Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Como a Covid abriu Caminho para Imposição de Restrições de ‘Emergência (Fake) Climática’

Em 22 de fevereiro, a América celebrou o Dia Nacional da Margarita, uma ocasião alegre marcada por uma manchete na CNN que dizia: ‘Por que a crise climática pode estar chegando para sua Margarita?’  Claro, essa história de insulto à inteligência foi [mais] um susto inventado por uma pre$$tituta sobre o clima afetando os ingredientes que iam para a tequila. Bem-vindo à conferência do clima da The  Heartland Institute em Orlando, onde desmascarar esse tipo de bobagem é a ordem do dia. 

Como a Covid abriu Caminho para Imposição de Restrições de ‘Emergência Climática’ (Fake)

Fonte: DailySceptic.org – Chris Morrison

Apresentando a conferência, o presidente da The Heartland Institute, James Taylor, observou que, desde 1995, a produção de tequila aumentou seis vezes e, desde 2018, dobrou. James Taylor já havia dado o tom para a conferência na Flórida ‘amante da liberdade’, observando que os extremistas climáticos buscavam uma transformação catastrófica e cara da sociedade, justificada sob o disfarce de uma chamada crise climática existencial. 

Em nome da luta das mudanças climáticas, as medidas tirânicas adotadas, os ativistas estão levando as baleias criticamente ameaçadas à extinção – uma grande preocupação no Atlântico Norte e atribuídas às atividades de parques eólicos offshore, que também eliminam milhões de pássaros e morcegos todos os anos até a morte em pleno vôo, e cobrindo milhares de quilômetros quadrados de terras intocadas e costas com painéis solares e parques eólicos industriais.

Além disso, ele chamou a atenção para “enviar “crianças de cor” para poços de mineração de terras raras mortais e ambientalmente devastadores, estimulando custos de energia vertiginosos, retirando do mercado fogões a gás e outros bens domésticos básicos, tudo isso enquanto entregava a soberania energética americana à China, Venezuela e países desonestos e regimes no Oriente Médio”.

O tema Margarita decorreu durante todo o dia. “O mundo enlouqueceu. Eles dizem coisas que eu não sei como”, disse o Dr. Patrick Moore, o famoso ecologista e um dos fundadores do Greenpeace. Moore deixou o Greenpeace quando o instituto se tornou, em suas próprias palavras, o inimigo da civilização, “e eles começaram a vender ciência lixo para obter doações”. 

Moore observou que a Terra passou os últimos 500 milhões de anos retirando dióxido de carbono da atmosfera. Em grandes partes do registro paleoclimático, quando as concentrações de CO² na atmosfera eram muito maiores, não havia ligação entre o gás e o aumento ou resfriamento das temperaturas. 

Durante os últimos três períodos interglaciais ao longo de 300.000 anos, a mudança de temperatura precedeu o aumento de CO² de 8.000 anos. “Cada molécula que a Terra coloca na atmosfera, foi retirada em primeiro lugar dela mesma”, acrescentou.

O geólogo australiano Dr. Ian Plimer é outro grande fã das propriedades vivificantes do CO². Ele sugeriu que você poderia contar na mão de um trabalhador de serraria o número de geólogos que acreditam nas mudanças climáticas causadas pelo homem. Plimer tem uma visão de longo prazo e observa que estamos vivendo em tempos climáticos enfadonhos. 

“A mudança climática é muito normal, na maioria das vezes tem sido mais quente e os níveis do mar estão mais altos”, acrescentou. Ao longo do tempo, o nível de CO² atmosférico do planeta foi diminuindo.  “Não é uma crise climática, é uma crise de bom senso”

Precisamos de mais CO² na atmosfera, não menos, ele argumentou. A vida na Terra está se expandindo, continuou ele, e estamos ganhando mais espécies do que perdendo. Não estamos em um evento de extinção, mas sim em um período de renovação normal das espécies.

O professor emérito Richard Lindzen busca a ‘amplificação polar’ para fornecer muitas das respostas às mudanças climáticas naturais. Isso envolve transferências de calor dos trópicos, onde as temperaturas permanecem relativamente estáveis, para as regiões polares que apresentam grandes ganhos ao longo do tempo. 

Seu trabalho o leva a concluir que o aquecimento dos gases de efeito estufa além de certos níveis “permanece amplamente irrelevante”. Lindzen pergunta como uma pequena mudança na temperatura pode implicar em uma grande mudança climática? 

Todos os aspectos da narrativa do aquecimento são “defeituosos” [e manipulados]. Os alarmistas do clima controlam o orçamento e fornecem uma narrativa simples. “A simplicidade é uma fonte de conforto para o analfabeto científico”, observa. Os ativistas aprenderam com Joseph Goebbels, diz ele, que uma grande mentira, contada muitas vezes, se torna verdade.

No mundo dos ativistas climáticos, a inconsistência científica não importa, continuou ele. O Boston Globe informou recentemente que vários hospitais locais quebraram canos de gelo, levando o jornal a concluir que a mudança climática está afetando os cuidados de saúde. Lindzen observou que a estupidez parecia afetar os mais instruídos, citando a famosa citação de George Orwell sobre “algumas ideias tão estúpidas que apenas um intelectual acredita nelas”.

Marc Morano é um conhecido locutor e autor americano e recentemente escreveu um livro intitulado The Great Reset: Global Elites and the Permanent Lockdown, um título que ele observou que poderia ser alterado para The Great Resist. Para Morano, o mundo mudou em março de 2020, quando a democracia foi deixada de lado no interesse de enfrentar a pandemia de Covid. 

A esquerda e os ativistas climáticos ficaram muito impressionados [e interessados], diz Morano, com o quanto poderia ser feito declarando uma emergência pandêmica. Ele sugere que o debate climático não está mais no âmbito democrático, citando a afirmação do WEF-Fórum Econômico Mundial, já deletada, de que “ Você não será dono de nada. E você vai ser feliz”, junto com a afirmação de que a carne será uma “doçura”, não um alimento básico e “comeremos insetos”.

Qualquer coisa que a Covid possa fazer, decidiram os ativistas, eles poderiam fazer melhor. Na verdade, ambas as partes aprenderam uma com a outra, com a experiência dos fanáticos do clima fornecendo lições valiosas para os fanáticos por vírus. 

O cancelamento de cientistas climáticos foi replicado durante a pandemia, com cientistas que desafiaram a resposta à pandemia sendo cancelados. O cientista-chefe da NASA, Gavin Schmidt, chamou os céticos do clima de “sociopatas” – vozes dissidentes sobre Covid foram igualmente difamadas. 

Tanto os ativistas climáticos quanto os da Covid seguem ‘a Ciência’, que obviamente é ‘resolvida’ a qualquer momento de acordo com a versão aprovada do especialista do dia. Tanto os entusiastas do clima quanto dos bloqueios, mascaramento, distanciamento social e, claro, “das multiplas doses das vacinas” escolhem os dados para se adequar à sua narrativa preparada. 

Ambos usam modelos, é claro, com a planilha do professor Neil Ferguson ainda mais desesperadora do que bolas de cristal climáticas. Mas os modelos espalham o medo, gera bovina obediência, conformidade, e ambos os grupos de cientistas/ativistas querem que você entre em pânico. Em ambos os casos, restrições de movimento, racionamento, juntamente com uma grande mídia de pre$$tituta$ compradas e possuídas por bilionários vendendo a única fonte de ‘verdade’, são coisas boas.

Outra data seminal para Morano foi 2016, com a eleição revolucionária de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos. O notável Morano, Big Government, Big Tech e Big Media decidiram que tal coisa não poderia acontecer novamente. Armar a Covid e o clima instala uma crise permanente, e essas narrativas ajudam a garantir o “controle total” sobre a manada obediente.

Assista a este espaço para mais relatórios de conferências. Leitores interessados ??podem transmitir ao vivo aqui .

Chris Morrison é editor de meio ambiente do Daily Skeptic .


E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a BESTA. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; Vencerão os que estão com Ele, Chamados, e Eleitos, e Fiéis. E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta [ROMA], são povos, e multidões, e nações, e línguas“. – Apocalipse 17:12-15

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é nabucodonoor-estatua-daniel.png

A estátua do sonho de Nabucodonosor, um símbolo daquilo que a humanidade construiria na Terra. Os dias de insanidade da atualidade estão contados, muito em breve, a “Grande Prostituta”, a cidade de Roma será varrida da face da Terra, dando início a derrota completa dos servidores das trevas e o fim de seus planos nefastos para o controle do planeta. Em 2023 o Brasil terá um papel decisivo na Guerra entre a Luz e as trevas.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *