Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Crise atual é uma sequência de 2008 e, como todas as sequências, será Pior do Que a Original

Peter Schiff apareceu no Real America com Dan Ball para falar sobre o resgate bancário, a atual crise financeira que se desenrola, o Fed e a inflação. Ele disse que esta crise financeira é uma sequência do crash de 2008 e, como todas as sequências, será pior. Dan começou a entrevista referindo-se à afirmação da senadora democrata Elizabeth Warren de que a falência do Silicon Valley Bank e do Signature Bank foi causada pela “desregulamentação” do sistema financeiro. 

Crise atual é uma sequência de 2008 e, como todas as sequências, será Pior do Que a Original

Fonte: SchiffGold.com

Peter disse que essa desregulamentação “existe na fantasia da sua mente” e apontou que o setor bancário é um dos setores mais regulamentados do mundo.

Seria muito mais seguro se fosse regulado pelas forças do livre mercado em vez de pelo governo.”

O fato de o FDIC garantir os depósitos de todos torna o sistema muito mais arriscado e exposto.

Peter observou que atualmente temos uma dívida de cartão de crédito recorde .

Não é coincidência que tanto os tomadores quanto os credores estejam falidos. Você sabe, a razão para isso é o Fed. O Fed manteve as taxas de juros artificialmente baixas por mais de uma década, encorajando as pessoas a se endividarem cada vez mais e os bancos a lhes concederem crédito. E agora que eles são forçados a aumentar as taxas de juros, algo que sempre aconteceria – eles criaram outra crise financeira, algo sobre o qual venho alertando há anos”.

Claro, a mídia não quer chamar isso de crise financeira. Em vez disso, eles chamam isso de “crise bancária”.

A crise financeira de 2008 foi uma crise bancária. Ninguém quer dizer o que é porque não querem invocar memórias e comparações com 2008. Mas esta é uma continuação de 2008. E como todas as sequências, esta será pior.”

Peter explicou que a crise financeira de 2008 se deveu ao fato de o Fed ter mantido as taxas de juros artificialmente baixas em 1% de 2002 até o final de 2004. de outros esquemas de [cassino] empréstimos malucos.

Isso acabou explodindo a bolha imobiliária. Previsivelmente, muitos desses empréstimos deram errado quando o Fed começou a normalizar as taxas. (Ele acabou levando as taxas a um pico de 5,25% em 2006.) Isso precipitou a crise financeira de 2008.

O governo e o Fed conseguiram interromper a crise financeira com taxas de juros de zero por cento e  flexibilização quantitativa{QE} . Em seguida, deixou as taxas em zero por mais de uma década.

O Fed cometeu muito mais erros monetários desde a crise financeira de 2008 do que antes. E assim, inflou uma bolha de crédito muito maior. Agora os bancos estão em uma situação muito pior do que em 2008, especialmente os bancos “grandes demais para falir que resgatamos e agora são muito maiores do que eram naquela época e ainda mais insolventes

Então, como resultado do que o Fed fez após a crise financeira de 2008, essa nova crise financeira que acabou de começar será muito pior. E meu medo, que já está sendo validado pelo balanço patrimonial da semana passada, é que essa crise será tão ruim que o Fed fará todos os esforços e imprimirá o máximo de dinheiro possível para salvar todo mundo.

Peter também falou sobre a insolvência do FDIC. Nem mesmo tem dinheiro suficiente para cobrir depósitos de até $ 250.000, conforme prometido. Peter apontou que durante a Grande Depressão, quando não havia FDIC, as pessoas perderam apenas cerca de 2% de seus depósitos, mesmo com todas as falências dos bancos.

“O sistema bancário era muito mais sólido antes de termos um FDIC do que é agora. Porque, naquela época, os bancos tinham um incentivo para serem responsáveis ??porque seus clientes os responsabilizavam. Mas agora não há responsabilidade.”

Peter disse que o esforço para aumentar ainda mais os limites do FDIC nada mais é do que dobrar uma política ruim.

“Só vai criar um risco moral maior. Mas eles estão tentando desfazer o dano do risco moral que criaram ao socorrer alguns bancos e deixar a impressão de que alguns podem ser vulneráveis. Agora eles criaram uma corrida aos bancos solventes enquanto as pessoas correm para colocar seu dinheiro em bancos insolventes.”

Tudo isso levanta uma questão maior: onde o governo vai conseguir dinheiro para isso?

Esse é apenas outro passivo não financiado que deve ser empilhado em cima de uma enorme dívida não financiada em cima da dívida financiada que já não pode ser paga. Então, tudo vai ser inflado. É com isso que as pessoas devem se preocupar. A conta bancária de todos está em risco porque a inflação vai destruir o poder de compra do seu dinheiro. Não importa se o seu banco falir porque o dinheiro que você depositou no banco vai falir.”


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *