Cientistas descobrem mais um Asteróide ‘Assassino de Planetas’ ameaçando a Terra

Um asteroide gigante pode potencialmente cruzar o caminho da Terra, alertou um grupo de cientistas americanos , acrescentando que o objeto que eles descobriram recentemente é o maior detectado em mais de oito anos. Nomeado 2022 AP7, o corpo celeste tem cerca de 1,5 km (0,9 milhas) de largura, revelou a equipe, acrescentando que seu impacto potencial seria sentido em vários continentes.

Um grande asteroide foi descoberto por um grupo de cientistas americanos e é o maior potencialmente perigoso encontrado em mais de oito anos

Fonte: Rússia Today

“Até agora, nós encontramos dois grandes asteróides próximos da Terra com cerca de um quilômetro de diâmetro, um tamanho que chamamos de ‘assassinos de planetas'”, declarou Scott Sheppard, astrônomo do Laboratório de Terra e Planetas da Carnegie Institution for Science e do principal autor de um artigo descrevendo a descoberta, declarando em um comunicado de imprensa. 

Mas ocorre que o asteroide 2022 AP7 tem uma órbita que o torna potencialmente perigoso para a Terra, de acordo com os cientistas.

 Esse asteróide ‘assassino de planetas’ estava escondido em algum lugar entre a Terra e Vênus, dificultando a sua detecção. Os astrônomos precisam olhar na direção do Sol para estudar esta área, e telescópios orbitais de última geração como James Webb ou Hubble não podem ser usados ??em tais estudos, pois o brilho do Sol queimaria sua óptica sensível.

“Apenas cerca de 25 asteroides com órbitas completamente dentro da órbita da Terra foram descobertos até hoje devido à dificuldade de observar perto do brilho do Sol”, explicou Sheppard. Neste caso em particular, os cientistas fizeram a descoberta usando a Câmera de Energia Escura do Telescópio Victor M. Blanco de 4 metros no Observatório Interamericano Cerro Tololo, nas montanhas dos Andes no Chile.

Embora o sistema solar interno ainda permaneça em grande parte uma terra incógnita quando se trata de asteróides, os cientistas acreditam que esta área contém poucos perigos potenciais para a Terra. 

“Provavelmente há apenas alguns [asteróides próximos à Terra] com tamanhos semelhantes para se encontrar”, disse Sheppard, acrescentando que a maioria deles provavelmente tem órbitas que nunca os colocariam em rota de colisão com a Terra. Também não está claro quando, se alguma vez, o 2022 AP7 poderia representar um perigo agudo para a Terra.

No entanto, de acordo com o Space.com , os astrônomos já monitoram até 2.200 asteroides potencialmente perigosos com mais de um quilômetro de largura. Essas rochas espaciais potencialmente representam um perigo para todo o planeta, já que mesmo um asteroide de 50 metros de largura pode danificar uma cidade inteira como Londres se explodir em seu centro, observa a mídia.

Um asteróide chamado Apophis tem uma órbita perigosamente próxima da Terra. Em 2020, os cientistas alertaram que poderia atingir o planeta em 2068. Mais tarde naquele mesmo ano, a Divisão de Ciências Planetárias da Sociedade Astronômica Americana disse que a rocha espacial de 370 metros de comprimento poderia entrar nas órbitas de alguns de nossos satélites de comunicação como no início de 2029.

Por causa disso, os astrônomos têm apenas uma compreensão limitada da natureza dos asteroides à espreita na região interna e, às vezes, surpresas podem acontecer. Em fevereiro de 2013, um asteroide muito menor, com apenas 20 metros de largura, chegou vindo da direção do sol completamente sem aviso prévio e ter sido detectado. Esse asteroide explodiu acima da cidade de Chelyabinsk , um importante centro da indústria pesada e de desenvolvimento nuclear no sudeste da Rússia, quebrando janelas de milhares de prédios, derrubando alguns e ferindo cerca de 1.500 pessoas. 

“Apenas cerca de 25 asteróides com órbitas completamente dentro da órbita da Terra foram descobertos até hoje devido à dificuldade de observar perto do brilho do sol”, Scott S. Sheppard, astrônomo do Laboratório de Terra e Planetas da Carnegie Institution for Science and o principal autor do artigo que descreve a nova descoberta, disse em um comunicado (abre em nova aba). 


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: Em breve haverá um novo papa, será um francês, e será o ÚLTIMO  . . .  A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 [do qual dois marionetes já caíram, Mario Draghi e Boris Johnson], os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Artigos Relacionados:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.325 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth