browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Patente com ‘Tecnologia de UFOs Extraterrestres’ da Marinha dos EUA levanta questões

Posted by on 26/02/2021

Patente da Marinha dos EUA com tecnologia de UFOs levanta questõesBrett Tingley, do site “The War Zone” / The Drive , lidera a análise e relato de uma série de patentes de tecnologia de próxima geração solicitadas pela Marinha dos Estados Unidos em 2019 e criadas pelo engenheiro aeroespacial da Marinha, Dr. Salvatore Pais. Essas patentes incluem um gerador de campo eletromagnético de alta energia e sistema de propulsão e um reator de fusão de compressão de plasma compacto. A tecnologia reivindicada nessas patentes pode revolucionar não apenas a engenharia aeroespacial, mas quase tudo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Patente com ‘Tecnologia de UFOs Extraterrestres’ da Marinha dos EUA levanta questões

Por Dave Makichuk – Fonte:  Ásia Times


“Se eu tivesse previsto Hiroshima e Nagasaki, teria rasgado minha fórmula em 1905.  – Albert Einstein


O chamado gerador de campo eletromagnético de alta energia pode ter implicações militares e comerciais de longo alcance. Há muito tempo é afirmado pelos ufologistas e teóricos da conspiração que o governo dos EUA tem feito engenharia reversa de tecnologia de UFOs na Área S4, o local subterrâneo ultrassecreto dentro da Área 51.

Ilustração de uma nave usando um dispositivo de redução de massa inercial

Há muito tempo é afirmado pelos ufologistas que o governo dos Estados Unidos tem feito engenharia reversa dos UFOs na Área S4, o local ultrassecreto dentro da Área 51. Em 1989, o cientista Bob Lazar, que alegou ter trabalhado nessa base subterrânea secreta, revelou o estudo dos OVNIs – dos quais ele alegou que os militares tinham várias espaçonaves alienígenas no local.


[Outro insider denunciante que reforça o depoimento de Lazar é David Adair que também esteve nas mesmas instalações e viu várias espaçonaves extraterrestres no local]


O OVNI menor em forma de disco que ele disse que estava estudando, que era chamado de “modelo esportivo”, supostamente era baseado [o seu sistema de propulsão] no direcionamento de ondas gravitacionais. Isso veio de um reator que amplificou as ondas de gravidade que se estendiam além do átomo do Elemento 115, que ele previu existir (ele provaria que estava certo anos depois).

Quer isso seja verdade ou não, é interessante notar que, em 2019, a Divisão de Aeronaves do Naval Air Warfare Center (NAWCAD) da Marinha dos EUA registrou uma série de patentes com tecnologias aparentemente de fora do mundo que poderiam, em teoria, revolucionar não apenas a aviação militar e a engenharia aeroespacial, mas quase tudo.

De acordo com um relatório de Alex Hollings em The National Interest , o principal entre essas estranhas novas invenções é um gerador de campo eletromagnético de alta energia (HEEMFG), que se funcional, pode produzir grandes quantidades de energia com implicações militares e comerciais de longo alcance.

A patente também se assemelha a teorias de longa data postuladas por pesquisadores de OVNIs sobre os meios de propulsão aparentemente empregados pelas espaçonaves [UFOs] de visitantes alienígenas. Recentemente, Brett Tingley, do  The War Zone,  recebeu um novo despejo de documentos relativos a essas patentes por meio de um pedido de Freedom of Information Act [FOIA].


[DENTRO da própria área onde fica a base subterrânea conhecida como ÁREA-51, na mesma região do Nevada Test Site, esta localizada uma antiga – desde antes da chegada de Colombo à América – base extraterrestre de seres que são chamados de Tall Whites (Nórdicos) pelos militares norte americanos que possuem acordos com esta raça alienígena]


The War Zone tem liderado a análise dessas  patentes incomuns  desde que elas surgiram, dois anos atrás, e está continuando o esforço examinando centenas de páginas de relatórios, desenhos técnicos, dados e fotos divulgados a eles pela Marinha. Acredite ou não, um sistema de propulsão eletromagnética que poderia permitir que a Marinha construísse seus próprios discos voadores [Programa Espacial Secreto Solar Warden] pode não ser a coisa mais louca resultante desses esforços, informou o National Interest.

secret-space-program-cigar-shape-ship

O Programa Solar Warden mantém uma frota de várias naves espaciais. É constituída por oito enormes naves-mãe em forma de charuto e cerca de quatro dúzias de “navios exploradores” menores. Centenas de “Marines Espaciais” estão em serviço a bordo destas naves e cada nave-mãe tem uma tripulação adicional de aproximadamente 300 cientistas e técnicos a bordo. A Frota Espacial é operada pelo NNSOC (United States Naval Network and Space Operations Command).

De acordo com esses documentos recém-divulgados, outro ramo deste trabalho trata do conceito de um reator de fusão compacto, que entre outras coisas, poderia permitir a criação de uma “Arma de Modificação do Espaço-Temporal” 

De acordo com os documentos internos da própria Marinha, essa arma poderia “fazer a bomba de hidrogênio parecer mais um foguete, em comparação”.

Essas patentes nasceram do trabalho do engenheiro aeroespacial da Marinha dos Estados Unidos, Dr. Salvatore Pais, e por mais malucas que suas invenções possam parecer, a Marinha parece claramente pensar que vale a pena explorá-las, informou o National Interest.

Até agora, foi confirmado que a Marinha investiu mais de US$ 466.000 [orçamento oficial, mas e nas operações Black Budgets]em ajudar este programa a amadurecer desde 2017. Veja como um slide do PowerPoint da Marinha rotulado “Apenas para uso interno” explica as implicações da Arma de modificação espaço-temporal do Dr. Pais, é claro:

Sob condições definidas de maneira única, o Dispositivo de Fusão de Compressão de Plasma pode levar ao desenvolvimento de uma Arma de Modificação do Espaço-Tempo (SMW – uma arma que pode fazer a bomba de hidrogênio parecer mais um foguete, em comparação). Níveis de energia extremamente altos podem ser alcançados com esta invenção, sob condições de ultra-alta corrente pulsada (I) / densidade de fluxo magnético ultra-alta (B) (Z-pinch com uma torção de fusão). 

Então, o que exatamente é essa nova tecnologia?

Um reator de fusão compacto tem sido a busca pelo santo graal dos cientistas e pesquisadores de energia, e para ser claro, o Dr. Pais não é a primeira pessoa a sugerir que está perto de conseguir isso, informou o National Interest. Um reator de fusão funcional seria um meio fundamentalmente diferente de produção de energia do que os reatores de fissão encontrados nas usinas nucleares, motores de combustão e nos foguetes de hoje.

Tecnicamente falando, os reatores de fusão já existem, mas nunca foram eficientes o suficiente aqui na Terra {até onde sabemos] para realmente serem usados ​​para a produção de energia (o sol, no entanto, é um bom exemplo de uma reação de fusão próxima em escala massiva), relata o National Interest .

Enquanto os reatores nucleares em tudo, desde usinas de energia a porta-aviões, produzem energia dividindo um núcleo em dois núcleos mais leves (dividindo o átomo), a energia de fusão envolveria a fusão de dois ou mais núcleos em um único elemento mais pesado – provavelmente, átomos de hidrogênio sendo fundido em um único átomo de hélio, sem deixar resíduos, a diferença de massa no processo gera energia, exatamente o processo que ocorre em nosso SOL.

Em teoria, um reator de fusão eficiente poderia efetivamente acabar com a dependência da humanidade dos combustíveis fósseis. Como uma “arma de modificação do espaço-tempo”, seu potencial pode ser de longo alcance, se não um tanto assustador no sentido de “cientista louco”.

Em outras palavras, por que, em nome de Deus, a Marinha dos Estados Unidos buscaria tal arma?

O diretor de tecnologia da US Naval Aviation Enterprise, Dr. James Sheehy, declarou publicamente que essa tecnologia pode ter um alcance maior do que nossos meios atuais podem alcançar, mas a América não é o único cão nesta luta, o National Interest relata.

“A China já está investindo significativamente nesta área”, disse Sheely ao examinador de patentes Philip Bonzell, e “preferiríamos que [os EUA] detivéssemos a patente em vez de pagarmos para sempre mais para usar essa tecnologia revolucionária”, enquanto ele afirma “isso se tornará um realidade”.

De acordo com documentos, o teste estava sendo feito recentemente, em setembro de 2019, com uma equipe de pelo menos 10 técnicos e engenheiros designados para testar um demonstrador experimental. Entre 2018 e 2019, foram realizadas cerca de 1.600 horas de trabalho no projeto.

Membros da equipe da Skunk Works trabalhando no reator de fusão compacto experimental.

Quando contatado por War Zone e solicitado a explicar a sua investigação, o Dr. Pais respondeu com um discurso científico incoerente, o que suscita mais questões, quanto à validade do seu trabalho.

O fato de meu trabalho no projeto de um Compact Fusion Reactor ter sido aceito para publicação em um jornal de prestígio como o IEEE TPS deve falar muito sobre sua importância e credibilidade – e deve eliminar (ou pelo menos aliviar) todos os equívocos que você (ou qualquer outra pessoa) pode ter em relação à veracidade (ou possibilidade) de meus conceitos de física avançada.

Sr. Tingley, compreenda que meu trabalho culmina na capacitação do Efeito Pais (conceito físico original). O Efeito Pais compreende a geração de fluxos de energia eletromagnética extremamente altos (e, portanto, altas densidades de energia local) gerados pelo movimento controlado de matéria eletricamente carregada (de estado sólido para plasma) sujeito a vibração acelerada e / ou spin acelerado, via transientes de aceleração rápida.

Essa radiação EM de alta energia pode interagir localmente com o Estado de Energia do Vácuo (VES) – o VES sendo o Quinto Estado da Matéria (Quinta Essência – Quintessência), em outras palavras, a estrutura fundamental (arcabouço fundacional), a partir da qual Todo o resto (Espaço-tempo incluído ) em nossa Realidade Quântica, emerge.

A Engenharia do Efeito Pais pode dar origem à Habilitação da Coerência Quântica Macroscópica, que se você tem acompanhado de perto o meu trabalho, você entende a importância.

Devo enfatizar que todo esse trabalho (patentes, pedidos de patentes e documentos técnicos) foi conduzido como um funcionário do NAVAIR / NAWCAD, e que minha posição atual na Navy SSP não tem absolutamente nenhuma relação ou de qualquer forma, tem algo a ver com este trabalho de física avançada.

Obrigado pelo seu interesse em meus conceitos de física e tente manter a mente aberta em relação ao meu trabalho.

Uma imagem do gerador de campo eletromagnético de alta energia da patente retratando sua concha composta de “material cerâmico ferroelétrico policristalino incorporado” capaz de exibir “fortes efeitos piezoelétricos” (105), um gerador eletrostático (200), um reator de leito de seixos de fissão nuclear ( 300), um gerador termoelétrico (400) e um motor elétrico (500). A saliência no topo (125) é reivindicada para “gerar um escudo de plasma ciclônico, que amplificaria muito a intensidade do campo eletromagnético produzido.”

Esta não é a primeira vez que alguém tem uma ideia maluca sobre a criação de uma super arma.

O físico húngaro-judeu Edward Teller, que foi um dos autores da carta assinada por Albert Einstein e enviada ao presidente Franklin D. Roosevelt que impulsionou o programa nuclear da América na Segunda Guerra Mundial, queria pensar maior do que a bomba de 10,4 megatoneladas detonada em Enewetak Atoll em 1952.

Teller, um físico teórico conhecido coloquialmente como “o pai da bomba de hidrogênio”, queria que os cientistas dos EUA examinassem os projetos de armas nucleares táticas por um lado e criassem uma arma nuclear de 10.000 megatoneladas – apelidada de Projeto Backyard.

Porque basicamente, você não precisava transportá-la ou deixá-la cair de uma aeronave.  Simplesmente detonando-a você provavelmente acabaria com a maior parte da vida em um continente. Felizmente, o plano de Teller foi deixado em sua infame prancheta, por razões óbvias.

Colocar uma arma do juízo final como essa nas mãos da humanidade seria pura loucura e totalmente desnecessário. Rússia, China e Estados Unidos já tinham [e tem] poder de fogo nuclear suficiente para destruir o mundo várias vezes. A maior arma nuclear já testada foi a “Bomba Czar” da União Soviética em Novaya Zemlya em 30 de outubro de 1961, com o maior rendimento já visto, cerca de 50-58 megatons.

Curiosamente, o filme de comédia Dr. Strangelove girava em torno da criação de uma arma teórica do fim do mundo, e alguns dizem que o próprio Teller inspirou o personagem bizarro, mas memorável do Dr. Strangelove, interpretado impecavelmente por Peter Sellers.

Neste ponto, é impossível dizer se a Marinha e o Dr. Pais conseguiram ou não produzir algo verdadeiramente inovador por meio de suas pesquisas – se o fizessem, certamente não nos diriam.  E assim que este relatório se tornar público, vamos, com certeza, obter a negação padrão.

roswellivrocorsoDe acordo com o livro do Coronel do Exército dos EUA Philip J. Corso, The Day After Roswell, a tecnologia obtida de acidentes alienígenas, como o infame incidente Roswell em julho de 1947, levou ao desenvolvimento, via engenharia reversa de tecnologia extraterrestre, de várias tecnologias modernas, como fibra óptica e circuitos integrados.

E Corso estaria por dentro – ele era um assistente especial do tenente-general  Arthur Trudeau , que chefiava a Pesquisa e Desenvolvimento do Exército, era membro do Conselho de Segurança Nacional do presidente Eisenhower e era responsável pelo Departamento de Tecnologia Estrangeira. Além disso, ele e Trudeau foram fundamentais para convencer o presidente John F. Kennedy, no Salão Oval da Casa Branca, a promover o discurso de enviar o homem na lua .

Os dois militares exortaram o presidente a apoiar o projeto Apollo, para manter a corrida tecnológica com a União Soviética. Muito parecido com a tecnologia da Skunkworks [Skunk Works é um think thank de Programas de Desenvolvimento Avançado (ADP),  para a Lockheed Martin anteriormente chamados Lockheed Projetos de Desenvolvimento avançados], que se acredita estar 50 anos à frente da tecnologia aeroespacial conhecida publicamente [os velhos e arcaicos foguetes a combustível sólido e líquido]  e bem protegida pelos militares dos EUA, qualquer tecnologia semelhante à dos OVNIs seria tratada como o projeto Manhattan.

Em outras palavras, não espere que a revelação sobre esses projetos aconteça em breve.

(Atualização: como esperado, uma negação padrão foi recebida pelo The War Zone de Timothy Boulay da NAWCAD: O teste do gerador de campo eletromagnético de alta energia ocorreu de outubro de 2016 a setembro de 2019; Quando o NAWCAD concluiu o teste em setembro de 2019, o “Efeito Pais” não poderia ser comprovado. Nenhuma pesquisa adicional foi realizada e o projeto não foi transferido para nenhum outro governo ou organização civil. )

Fontes: National Interest, The War Zone, WeAreTheMighty, Wikipedia , Rotten Tomatoes , The Day After Roswell


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões


Uma espaçonave alien movida à sistema de propulsão de plasma de mercúrio, gera campo eletromagnético antigravitacional .

“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

One Response to Patente com ‘Tecnologia de UFOs Extraterrestres’ da Marinha dos EUA levanta questões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.