browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Declaração de cientista israelense sobre Acordo da ‘Federação Galáctica’ de Aliens com os EUA gera controvérsia

Posted by on 22/12/2020

Em 4 de dezembro, o professor, cientista aeroespacial e general da reserva, o israelense Haim Eshed gerou manchetes e controvérsia em todo o mundo quando, em uma entrevista publicada por um jornal nacional israelense, o Yedioth Aharonot , revelou a existência de um acordo secreto dos EUA com uma “Federação Galáctica” de diferentes raças de extraterrestres, a existência de uma base alien conjunta dos EUA em Marte e uma confederação de aliens monitorando assuntos humanos. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Controvérsia sobre declaração de cientista israelense sobre acordo da ‘Federação Galáctica’ de extraterrestres com os EUA 

Fonte:  Exopolitica

As reações às surpreendentes revelações do Professor de engenharia aeroespacial variaram, desde aqueles que consideraram os comentários como um grande avanço na divulgação de vida extraterrestre, até muitos alegando que ele havia perdido a cabeça ou que suas palavras foram “distorcidas” durante o processo de tradução de sua entrevista.

É importante destacar que Eshed concedeu a entrevista para divulgar seu recente livro, publicado em hebraico, intitulado The Universe Beyond the Horizon conversations with Professor Haim Eshed . É aqui que surge uma controvérsia, uma vez que ele parecia dizer muito mais em sua entrevista do que em seu livro.

Aqui está o ponto crucial do que o Professor disse de acordo com um trecho da entrevista, traduzida para o inglês, que foi publicada pela The Jewish Press em 5 de dezembro, que deu início à polêmica mundial:

“Os extraterrestres pediram para não publicar que eles estão aqui, a humanidade ainda não está pronta. Trump estava prestes a revelar, mas os alienígenas da Federação Galáctica estão dizendo: Esperem, deixem as pessoas se acalmarem primeiro. Eles não querem iniciar [mais uma, depois da “pandemia”] uma histeria em massa [dos ‘camponeses’]. Eles querem primeiro nos tornar curados e compreensivos.  Eles têm esperado que a humanidade evolua e alcance um estágio em que geralmente compreenderemos o que são o espaço e as espaçonaves”.

“Existe um acordo [Tratado] entre o governo dos EUA e os alienígenas confederados.  Eles assinaram um contrato conosco para fazer experimentos aqui. Eles também estão pesquisando e tentando compreender toda a estrutura do universo e nos querem como ajudantes. Existe uma base subterrânea nas profundezas de Marte, onde estão seus representantes e também nossos astronautas americanos“.

Antecipando que alguns concluiriam que ele havia enlouquecido ao fazer tais comentários, o professor, que também é um general brigadeiro da reserva das Forças de Defesa de Israel (IDF), acrescentou ,  para garantir :

“Se eu tivesse explicado o que estou dizendo hoje, cinco anos atrás, teria sido hospitalizado. Onde quer que eu tivesse dito isso na “academia”, eles diriam: o homem perdeu a cabeça. Hoje eles já estão falando diferente, Eu não tenho nada a perder.  Recebi meus diplomas e prêmios, sou respeitado em universidades no exterior, onde a tendência também está mudando”.

O apoio para a sanidade mental do Professor Eshed vem de seus ex-colegas, como o atual chefe da Agência Espacial de Israel, Dr. Isaac Ben-Israel (também um ex-general da IDF), que diz que Eshed “tem falado sobre alienígenas por décadas, e isso nunca comprometeu sua integridade acadêmica”.

A admissão de Ben-Israel é de vital importância, pois mostra que as crenças de Eshed sobre supostos contatos alienígenas e acordos conjuntos com os Estados Unidos evoluíram ao longo de décadas durante grande parte de sua vida profissional, e não um voo de fantasia pós-carreira como alegado por alguns.

Outros ex-colegas, como o Dr. Dan Blumberg, o atual chefe do Earth and Planetary Image Facility da Ben Gurion University, diz que o tópico extraterrestre é um tópico importante que Eshed está mais do que qualificado para cobrir com autoridade, mas não como aparece no artigo original do Yedioth:

“Eu conheço Haim Eshed bem e tenho um respeito enorme por ele. É uma discussão viável e legítima, mas foi levada a um lugar completamente bizarro pelo artigo”.

A posição do Dr. Blumberg é semelhante a muitas outras, pois as opiniões de Eshed foram mal traduzidas ou embelezadas no artigo original de 4 de dezembro. Mas foram eles?

O que é importante ter em mente ao encontrar uma resposta é que a entrevista do Yedioth Aharonot segue o formato tradicional de pergunta e resposta, intercalado com o comentário do entrevistador. As seções de comentários envolvem o entrevistador aplicando os pontos de vista de Eshed aos desenvolvimentos contemporâneos, o que pode aumentar a possibilidade de tradução incorreta ou embelezamento. No entanto, esses comentários são seguidos pelas próprias palavras do professor ao responder a uma sucessão de perguntas sobre OVNIs, vida extraterrestre e acordos secretos, todos feitos na língua hebraica.

Concepção artística do interior de uma nave mãe da Federação em órbita da Terra (ao fundo) em outros níveis de consciência, invisível aos nossos sentidos tridimensionais...

Concepção artística do interior de uma nave mãe da Federação em órbita da Terra (ao fundo) em outros níveis de consciência, invisível aos nossos sentidos tridimensionais…

Eu fiz uma entrevista do Google Translate do Yedioth Aharonot para o inglês e encontrei as respostas de Eshed às perguntas em que ele abordava as questões dos acordos com alienígenas dos EUA, uma base dos EUA em Marte e uma Federação Galáctica monitorando eventos humanos.  Pude confirmar que suas respostas, por meio do Google Translate, correspondem ao que foi escrito na história do Jewish Press e de outros veículos de notícias israelenses, como The Jerusalem Post e The Times of Israel, em seus artigos em inglês.

Embora eu não seja proficiente na língua hebraica, nem o Google Translate faça justiça ao que Eshed está dizendo, há, no entanto, consistência nas citações atribuídas a ele, por essas três fontes de notícias israelenses independentes, com a tradução das próprias palavras do professor por Google Translate.

Cada fonte israelense discutiu as implicações radicais do que foi dito, em vez de levantar problemas de embelezamento ou tradução. Claramente, os escritores de cada fonte israelense leram a  entrevista original do Yedioth Aharonot para obter a essência do que Eshed estava dizendo em suas próprias palavras.

O que foi subsequentemente publicado em fontes de notícias israelenses são, portanto, traduções precisas do que o professor Eshed realmente disse, ao invés de enfeites ou distorções como sugerido por “pesquisadores” de OVNIs como o britânico Nick Pope. Ele disse à NBC News:

“Ou isso é algum tipo de piada ou golpe publicitário para ajudar a vender seu livro, talvez com algo que se perdeu na tradução, ou alguém que sabe está quebrando a hierarquia”.  

Tendo eliminado os problemas de tradução ou embelezamento, então Eshed está “rompendo fileiras” e revelando segredos de longa data, como Pope sugere?

Para obter uma resposta, precisamos considerar o “histórico de Eshed”, conforme revelado pela  Wikipedia e outras fontes . Em 1969, Eshed foi enviado aos Estados Unidos pela Divisão de Inteligência das Forças de Defesa de Israel (IDF) para obter um doutorado. em engenharia aeronáutica. Após seu retorno, ele chefiou o departamento de pesquisa e desenvolvimento do IDF no Intelligence Corps. Em 1979, como tenente-coronel nas IDF, ele começou a trabalhar em uma proposta detalhada para o estabelecimento de um programa de satélites que poderia ser usado para o reconhecimento espacial do Oriente Médio.

Em 1981, Eshed aposentou-se do serviço militar ativo no posto de general brigadeiro e tornou-se professor em tempo integral no Instituto de Tecnologia de Israel, também conhecido como Technion, onde ele se formou em Engenharia Eletrônica, a universidade mais antiga e bem classificada de Israel. Posteriormente, ele desempenhou papéis importantes na fundação e liderança da Agência Espacial de Israel (1983) e do Instituto de Pesquisa Espacial da Technion (Asher) (1984). 

Eshed administrou o desenvolvimento dos projetos de satélites de Israel, incluindo seus satélites espiões altamente classificados, responsáveis ​​pelo monitoramento da região do Oriente Médio para possíveis ameaças à segurança nacional de Israel, como a construção secreta de instalações de armas nucleares no Irã .

Existem duas fases durante sua carreira militar e civil em que Eshed teria adquirido acesso a informações sobre vida extraterrestre e suas tecnologias. A primeira fase envolveu seu serviço militar com as IDF, onde Eshed trabalhou com a “Unidade 81”, a unidade de “tecnologia secreta” da Diretoria de Inteligência Militar de Israel. É o equivalente israelense da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa do Pentágono [a DARPA] e da Diretoria de Ciência e Tecnologia da CIA.

É muito provável que Eshed, em algum momento durante as colaborações israelenses dos EUA em tecnologias inovadoras, tenha aprendido sobre vários programas DARPA / CIA altamente classificados conduzidos durante os anos 1970. Um deles muito provavelmente incluía uma base extraterrestre conjunta dos EUA em Marte, relatada por vários insiders associados ao Projeto Montauk (1971-1983) e aos programas espaciais secretos dos EUA.

Décadas depois, Laura Eisenhower , bisneta do presidente Eisenhower, diz que foi submetida a um esforço de recrutamento para migrar para uma base secreta dos EUA existente em Marte, mas declinou apesar da grande pressão exercida sobre ela.

Conseqüentemente, é provável que seja por meio da colaboração conjunta dos EUA com Israel em tecnologias inovadoras, enquanto ele estava associado à Unidade 81 durante o serviço militar, que Eshed ficou sabendo pela primeira vez sobre uma base secreta dos EUA em Marte e a existencia dos acordos com os extraterrestres.

Durante sua subsequente “carreira civil” (1981-2010), Eshed sem dúvida continuou a trabalhar em estreita colaboração com seus colegas da DARPA e da CIA em tecnologias inovadoras, enquanto se concentrava em tecnologias de vigilância espacial para o IDF. Até sua aposentadoria em outubro de 2010, o professor Eshed foi responsável pelo lançamento de 20 satélites israelenses durante sua carreira de quase 30 anos no Instituto de Pesquisa Espacial e na Agência Espacial de Israel.

Durante seu comando do programa de satélite espião de Israel, ele agora trabalhava em estreita colaboração com colegas americanos do National Reconnaissance Office (NRO), que opera satélites espiões e é administrado conjuntamente pelo Pentágono e pela CIA. É durante o compartilhamento de inteligência conjunta entre o NRO, CIA e a Agência de Segurança Nacional do Pentágono (NSA), com a IDF, a Agência Espacial de Israel e o Instituto de Pesquisa Espacial que o professor Eshed presumivelmente aprendeu muito mais sobre os programas altamente classificados dos EUA relativos a OVNIs e extraterrestres que ele aprendeu enquanto trabalhava para a Unidade 81.

De acordo com Dan Sherman, um veterano de 12 anos da Força Aérea dos Estados Unidos (1982-1994), a NSA executou um programa de comunicações eletrônicas (“ABOVE BLACK – Project Preserve Destiny – An Insider’s Account of Alien Contact and Government Coverup“) com extraterrestres que transmitiam detalhes sobre humanos abduzidos que voltaram para seus locais de origem [onde foram abduzidos] ilesos e com memórias apagadas. O testemunho de Sherman coincide com o que o Prof. Eshed e outros disseram sobre os acordos extraterrestres e experimentos genéticos dos EUA.

Quanto às revelações de Eshed sobre uma Federação Galáctica monitorando os assuntos humanos e decidindo que a humanidade ainda não está pronta para o contato aberto, esta é claramente uma afirmação altamente controversa. Tem havido muitas reivindicações da existência de uma Federação, Confederação ou Aliança de raças de seres extraterrestre [de diferentes origens estelares] monitorando os assuntos humanos e regulando as atividades de múltiplos visitantes alienígenas em nosso mundo.

A referência mais antiga remonta a 1952, quando o famoso contatado, George Van Tassel, afirmou estar em comunicação com o “Comando Ashtar” [que teria feito uma interferência na transmissão do sinal de TV da Inglaterra e deixado uma mensagem de alerta para os ingleses em 1977], um comando que seria membro de uma Federação Galáctica mais ampla, que solicitou que os EUA abandonassem a pesquisa sobre armas termonucleares. 

“Vocês têm POUCO TEMPO [Que Resta] para viverem juntos em paz e boa vontade” – Uma mensagem extraterrestre ?: Em novembro de 1977, um noticiário transmitido em várias partes da Inglaterra foi “hackeado” e interrompido com uma suposta mensagem extraterrestre. 

A Federação Galáctica / Comando Ashtar estiveram envolvidos em uma campanha diplomática fracassada que ocorreu em 20 de fevereiro de 1954, quando o presidente Eisenhower se reuniu com seus representantes na base da Força Aérea então chamada de Muroc Army Air Field (atual  Edwards Air Force Base para discutir o desenvolvimento de armas termonucleares. Os representantes extraterrestres avisaram Eisenhower sobre grupos alienígenas inescrupulosos [Greys e Reptilianos] que logo fariam contato para fazer negócios.

Tem havido nas décadas subsequentes uma sucessão constante de contatados, internos e canalizadores que falaram ou escreveram sobre existir uma Federação Galáctica regulando os assuntos humanos sem desrespeitar o nosso Livre Arbítrio. A referência de Eshed à Federação Galáctica acrescenta mais credibilidade à legitimidade de tais reivindicações. Na verdade, o assunto Diplomacia Galáctica {Exopolítica] , que é o título do meu livro de 2013 , recebeu uma boa dose de credibilidade.

Em uma entrevista recente de 10 de dezembro publicada no YouTube , falei com Corey Goode, um insider de um programa espacial secreto dos EUA, sobre as alegações do Professor Eshed sobre uma Federação Galáctica. Goode discorreu sobre as diferentes federações [de seres extraterrestres, nem todas benevolentes] das quais ele estava ciente ou com as quais interagiu durante seu serviço no programa SSP e experiências de contato fora do planeta.

Quanto à afirmação do cientista professor Eshed de que a Federação Galáctica afirma que a humanidade ainda não está pronta para o contato aberto com raças de seres extraterrestres devido à nossa falta de desenvolvimento [espiritual, principalmente] tecnológico, existem algumas maneiras de interpretar isso. 

Pode-se dizer que nosso [atual] nível [de desenvolvimento evolutivo] tecnológico geral de desenvolvimento precisa estar mais próximo de uma civilização de status Tipo 1 de acordo com a escala de KardashevÉ aqui que a maioria das necessidades de energia da humanidade vem de sistemas de geração de energia em todo o planeta. Isso exigiria que a humanidade se afastasse de fontes de combustíveis fósseis não renováveis, abandonasse a energia [altamente poluidora] ​​nuclear para o desenvolvimento e uso de sistemas eletromagnéticos ou outros sistemas de energia limpa em todo o planeta.

Outra interpretação é que a atual situação global pela qual a tecnologia avançada é controlada pelo Estado [Deep State] Profundo e mantida distante do resto da humanidade precisa ser tratada antes que o contato aberto com a Federação Galáctica possa ocorrer. Em outras palavras, o poder do Deep State sobre o nosso planeta e instituições precisa ser removido ou significativamente reduzido antes que a humanidade esteja pronta para o contato. 

Afinal, por que diferentes raças de seres extraterrestres membros de uma Federação Galáctica benigna iria querer admitir um membro planetário que é esquizofrênico, medroso até a medula, controlado, prostituído, manipulado e corrompido por um Estado [Deep State] Profundo oculto que desdenhosamente manipula e controla os destinos de toda a humanidade?

Em conclusão, as revelações do Professor Eshed trouxeram à atenção da mídia mainstream [pre$$titute] informações extraídas de projetos relacionados a extraterrestres altamente classificados que foram anteriormente revelados por muitos insiders e denunciantes corajosos, testemunhas e contatados que foram amplamente ridicularizados e desmascarados por seus esforços de divulgação e rotulados de teóricos da conspiração. É difícil desmascarar alguém com a formação acadêmica, militar, um cientista da estatura do professor Haim Eshed quando ele comenta sobre tópicos tão “controversos”.

Embora possa haver controvérsia sobre as surpreendentes declarações de Eshed, isso não se deve a traduções errôneas, enfeites ou ele estar enlouquecendo. Em vez disso, a humanidade está sendo instruída a despertar para as verdades sobre a existência de vida extraterrestre e sobre acordos secretos feitos com os visitantes alienígenas [nem sempre favoráveis aos interesses da humanidade] que foram ignorados e amplamente ridicularizados pela mídia mainstream pre$$titute por décadas.

Muitos cientistas, acadêmicos e profissionais do espaço negam profundamente que pudessem ter sido enganados sobre tais questões monumentais durante suas “ilustres carreiras” [é difícil engolir o orgulho ferido ao saberem que foram manipulados pelos seus governos durante décadas]. As revelações do Professor Eshed são um grande alerta. 

Ele esta nos alertando e está perguntando se nós, pessoal e coletivamente, estamos prontos para um contato aberto com a vida extraterrestre de múltiplas origens no universo e uma Federação Galáctica criada pelas raças benevolentes destes mesmos seres.

[Observação: a versão em áudio deste artigo está disponível no YouTube e no Spotify ]

© Michael E. Salla, Ph.D.


{Excerto do post: Projeto Majestic-12, como surgiu e como opera o Governo Oculto dos EUA (2) :

Foi ainda acordado que uma raça alienígena  (Greys do planeta SERPO, do sistema solar binário Zeta Reticuli 1 e 2) e os Estados Unidos fizessem um  Programa de Intercâmbio de Pessoal com  dezesseis membros (todos militares) com o propósito de aprendermos uns com os outros. Os convidados alienígenas ”permaneceriam na terra. Os seres humanos” convidados “viajariam para o planeta de origem (Serpo) alienígena por um período determinado de tempo após o que em seguida, retornariam, quando a troca inversa seria feita. (n.T: O Planeta alienígena fica a 38 anos luz de distancia da Terra e é conhecido como SERPO,  um planeta do sistema solar duplo de ZETA RETICULLI 1 e 2 , e a missão foi entre os anos de 1965-1978 e contou com doze membros). 

A reconstituição deste evento/encontro/reunião entre as duas civilizações de diferentes planetas foi dramatizada no filme Encontros Imediatos do Terceiro Grau de Steven Spielberg. Uma dica de quem trabalha para quem, pode ser determinada pelo fato de que o Dr. J. Allen Hynek  serviu como “conselheiro técnico” para o filme de Spielberg. Notei que o relatório Top Secret contendo a versão oficial da verdade da questão alienígena, intitulado Projeto Grudge , que eu tive acesso e li, enquanto eu estava na Marinha, foi de co-autoria pelo tenente-coronel e amigo Dr. J. Allen Hynek, que foi citado como um ativo membro da CIA ligado ao Projeto Grudge – O Dr. Hynek, aquele mesmo que desacreditou muitos incidentes UFO legítimos quando ele funcionava como o responsável científico do Projeto Bluebook (Livro Azul, uma farsa do governo dos EUA)  feito para enganar e manipular a opinião pública sobre os extraterrestres.

Dr. Hynek é o homem responsável pela infame declaração “era apenas gás do pântano” para desmistificar e encobrir verdadeiros contatos com UFOs. Foi acordado que seriam construídas bases subterrâneas para uso da raça alienígena GREY e que duas bases seriam construídas para o uso conjunto da nação alienígena e o Governo dos EUA. (n.t. a principal e mais sinistra delas foi a Base de DULCE em Archuleta Mesa, na divisa dos estados do Novo México-Colorado.)   O Intercâmbio de tecnologia teria lugar em bases subterrâneas conjuntamente ocupadas.

Estas bases alienígenas seriam construídas em reservas indígenas na área de Four Corners dos estados do Utah, Colorado, Novo México e Arizona, e uma outra seria construída em uma área conhecida como Dreamland (a Terra dos Sonhos, futura ÁREA 51),  que foi construída no deserto de Mojave, na Califórnia perto de, ou em um lugar chamado Yucca.

Algumas das principais bases subterrâneas dos EUA e seu sistema de comunicações via túneis.

Algumas das principais bases subterrâneas dos EUA e seu sistema de comunicações via túneis. DULCE é a mais central e foi fechada e os aliens foram expulsos após um duro combate em que cerca de 300 marines dos EUA perderam a vida. A Base DULCE por ter sido a primeira, fica no centro do sistema de ligação subterrânea existente.

Não me lembro se era Yucca Valley, Yucca Flat, ou Ground Proving Yucca, mas Yucca Valley é o que  sempre me pareceu querer dizer. Mais avistamentos UFO e incidentes ocorrem no deserto de Mojave na Califórnia do que em qualquer outro lugar do mundo (relativamente próximo à Los Angeles, um grande centro urbano). Tantos, na verdade, que ninguém se incomoda mais de fazer relatórios. FIM DE CITAÇÃO.}


“Conhece-te a ti mesmo e conheceras todo o universo e os “deuses”, porque se o que tu procuras não encontrares primeiro dentro de ti mesmo, tu não encontrarás em lugar nenhum”.  –  Frase escrita no pórtico do Templo do Oráculo de Delphos, na antiga Grécia.


Matrix (o SISTEMA de CONTROLE)

“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …” 


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.