Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Pfizer exige reservas bancárias, bases militares e edifícios de embaixadas dos países como garantia para as ‘vacinas’ COVID-19

A gigante [Big Pharma] farmacêutica Pfizer tem mantido governos soberanos como resgate, fazendo exigências bizarras, pedindo reservas bancárias, edifícios de embaixadas e bases militares como garantia em troca da venda de suas [pseudo] vacinas mRNA COVID-19, ao mesmo tempo que não aceita nenhuma imputação legal e responsabilidade pelas mortes e danos colaterais de suas injeções mRNA.

A Pfizer exigiu que a Argentina colocasse suas reservas bancárias, bases militares e edifícios da embaixada em risco. A Argentina não concordou com as exigências da Pfizer. Outro país que a Pfizer fez exigências tão bizarras foi o Brasil.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Pfizer exige reservas bancárias, bases militares e edifícios de embaixadas dos países como garantia para as vacinas COVID-19

Fonte: Great Game Índia

A empresa americana Pfizer está exigindo resgate de governos, interferindo em suas legislações e até exigindo bases militares como garantia.

A Pfizer pediu que o governo da Argentina fosse indenizado pelo custo de quaisquer ações civis futuras, informou a WION .

Se alguém abrir um processo civil contra a Pfizer na Argentina e vencer o caso, o governo da Argentina, e não a Pfizer, pagará a indenização. Portanto, o parlamento da Argentina aprovou uma nova lei em outubro de 2020, mas a Pfizer não gostou da sua formulação.

A lei diz que a Pfizer precisa pagar pelo menos por negligência, por seus próprios erros, se acontecer de cometer algum no futuro. A Pfizer rejeitou isso, após o que a Argentina se ofereceu para alterar a lei para definir a negligência mais claramente – para incluir apenas a distribuição da vacina e entrega sob negligência.

A Pfizer ainda não gostou e exigiu que a lei fosse alterada por meio de um novo decreto, que a Argentina recusou. A Pfizer então pediu à Argentina que comprasse um seguro internacional para pagar por potenciais casos futuros contra a Pfizer, com o qual o país concordou.

Mas isso não foi suficiente, em dezembro de 2020, a Pfizer voltou novamente com mais demandas.  E desta vez a Pfizer exigiu os ativos soberanos da Argentina como garantia.

A Pfizer exigiu que a Argentina colocasse suas reservas bancárias, bases militares e edifícios da embaixada em risco de garantia.

A Argentina não concordou com as exigências da Pfizer. Outro país que a Pfizer fez exigências tão bizarras foi o Brasil.

A Pfizer disse ao Governo do Brasil para criar um fundo de garantia e depositar o dinheiro em uma conta bancária no exterior.

Em 23 de janeiro de 2021 – o Ministério da Saúde do Brasil divulgou um comunicado citando trechos das cláusulas de pré-contrato da Pfizer.

Aqui está uma lista das demandas da Pfizer:

  • Brasil renuncia à soberania de seus ativos no exterior em favor da Pfizer,
  • que as leis do pais não sejam aplicadas na Pfizer que elege N. York para questões legais,
  • que o Brasil leve em consideração um atraso na entrega,
  • que a Pfizer não seja penalizada por atrasos na entrega, e
  • que em caso de quaisquer efeitos e danos colaterais, a Pfizer estará isenta de qualquer responsabilidade civil.

O governo do Brasil chama essas cláusulas de abusivas. O acordo da Pfizer com o Brasil também falhou. A Pfizer até queria que a Índia pedisse suas vacinas COVID-19 sem nenhum teste local .

De acordo com o co-fundador da BioNTech, Dr. Ugur Sahin, a vacina mRNA COVID-19 que ele projetou para a Pfizer foi desenvolvida em apenas algumas horas em um único dia em 25 de janeiro de 2020. Nenhuma outra vacina na história foi criada e fabricada tão rapidamente. Anteriormente, a vacina mais rápida já desenvolvida levava mais de quatro anos.

Conforme relatado anteriormente pelo GreatGameIndia , a Pfizer pagou US$ 2,3 bilhões no maior  acordo de fraude em saúde da história para resolver responsabilidades criminais e civis decorrentes da promoção ilegal de certos produtos farmacêuticos.

Até mesmo, o governo dos  EUA pagou mais de US$ 57 milhões em compensação por lesões  e mortes por vacinas até março de 2020.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informações adicionais:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *