browser icon
You are using an insecure version of your web browser. Please update your browser!
Using an outdated browser makes your computer unsafe. For a safer, faster, more enjoyable user experience, please update your browser today or try a newer browser.

Hacker chipado invade celular com chip implantado na mão

Posted by on 21/07/2016

olho-internet-hackers

Hacker invade celular com chip implantado na sua mão

Seth Wahle é um entre um número cada vez maior de pessoas que têm um chip implantado no corpo. O ex-suboficial da Marinha americana e hoje engenheiro da empresa APA Wireless é um “biohacker” – alguém que gosta de brincar com os limites do corpo humano. 

Agora, Wahle usa o chip para oferecer uma intrigante janela para o futuro da segurança cibernética…

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Hacker chipado invade celular e rouba dados com chip implantado em sua mão

… Com a microestrutura instalada em sua mão, ele e seu parceiro de negócios, Rod Soto, conseguiram provar que ele pode hackear um celular apenas segurando-o nas mãos. A intenção da dupla não é criar um novo tipo de crime, mas sim demonstrar uma maneira oculta pela qual smartphones e outros aparelhos poderão um dia ser invadidos sem que seus donos percebam.

chip-rfid-implantes

Um Chip, etiqueta ou tag RFID é um transponder, pequeno objeto que pode ser colocado em uma pessoa, animal, equipamento, embalagem ou produto, dentre outros. Contém chips de silício e antenas que lhe permite responder aos sinais de rádio enviados por uma base transmissora. Além das etiquetas passivas, que respondem ao sinal enviado pela base transmissora, existem ainda as etiquetas semipassivas e as ativas, dotadas de bateria, que lhes permite enviar o próprio sinal. São bem mais caras que do que as etiquetas passivas.

Conversa de pizzaria

O projeto começou quando Soto, pesquisador de segurança e organizador de um evento chamado Hackmiami, na Flórida, puxou conversa com Wahle em uma pizzaria. “Foi quando descobri que esse cara tinha um chip implantado na mão”, lembra.

Os dois logo formaram uma parceria e começaram a pensar em maneiras de explorar possibilidades comerciais com o chip implantado em Wahle.

Chegaram à conclusão de que tentariam invadir um celular com um software mal intencionado sem precisar de nada mais do que o toque das mãos.

A partir daí, foram necessários apenas alguns meses para desenvolver a tecnologia. E tudo funcionou na primeira tentativa. “Foi uma surpresa até para nós”, admite Wahle.

Questão de minutos

O chip de Wahle faz identificação por radiofrequência (RFID, na sigla em inglês) e inclui uma antena NFC (sigla em inglês para Comunicação por Campo de Proximidade), capaz de conversar com qualquer aparelho com NFC, como um celular, por exemplo.

Quando ele segura um telefone, o chip envia sinais ao aparelho e um nova janela surge no celular pedindo para que o usuário clique em um link. Ao fazer isso, um arquivo malicioso se instala e conecta o celular a um servidor remoto que pode ser acessado por outra pessoa. “Quando recebo o acesso, aquele telefone passa a ser meu, praticamente”, afirma Soto.

Em uma questão de minutos, com o telefone nas mãos de Wahle e Soto em um computador, eles conseguiram “roubar” um arquivo armazenado no celular afetado.

dor-de-cabeca-CHIP

Os dois criadores reconhecem que o link malicioso poderia ser disfarçado de uma maneira melhor – com um pouco mais de dedicação, poderiam fazer com que a nova janela se parecesse com uma notificação comum de algum aplicativo.

Ou ainda, eles podem desenvolver uma maneira de instalar o software diretamente no telefone, sem precisar que o usuário clique em um link.

Leia mais:  ‘Os EUA podem hoje desligar a internet de qualquer país’

Riscos reais?

A experiência da dupla pode ser apenas o início do hacking feito por implantes corporais. Os telefones não são os únicos aparelhos que usam NFC para se comunicar. Trata-se de uma parte fundamental dos sistemas de pagamento por cartão de crédito, de carteiras virtuais como o Apple Pay e o Google Wallet, e até de equipamentos médicos.

microchip-europa-01

Hackear tudo isso com um simples chip que só exige a proximidade de quem o carrega poderia abrir a porta para vários tipos de crime.

Mas as chances de encontrar alguém com um chip RFID implantado na mão ainda são pequenas.

O próprio implante em si não é algo que se faz rapidamente, e não é fácil encontrar biohackers em qualquer esquina, ainda.

Aparelhos vulneráveis

Para a experiência, Soto e Wahle não violaram nenhuma lei. Eles usaram o celular de Wahle, que estava ciente do que aconteceria.

marionetes-01

Mas se alguém aplicar o mesmo truque em uma vítima desavisada, as coisas se complicam, segundo Andrea Matwyshyn, professora de direito no Centro de Políticas da Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton.

Ela afirma que se uma pessoa que quer acessar um sistema não tiver o consentimento de seu dono, a lei está sendo quebrada.

Soto e Wahle têm a intenção de mostrar como os aparelhos que as pessoas usam em seu dia a dia são vulneráveis. “Quero que as pessoas saibam que conseguimos fazer isso apenas com uma tecnologia. E quanto mais as tecnologias forem avançando, esse tipo de problema vai surgir mais e mais. Queríamos invadir algo para mostrar que tudo pode ser invadido”, resume Wahle.

“Essa é uma maneira de as pessoas se conscientizarem e se prevenirem sobre os riscos existentes”, afirma Soto.


“E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis“.   Apocalipse 13:15-18


poçocoletivo

Saiba mais a respeito em:

  1. http://thoth3126.com.br/microchips-implantes-como-um-aplicativo-definitivo/
  2. http://thoth3126.com.br/implante-de-chips-em-funcionarios-de-empresas/
  3. http://thoth3126.com.br/windows-8-e-um-chip-em-seu-computador-para-a-espionagem-da-nsa/
  4. http://thoth3126.com.br/implante-de-microchip-como-anticoncepcional/
  5. http://thoth3126.com.br/implante-de-chips-na-suecia-termina-em-festa/
  6. http://thoth3126.com.br/chip-ccerca-de-200-milhoes-anos-encontrado-dentro-de-uma-rocha/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

One Response to Hacker chipado invade celular com chip implantado na mão

  1. Silvio José Benevides e Maia

    Cada vez mais me convenço de que é perda de tempo se preocupar com segurança além de um básico.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *