browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Os Maias e sua visão do mundo

Posted by on 07/11/2016

Sacerdote-Maia-TzolkinOS MAIAS 

Os Maias deixaram para nós, os habitantes do planeta Terra dos DIAS ATUAIS, uma mensagem escrita em pedra que contém 7 profecias. Uma parte é de alerta e a outra é de esperança.

A mensagem de alerta profetiza o que pode acontecer nesses tempos em que vivemos. A de esperança fala sobre as mudanças que devemos efetuar para impulsionarmos a humanidade para uma nova era, a era do equilíbrio com o feminino sagrado, a Grande Mãe, a era das mães e dos pais preocupados com a natureza, da sensibilidade, da intuição, do respeito pela criação como um todo, que viverá em EQUILÍBRIO. …

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

… Todos nós de uma maneira ou de outra sentimos que estamos começando a viver os tempos descritos no Livro das Revelações (o Apocalipse, escrito com base nas visões do apóstolo João).

Todos sentimos pelas guerras, guerra pelo petróleo, guerra pela controle de tudo e do planeta. A cada dia há mais erupções vulcânicas, terremotos e desastres climáticos acontecendo, a poluição gerada por nossa sociedade tecnológica chegou a índices alarmantes, estamos enfraquecendo a camada de ozônio do planeta que nos protege das radiações solares e cósmicas. Estamos contaminando o planeta com nossos dejetos industriais e nosso lixo. A devastação dos recursos naturais está acabando com nossas fontes de água e com o oxigênio que respiramos.

maia_copan

Cidade maia de Copan

Em função das mudanças, já em andamento e confirmadas, dos Pólos Magnéticos do planetaem um ritmo acelerado, como consequência desse fato o clima TAMBÉM esta mudando e as temperaturas aumentaram de maneira impressionante no verão e no inverno, atingindo recordes históricos tanto para baixo, a tudo congelando, geleiras e campos, assim como para cima derretendo os picos nevados até então, e grandes inundações se sucedem em todo o mundo, enormes tornados puseram em perigo a Flórida e gigantescos furacões devastaram toda a América central, enquanto chuvas torrenciais castigam várias partes diferentes do planeta.

A exposição a um caos informático e tecnológico nos ameaça grandemente, em função das mudanças climáticas, assim como a pobreza generalizada pelos efeitos do caos econômico é sentida por quase todos os países do mundo. Todos nós procuramos respostas e um caminho seguro para os tempos em que vivemos. E reconhecemos a partir dos problemas que enfrentamos diariamente que vivemos em desarmonia com o meio ambiente e entre nós mesmos.

Muitas religiões elaboraram profecias a respeito do que está acontecendo. A bíblia anunciou que quando todos esses fatos acontecessem ao mesmo tempo estariam chegando os tempos narrados no livro das Revelações (apocalipse). Os Maias sabiam que isso ia acontecer exatamente nesses tempos, por isso, deixaram orientações para que nós, de maneira individual e coletiva, contribuamos para levar a humanidade para o amanhecer de uma Nova Era de Luz na Terra, para uma nova era, onde não haverá mais caos nem destruição.

Eles nos deixaram 7 profecias em que falam de suas visões do futuro (para eles) e do nosso presente. Estão baseadas nas conclusões de seus estudos e conhecimento sobre o funcionamento do universo E DE SUAS LEIS. 

maias-visãodomundo

Os maias datavam toda a sua cronologia a partir de 13 de agosto de 3.113 a.C., “nascimento de Vênus”, início da Conta Longa de 5.125 anos (3.113 + 2012= 5.125 anos), período que terminou (o 13º Baktun) em 21 de Dezembro de 2012, o ano do início de um novo ciclo-o 14º Baktun- segundo a profecia maia. Esse mesmo período, na cultura hindu, marca os últimos 5.125 anos do Kali Yuga, a Idade do Ferro, que se iniciou ha 430 mil anos no passado.

Os maias ocuparam um vasto território: México, Honduras, Belize, Guatemala e El Salvador. São centenas de cidades, hoje ruínas convertidas em vários sítios arqueológicos.

PROFECIAS MAIAS-FINAL DO CALENDÁRIO em 21 de Dezembro de 2012, início do 14º Baktun.

1ª PROFECIA MAIA

A primeira profecia fala sobre o final do medo. Diz que o nosso mundo de ódio e materialismo terminará no sábado, 22 de dezembro do ano 2012. Neste dia a humanidade devera escolher entre desaparecer do planeta como espécie pensante que ameaça destruir o seu planeta ou evoluir para a integração harmônica com todo o universo. Compreendendo que tudo está vivo e consciente, que somos parte desse todo e que podemos existir em uma era de luz.

A 1ª profecia Maia diz que a partir de 1999 nos restariam mais 13 anos, só 13 anos para realizarmos as mudanças de consciência e atitude de que eles nos falam, para que pudéssemos nos desviar do caminho da destruição pelo qual avançávamos, e tomar outro rumo, o que nos abriu as nossas consciências e as nossas mentes para nossa integração com tudo o que existe.

Símbolo dos Maias de Hunab-Ku, o sol central da galáxia.

Os Maias sabiam que o nosso sol, que eles chamavam de ” Kinich-Ahau”, é um ser vivo que respira (como o planeta Terra-Gaia) e que a cada certo tempo se sincroniza com o enorme organismo que existe NO CENTRO DA GALÁXIA, que o nosso sol ao receber uma manifestação de luz do centro da galáxia brilharia mais intensamente produzindo em sua superfície o que nossos cientistas chamam de erupções (Flares) solares e mudanças magnéticas.

Eles dizem que isso acontece a cada 5.125 anos. Que a terra se vê afetada pelas mudanças do sol mediante o deslocamento do seu eixo de rotação dos polos norte e sul. Previram que a partir desse movimento haveria grandes desastres e cataclismas.

Para os Maias o processo universal, como a respiração da galáxia, é cíclico e nunca muda. O que muda é a consciência do homem, que passa através deles num processo sempre em direção a maior perfeição. Com base em suas observações os Maias previram que a partir da data inicial de sua civilização, desde o 4° Ahua, 8° Cumku, isso é 3.113 a.C., mais 5.125 anos no futuro, ou seja, sábado dia 22 de dezembro de 2012 o sol ao receber um forte raio sincronizador proveniente do centro da galáxia, mudaria sua polaridade e produziria uma gigantesca labareda (flare) radiante.

Para este dia a humanidade deveria estar preparada para atravessar a porta que os Maias nos deixaram. Quando a civilização atual, baseada no medo, passou para uma vibração muito mais alta de harmonia. Só de maneira individual podemos atravessar a porta que permite evitar o grande desastre que o planeta vai sofrer para dar inicio a uma nova era, um sexto ciclo do sol.

Os Maias asseguravam que a sua civilização era a 5ª iluminada pelo sol ( Kinich-Ahau), o 5° grande ciclo solar. Que antes haviam existido outras 4 civilizações que foram destruídas por grandes desastres naturais. Achavam que cada civilização é apenas um degrau para a ascensão da consciência coletiva da humanidade. Para os Maias no ultimo desastre a civilização (Atlântida) teria sido destruída por uma grande inundação, que deixou apenas alguns sobreviventes dos quais eles, a raça vermelha, eram seus descendentes. Pensavam que ao conhecer o final desses ciclos, muitos humanos se preparariam para o que aconteceria e que graças a isso haviam conseguido conservar sobre o planeta a espécie pensante, o ser humano.

Eles nos dizem que a mudanças dos tempos permite subir degraus na evolução da consciência, podemos nos dirigir a uma nova civilização que manifestará maior harmonia e compreensão para todos e entre os seres humanos.

A 1 ª profecia Maia nos fala do “tempo do não-tempo”, um período de 20 anos chamado “Katún” . Os últimos 20 anos desse grande ciclo de 5.125 anos, quer dizer que desde 1992 até 2012. Profetizaram que neste tempo manchas do vento solar cada vez mais intensas apareceriam no sol, que desde 1992 a humanidade entrará num último período de grande aprendizagem, de grandes mudanças, que nossa própria conduta de depredação e contaminação do planeta contribuiria para que essas mudanças acontecessem.

O novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope, gravou esta expansão violenta de energia emitida pelo supermassivo buraco negro chamado de Sagitário A do Centro da nossa Galáxia Via Láctea no final de julho. A imagem de fundo mostra um amplo campo de visão, em infravermelho do centro da Galáxia. Inserções de zoom no buraco negro gravou como a energia se inflama desde o centro em repouso, explodindo para em seguida, desaparecer. O gás mais quente, localizado perto do buraco negro, pulsa como o ponto branco central visto nas imagens de raios-X. O gás um pouco mais frio fica associado com um gás remanescente de uma velha explosão de uma supernova nas proximidades e é responsável pela existência da nuvem circundante (DO RAIO) rosa.Foto: NASA / JPL-Caltech. (http://www.nasa.gov/mission_pages/nustar/main/index.html)

Essa profecia diz que essas mudanças irão acontecer para que possamos entender como funciona o universo e nossa relação com ele, e para que avancemos para níveis superiores deixando para trás o materialismo e nos livrando dos nossos apegos e o sofrimento deles decorrentes.

O livro sagrado Maia CHILAM BALAM diz que no 13° Ahau no final do último Katún ( 2012) o Itza será arrastado e rodará Tanka ( …as civilizações…as grandes cidades serão destruídas) haverá um tempo em que estarão sumidos na escuridão e depois virão trazendo um sinal, o futuro Homem do Sol, a Terra despertará pelo norte e pelo poente, o Itza despertará.

A 1 ª profecia anunciou que 7 anos depois do inicio do 1° katún, ou seja 1999, começaria uma época de escuridão que todos nós enfrentaríamos com nossa própria conduta, disseram que as palavras de seus sacerdotes seriam escutadas por todos nós como orientação para o despertar. Eles falam dessa época como o tempo em que a humanidade entrará no grande salão dos espelhos, uma época de mudanças para que o homem enfrente a si mesmo, a sua própria escuridão, para que ele veja e análise seu comportamento com ele mesmo, com os demais, com a natureza e com o planeta onde vive.

Uma época para que toda a humanidade por decisão consciente de cada um de nós decidir mudar e eliminar o medo e a falta de respeito e de consciência entre todas as nossas relações, inclusive com o planeta e seus recursos.

2ª PROFECIA MAIA 

A 2ª profecia anunciou que o comportamento de toda a humanidade mudaria rapidamente a partir do eclipse solar de 11 de agosto de 1999.(Ver material sobre o eclipse no final deste artigo) Naquele dia vimos como um anel de fogo que se recortava contra o céu, foi um eclipse sem precedentes na historia pelo alinhamento em cruz cósmica com o centro da terra e com quase todos os planetas do sistema solar.

A 11 de Agosto de 1999, milhões de espectadores testemunharam a Lua a se interpor diretamente entre a Terra e o Sol. Os europeus privilegiados que se encontravam numa estreita faixa de cerca de 100 km que atravessava a Europa estiveram em condições de observar um eclipse total; no resto da Europa pôde-se observar um eclipse parcial. Infelizmente, o tempo não ajudou e em muitos locais (foi o caso de Paris, por exemplo) as nuvens estragaram o momento. Esta fotografia foi obtida em Bucareste (Romênia), com um refractor Konus de 80 mm, por Pedro Ré, um sobejamente conhecido astrônomo amador e Professor Associado do Departamento de Zoologia e Antropologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Nesta imagem pode ver-se claramente um conjunto de protuberâncias (em tons rosados), um fenômeno comum da cromosfera solar. Bucareste, localizada no centro da faixa de totalidade, foi um dos locais onde o eclipse observado teve maior duração, 2 minutos e 22 segundos. Na Europa, este foi o último eclipse total observado no século XX.

Eles se posicionaram nos 4 signos do zodíaco que são os signos dos 4 evangelistas, os 4 guardas do trono que protagonizam o apocalipse segundo São João. Além disso, a sombra que a lua projetou sobre a terra atravessou a Europa, passando por Kosovo, depois pelo Oriente Médio , IRÃ, Iraque e posteriormente dirigindo-se ao Paquistão e a Índia, áreas de grande potencial para conflitos armados).

Com a sua sombra ela parecia prever uma área de conflitos e guerras e/ou catástrofes naturais, concentradas em sua maioria no HEMISFÉRIO NORTE. exatamente isso que a sombra do eclipse projetou: os locais onde deverão acontecer os maiores conflitos armados da próxima grande e última guerra envolvendo a Europa, Israel, países muçulmanos, Rússia, Índia, China, USA, Canadá e o norte da África)

Os Maias sustentavam que a partir desse eclipse, o homem perderia facilmente o controle pessoal ou então evoluiria e alcançaria sua paz interior e praticaria a tolerância e a paciência evitando os conflitos, então viveremos uma época de mudanças, que é a ante-sala de uma nova era, a noite fica mais escura antes do amanhecer (significa dizer que a escuridão aumentará muito no planeta imediatamente antes do final desse ciclo).

O fim dos tempos é uma época de conflitos e de grande aprendizagem, de guerras, separação, muita loucura que vai gerar por sua vez processos de sofrimento, destruição e oportunidades de evolução.

Linha de sombra total projetada na Terra pela Lua no eclipse solar de agosto de 1999.

A segunda profecia indica que a energia que se recebe do centro da galáxia aumentará e acelerará a vibração em todo o universo para conduzir a uma evolução e maior perfeição. Isso produzirá mudanças físicas no sol e na Terra e mudanças psicológicas no ser humano que mudará sua forma de pensar e de sentir. Serão transformadas as formas de relacionamento e de comunicação, os sistemas econômico, social, de ordem e justiça, serão mudadas as convicções religiosas e os valores que aceitamos hoje. O ser humano irá defrontar-se com seus medos e angustias para solucioná-los e assim poderá sincronizar-se com o ritmo do planeta, do sol e do universo.

A humanidade irá se concentrar no seu lado negativo e poderá ver claramente as coisas ruins que estão fazendo, esse é o primeiro passo para mudar de atitude e conseguir a unidade que permite o surgimento de consciência coletiva mais elevada. Serão incrementados os acontecimentos que nos separam mas também os que nos unem, criando uma instabilidade emocional, aumento do medo, da agressão, do ódio, as famílias em dissolução, os enfrentamentos por ideologia, religião, modelos de moralidade e nacionalismo.

Simultaneamente mais pessoas encontrarão a paz interior, aprenderão a controlar suas emoções, haverá mais respeito, serão mais tolerantes e compreensivas, encontrarão o amor e a unidade. Surgirão homens e mulheres com altíssimos níveis de energia interna, pessoas com sensibilidade e poderes intuitivos para a redenção. Mas também surgirão MUITOS farsantes que pretenderão obter lucro econômico as custas do desespero alheio.

Os Maias previram que a partir de 1999 começaria a era do tempo do não-tempo, uma etapa de mudanças rápidas necessária para renovar os processos geológicos, sociais e humanos. Ao final do ciclo cada um seria seu próprio juiz, será quando o ser humano entrará no grande salão dos espelhos para analisar tudo o que fez na vida. Ele será classificado pelas qualidades que tenha conseguido desenvolver na sua existência, sua maneira de agir dia após dia, seu comportamento para com o seu semelhante e para com o planeta.

Todos irão se posicionar segundo o que são em seu íntimo, os que conservam a harmonia entenderão o que aconteceu como um processo natural de evolução no universo. Por outro lado, haverá outros que por ambição ou frustração culparão os outros ou a Deus pelo que acontecerá a si próprio.

Maldek

UM NOVO E ENORME CORPO CELESTE ESTÁ EM FASE DE MATERIALIZAÇÃO DENTRO DO SISTEMA SOLAR, ENTRE AS ÓRBITAS DE JÚPITER E SATURNO …

Serão geradas situações de destruição, morte e sofrimento. Mas elas também darão lugar ao mesmo tempo a circunstancias de solidariedade e respeito pelo semelhante, de unidade com o planeta e com o cosmos. Isso significa que o céu e o inferno estarão se manifestando ao mesmo tempo e cada ser humano viverá em um ou em outro dependendo de seu próprio comportamento. 

No céu com a sabedoria para transcender o que acontecerá. No inferno para aprender com a dor e com o sofrimento. Duas forças inseparáveis, em um universo polarizado, uma que entende que tudo no universo evolui para a perfeição, que tudo muda, outra envolta em um plano de materialismo que só alimenta o egoísmo. Na época da mudança dos tempos, todas a opções estarão disponíveis e praticamente sem censura de nenhum tipo e os valores morais serão mais frouxos que nunca para que cada um se manifeste livremente como realmente é desde o seu âmago.

A segunda profecia afirma que se a maioria da população mudar seu comportamento e se sincronizar com o planeta serão neutralizadas e/ou minimizadas as mudanças geológicas drásticas que serão descritas nas próximas profecias. Devemos estar conscientes de que o ser humano sempre decide seu próprio destino especialmente nesta época, as profecias são apenas advertências para que tomemos consciência da necessidade de mudanças de rumo para evitar que o previsto se torne realidade.

3ª PROFECIA MAIA

A 3ª profecia diz que uma súbita onda de calor aumentará a temperatura do planeta provocando mudanças climáticas, geológicas e sociais de magnitudes sem precedentes e a uma velocidade assombrosa. Os Maias disseram que esse aquecimento se dará por vários fatores. Alguns deles provocados pelo ser humano que por sua falta de sincronismo com a natureza só poderá produzir processos de autodestruição. Outros fatores serão gerados pelas transformações que estão acontecendo em nosso sol, que ao acelerar sua atividade pelo aumento da sua vibração, está produzindo mais irradiação e aumentando a temperatura do planeta, bem como contribuindo para a erupção de vulcões e padrões de clima mais errático.

Cada um de nós, de uma forma ou de outra, contribuiu com o desmatamento do planeta ou para contaminá-lo. Com nossos automóveis, jogando lixo na ruas ou parques públicos, contribuímos para que o clima do planeta se volte contra nós. As mudanças já estão acontecendo, mas como estão acontecendo muito lentamente nos adaptamos a elas e nem as percebemos.

O processo global de industrialização que aconteceu desde o final do século XIX mudou dramaticamente a atmosfera com emissões de gases tóxicos a atividade industrial. A chamada chuva ácida, um subproduto da queima de carvão ou derivados de petróleo e emissões de sulfetos e óxidos de nitrogênio das indústrias tem ocorrido no mundo todo e concentra-se nas áreas urbanas, corroem os monumentos e pontes, destrói a pintura externa de prédios, os bosques, causa danos à vida marinha e aos solos agrícolas, transforma a água potável em tóxica e reduz a visibilidade. As chaminés contaminantes de milhões de fabricas indiferentes ao dano que causam, modificaram as temporadas de chuvas, as estações e o clima de modo geral. Em muitos lugares no planeta ainda se cozinha à lenha, criando fogueiras que emitem grandes quantidades de fumaça, cinzas, vapor d’água e gás carbônico (CO²).

maldek-secchi-imagem

Tudo isso deu lugar ao aparecimento do efeito estufa, pois a concentração de CO2 que fica flutuando na atmosfera e reage quimicamente com dióxidos aumentando a temperatura. O ar que respiramos nos grandes centros urbanos está cheio de partículas de monóxido de carbono (CO), dióxido de nitrogênio (NO2) e metano (CO3) produto resultante da combustão da gasolina no motor de milhões de automóveis e de milhares de usinas térmicas de geração de eletricidade.

A depredação e o desmatamento desenfreado de matas (como na selva amazônica) para transformar em campos de pasto para a pecuária e terras de cultivo agrícola ou para ampliar as cidades tornou-se uma prática comum. Os bosques que purificavam o ar ao transformar gás carbônico em oxigênio, são incendiados. O ser humano não é consciente ainda o suficiente do mal que está causando ao planeta, nem que é preciso plantar para repor a vegetação que consome. O planeta transformou-se em um grande depósito de lixo. Enviamos contêineres com resíduos radioativos para o fundo do mar, carregamos navios inteiros com substancias não-degradáveis.

As variações climáticas, conseqüência das relações danosas do ser humano e das mudanças do comportamento do sol, produzem uma alteração das chuvas, diminuem sua intensidade, quantidade e regularidade. O aumento da temperatura produzirá fortes ventos, furacões e tufões, fatos que já são perceptíveis todo ano. Com o aumento da temperatura, diminui a umidade relativa do ar que trará como conseqüência menos nuvens e maior exposição ao sol, agravando assim o problema, haverá maior evaporação da água dos solos, produzindo muitas secas e grandes incêndios em todo o planeta, a falta d’água produzirá graves inconvenientes à vegetação, reduzindo seu crescimento e diminuindo consideravelmente o tamanho das colheitas. Ao reduzir-se a quantidade de água das chuvas, diminuirá também o fluxo dos açudes e lagos, criando sérios problemas à fauna da terra e um ciclo vicioso que se retroalimenta.

Tudo isso causará um forte impacto na economia, haverá desabastecimento e muitos produtos que dependem do clima como a água, as folhagens, os cereais, os pescados e a geração de energia elétrica terão aumentos vertiginosos de preço, serão épocas de racionamento de eletricidade, de fome e descontentamento social, aumentará o numero de pragas, insetos e doenças tropicais como a malária e febre amarela.

A 4ª PROFECIA MAIA

A 4ª profecia Maia diz que o aquecimento do planeta, causado pela conduta irresponsável e antiecológica do ser humano e por uma maior atividade do sol, causará o derretimento do gelo das calotas polares norte e sul (Ártico e Antártida) inundando as regiões costeiras em todos os continentes. O sol aumentará o seu nível de atividade acima do normal, haverá uma maior produção de ventos solares, mais erupções maciças de flares solares desde a coroa do sol, um aumento na irradiação e um incremento na temperatura do planeta. Os Maias se baseavam no giro de 584 dias do planeta Vênus para efetuar seus cálculos solares. Vênus é um planeta facilmente visto no céu, pois sua órbita está entre a terra e o sol.

Eles deixaram registrado em seu “Códice  Dresden” que a cada 117 giros de Vênus marcado a cada vez que o planeta aparece no mesmo ponto no céu, o sol sofre fortes alterações e aparece grandes manchas ou erupções do vento solar(Coronal Mass Ejection-Ejeção de Massa Coronal), eles advertiram que a cada 1.872.000 kins, ou seja, 5.125 anos (um desses ciclos – o 13º Baktun – terminou em 21 de dezembro de 2012) são produzidos alterações ainda maiores e que quando isto ocorrer o ser humano dever estar alerta, é o presságio de GRANDES destruição e mudanças planetárias.

No “Códice Dresden” também figura o período de 1.366.560 kins que tem a diferença de 1 katun (20 anos) como um número que aparece no Templo da Cruz. No Templo da Cruz, em Palenque está entalhado o numero 1.359.540 kins, a diferença que ele tem anotado no “Códice Dresden” é de 20 anos ou 1 katun, é um período de tempo que eles chamavam de “Tempo do não-tempo” e é o que estamos vivendo desde 1992. As mudanças da atividade do sol serão maiores pois que a principal proteção (o nosso campo eletromagnético e a atmosfera da Terra) que temos em todo o planeta esta ficando mais fraca (existe um grande buraco em nossa camada de Ozônio no Pólo Sul). 

maias-codiceDresden

O Códice Dresden MAIA

O escudo eletromagnético que circunda a Terra e que nos protege dos raios cósmicos e solares está diminuindo em sua intensidade. A produção de ozônio na ionosfera que impedia a chegada dos raios ultravioletas ao planeta diminuiu e já apareceram alguns buracos enormes sobre os pólos permitindo a chegada dos raios do sol à superfície do planeta. A atividade do ser humano está alterando a composição da atmosfera, o chamado “efeito estufa” que impede a saída do calor e aumenta a temperatura. Todos os fenômenos ao ocorrerem simultaneamente produzirão modificações no clima e um aumento da temperatura nos mares e derreterá mais rapidamente o gelo nas calotas polares. Isso causará aumento do nível dos oceanos produzindo inundações nas terras costeiras, e modificação morfológica de todos os continentes onde vivemos.

Os Maias previram que esta seria a forma como o planeta se limparia e teria aumento de muitas áreas verdes por todas as partes, o aumento da temperatura já começou, relatórios científicos de diversas fontes confirmam, estudos realizados pela Universidade do Colorado concluem que as geleiras e picos nevados de todo o mundo estão diminuindo seu volume notavelmente, como resultado do aumento geral da temperatura do planeta. O maior pico nevado na áfrica, o monte Kenya, perdeu 92% de sua massa de gelo, os picos nevados do monte Kilimanjaro sofreram redução de quase 100%, isso na África e na Europa em 1980 havia 27 picos nevados, esse número foi reduzido para 13. Nos Alpes europeus e no Cáucaso na Rússia eles diminuíram em 50%.

Na Nova Zelândia, nos montes na Rússia e na China houve redução de 26%, os cálculos preliminares dos estudos dizem que se as mudanças continuaram no mesmo ritmo em 50 anos não haverá picos nevados em nenhuma parte do mundo. Na Antártida a situação é ainda mais grave, os picos estão se derretendo a partir do centro e não a partir das bordas. É sabido que quando um lago gelado começa a derreter ele sempre o faz a partir de seu centro. A temperatura na Antártida aumentou 2,5°C nos últimos 25 anos e está aparecendo vegetação em locais onde antes não havia nada mais do que gelo.

Mais de 50% da população mundial vive perto do mar, em grandes cidades costeiras, por isso bilhões de pessoas serão afetadas e deslocadas de seus lares. No ano de 1998 estabeleceram-se recordes de altas temperaturas, que ficaram dentre as mais altas dos últimos 600 anos. No entanto um aumento da temperatura como este que vem ocorrendo não muda rapidamente os níveis de água em todo o planeta, será um processo que levará vários anos. A única coisa que poderia mudá-los seria uma mudança súbita na posição da crosta terrestre sobre seu núcleo central. Isso já ocorreu varias vezes no planeta ao mudar a posição dos pólos magnéticos

Devemos nos concentrar em produzir resultados positivos com nossas ações e ao mesmo tempo crescer com as dificuldades que encontrarmos. Devemos assumir a plenitude da vida e tomar as decisões de maneira consciente, devemos abrir os olhos às possibilidades que possam nos trazer oportunidades de crescimento.Todas as profecias procuram criar uma mudança na mente humana, pois o universo está gerando todos esses processos para que a humanidade se expanda pela galáxia desde que compreendamos a nossa unidade com o todo, entre todos e com o universo.

5ª PROFECIA MAIA

A 5ª profecia diz que todos os sistemas de CONTROLE com base no medo, sob os quais está fundamentada e vive a nossa civilização, se transformarão simultaneamente com o planeta e com o ser humano em evolução, dando lugar a uma nova realidade com base no equilíbrio e harmonia. O ser humano ainda egoísta está convencido de que o universo existe somente para ele, que a humanidade é a única expressão universal de vida inteligente e por isso age como uma espécie predadora de tudo o que existe. Os sistemas falharão e ruirão completamente para que o ser humano egoísta enfrente-se a si mesmo, para que ele veja a necessidade de reorganizar a sociedade e seu comportamento e continuar no caminho da evolução que nos levará a entender a harmonia e equilíbrio que existem na criação.

A atual especulação em torno do capital financeiro (com início da crise em 2008) levou a uma situação econômica mais delicada que a de 1929, antes da queda da bolsa de valores em 1930.  Quase todas as economias dos principais países do mundo então com problemas, a especulação financeira e os salva-vidas do governo com dinheiro para salvar bancos que estão à beira da falência (por terem especulado em mercados futuros e imobiliário), dificultam ainda mais a solução de todo esse processo. Existem então situações de alto risco no sistema econômico-financeiro, e no sistema de controle de informações e processamento de dados, e se a isso acrescentarmos o aumento na atividade do sol que pode causar danos irreparáveis nos satélites que sustentam a nossa atual tecnologia, a situação se complica, e muito.

Ao afetar-se a ionosfera, pela emissão de raios solares, se produzem alterações em todas as comunicações de satélite, radio, transmissão de dados de toda espécie, televisão, navegação aérea, marítima, terrestre, localização por GPS, comunicações telefônicas, internet, etc. Portanto, a economia e a comunicação são sistemas frágeis e interconectados com todos os outros. A rede de distribuição de energia elétrica é especialmente sensível às labaredas solares, como ocorreu durante nove horas em toda a região de Quebec, no Canadá em 1989.

O sistema de eletricidade é a coluna vertebral de nossas sociedades contemporâneas, se um falhar, falhará um atrás do outro como pedras de dominó derrubando consecutivamente todos os sistemas. Dizem que um sistema é tão forte quanto o mais fraco de seus componentes ou elos.

Imaginemos como reagiria a nossa sociedade à todos esses acontecimentos simultâneos. A comida ficaria escassa e muito mais cara; as comunicações seriam impossíveis; o tráfego rodoviário enlouqueceria em todas as grandes, médias e pequenas cidades, a economia global ficaria paralisada; a maioria perderia o juízo e teria inicio a uma desordem civil que pela quantidade de pessoas envolvidas ultrapassaria as expectativas e a capacidade de controle,  civis e militares do governo. Essa situação de descontrole total modificaria para sempre todos os sistemas da sociedade atual.

Os sistemas religiosos (catolicismo romano, judaísmo e islamismo) baseados em um deus que infunde medo também entrarão em crise e sucumbirão. Surgiria um único caminho espiritual comum a toda a humanidade que terminará com todos os limites estabelecidos pelas culturas sobre as diferentes formas de ver Deus e o universo.  O novo dia galáctico é anunciado pela nova espiritualidade como uma época de luz, paz e harmonia para a humanidade que esta se esforçando para evoluir. É claro então que tudo que não produza este resultado deve desaparecer se não se transformar, a nova época de luz não pode ter uma humanidade controlada pelo medo e pela força do mais forte.

A 6ª PROFECIA MAIA

A 6ª profecia Maia fala que nos próximos anos aparecerá um novo corpo celeste no sistema solar (um cometa, uma estrela Anã -Brown Dwarf- Marron, o planeta Maldek ?) cuja trajetória colocará em perigo a própria existência do ser humano e da vida na Terra . (na realidade não será um cometa e sim um astro conhecido nos meios astronômicos como Brown Dwarf, estrela, um sol morto, uma Estrela Anã Marrom, que já foi detectado e fotografado entre a órbita de Plutão e a Nuvem de Oort, que atravessa o nosso sistema solar a cada período de 104.000 anos, provocando grandes catástrofes e a inversão dos pólos magnéticos da Terra)

Foto: WorldWideTelescope, (WWT), Estrela Anã Marrom, já cruzando a órbita de Plutão, nos limites do sistema solar. 

maias-nibiru

Uma Estrela Anã Marrom, a companheira de nosso sol e Sistema solar-b).-En WWT.G1.9+0,3. 04/07/2009

Os maias viam os cometas como agentes de mudanças que vinham para por em equilíbrio o movimento existente para que certas estruturas se transformem permitindo a evolução da consciência coletiva humana. Todas as coisas têm um lugar que lhes corresponde, todas as circunstancias, até mesmo as mais adversas, são perfeitas para gerar compreensão sobre a vida, para desenvolver a consciência sobre a criação. Por isso o ser humano está constantemente enfrentando situações inesperadas que geram sofrimento a ele, em função dos seus apegos, este é um modo de conseguir que ele reflita sobre sua relação com o mundo e com os outros. Assim ao longo de muitas experiências em muitas vidas sucessivas se entenderá as leis naturais da criação.

Para os maias, Deus é a presença da vida em todas as formas e sua presença é infinita…

O cometa – Ajenjo como era chamado – de que fala a profecia foi também anunciado por varias outras culturas e religiões antigas, por exemplo, na bíblia, no livro das revelações (Apocalipse de João) onde recebe o nome de “Absinto”, se o cometa, ou outro objeto qualquer aparecer é possível que sua trajetória o leve a se chocar com a Terra ou provoque alterações drásticas em sua superfície. Os cometas sempre fizeram parte do sistema solar, milhares de resíduos atravessam, cruzam, vão e voltam periodicamente e inclusive se chocam com os planetas que estão se movendo em suas órbitas regulares ao redor do sol.

A comunidade científica aceita que há cerca de 65 milhões de anos, no período geológico do cretáceo terciário, um cometa caiu em Chicxulub, na península de Yucatan, no México, desso modo causando a extinção dos dinossauros. Sua cratera com 180 km de diâmetro tem altas concentrações de Irídio – elemento muito raro na terra, mas muito comum nos meteoros e cometas.

Abaixo a tradução da notícia acima: Por Thomas O’Toole, Washington Post, da equipe de redação – sexta-feira 30 dezembro, 1983; Página A1.
Um corpo celeste possivelmente tão grande como o gigantesco planeta Júpiter e, possivelmente, tão perto da Terra que seria parte deste sistema solar foi encontrado na direção da Constelação de Órion por um telescópio em órbita a bordo do satélite astronômico infravermelho dos EUA (Infrared Astronomical Satellite-IRAS). Tão misterioso é o objeto que os astrônomos não sabem se ele é um planeta, um cometa gigante, uma ”proto-estrela” próxima que nunca ficou quente o suficiente para se tornar uma estrela, uma galáxia distante tão jovem que ainda está em processo de formação de suas primeiras estrelas ou uma galáxia tão envolta em poeira que nenhuma das suas estrelas ainda é visível. “Tudo o que posso dizer é que não sabemos o que é”, disse em uma entrevista, o Dr. Gerry Neugebauer, o cientista chefe do IRAS para o JPL-Laboratório de Propulsão a Jato da Califórnia e diretor do Observatório Monte Palomar, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, a explicação mais fascinante deste misterioso corpo, que é tão frio que não lança luz e nunca foi visto por telescópios ópticos na Terra ou no espaço, é que ele é um planeta gigante gasoso tão grande como Júpiter e tão perto da Terra em 50 trilhões de quilômetros. Embora isso possa parecer uma grande distância em termos terrestres, é uma curta distância em termos cosmológicos, tão perto, de fato, que seria o corpo celeste mais próximo da Terra além do mais externo planeta Plutão. Se ele esta realmente tão perto, seria uma parte do nosso sistema solar, disse o Dr. James Houck do Centro de Rádio Física da Universidade Cornell.

Associou-se o aparecimento de meteoros e cometas à momentos difíceis como a que coincidiu com a erupção do vulcão Vesúvio que destruiu Pompéia e Herculano no ano 79 d.C. ou com a queda do rei Harold por Guilherme, O Conquistador na Inglaterra em 1066 e que foi registrado no Tapete de Bayeux; causaram pânico coletivo com o Cometa Halley em 1910, naquela época presumiu-se que a sua cauda era de gás venenoso (o cianureto). Foram também causadores de suicídios coletivos como o dos 39 membros da seita Heaven’s Gate (Portão do Céu) em 1997, que acreditavam que o enorme cometa Halle-Bopp, vinha buscá-los.

Os cometas sempre geraram controvérsias, mas nunca tanta como em 1456 quando reapareceu o cometa Halley que foi considerado como um agente do demônio e deveria ser expulso do céu, sendo excomungado pelo Papa Calíxto III. Foi Isaac Newton que descobriu que a gravidade mantém os planetas girando em órbitas definidas em torno do sol e Edmond Halley, seu contemporâneo, utilizou esses cálculos para determinar as órbitas dos cometas, anunciando que a cada 76 anos o cometa Halley regressaria. Por esse motivo ele leva seu nome.

Os maias sempre estudaram e registraram os eventos astronômicos do céu, seu alerta pela profecia foi seu legado para prevenir os seres humanos do perigo de não conhecerem as órbitas e os períodos de grandes rochas que se cruzam com a trajetória da Terra. Antigamente a esfera celeste era o domínio dos deuses, com o aparecimento inesperado de um objeto desconhecido que dominava a noite era motivo de medo e misticismo, por isso os maias construíram observatórios dedicados a estudar os fenômenos celestes, eles queriam entender seus movimentos imprevisíveis no céu especialmente depois de terem estabelecido as posições dos planetas e das estrelas.

O perigo eminente nos obrigaria a construir um nível de cooperação mundial, a estabelecer um sistema de comando e controle acima dos países e uma estrutura de comunicação mundial, seria a única maneira pela qual os países poderiam abrir mão de sua soberania para uma organização supranacional como as nações unidas-ONU, dando origem a um governo mundial para o bem comum. Seria um caminho para aprender a transcender a separação que é o mal básico de nossa sociedade planetária.

A 7ª PROFECIA MAIA

A 7a profecia nos fala do momento em que todo o sistema solar, em seu giro cíclico, sai da noite para entrar no amanhecer de UM NOVO DIA galáctico. Ela nos fala que nos 13 anos que vão desde 1999 até 2012, a luz emitida desde o centro da galáxia sincronizará todos os seres vivos e permitirá a todos que se dispuserem (pois existe o livre arbítrio) com uma transformação interna que produzirá uma nova realidade planetária em que todos os seres humanos então tenham a oportunidade de mudar e romper suas limitações através da expressão do amor e da expansão da consciência.

Os seres humanos que voluntariamente encontrarem seu estado de paz interior, elevando sua energia vital, elevando sua freqüência de vibração interior abandonando o medo para expressar e sentir o amor poderão captar e se expressar através do pensamento e com ele florescerá um novo sentido de unidade.  A energia adicional do raio emitido por Hunab Ku (centro da galáxia) ativa o código genético de origem divina nos seres humanos que estejam em alta freqüência de vibração, este sentido ampliará a consciência de todos os seres humanos gerando uma nova realidade individual, coletiva e universal.

Uma das maiores transformações ocorrerá em nível planetário, por que todos os homens conectados entre si como uma só unidade, darão nascimento a um novo ser na ordem galáctica. A reintegração das consciências individuais de milhões de seres humanos despertará uma nova consciência, na qual todos entenderão que fazem parte de um mesmo organismo gigantesco.

Será formado um governo mundial, o planeta será confederado, pertencerá à Confederação Galáctica (livre das forças das trevas) harmonizado pelos seres mais sábios e evoluídos do planeta, não existirão mais fronteiras nem nacionalidades, terminarão os limites impostos pela propriedade privada e não será necessário dinheiro como meio de troca comercial e intercâmbio cultural, serão implementadas tecnologias limpas para o controle da luz e da energia e com elas se transformará a matéria produzindo de maneira simples e eficiente tudo que for necessário dando um basta à pobreza e a fome para sempre. A excelência e o desenvolvimento espiritual serão o resultado de seres em harmonia e que vibram mais alto, ao agirmos assim expandiremos a nossa compreensão sobre a ordem universal.

vialactea

HUNAB KU – O gigantesco Sol Central existente em toda Galáxia, é o Núcleo/Centro do sistema inteiro, que mantém todos os demais sóis (bilhões) com seus incontáveis planetas, coesos e em ordem girando ao seu redor.

Os seres humanos que consciente e voluntariamente encontrarem a paz interior entrarão em uma nova época de aprendizagem e evolução, a comunicação e a reintegração farão com que as experiências e lembranças individuais e os conhecimentos adquiridos estejam disponíveis para todos os outros, será como uma internet em nível mental que multiplicará exponencialmente a velocidade das descobertas e serão criadas sinergias nunca antes imaginadas, terminarão os julgamentos e os falsos valores que mudam com o tempo, como a moda, entenderemos que todos os atos na vida para se alcançar uma maior compreensão e harmonia da existência humana.

O respeito ao próximo será o elemento fundamental da cultura, transformará o indivíduo e a comunidade e dará a essa nova e evoluída humanidade a oportunidade de expandir-se pelas galáxias. As manifestações artísticas, a produção cultural, as atividades recreativas comunitárias ocuparão a mente do ser humano. Milhares de anos fundamentados na separação entre os homens que adoravam um deus raivoso e que julga e castiga irão se transformar para sempre. O ser humano viverá a primavera galáctica, o florescimento de uma nova realidade baseada na reintegração com o planeta e com todos os demais seres humanos do universo.

A representação de HUNAB KU – O Sol Central da Galáxia.

Neste momento compreenderemos que somos parte de um único organismo gigantesco e iremos nos conectar com a mãe Terra (ou com qualquer outro planeta que abrigue vida humana), uns com os outros, com nosso sol (ou sóis) e com a galáxia inteira. Todos os seres humanos entenderão que os reinos mineral, animal, vegetal, humano, espiritual e em toda a matéria espalhada pelo universo, em todas as escalas dimensionais, desde um átomo até uma galáxia são seres vivos com uma consciência em evolução, da qual somos uma pequena parte.

A partir do sábado 22 de dezembro de 2012, todas as relações começarão a ser transformadas para serem baseadas na tolerância, paciência e na flexibilidade, porque o homem sentirá os outros seres como parte de si mesmos e uma enorme mudança acontecerá em toda a Terra. Nós vimos a cosmovisão maia da evolução do universo e do homem como espécie, as mensagens de alerta e esperança que estão contidas em 7 profecias, que eles deixaram para todos os habitantes do planeta Terra desta época como um aviso.

DADOS SOBRE O ECLIPSE DE 11 DE AGOSTO DE 1999

Carlos P. Mendes

Mais de cinco mil anos de cultura (contados desde o surgimento da escrita) não bastaram para que o simples ocultamento do Sol pela Lua por alguns momentos – o eclipse solar – deixasse de ser um espetáculo da Natureza, a ser apreciado em toda a sua magnitude, e se transformasse numa razão de temor de catástrofes inimagináveis.

As zonas de penumbra e escuridão total do eclipse atravessaram a Europa, passando pela Turquia, Iraque, IRÃ, Afeganistão, Paquistão e pela Índia, não sendo visíveis no Brasil (o berço da nova raça). O Sol desapareceu por trás da Lua durante um máximo de dois minutos e 23 segundos, projetando um cone de sombra e escuridão nessas áreas. Para nós, restarão as diversas câmeras que transmitirão o evento pela Internet e pelos noticiários da televisão.

Por aqui, o Sol brilhará normalmente (a não ser que chova…). Ou seja: se não fossem os meios de comunicação informando o fato, a maioria dos brasileiros nem lembraria que onze de agosto foi um dia especial, em que a Terra esteve no centro de um alinhamento incomum em cruz com a Lua, o Sol e mais os planetas Mercúrio, Vênus, Urano e Netuno.

Especial também porque esse excepcional alinhamento planetário inclui o último eclipse solar total do milênio (o próximo aconteceu somente em 21 de junho de 2001, quando se iniciou um novo século e milênio) e foi visível nas regiões da África do Sul e Madagascar que ficaram na zona de escuridão total por três minutos. 

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/mudancas-climaticas-artico-profecia-ciencia-e-a-sabedoria-dos-ancioes/

Abaixo: Em vermelho as regiões de eclipse total do Sol pela Lua 

maias-eclipse99

Temor – Para os místicos, prato cheio: um observador, colocado em posição precisamente ideal fora do sistema solar (grifo nosso, pois de qualquer outro lugar, inclusive da Terra, tal alinhamento não pode ser observado),  poderia ver amanhã uma cruz, com o Sol no topo do eixo principal, seguindo-se a Lua, a Terra (no cruzamento dos dois eixos) e Urano no pé do eixo principal. No eixo correspondente aos braços da cruz, opõem-se Marte e Saturno.

maias-eclipse99.chart

A cruz cósmica formada pelo alinhamento planetário único durante o eclipse de agosto de 1999, com a Terra em seu centro.

Para a astrologia, Urano, Marte e Saturno são planetas relacionados com crises, mudanças e conflitos. Publicado em Fevereiro 2014.

Sobre mais profecias indígenas veja em: 
  1. http://thoth3126.com.br/profecias-dos-indigenas-hopi/;
  2. http://thoth3126.com.br/a-lenda-do-bufalo-branco/;
  3. http://thoth3126.com.br/katchinas-os-amigos-dos-indios-hopi/;
  4. http://thoth3126.com.br/indigenas-das-americas-admitem-sua-origem-nao-terrestre/
  5. http://thoth3126.com.br/a-historia-secreta-do-planeta-terra/

Permitida a reprodução desde que mantido na formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

20 Responses to Os Maias e sua visão do mundo

  1. Clóvis Machado de Oliveira

    Parabens,seu trabalho é admirador e esclarecedor.”Me abasteço” diariamente de suas postagens.
    Abraços

  2. Gerson

    Excelente texto… agradeço de coração pelo ótimo trabalho. Fique na LUZ

    Gerson

  3. Julio Barone Neto

    2ª PROFECIA MAIA, 1999: esse ano não está relacionado a uma certa profecia do Nostradamus?

  4. Manel Bomfim

    Excelente matéria.
    Gostaríamos de dizer pr Julio Barone Neto que a Profecia de Nostradamus é que está relacionada a 2ª Profecia Maia. Uma vez que a Profecia Maia é mais antiga.

  5. Givaldo

    Eu fico muito indignado, não com vocês (THOTH) mas com alguns sites que tem como
    contribuidores (COBRA, FULFORD.etc…) Eles falam muita coisa como,o EVENTO,NESARA, ALIANÇA DAS ESTRELAS.

    Mas quando as coisas começam a acontecer ( atentados ) só falam a mesma coisa,
    a ISIS esta com medo estão sendo presos os cabeças, eles são ?

    Melhor ficarmos nas mensagens “CABEÇA” que não fazem mal.

    É um desabafo !

    • flavio

      Pesquise sobre as entrevistas de corey good feitas pelo david wilcok e leia as cartas de cristo.

  6. lukas

    seus texto sao importantissimos, vc consegue resumir e colocar partes que se somam pereitamene em seus textos, esclarecendo ainda mais as menstes com sede de luz, muita saude e luz pra vc!

  7. Guilherme costa

    mto agradecido por dedicar seu tempo a passar infrmacoes a nos seres de luz em ascencao
    Que a luz esteja sempre convosco e o ilumine nessa jornada
    Um grande abraco a todos…. Sou um dos 144 mil aqui na terra a servico da luz
    Namaste

  8. Renan Zanatta

    Olá,
    Você poderia citar a fonte do texto?
    Por acaso é do “Os donos do Tempo”, documentário da TV Infinito?
    Caso sim, porquê não citar o vídeo?
    Abraço, amigo!

  9. Vagnelson Ribeiro

    Excelente trabalho companheiro! muito me ajudou.
    E aproveitando gostaria de solicitar se possível conseguir informação sobre o documentário que sairia em 2012, revelando a existência de Aliens em contato com os maia. O nome do documentário era “Revelação maia 2012, e além”. o diretor me parece que foi roubado sua pesquisa e depois ficou por isso mesmo.
    Grato!
    Vagnelson Ribeiro

  10. flavio

    Como sempre ajudando a todos.. parabens…e vamo que vamo. =D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *