A Terra foi atingida por ‘Tempestade Geomagnética’ mais forte (G4) em seis anos

A Terra foi atingida pela “Tempestade Geomagnética mais forte em seis anos” com auroras boreais deslumbrantes vistas até em latitudes mais baixas nos EUA. A ejeção de massa coronal  sobre a qual avisamos os leitores dias atrás acabou de explodir no campo eletromagnético da Terra com plasma solar do sol, desencadeando uma das tempestades geomagnéticas mais intensas nos últimos anos. 

A Terra foi atingida por “Tempestade Geomagnética” mais forte em seis anos

Fonte: EarthSkySpaceWeather.com

TEMPESTADE GEOMAGNÉTICA GRAVE

Os meteorologistas do “Clima Espacial” não previram este evento. De 23 a 24 de março, as auroras boreais se espalharam pelos céus dos Estados Unidos até latitudes mais ao sul do Novo México (+32,8 N) durante uma severa tempestade geomagnética (categoria G4 ) – a mais intensa em quase 6 anos

A causa da tempestade ainda não está clara; pode ter sido o efeito cascata de um quase acidente CME em 23 de março.

“Belas cores vermelhas e amarelas eram visíveis a olho nu por volta das 23h, horário local”, disse Peter Forister.

“Os coloridos pilares da aurora boreal eram visíveis no Shenandoah National Park, na Virgínia Central”, diz Peter Forister, que fotografou o show de luzes na latitude +38,7 graus:

De acordo com o  Centro de Previsão do Tempo Espacial do Serviço Nacional de Meteorologia, o CME atingiu a atmosfera da Terra ontem à noite com plasma solar em uma tempestade geomagnética G4 (Severa). Um aviso G3 estava em vigor até o início da manhã de sexta-feira. 

“Uma perturbação grave no campo magnético da Terra”, alertou um SWPC, chamando a tempestade solar de “severa”. Isso causou auroras impressionantes nos EUA até o sul do meio-oeste. 

Este ciclo solar, o atual Ciclo Solar 25 , já está ativo, superando o ciclo passado de atividade solar e ele esta apenas no seu começo. 

As pessoas compartilharam fotos impressionantes das auroras boreais no Twitter:

A deslumbrante Aurora Boreal sobre o Lago George. Obrigado pelas ótimas fotos, Adam Pense. As auroras são resultado da interação entre partículas carregadas do Sol – uma tempestade solar – e a atmosfera da Terra perto dos pólos. @WTEN

Esta notável e surpreendente tempestade começou em 23 de março, quando os campos magnéticos no espaço ao redor da Terra mudaram repentinamente. No jargão da previsão do tempo espacial, “BsubZ virou para o sul“. 

Campos magnéticos apontando para o sul podem abrir uma rachadura na magnetosfera da Terra e, de fato, foi isso que aconteceu. Os “escudos” contra raios cósmicos da Terra ficaram reduzidos por quase 24 horas, permitindo que a forte energia do vento solar penetrasse a magnetosfera e a tempestade aumentasse para a categoria G4 [severa].

Esses desenvolvimentos podem ter como causa a passagem próxima de um CME inesperado. A nuvem de tempestade pode ter deixado o sol em 20 e 21 de março, quando os dados do coronógrafo SOHO eram extraordinariamente escassos. Não sabíamos que estava chegando. Para os observadores das luzes das auroras, foi uma surpresa bem-vinda. 

Acima: “As auroras dançaram ontem à noite começando por volta das 2h30 até por volta das 4h30! Este foi o começo do show antes que as coisas realmente começassem!

Lembre-se de que o governo federal começou a preparar a nação para um desastre climático espacial ainda em 2016 [porque membros de órgãos do governo dos EUA SABEM que algo “grande” esta para acontecer com o nosso sol] com a ordem executiva assinada pelo governo Obama intitulada  Coordenando esforços para preparar a nação para eventos climáticos espaciais“.  


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá Fomes, e PESTES, e Terremotos [e quebra de bancos], em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio das dores”. Mateus 24:6-8


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.325 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth