxima aparição no tribunal é nesta quinta-feira, 11 de junho. 

A prisão de Epstein, relatada pela primeira vez por The Daily Beast, ocorreu em meio a um exame renovado do acordo secreto de 2008 efetuado por ele com a justiça que encerrou a investigação federal contra ele. Ele finalmente cumpriu 13 meses de prisão e registrou-se como agressor sexual depois de se declarar culpado de duas acusações de prostituição de menores, com uma envolvendo uma menina que os promotores chamaram de prostituta – embora ela tivesse apenas 14 anos de idade.

Epstein havia enfrentado uma possível sentença de prisão perpétua antes do acordo em 2008, que foi contestado no tribunal federal da Flórida. O acordo também exigia que ele chegasse a pagamentos financeiros com dezenas de vítimas adolescentes de seus ataques sexuais e se registrasse como um agressor sexual.

O Boeing 727 da Epstein era conhecido como o “Lolita Express”.

O acordo de Epstein foi supervisionado na época pelo ex-promotor de Miami, Alexander Acosta, que agora é Secretário do Trabalho de Trump. Acosta defendeu o acordo de acordo com as circunstâncias, embora a Casa Branca tenha dito em fevereiro que estava “investigando” sua forma de lidar com o acordo.

Não é sem motivo que muitas cabeças coroadas {especialmente de Democratas} da política de Washington DC assim como muitas figuras públicas proeminentes da Europa, e alguns membros da nobreza europeia estejam perdendo o sono caso Epstein venha a abrir o bico para obter redução em uma pena que pode chegar até 45 anos. Os próximos dias serão muito interessantes em relação ao desdobramento deste rumoroso caso e suas implicações políticas.


“Até quando vocês, inexperientes, irão contentar-se com a sua inexperiência? Vocês, zombadores, até quando terão prazer na zombaria?  E vocês, tolos, até quando desprezarão o conhecimento?” – Provérbios 1:22


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL)“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

2 Responses to Página de Jeffrey Epstein na Wikipedia é alterada para remover laços com Democratas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.