browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

MONSANTO: Veneno Glifosato encontrado em toda a Europa

Posted by on 18/12/2015

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 80MONSANTO: Organismos Geneticamente Modificados-OGM, o herbicida Glifosato da MONSANTO foi encontrado na urina humana por toda a Europa

Segundo os resultados dos testes encomendados pela organização “Friends of the Earth Europe” foram encontrados vestígios do VENENO HERBICIDA GLIFOSATO na urina de pessoas em 18 países da Europa. Os resultados levantam preocupações sobre o aumento de níveis de exposição a herbicidas à base de glifosato, comumente usado por agricultores, jardineiros e pelas autoridades públicas em toda a Europa.

Edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

MONSANTO: Veneno Glifosato encontrado em toda a Europa

Fonte: http://www.globalresearch.ca

Global Research, By Friends of the Earth Europe

Os resultados levantam preocupações sobre o aumento de níveis de exposição a herbicidas à base de glifosato, comumente usado por agricultores, jardineiros e pelas autoridades públicas em toda a Europa. Está previsto o aumento do uso de glifosato caso as culturas geneticamente modificados (GM) cresçam na Europa.

Apesar do seu uso generalizado, atualmente a monitorização de glifosato na comida, água ou no ambiente em geral é escassa. Esta é a primeira vez que se efetuou um controle em pessoas por toda a Europa em busca da presença do herbicida.

O porta-voz da “Friends of the Earth Europe” disse:

A maioria das pessoas vai ficar preocupada quando descobrir que podem ter o herbicida nos seus corpos. Efetuamos testes em pessoas que vivem em cidades de 18 países da Europa e encontrou-se vestígios em todos os países. Estes resultados sugerem que estamos sendo expostos (CONTAMINADOS) ao glifosato no nosso cotidiano, mas não sabemos de onde ele vem, quão disseminado esta no ambiente, ou o que está provocando à nossa saúde.

Os nossos testes realçaram a grave falta de ação das autoridades públicas em toda a Europa e indicam ainda que este herbicida está sendo amplamente utilizado em demasia. Os Governos devem intensificar a monitorização e criar medidas urgentes para reduzir o seu uso. Isto inclui a rejeição a qualquer cultura de organismos geneticamente modificados que podem levar ao aumento do uso de glifosato.”

A “Friends of the Earth Europe” convocou a União Europeia a investigar com urgência como  o (veneno) glifosato chegou ao organismo das pessoas, para aumentar os níveis de monitorização do ambiente, dos alimentos e da água e para introduzir restrições imediatas ao uso deste herbicida.

A “Friends of the Earth Europe” encomendou exames laboratoriais à urina de voluntários de 18 países da Europa e descobriu que, em média, 44% das amostras continham glifosato. A proporção de amostras positivas varia conforme os países, tendo Malta, Alemanha, Reino Unido e Polônia registado maior percentagem de testes positivos e a Macedônia e a Suíça registado percentagens menores.

Todos os voluntários que participaram no estudo vivem em cidades e durante o período da realização dos testes (março a maio de 2013) nenhum deles manuseou ou usou produtos com glifosato.

O glifosato é usado em muitas culturas geneticamente modificadas-OGMs. Catorze novas culturas geneticamente modificadas e destinadas a ser cultivadas em conjunto com o herbicida glifosato estão à espera de aprovação na Europa. A aprovação destas culturas levará inevitavelmente ao aumento do uso de glifosato na União Europeia.

O maior produtor mundial de glifosato é a MONSANTO que vende este produto sob a marca “Roundup”. Há duas semanas atrás o Departamento da Agricultura dos Estados Unidos da América (EUA) anunciou que encontrou trigo geneticamente modificado desenvolvido pela Monsanto, que não foi aprovado em nenhum lugar no mundo, já crescendo plantado no estado do Oregon. Isto levou a que alguns países restringissem ou testassem o trigo de origem norte-americana e a que os agricultores norte-americanos apresentassem processos judiciais contra a empresa.

Notas:

[1] As amostras de urina foram recolhidas de voluntários na Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, República Checa, França, Alemanha, Hungria, Letônia, Macedônia, Malta, Polônia, Espanha, Suíça, Holanda e Reino Unido. Numa proporção de 80/182 amostras analisadas continham o veneno herbicida glifosato. Os voluntários eram todos citadinos e entre eles haviam vegetarianos e não vegetarianos. As amostras analisadas foram recolhidas de voluntários que não tinham relação de parentesco. As amostras foram analisadas pelo Dr. Hoppe no laboratório médico Bremen na Alemanha.

Os resultados da “Procura de resíduos de Glifosato na urina humana em amostras de 18 países da Europa”, realizado pelo laboratório médico Bremen, estão disponíveis online.

Traduzido por Filipe T. Moreira –  GMO and Monsanto: Glyphosate Weed Killer Found in Human Urine across Europe – Publicado em Fevereiro 2014.

Saiba mais em:

  1. http://thoth3126.com.br/monsanto-processada-por-agricultores-brasileiros/
  2. http://thoth3126.com.br/diet-coke-zero-e-mortal/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

10 Responses to MONSANTO: Veneno Glifosato encontrado em toda a Europa

  1. Berenice Nunes

    Concordo plenamente com você Alice, os chemtrails (rastros químicos) estão aí para isso. Envenenar tudo a começar pelas abelhas. e sem elas haverá crise alimentícia com certeza. Grata THOTH pelos excelentes artigos diários, expondo os mais variados assuntos que concorrem para nossa maior abertura mental e de consciência principalmente.

  2. Renato

    Já vi inúmeras vezes essas trilhas de veneno sobre a Serra do Mar encostada no litoral aqui no sul do RJ, Paraty. Não é só esse veneno, é um coquetel deles.

  3. Renato

    Á base de glifosato, o herbicida mais usado no Brasil, sob o nome Roundup, e o órgão CTNBio (que está abaixo da Anvisa) que deveria tê-lo “brecado” tem ou teve como diretor um ex-advogado da Monsanto: vê se pode ?…só aqui neste país mesmo. Se contarem isso lá na Europa vão rir ainda mais de nossa cara. Uma vez uma vizinha minha querendo me ajudar me falou: -Bota que é “bão”! pois eu estava cuidando do terreno de uma amiga minha e cresciam muits ervas daninhas…então eu disse a ela que não, claro. Depois me contaram que uma vez tinham posto junto a um riacho de cachoeira que desaguava na praia; nesse dia morreram todos os camarões de água-doce, pitus, lagostas e foram parar todos mortos na praia onde moro. Anos atrás, eu li em algum jornal que, após a construção da estrada litorânea Rio-Santos, logo um ano depois disto, a peca caiu em 40% de acordo com os pescadores em uma estatística encomendada à época. Mais ainda que a poluição das metalúrgicas na Baía de Sepetiba, parte da Baía da Ilha Grande, suponho que o Roundup seja o grande vilão misterioso da diminuição do plâncton que é a base da cadeia alimentar dos peixes.

  4. Luiz Alexandre Lins e Silva

    A intenção é dizimar 80% da humanidade ( o povão) e ficar, somente a elite.

  5. Paulo de Melo

    Luiz, acho que a intenção é dizimar 95 % ou mais, pois eles tb estão contaminando as populações deles.
    Se quisessem dizimar o povão, só dizimaram o pessoal dos países subdesenvolvidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *