Ascensão do BRICS é ‘Devastadora’ para os EUA, diz congressista americana

O grupo de países membros do BRICS pode contornar o dólar, minando o domínio econômico de décadas de Washington, disse a deputada republicana Marjorie Taylor Greene. À medida que os BRICS ganham impulso, a economia dos EUA torna-se mais fraca porque os membros do grupo podem contornar as sanções americanas e negociar nas suas próprias moedas, com grande impacto nos EUA, disse na quinta-feira a deputada republicana.

Ascensão do BRICS é ‘Devastadora’ para os EUA, diz congressista americana

Fonte: Rússia Today

Falando aos seus eleitores na Geórgia, a congressista republicana atacou a administração do presidente dos EUA, Joe Biden, que, segundo ela, está a fechar os olhos à ascensão dos BRICS – um grupo de países que consiste no Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, acrescidos de mais seis países, recentemente admitidos, e é responsável por mais de um quarto do PIB global e com cerca de metade da população planetária.

A deputada republicana incendiária afirmou que embora Washington esteja “a fazer… disparates” – incluindo fornecer todo o tipo de apoio à Ucrânia, que está envolvida num conflito com a Rússia – “há outros países no mundo, países poderosos, a organizarem-se juntos porque estão cansados ​​dos Estados Unidos.”

Neste sentido, os países BRICS estão fazendo acordos comerciais sérios “onde dizem: nós compraremos de vocês, vocês comprarão de nós, não nos importamos com as sanções dos EUA e venderemos uns aos outros, compraremos e venderemos em nossa própria moeda, não no dólar americano”, ela afirmou.

“Esta é uma das coisas mais devastadoras que podem acontecer a todos nós”, afirmou Greene.

À medida que os BRICS se tornam mais poderosos, o dólar americano fica mais fraco, disse ela. “E você sabe o que acontece com todos nós? Vamos à falência”, previu a congressista, acrescentando que esta dinâmica afetará negativamente os planos de reforma e as poupanças pessoais dos americanos comuns.

“O que vai acontecer aos nossos filhos, quando o dólar americano não significar mais nada, porque a Rússia, a China, Brasil e a Índia, com a sua enorme população de bilhões de pessoas, têm mais poder de compra nas suas próprias moedas do que nós? Esta é uma preocupação muito séria”, disse Greene.

Os comentários da congressista surgem na sequência de uma cúpula histórica dos BRICS na África do Sul, onde o grupo concordou com uma expansão sem precedentes, admitindo mais seis novos países membros – Argentina, Egito, Etiópia, Irã, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos – que se tornarão membros plenos em 2024.

Numa declaração resumindo a cúpula, os BRICS, que historicamente se posicionaram como uma alternativa às instituições internacionais dominadas pelo Ocidente, reafirmaram o seu compromisso com a inclusão de novos países membros, ao mesmo tempo que expressaram apoio às “aspirações legítimas” dos países africanos, asiáticos e latino-americanos de desempenharem um papel mais proeminente na arena global.


Estamos executando o nosso blog com as doações de nossos leitores. Como a receita de anúncios foi  “cancelada” há bastante tempo, agora você não é apenas um leitor, mas uma parte integrante do processo que constrói este site. Obrigado pelo seu apoio, ele é muito importante.  Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (CEF)”.


“O medo é a emoção predominante das massas que ainda estão presas no turbilhão da negatividade da estrutura de crença da (in)consciência das massas. Medo do futuro, medo da escassez, do governo, das empresas, de outras  crenças religiosas, das raças e culturas diferentes, e até mesmo medo da ira divina. Há aversão e medo daqueles que olham, pensam e agem de modo diferente (os que OUVEM e SEGUEM a sua voz interior), e acima de tudo, existe medo de MUDAR e da própria MUDANÇA.” – Arcanjo Miguel


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth