Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Ações de Grandes Bancos europeus despencam, Deutsche Bank e o UBS Group caindo 13% e 6% respectivamente

O Deutsche Bank [Alemanha] e o UBS Group [Suíça] foram os mais atingidos na queda de suas ações e valor de mercado, durante esta sexta-feira, atingidos por um ‘aumento repentino’ no custo do seguro contra inadimplência e descrédito dos investidores europeus. As ações de outros grandes bancos com alta exposição a empréstimos corporativos também caíram, com o Commerzbank [Alemanha] caindo 9% e o Societe Generale [França] caindo 7%.

Ações de Grandes Bancos europeus despencam, Deutsche Bank e o UBS Group caindo 13% e 6% respectivamente

Fonte: Rússia TodayZero Hedge

“Os mercados de capitais param de entrar em pânico quando as autoridades monetárias começam a entrar em pânico” – Michael Hartnett

As ações dos gigantes bancários europeus despencaram nessa sexta-feira, com o Deutsche Bank e o UBS Group caindo 13% e 6%, respectivamente, depois que um forte aumento nos swaps de inadimplência foi registrado na noite de quinta-feira.

As ações de outros credores com alta exposição a empréstimos corporativos também caíram, com o Commerzbank caindo 9% e o Societe Generale caindo 7%.

Os swaps de inadimplência de crédito, uma forma de seguro para detentores de títulos corporativos contra a inadimplência de uma empresa, subiram para 173 pontos-base na noite de quinta-feira, ante 142 pontos-base no dia anterior, marcando o nível mais alto desde que foram introduzidos em 2019.

Grandes preocupações entre os investidores foram evocadas pelo resgate de emergência do Credit Suisse pelo governo suíço. Parte do acordo incluiu a baixa de US$ 17 bilhões em títulos AT1 do Credit Suisse, com a perda total dos detentores dos papéis. A medida irritou muitos detentores de dívidas, que ficaram de mãos vazias, e revelou mais um risco para o setor bancário do Hospício Ocidental.

Os temores dos investidores foram exacerbados ainda mais pelo aperto da política monetária dos bancos centrais, já que o Federal Reserve dos EUA e o Banco Central Europeu aumentaram as taxas de juros mais uma vez nesta semana, apesar da turbulência bancária.

Do outro lado do Atlântico, as ações de gigantes bancários dos EUA, como JPMorgan Chase, Wells Fargo e Bank of America, caíram cerca de 2% no início do pregão dessa sexta-feira, enquanto os bancos regionais, que estão no centro das preocupações sistêmicas dos investidores, foram mistos.

Yellen, Secretária do Tesouro dos EUA convoca reunião de emergência de estabilidade financeira na sexta-feira à medida que a crise bancária explode

Aí vem o pânico

A Bloomberg acaba de informar que a secretária do Tesouro, Janet Yellen – que foi a única responsável por atiçar e reiniciar a crise bancária na quarta-feira, ao abrir a boca falando besteira, que até aquele dia estava diminuindo, com seus comentários de que ninguém no comando estava sequer falando sobre um seguro de depósito uniforme para todos os bancos dos EUA, muito menos trabalhando em um – convocou os chefes dos principais reguladores financeiros dos EUA na manhã dessa sexta-feira para uma reunião não agendada do Conselho de Supervisão de “Estabilidade Financeira”.

A reunião será fechada ao público, informou o Departamento do Tesouro em comunicado. O Tesouro não disse a que horas a reunião começaria e não ficou imediatamente claro se o conselho emitiria uma declaração após a reunião.

A medida ocorre enquanto os reguladores continuam os esforços para incutir calma nos mercados financeiros e entre os depositantes bancários após a recente falência de dois bancos ‘acordados’ de médio porte nos EUA e com o quase colapso do outrora [lavanderia] gigante bancário Credit Suisse Group AG antes de sua aquisição mediada [imposta] pelo governo pelo rival. O Grupo UBS AG.

Os membros do FSOC incluem os chefes do Federal Reserve, o Federal Deposit Insurance Corp. e várias outras agências reguladoras. Tem pouca autoridade legal, mas serve como um fórum de coordenação. 

Ainda ontem perguntamos “Qual é o recorde de intervalo mais curto entre um aumento final da taxa e o primeiro corte da taxa do FeD.”

Estamos prestes a descobrir que a resposta é “apenas dois dias”. Finalmente, não podemos deixar de nos perguntar se esta é a última reunião pré-crise financeira na vida de Janet Yellen…

Em desenvolvimento . . [vamos ter outro final de semana “nervoso”…]


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá Fomes, e PESTES, e Terremotos [e quebra de bancos], em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio das dores”. Mateus 24:6-8


{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“, “acordado” . . .}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *