Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

China se tornou uma ‘Prisão’: comunistas reforçam segurança no centenário do PCC

As autoridades comunistas chinesas estão aumentando as medidas de segurança em todo o país, especialmente na capital Pequim , antes da celebração do centenário do Partido Comunista Chinês ( PCC ) em 1º de julho. Um cidadão chinês disse que a China foi transformada em uma “prisão”. O 100º aniversário da fundação do PCC será uma grande ocasião e o líder chinês Xi Jinping fará um discurso, anunciaram as autoridades em 23 de março. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.chChina se tornou uma ‘prisão’: Pequim reforça a segurança antes da comemoração do centenário

Por Winnie Han e Jennifer Zeng – Fonte:  Epoch Times

Antes do anúncio, o PCC implementou uma série de controles rígidos a fim de “manter a  estabilidade social”, que é o termo usado pelo regime para justificar seu governo de controle totalitário na China.

Em 20 de março, 18 departamentos, incluindo o Ministério de Assuntos Civis, o Departamento Central de Propaganda e o Comitê Central de Assuntos Políticos e Jurídicos, lançaram em conjunto uma campanha especial de três meses e meio para suprimir “as organizações sociais ilegais”.  A mídia estatal Xinhua informou que mais de 500 “organizações sociais ilegais” foram identificadas e colocadas sob investigação.

Em 24 de maio, o Comitê Administrativo do Distrito de Tiananmen anunciou que, de 25 de maio a 1º de julho, a Praça Tiananmen e as áreas circunvizinhas seriam fechadas para “construção” para a grande celebração; de 23 de junho a 1º de julho, a Praça Tiananmen estaria fechada.

Em 31 de maio, o Departamento Municipal de Segurança Pública de Pequim anunciou que a prorrogação automática da Autorização de Residência em Pequim e do Cartão de Registro de Residência em Pequim seria descontinuada a partir de 1º de junho.

A segurança disse que os residentes de outras cidades devem solicitar a prorrogação da autorização de residência (cartão). Caso contrário, a licença seria suspensa se estivesse vencida por um mês e cancelada se estivesse vencida por seis meses. Essa mudança tornaria mais difícil para os residentes não permanentes de Pequim permanecerem e viverem na cidade.

Em 11 de junho, o Governo Municipal de Pequim emitiu uma proibição de voar de 13 de junho a 1º de julho. Nove distritos, incluindo Dongcheng, Xicheng, Chaoyang, Haidian, Fengtai, Shijingshan, Fangshan, Tongzhou e Daxing, seriam designados como “zonas de voo restrito”.  Todos os objetos voadores, incluindo pombas e drones, são proibidos. Em Pequim, as pombas geralmente são criadas como animais de estimação e mantidas dentro de casa.

Wang, um residente de Xangai, disse ao Epoch Times que a China é como uma “prisão” com vigilância total do público. “Eu vi vários peticionários, e eles foram parados antes de chegarem a Pequim.” Os peticionários são cidadãos que têm queixas que desejam apresentar às autoridades centrais.

Ele disse: “Avisos foram postados na Internet. Agora [o PCC precisa] manter a “estabilidade” [leia-se controle]. Não vá para Pequim. Trens, aviões, rodovias e telefones celulares são todos controlados. Camadas de camadas de segurança. As câmeras estão por toda parte. Aonde você pode ir? É inútil ir a qualquer lugar, eles vão te parar no meio do caminho. Agora (em Pequim) até os pombos estão proibidos de voar, todos os objetos voadores estão proibidos. Parece que uma rede invisível está no ar e na terra, e ninguém pode escapar”. 

Uma fonte anônima na China forneceu um vídeo ao Epoch Times mostrando seis seguranças dentro de um ônibus em movimento em Pequim. Os guardas usavam braçadeiras vermelhas que continham um dispositivo que monitorava o movimento de cada passageiro.

Suprimindo dissidentes

Antes do 32º aniversário do Massacre da Praça Tiananmen em 4 de junho, as autoridades prendiam dissidentes ou os forçavam a deixar a cidade  desde o final de maio. O movimento de protesto pró-democracia liderado por estudantes em 1989 é um tema sensível na China e o PCC nega que tenha reprimido violentamente os manifestantes. Fontes não identificadas dentro do PCC disseram que pelo menos  10.000 pessoas  foram mortas naquele dia, de acordo com a cabo britânica desclassificado e documentos americanos desclassificados.

Os ativistas pró-democracia Zhang Yi, Zhu Tao e Li Yong na cidade de Wuhan foram forçados a “viajar” para outros lugares para que não pudessem organizar atividades ou postar comentários nas redes sociais para homenagear as vítimas do Massacre da Praça da Paz Celestial [Praça  Tiananmen].

Dissidentes incluindo Zhang Wuzhou e Wang Aizhong na cidade de Guangzhou, Chen Siming na província de Hunan e Yang Shaozheng na cidade de Guizhou foram presos perto do aniversário do massacre de Tiananmen. Wang Aizhong era muito ativo no Twitter e costumava criticar as autoridades chinesas. Ele foi preso em 28 de maio. Sua esposa Wang Henan postou uma carta na mídia social chinesa em 30 de maio, pedindo sua libertação.

Zhang Wuzhou foi preso depois de colocar em público uma faixa que dizia: “Não se esqueça de 4 de junho”.

Epoch Times Photo
Uma captura de tela de Zhang Wuzhou do blog de Weiquanwang (Rights Defense Network). (Captura de tela por meio do Epoch Times)
Chen Siming também foi preso em 5 de junho por postar uma foto sua segurando uma placa que dizia “Comemorando o 31º aniversário de 4 de junho”, do ano passado.
Epoch Times Photo
Uma captura de tela de Chen Siming do blog de Weiquanwang (Rights Defense Network). (Captura de tela por meio do Epoch Times)

Dissidentes de Pequim, incluindo Cha Jianguo e Hu Jia, foram retirados da cidade pelas autoridades antes de 4 de junho. O comentarista de assuntos da China baseado nos EUA Tang Jingyuan disse ao Epoch Times que o regime chinês está realizando uma comemoração do centenário de alto perfil porque o PCC precisa usar esta oportunidade para exagerar suas chamadas “contribuições” comunistas para a China e o mundo, e para criar uma imagem mais suave para a comunidade internacional.

Dr. Qin Jin, presidente da Frente Chinesa Democrática Australiana, disse que o PCC já está em um caminho que leva à destruição e tem que continuar “fazendo barulho” para se encorajar.

Ele disse ao Epoch Times: “Agora que o ambiente internacional para o PCC piorou, ele precisa fazer um show na frente do povo chinês para conseguir o efeito político de enganá-los, mesmo que já esteja em apuros”.

“Ele [o PCC] iniciou uma pandemia que se espalhou pelo mundo, temporariamente aliviando as contra-medidas e ataques do governo Trump, mas deixando o mundo devastado. Talvez o mundo aprenda com a dor e responsabilize os comunistas em Pequim. Então, o PCC estará apenas bebendo veneno para matar sua sede”, afirmou Qin.

Apesar dos esforços do regime comunista chinês, Qin disse que a chamada celebração do centenário do Partido Comunista na China “não será bem recebida pelo mundo porque mais pessoas estão percebendo a natureza “maligna” do PCC”.

Luo Ya contribuiu para este artigo.


Nosso trabalho no Blog é anônimo e não visa lucro, no entanto temos despesas fixas para mantê-lo funcionando e assim continuar a disseminar informação alternativa de fontes confiáveis. Desde modo solicitamos a colaboração mais efetiva de nossos leitores que possam contribuir com doação de qualquer valor ao mesmo tempo que agradecemos a todos que já contribuíram, pois sua ajuda manteve o blog ativo. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal AGENCIA: 1803 – CONTA: 00001756-6 – TIPO: 013 [poupança] e pelo PIX 211.365.990-53 (Caixa). 


“O indivíduo é [TÃO] deficiente mentalmente [os zumbis], por ficar cara a cara, com uma conspiração tão monstruosa, que nem acredita que ela exista. A mente americana [humana] simplesmente não se deu conta do mal que foi introduzido em seu meio. . . Ela rejeita até mesmo a suposição de que as [algumas] criaturas humanas possam adotar uma filosofia, que deve, em última instância, destruir tudo o que é bom, verdadeiro e decente” – Diretor do FBI J. Edgar Hoover, em 1956


Mais informação adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *