browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

China pressiona OMS para criar sistema global de ‘Passaporte de Vacinas’

Posted by on 16/03/2021

Os “especialistas” do Partido Comunista Chinês exortaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) na terça-feira a permitir que a China construa e administre um “Banco de Dados Global” para controle e emissão de “passaportes de vacinas”, documentando se todas as pessoas na Terra receberam uma vacina contra o coronavírus de origem chinesa, o Covid-19. O Partido Comunista  lançou seu sistema doméstico de “passaporte para vacinas” na quarta-feira, apesar das autoridades da OMS recomendarem aos países que não implementem tal sistema devido ao acesso desigual dos países às vacinas e à variedade na qualidade das ofertas disponíveis em todo o mundo. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

China pressiona OMS para criar sistema global de ‘Passaporte de Vacinas’

Fonte:  Breitbart

O “passaporte da vacina” – Uma certificação digital que confirma que uma pessoa recebeu a vacinação contra o Coronavirus – se junta ao maior “sistema de crédito social” da China, que julga todos os cidadãos e lhes dá “pontuações” numéricas com base no quanto o Partido aprova seu comportamento.

O comportamento julgado pode variar de jogar lixo na rua e serviço voluntariado, que resultam em pontuações de crédito social respectivamente mais baixas ou mais altas, até a exibição de opiniões públicas a favor ou contra o Partido Comunista e o governo chinês.

O sistema de crédito social da China evitou que milhões de cidadãos viajassem, ao proibi-los de comprar passagens de avião, trem ou transporte público. A China está limitando da mesma forma os cidadãos que não recebem uma vacina contra o coronavírus chinês em viagens generalizadas.

O China’s  Global Times , um jornal de propaganda estatal comunista, propôs na terça-feira que o Partido Comunista poderia construir um sistema de vigilância internacional de “passaporte de vacina” em uma semana por meio de suas grandes empresas de tecnologia. A proposta parecia ser uma resposta à OMS desestimulando explicitamente os países a criar tal sistema.

“Especialistas chineses observaram na terça-feira que a China pode ajudar compartilhando sua experiência e fornecendo suporte técnico à OMS para organizar a questão” , relatou o Global  Times, “já que a China é o país com mais experiência no uso de um sistema de [controle] código de saúde no mundo. a OMS é o organizador mais adequado para o assunto para garantir independência, justiça e segurança de dados”. 

Os “especialistas” aprovados pelo regime citados no artigo argumentaram que, como a China vem realizando vigilância em massa de seus cidadãos, há muito tempo violando seus direitos humanos, expandir esse sistema para o resto do mundo não seria um grande desafio tecnológico.

“Em termos de tecnologia, acredito que as empresas chinesas podem construir uma plataforma internacional em apenas uma semana”, afirmou um desses “especialistas”, chefe de uma organização chinesa identificada como “Aliança de Consumo de Informação”. “A OMS pode traçar as regras, procedimentos e formato dos dados. A China está muito disposta a fornecer suporte para compartilhar experiências e técnicas na criação de tal plataforma, uma vez que o país tem uma rica experiência nisso”. 

A participação da China em um programa global de vigilância sanitária “garantiria a confiança do público”, insistiu o jornal comunista.

O  Global Times  não expressou confiança significativa na possibilidade de a OMS concordar com tal acordo, embora o órgão de saúde da ONU tenha sido repetidamente acusado durante a pandemia de permitir que a China ditasse como ela respondeu ao vírus, incluindo a disseminação de desinformação reivindicando que o vírus contagioso não era transmissível de pessoa para pessoa. Em vez disso, o jornal citou outros observadores do governo chinês que sugeriram que, em vez de esperar pela OMS, a China deveria pressionar outros países a acordos bilaterais de emissão de passaporte para vacinas. Os acordos hipoteticamente cancelariam as restrições de viagens entre a China e o país concordante para indivíduos que possam apresentar documentação comprovando que receberam uma vacinação contra o coronavírus.

As autoridades chinesas estão supostamente tentando convencer a administração do presidente Joe Biden a reconhecer as vacinas caseiras da China como eficazes para implementar tal plano, em troca da China reconhecer as vacinas feitas nos Estados Unidos.

A China aprovou duas vacinas contra o coronavírus. A primeira, da firma Sinovac Biotech, foi  descoberta  em estudos como sendo 50,38% eficaz no combate a infecções. O segundo, pela empresa Sinopharm,  testou 72,51% de eficácia. Os EUA aprovaram três vacinas. A primeira, a injeção experimental de mRNA da Pfizer-BioNTech, testada  com 95% de eficácia  alegada e o segundo, pela empresa Moderna, com a mesma tecnologia mRNA, com cerca de 94% de eficácia. A vacina aprovada mais recentemente, desenvolvida pela Johnson & Johnson, é  considerada 66% eficaz contra quaisquer infecções, incluindo as leves.

O Partido Comunista da China espera convencer os países que, ao contrário dos Estados Unidos, aprovaram o uso de vacinas chinesas para suspender as restrições de viagem de cidadãos chineses vacinados, observou o  Global Times na terça-feira.

“Especialistas chineses disseram que é muito possível e prático para a China iniciar o reconhecimento mútuo com países que aprovaram vacinas chinesas, como a Malásia, Cingapura e Indonésia”; a publicação relatou, “ou alguns países vizinhos que têm necessidades práticas para retomar intercâmbios, como Coréia do Sul e Japão; ou organizações regionais, como a Associação das Nações do Sudeste Asiático; ou qualquer outro país que esteja disposto a cooperar.

A crescente pressão global fora Pequim pela implantação de programas de “passaporte de vacina” encontrou forte rejeição da Organização Mundial de Saúde na segunda-feira. O Dr. Michael Ryan, diretor do Programa de Emergências de Saúde da OMS, alertou que “considerações práticas e éticas reais” abundam em relação aos programas e exortou os países a não considerá-los no momento.

“A vacinação simplesmente não está disponível o suficiente em todo o mundo e certamente não está disponível em uma base equitativa”, afirmou Ryan, o que levaria à “iniquidade e injustiça … ainda mais marcantes no sistema”.

O programa de “passaporte de vacina” da China, lançado esta semana, opera por meio do WeChat, uma mídia social [para a imensa massa de zumbis chineses] controlado pelo governo chinês que o regime comunista censura pesadamente e usa para monitorar, manipular e controlar seus cidadãos. Os indivíduos vacinados terão códigos QR disponíveis no WeChat que permitem que outras nações confirmem seu status de vacinação. Até o momento, nenhum outro país concordou em acessar a certificação, embora as autoridades chinesas provavelmente usem o programa para limitar as viagens domésticas.

O ditador Xi Jinping tentou vender o sistema de código QR publica e globalmente desde pelo menos novembro. Naquele mês, Xi compareceu à reunião anual virtual das nações do G-20, instando outros países a aderir ao programa de aplicativos da China. “Esperamos que mais países adiram a este mecanismo. Precisamos padronizar ainda mais as políticas e estabelecer vias rápidas para facilitar o fluxo ordenado de pessoas”, disse Xi a outros líderes mundiais.

Web_Social Credit rating

A China já restringe fortemente as viagens de seus cidadãos por meio do sistema de “crédito social”. O estado classifica os indivíduos com baixo crédito social como “indignos de confiança” e os proíbe de comprar passagens para viajar, mesmo dentro do país, se sua pontuação for muito baixa. Em março de 2019, a mídia estatal chinesa gabava-se de que mais de 13 milhões de pessoas não tinham mais o direito de viajar dentro da China graças a esse sistema de controle.

“Em março, 13,49 milhões de indivíduos foram classificados como não confiáveis ​​e rejeitaram o acesso a 20,47 milhões de passagens aéreas e 5,71 milhões de passagens de trem de alta velocidade por serem desonestas”,  relatou o Global Times em maio daquele ano, sem entrar em detalhes sobre o crime “desonestidade”.

Ativistas de direitos humanos em todo o mundo alertaram que a China usa o sistema de crédito social para limitar os direitos de dissidentes políticos se manifestarem contrários ao regime comunista, grupos religiosos de professarem sua fé e outros indivíduos de alguma forma considerados uma ameaça ao [controle do] comunismo, ao invés de apenas indivíduos com histórico de crimes comuns.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informações adicionais:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to China pressiona OMS para criar sistema global de ‘Passaporte de Vacinas’

  1. Luis

    Thoth entra nesse site aí:https://www.tecmundo.com.br/ciencia/214031-oms-diz-ter-encontrado-possivel-origem-novo-coronavirus.htm
    A OMS está mais perdida que cego em tiroteio,mas como a Humanidade é muito burra,ela acredita em tudo que a midia pre$$titute diz e escreve.Você até disponibilizou o link do laboratorio que projetou e criou o vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.