Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

BRICS+5: Embraer negocia com sauditas 1ª linha de produção do Avião Cargueiro KC-390 fora do Brasil

A empresa brasileira do ramo da aviação negocia com a Arábia Saudita a criação da primeira linha de produção do avião de transporte multimissão KC-390, no Oriente Médio, um dos maiores mercados militares do mundo e que, nos próximos anos, promete investir bilhões de dólares. O Oriente Médio é a região onde mais se gasta em defesa no mundo considerando a proporcionalidade defesa-PIB. A rivalidade entre sauditas e seus aliados com o Irã, a guerra entre Israel e o Hamas e outros conflitos influenciam tal realidade.

BRICS+5: Embraer negocia com sauditas 1ª linha de produção do Avião Cargueiro KC-390 fora do Brasil

Fonte: Sputnik

Graças ao projeto modernizador da Arábia Saudita, chamado Visão 2030, Riad pretende libertar o país da dependência do petróleo, hoje responsável por 40% de suas receitas, abrindo um espaço importante para investimentos e parcerias em diversas áreas. Felizmente, o país conta com seus petrodólares para mobilizar as mudanças no setor aeroespacial, um dos principais pilares do projeto Visão 2030.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o vice-presidente da Embraer Defesa para Oriente Médio e Ásia-Pacífico, Caetano Spuldaro Neto, afirmou que a proposta é “maximizar a presença da Embraer, com escritório de engenharia e linhas de produção de aeronaves” no Oriente Médio.

Por esta razão, o reino saudita está interessado não só em comprar o avião KC-390, mas fabricá-lo, capacitando mão de obra local no processo. Segundo analistas de mercado ouvidos pela Folha, a Embraer conseguiria escalonar a produção dado o dinheiro disponível aos sauditas uma vez que o país teve o sexto maior orçamento de defesa do mundo em 2023, equivalente a R$ 340 bilhões.

A demanda nominal dos sauditas no campo de transporte militar pela substituição paulatina de sua frota de obsoletos 52 Hercules C-130 norte-americanos — que voam em diferentes versões desde 1950 — é a chave para uma parceria produtiva para ambas as partes.

O cargueiro brasileiro KC-390 tem mirado o mercado mundial do Hercules. Além dos 19 aviões vendidos para sua primeira cliente, a Força Aérea Brasileira (FAB), a Embraer engatou em negociações com cinco países europeus que já encomendaram ou selecionaram 18 aviões e com a Coreia do Sul, que vai adquirir três.

Ainda de acordo com a apuração, Spuldaro afirmou que a ideia é transformar a Arábia Saudita em um centro de distribuição para todo o Oriente Médio.

A Embraer assinou três acordos de cooperação com o governo e empresas da Arábia Saudita no final de 2023 nas áreas de aviação civil, mobilidade aérea urbana e defesa e segurança durante a viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à região.

De acordo com a UOL, nos últimos anos, o comércio entre os dois países variou entre US$ 5 bilhões (aproximadamente R$ 24,7 bilhões) e US$ 7 bilhões (cerca de R$ 34,6 bilhões). O setor de defesa é uma das principais apostas para aumentar a relação de comércio e investimentos.

A aeronave KC-390, no entanto, segue em outras campanhas paralelamente, como em Cingapura e na Suécia, onde está avançada a negociação para uma compra casada envolvendo a venda do cargueiro para Estocolmo e a ampliação da frota com a compra de caças suecos Gripen, fabricados em conjunto com a Embraer, de 36 para 50 unidades.

Embraer e Índia firmam acordo para produção do avião C-390: ‘Promover cooperação no Sul Global’

A Embraer e Mahindra da Índia assinaram um memorando de entendimento nesta sexta-feira (9) para colaborar na garantia de encomendas da aeronave de transporte militar KC-390 Millennium da Força Aérea da Índia.

O memorando, assinado na Embaixada do Brasil em Nova Deli, tem como objetivo obter pedidos para a aeronave no âmbito do próximo projeto de aquisição de aeronaves de transporte médio (MTA) da Força Aérea indiana, disseram ambas as partes em um comunicado.

Os próximos passos incluem entrar em contato com a indústria aeroespacial local para começar a desenvolver um plano de industrialização para o projeto, disse a Embraer.

“A Índia é um mercado-chave para a Embraer e apoiamos totalmente as ambições da Índia […]. Vemos esta parceria como um símbolo do fortalecimento das relações entre o Brasil e a Índia e uma forma de promover a cooperação no Sul Global”, disse o chefe da unidade de defesa e segurança da empresa, Bosco da Costa Junior.

O KC-390, avião de transporte militar mais moderno do mercado, pode transportar mais carga útil (26 toneladas) em comparação a outros aviões de transporte militar de médio porte e voa a 870 quilômetros por hora.

Até o momento, o KC-390 Millennium foi selecionado por Brasil, Arabia Saudita, Portugal, Hungria, Países Baixos, Áustria, República Tcheca e, mais recentemente, a Coreia do Sul.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *