browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Brasil pede à OMC que não corte Comércio com a Rússia com a entrada de 27 Navios de Fertilizantes em portos brasileiros

Posted by on 27/04/2022

O exemplo mais recente de países do G-20 que não  se curvam à pressão dos EUA  para interromper as relações comerciais com a Rússia vem do gigante da América do Sul. Nessa terça-feira, em resposta ao pedido do diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, para que o Brasil aumente mais as exportações de alimentos, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro pediu à OMC que não corte os fluxos comerciais com a Rússia. Ele disse que há 27 navios russos transportando fertilizantes para o Brasil

Brasil pede à OMC que não corte Comércio com a Rússia com a entrada de 27 Navios de Fertilizantes em portos brasileiros

Fonte: Zero Hedge

Agora, por que o presidente do Brasil iria contra os desejos dos políticos dos EUA e da UE de eliminar o comércio com a Rússia? 

Pois bem, o país sul-americano, um dos maiores produtores de alimentos do mundo, importa mais de 85%  de sua demanda de fertilizantes. A Rússia é seu principal fornecedor e a Bielorrússia fornece 28% do total. 

Para o Brasil restringir o consumo de fertilizantes da Rússia e Bielorússia seria absolutamente desastroso, esmagaria os rendimentos das colheitas e ameaçaria a segurança alimentar mundial. O país é um dos principais exportadores mundial de café, açúcar, soja, mandioca, arroz, milho, algodão, feijão e trigo, assim como o pais também é um dos maiores produtores e exportador de proteína animal, carne de gado, frangos e porcos

Isso é mais uma evidência de que países do G-20, como Brasil, Índia e China, amplamente conhecidos como membros do BRICs, desconsideram a pressão dos EUA para interromper o comércio com a Rússia. Muitos desses países dependem da Rússia e da Bielorrússia para commodities. Em um gráfico, aqui está  o alcance das commodities da Rússia :

Os países desafiadores do G-20 sugerem que a velha ordem econômica, na qual a centralidade do dólar no comércio global continuaria sendo o rei, está desaparecendo. Numerosos países já estão negociando fora do sistema do dólar ( veja  &  aqui ) porque as sanções ocidentais isolaram os bancos russos do sistema de pagamento SWIFT. Isso  deu origem a moedas baseadas em commodities num momento extremamente delicado de abastecimento de vários países. 

Resta saber se os comerciantes sul-americanos usarão um sistema de pagamento brasileiro real-rublo russo para as compras de fertilizantes, tão necessários para a manutenção das suas produções agrícolas.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

One Response to Brasil pede à OMC que não corte Comércio com a Rússia com a entrada de 27 Navios de Fertilizantes em portos brasileiros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.