As injeções (pseudo vacinas mRNA) de Covid-19 Atendem aos critérios para ‘Armas Biológicas’ e ‘Armas de Destruição’ em Massa, alega Dr. Boyle

Na semana passada, o Tribunal Federal de Apelações do Nono Circuito concordou que a obrigatoriedade de “vacinas” contra a covid-19 viola os direitos humanos individuais de professores e outros funcionários dos Distritos Escolares Unificados de Los Angeles (“LAUSD”), suspendendo a rejeição do caso por um tribunal inferior contra a obrigatoriedade de vacinação do distrito escolar do condado de LA para funcionários.

Fonte: The Exposé NewsNatural News

O Dr. Francis Boyle, autor da Lei de Armas Biológicas e Antiterrorismo de 1989 nos EUA, divulga declaração confirmando que as “vacinas” COVID-19 são Armas bBiológicas de Destruição em Massa (ADM)

“É minha opinião de especialista que [as injeções de covid] atendem aos critérios de armas biológicas e armas de destruição em massa de acordo com a [Convenção de Genebra] sobre Armas Biológicas”, ele afirma em sua declaração.

Isto dá alguma esperança de que o caso do Dr. Joseph Sansome – que, se for bem-sucedido, obriga o governador da Flórida a parar de distribuir injeções contra a covid-19 – será levado adiante nos tribunais. Depois de arquivado, o caso está agora no Tribunal de Apelação. Um apelo ao qual o Dr. Francis Boyle acrescentou a sua declaração acima.

Na ação judicial em andamento na Flórida movida pelo Dr. Joseph Sansone para impedir toda distribuição adicional de “vacinas” contra o coronavírus COVID-19, movida pelo Dr. para proteger os americanos de armas biológicas e de destruição em massa (ADM), que é o que ele considera serem os golpes de COVID.

A declaração afirma que “injeções de COVID-19”, também conhecidas como “injeções de nanopartículas de COVID-19” e “injeções de nanopartículas de mRNA”, são ” armas biológicas e armas de destruição em massa [que] violam a lei de Armas Biológicas 18 USC § 175; Armas e Armas de fogo § 790.166 Fla. Stat. Se o argumento for bem-sucedido como parte de uma petição de emergência para um mandado de segurança, forçará o governador Ron DeSantis a proibir toda distribuição adicional de “injeções de COVID 19”, “injeções de nanopartículas de COVID 19” e “injeções de nanopartículas de mRNA” no Estado do Sol.

Além disso, o processo, se for bem-sucedido, forçaria o procurador-geral Ashley Moody a confiscar todos os frascos restantes de injeções de COVID para que médicos e farmacêuticos não pudessem mais injetar as pessoas com eles.

(Relacionado: Em 2020, o Dr. Boyle participou de uma entrevista poderosa com a Geopolitics and Empire , na qual expôs a própria COVID como uma “arma de guerra biológica ofensiva”.)

As “vacinas” Covid-19 violam muitas leis

Petição Emergencial de Mandado de Segurança foi apresentada pela primeira vez em 3 de março de 2024, na Suprema Corte da Flórida. Em seguida, mudou-se para o Tribunal de Circuito no Condado de Leon em 20 de março de 2024. O Tribunal de Circuito rejeitou o caso em 9 de abril de 2024, e agora está no tribunal de apelação onde um Resumo de Apelação foi apresentado no Memorial Day, 27 de maio de 2024.

O caso afirma que a distribuição contínua de vacinas contra a COVID viola o artigo 18 USC § 175 sobre Armas Biológicas; Armas e armas de fogo § 790.166 Fla. (2023); Crime Federal de Traição 18 USC § 2381; Traição § 876.32 Fla. (2023); Terrorismo Doméstico, 18 USC § 2331; Terrorismo § 775.30 Fla. (2023); Assassinato § 782.04 (1)(a) Flórida Stat. (2023); e Genocídio 18 USC §1091; Lei de Medicamentos e Cosméticos da Flórida § 499.005 (2) Fla. (2023); Fraude § 817.034 Fla Stat. (2023); Acessório após o fato § 777.03 Fla. Stat. (2023); e Lei de Consentimento Médico da Flórida § 766.103 Fla Stat. (2023).

Um dos maiores especialistas mundiais em armas biológicas, a declaração do Dr. Boyle dá imensa credibilidade ao caso, que por si só já é credível, mas que agora é ainda mais científico e habilmente apoiado como um desafio válido para uma classe hedionda de experimentos com injeções EXPERIMENTAIS que nunca deveriam ter sido aprovadas para uso em primeiro lugar.

A consultora jurídica médica e analista de biotecnologia Karen Kingston também forneceu declarações afirmando que as injeções de COVID são armas biológicas e tecnológicas. Kingston pesquisou as evidências que compõem a seção Fatos do Caso do Mandamus, assim como a Dra. Ana Mihalcea, MD, PhD.

“O Dr. Mihalcea é um dos principais pesquisadores do mundo sobre os efeitos da nanotecnologia auto-replicante no sangue dos injetados, bem como os efeitos no sangue dos não injetados como resultado da eliminação”, escreveu o Dr. Sansone.

Apenas diga não aos medicamentos COVID

A propósito, o Dr. Boyle é professor de direito internacional na Faculdade de Direito da Universidade de Illinois . Ele recebeu um AB (1971) em Ciência Política pela Universidade de Chicago, seguido por um diploma de JD magna cum laude pela Harvard Law School, seguido por graus AM e PhD em Ciência Política pela Universidade de Harvard .

O Dr. Boyle aconselhou muitos órgãos internacionais sobre direitos humanos, crimes de guerra e genocídio, política nuclear e guerra biológica. Ambas as casas do Congresso dos EUA votaram unanimemente para aprovar seu Biological Weapons Anti-Terrorism Act de 1989, que foi sancionado pelo então presidente George HW Bush com a aprovação do Departamento de Justiça (DoJ).

“É minha opinião de especialista que ‘injeções de nanopartículas de COVID-19’ ou ‘injeções de nanopartículas de mRNA’ ou ‘injeções de COVID-19’ atendem aos critérios de armas biológicas e armas de destruição em massa de acordo com 18 USC § 175; Armas e Armas de Fogo § 790.166 Fla. Stat. (2023)”, diz a declaração do Dr. Boyle.

De acordo com Fabio Giuseppe Carlo Carisio, da Christian Journalistic Reports (GOSPA), alguns dos dossiês da Convenção sobre Armas Biológicas (BWC) foram usados ​​para conduzir uma investigação em todos os biolaboratórios dos EUA administrados por Herr Dr Antony Fauci, bem como em um no Reino Unido, onde dizem que ocorreram as fases finais da criação do SARS-CoV-2. Essa investigação forneceu evidências para apoiar as afirmações feitas pelo Dr. Boyle e outros sobre a arma biológica e a sua classificação de arma de destruição em massa para as injeções experimentais (Vacinas) de COVID.

“É por isso que o relatório juramentado que ele assinou como declaração juramentada em uma ação judicial na Flórida para impedir soros genéticos de mRNA deve ser considerado um documento explosivo confirmando que tais produtos farmacológicos geneticamente modificados são ‘armas biológicas de destruição em massa’”, explica Carisio.

O outro British Medical Journal (BMJ) pró-vacina também publicou um estudo ligando o excesso de mortes nos países ocidentais às injeções de “Vacinas” COVID .

As estimativas de “Our World in Data” compiladas entre janeiro de 2020 e dezembro de 2022 mostram que as injeções de COVID são pelo menos “parcialmente culpadas”, para citar Sarah Knapton do The Telegraph , pelo aumento maciço no excesso de mortes que ocorreu desde o início do “pandemia.”

As últimas notícias sobre os perigos e a ineficácia das vacinas podem ser encontradas em ChemicalViolence.com .

As fontes deste artigo incluem: GOSPAnews.netNaturalNews.comGOSPAnews.net


Você quer mesmo saber como esse coronavírus “surgiu na China” e se espalhou pelo mundo em pouco tempo? Ao pesquisar os arquivos de registros de patentes nos EUA on-line, foi descoberto o registro de uma patente de Coronavírus concedida para o C.D.C. –  Centers for Disease Control and Prevention [se trata do principal instituto nacional de saúde pública dos EUA. O C.D.C. é uma agência federal dos EUA  sob o United States Department of Health & Human Services (HHS)] que tem sua sede em Atlanta, na4 Geórgia. Assim emerge um fato indiscutível, o de que o “DONO” DESSE VÍRUS MORTAL E SEU CRIADOR é o PRÓPRIO C.D.C. (Centro de Controle e Prevenção de Doenças)

O coronavírus do surto atual não teve origem na China, mas FOI IMPLANTADO neste país asiático com a clara intenção de causar o maior dano possível primeiro aos chineses. A consequência natural, quando [se já não descobriu] a China perceber que a eclosão do surto pode ter sido um ataque de BIOWEAPON ao seu território e contra seu povo, qual será o tipo de resposta a ser dada pela China aos [ir]responsáveis pela contaminação. O ano de 2020 se iniciou com muitos que operam nas sombras desejando aumentar o caos no planeta.

PATENTE de criação de um CORONAVÍRUS fornecida ao CDC (Centers for Disease Control and Prevention)  US7220852B1 – SOBRE A CRIAÇÃO DE CORONAVÍRUS [SARS] ….

Na patente acima, do registro de um CORONAVÍRUS [uma BIOWEAPON], você encontrará 72 páginas de conteúdo para poder julgar esse letal “surto repentino e desconhecido de coronavírus” na China. Leia a patente nesse link primeiro, faça o download e compartilhe este artigo amplamente antes que os AGENTES do DEEP STATE a excluam. Mantenha-se sábio, com discernimento e saudável!


Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.310 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth