browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Emery Smith: Aliens minúsculos, segredos na Antártida e Polo Sul

Posted by on 12/08/2018

Tudo bem. Bem-vindos outra vez à “Divulgação Cósmica”. Sou seu anfitrião, David Wilcock, e eu estou aqui com nosso convidado especial, o insider e denunciante Emery Smith. Em nosso episódio anterior, falamos um pouco sobre como as bases militares secretas e subterrâneas estão sendo construídas sobre antigas bases extraterrestres ou em locais com espaçonaves aliens quebradas. E nós começamos a falar um pouco sobre o que você poderia saber sobre a Antártida. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

DIVULGAÇÃO CÓSMICA: SEGREDOS NA ANTÁRTIDA E NO PÓLO SUL (Temporada 9, Episódio 10)

Fonte: https://spherebeingalliance.com/

Emery, obrigado por estar aqui novamente.

Emery Smith: Obrigado, Dave.

David: em nosso episódio anterior, falamos um pouco sobre como as bases militares estão sendo construídas sobre bases extraterrestres ou espaçonaves (gigantes) aliens abandonadas. E nós começamos a falar um pouco sobre o que você pode saber sobre a Antártida.

Então, para ser mais específico com você, de acordo com Pete Peterson, as operações na Antártida estão em andamento por algum tempo. Ele estava ciente de que ele estava de volta para pelo menos a década de 1950. E ele disse que é uma operação verdadeiramente vasta que está sendo conduzida lá. Então, você poderia falar um pouco mais sobre o que sabe do que está acontecendo na Antártida?

Emery: recentemente me encontrei com quatro cientistas que fizeram parte dessa expedição, bem, muitas expedições nos últimos anos – na Costa Rica recentemente. E o que foi interessante é que há também outra espaçonave que é parte de algumas das embarcações das que estão para baixo [Antártica] em uma caverna perto da Costa Rica, eu direi.

David: Oh, uau!

Emery: então, este grupo estava me pedindo para acompanhá-los na Antártida para verificá-lo em outra expedição, o que me abstive de ir porque todos os insiders não retornam.

David: Sério?

Emery: Então é assim que é, muito perigoso.

David: Hm!

Emery: E todas as pessoas que vão lá para fazer documentários ou tentar falar com as pessoas para levá-los para lá geralmente acabam praticamente não voltando mais.

David: Uau!

Emery: Então, agora, se você não tem uma autorização específica, realmente boa, você não vai lá.  Então, isso deixa aberto espaço para satélites, no entanto, e drones especiais para os quais temos acesso para descobrir mais informações. Diferentes organizações estão financiando isso, organizações privadas, porque as pessoas querem saber.

E assim essa informação me foi dada estritamente dos quatro cientistas que realmente foram trabalhar lá por dois anos, e que eles têm acesso para voltar para lá para fazer o que eles fazem, o que é basicamente. . . Bem, eu estava falando sobre o mapeamento e medição do gelo derretido e quanto tempo eles têm antes que outras coisas sejam expostas, o que leva à exposição da (antiguíssima) cidade subterrânea que foi descoberta por muito tempo, aparentemente.

David: Você está familiarizado com o fato de haver algum plano para revelar ruínas antigas de antigas civilizações existentes sob o gelo na Antártica, mas não da nave espacial no início ou qualquer coisa mais moderna, como parte de uma agenda de divulgação gradual?

Emery: eles já começaram isso. Então eles estão dizendo que há algo grande lá embaixo do gelo, um grande vazio, exatamente como eles fizeram no Egito agora. Há um grande vazio por baixo das pirâmides lá. Nós temos uma cidade muito, muito grande que está lá.

David: no Egito?

Emery: no Egito, sob as pirâmides, de uma cúpula com cerca de uma milha.

David: Sério?

Emery: sim, é muito grande.

Então, isso é o mesmo que está acontecendo na Antártida. Então eles estão dizendo lentamente: “Uau, através de imagens de satélite com radar especial de penetração no solo, certos cientistas de. . “, Que não têm nada a ver com a tentativa de encontrar bases, a propósito – mais como tentar encontrar reservatórios de petróleo e ouro – tropeçaram com esses vazios gigantes. Então você vai começar a ouvir isso.

Esses vazios são as cidades muito antigas. Você sabe, estas (cidades) são dos povos que estiveram aqui há muito tempo. Isto é mesmo tipo de assunto com todas as coisas sobre as quais você fala. E foi feita uma grande filmagem tirada de um arqueólogo que conhecemos. E vimos esta filmagem. E é atraente porque a câmera que serpenteia sob a pirâmide para ver isso, quando descobriu pela primeira vez, que não consigo divulgar, era apenas fascinante.

David: Hm!

Emery: Então, o mesmo está acontecendo na Antártida agora que é: como vamos divulgar isso e limpar todos os artefatos lá embaixo, o que realmente estragará a história de como chegamos aqui. . .

David: certo.

Emery:. . . tipo de Marte e da Lua e tudo mais. E está aqui mesmo neste planeta.

David: De repente, na mídia, ouvimos este relatório que os neutrinos foram usados ​​para descobrir uma nova câmara muito grande na Grande Pirâmide acima da Grande Galeria, que é o corredor grande com o alto. . .

Emery: Isso mesmo.

David: E eles estão dizendo que pode ser em uma diagonal com a Grande Galeria,. . .

Emery: correto.

David: . . . mas é um pouco maior.

Emery: certo.

David: E esse é um espaço muito grande, anteriormente não revelado.

Emery: Ouvi falar sobre isso.

David: Agora, com a tecnologia que você está informando, parece que eles saberiam disso há muito tempo.

Emery: Oh, eles sabem disso há muito tempo.

David: As pessoas estão naquela sala que você conhece?

Emery: sim.

David: Sério?

Emery: Sim. E é isso que a Aliança precisa decidir se: o que liberamos de informação e quão lentamente o liberamos? Então, há uma investigação científica gradual, enorme, mundial, científica desses tabletes ou isto ou aquilo ou não, porque não combina com o que está acontecendo ou o que nos ensinam e dizem. E isso vai ser difícil para as pessoas entenderem por causa dos sistemas de crença que todos nós temos.

David: Você acha que pode haver uma maneira… Eu quero dizer, eles não querem abrir a pirâmide, certo? Eles estão muito preocupados com a preservação das antiguidades. Mas agora estamos falando de uma enorme e maciça câmara dentro da pirâmide abertamente discutida na mídia convencional.

Emery: certo.

David: Então, já existe um caminho para essa sala? Sabemos o que há naquela sala?

Emery: tenho 80% de certeza que já estiveram naquela sala de baixo para cima. Há túneis que eles já cavaram abaixo nesta cidade, então já foi. . .

David: Uau!

Emery: estão aprendendo o que aconteceu. Você sabe, eles estão tentando aprender os textos, aprender todos os símbolos encontrados e o que isso significa? E, portanto, é uma grande empresa no lado privado de quem está executando esse contrato de trabalho. Eu posso dizer-lhe isso.

David: Só por causa da curiosidade das pessoas, quais poderiam ser algumas das coisas mais surpreendentes sobre o que aprenderíamos? Como, o que realmente veríamos se alguma vez pudermos ver as imagens dessa nova sala? Qual seria a coisa mais surpreendente que descobriríamos?

Emery: Bem, você vai descobrir uma grande quantidade de literatura e tabletes, e também artefatos que não são da Terra – e também não são tecnologia terrestre – e que a maioria foi removida.

David: Uau!

Emery: se eles querem dizer que foi encontrado no local ou não, será algo a ser percebido porque tem que ver com alguém que já estava lá tentando fazer o mesmo que estávamos fazendo sobre uma civilização superior e avançada, e eles deixaram algumas coisas para trás. Portanto, há cientistas especiais no mundo que pegam esses dispositivos, e eles podem descobrir para o que esses dispositivos foram usados. É o que seu trabalho é fazer isso. E são pessoas realmente interessantes e são responsáveis. Eles são os heróis invisíveis sobre quem você não ouve falar sobre.

Mas muitas das informações que eles recebem geralmente costumam dar a essas empresas privadas para serem usadas para o mal porque é tão incrível. Por que não nos dão acesso para nos ajudar a curar o câncer ou podermos conversar com alguém no universo?

David: Eu quero trazer algo com você que eu acho que é diretamente relevante, e esse é um insider que Pete Peterson esperava entrar em contato com isso – ainda não aconteceu – mas essa pessoa estava envolvida na escavação de um tipo estranho de sarcófago de liga metálica desta mesma área do Planalto de Gizé. E acredito que ele disse que era subterrâneo. E eles removeram o sarcófago, e eles o otiveram. . . Eles estavam tentando descobrir como abri-lo e não podiam abri-lo com ferramentas.

E, aparentemente, no navio – eles estavam transportando-o em um navio militar dos EUA de algum tipo – alguém interagiu telepaticamente com esse sarcófago, e eles então puderam compreender as inscrições. Mesmo que originalmente fosse uma linguagem diferente, eles agora podiam ler o idioma Alien. E então eles também tiveram que cantar uma determinada nota ou frase. Não consigo lembrar qual era. . .

Emery: um harmônico qualquer, sim.

David: E você colocava as mãos assim e dai o sarcófago se abriu. E então, o que eles encontraram dentro do sarcófago eram  vários tipos de ferramentas manuais. E algumas das ferramentas, aparentemente, lhes dariam reproduções holográficas de eventos históricos que aconteceram durante o tempo em que aquelas pessoas estavam vivas e manuseavam aquelas ferramentas.

Emery: Claro. Ai sim.

David: E esse sarcófago sozinho já é de valor inestimável. Você já ouviu alguma história desse tipo?

Emery: Sim, ouvi falar de histórias muito semelhantes desses sarcófagos e caixões e tubos que são feitos de metal desconhecido, mas são perfeitos.

David: Uau!

Emery: E eles só podem ser abertos, tanto quanto eu sabia, por linhagem, na verdade, e harmônicos. Então, isso é interessante, você disse isso, porque realmente me ajuda a entender algumas coisas juntas e colocar outras juntas que me foram compartilhadas. E eu já vi algumas dessas câmaras, na verdade.

David: E sobre essa idéia de um objeto que você pode segurar em sua mão, e então você pode conversar com a sua mente. . .

Emery: sim.

David: . . . e isso irá mostrar-lhe, como, uma espécie de biblioteca de registros antigos?

Emery: Absolutamente. É uma tecnologia assistida por consciência que você tem que manter e usar sua consciência. Você sabe, você tem que pensar sobre isso e, então, o que quer que seja, no entanto, ele opera – no entanto, o operador sabe como operá-lo. Ou geralmente, ele apenas irá ligar automaticamente. Você sabe, é como ter um iPhone sem uma senha nele. Automaticamente, qualquer pessoa pode usá-lo.

Mas alguns desses dispositivos, essas tecnologias assistidas pela consciência, estão relacionados a linhagens (de DNA) ou relacionadas à freqüência, de modo que você precisa ser da linhagem antiga certa para manter essa pouca freqüência para que essa coisa funcione.

David: Um marcador genético no seu DNA, você acha?

Emery: sim. Sim.

David: Uau! Mesmo?

Emery: Sim.

As Linhas de Nazca no Peru

David: Quando tivemos Pete Peterson aqui na última vez, ele nos forneceu informações extremamente fascinantes sobre muito, muito longos – muitos, muitos quilômetros de comprimento – túneis perfeitamente esculpidos dentro das terras na América do Sul, como, os existentes embaixo das Linhas de Nazca no Peru.

E ele falou sobre o que parecia ter sido ruínas de uma grande cidade extraterrestre lá embaixo. E, é claro, com nosso show em Gaia, “Desenterrar Nazca”, Pete está afirmando que os corpos que tivemos nesse show eram desta cidade. Então estou curioso se você já ouviu falar sobre esses túneis nas Américas Central e do Sul, e qualquer informação que você possa ter sobre isso.

Emery: sim. Minhas fontes de cientistas também me convidaram para analisar os túneis, que têm muitas espaçonaves neles, que têm. . . Os túneis realmente têm seres congelados no tempo que sai das paredes dessas coisas.

David: Você já ouviu o termo “seres em ESTASE“?

Emery: sim. Quero dizer, eu não acredito pessoalmente que esses seres que vêm de Gaia são desse local.

David: Ok.

Emery: mas essa é a minha opinião. E ainda não fui convidado a analisar esses seres ainda.

David: Ok. Então você está dizendo que existe. . . Isso é totalmente incrível, Emery. Eu vou ser sincero com você. E a razão pela qual eu recebi mais um briefing de Pete. Eu não disse nada sobre isso a ninguém. Eu vou fazer isso pela primeira vez agora, ok?

E o briefing foi esse, porque  o show de Gaia  “Desvendando Nazca“,, que as pessoas da nossa Aliança ficaram mais interessadas nessa área e, aparentemente, o governo mexicano. . . Nós temos o governo peruano. . . Temos diferentes governos nas Américas Central e na do Sul, aparentemente envolvidos nisso.

E, aparentemente, muito recentemente, nós levamos a custódia dessas cinco artes diferentes, e ele disse que eles estão tão avançados que temos equipes inteiras de pessoas. . . Ele estimou que de 2.000 a 3.000 pessoas estão trabalhando nessa arte agora. Mas é tão avançado que não temos idéia de como entrar nisso ou o que está acontecendo. Então estou curioso sobre seus pensamentos sobre isso.

Emery: Sim, eu concordo com isso. Mas quando você diz “nós”, de quem você está se referindo quem assumiu os cinco espaçonaves?

David: Eu acho que seria. . .

Emery: A Aliança ou. . .

David: o complexo militar-industrial do DIA (Defense Intelligence Agency), o que chamaríamos de pessoal do MIC-SSP.

(nota Thoth: MIC-SSP-Military Industrial Complex-Secret Space Program – Um Programa Espacial Secreto desenvolvido pelos grandes conglomerados de industrias aeroespaciais do ocidente e cujo resultado é mostrado no filme de “ficção” de James Cameron, AVATAR, pois esta frota de espaçonaves e seus tripulantes já estão minerando vários planetas e luas de nosso sistema solar e negociando com inúmeras raças de seres extraterrestres…).

Emery: Ok. Que eu posso confirmar 100%. Eles agora controlam todos os túneis e todos as naves e todos os corpos e toda a tecnologia descobertos,. .

David: Sério?

Emery:. . . que recentemente aconteceu.

David: Sério?

Emery: sim. E agora é muito difícil entrar lá, mas ainda estou decidindo se quero ir ou não porque é apenas uma questão de se eles me convidarem de novo para ir lá e ajudar a decifrar algumas das naves e objetos e alguns extraterrestres que eles encontraram, e, claro, a tecnologia deles. Mas sim, há uma grande quantidade desses seres e de espaçonaves lá embaixo.

David: Você pode confirmar alguma coisa sobre o testemunho de Pete sobre o fato de que a espaçonave é tão avançada que nós não temos ideia do que fazer com elas ainda?

Emery: Sim, posso concordar com isso, porque o grupo nunca me chamou para ir lá e verificar isso, número um, porque se eles soubessem como fazê-lo e eles são cientistas e deveriam saber como fazê-lo, eles não estariam me chamando para pedir que eu fosse a bordo clandestinamente, de que eu possa falar livremente. Mas foi exatamente isso que aconteceu.

David: Uau!

Emery: quer dizer, não vi o show deles, por sinal, então não conheci nada disso.

David: Ok. Então, vamos conversar um pouco sobre o que fizemos em “Desvendando Nazca“, porque nem sabia nada sobre isso. É realmente incrível. Tínhamos tomados raios-X desses corpos, e de forma alguma possivelmente parecia ser um engano.

O teste genético mostra que tem mais de 1.500 anos ou mais em alguns casos. Parece ser um tecido genético genuíno que foi preservado em terra de diatomáceas. Eles têm três dedos e três dedos em vez de cinco, como nós. Definitivamente, parece que este é um espécime autêntico de algum tipo.  Então estou curioso sobre seus pensamentos. Você viu “Desvendando Nazca“?

Raio X da múmia de Nazca

Emery: Não, eu vi apenas o pequeno briefing que saiu com essas duas múmias, e apenas o briefing que saiu pelo mundo e através de Gaia.

David: Ok.

Emery: E é tudo o que eu vi à respeito. E você sabe, minha primeira pergunta como cientista é quem testou? Onde foi testado? Como você recuperou? Como você conseguiu passar isso na fronteira? Você se importa se eu testá-lo em várias instalações de minha escolha, o que você não tem permissão para saber? E, você sabe, todas essas questões, porque é uma história muito interessante. E não estou dizendo sim ou não, porque não sei porque eu não fazia parte desse projeto.

David: certo.

Emery: então não posso julgá-lo. Como você diz essas coisas, quero dizer, claro, estou muito perto de você. Eu acredito em você, mas como cientista, eu também tenho que fazer muitas outras perguntas e, na verdade, tenho que examinar os corpos porque não acredito que existam muitas outras pessoas que se apresentem como eu, em experiência, o que provavelmente faria isso e daria uma opinião de especialistas ao escrever algo.

David: Claro.

Emery: Quero dizer, estou agora sendo publicado na Universidade de Stanford por causa do alien minúsculo de Atacama com o Dr. Garry Nolan. Então você verá esse white paper com o meu nome, algo que me dá algum crédito sobre meus antecedentes. Então, você sabe, não posso responder a isso. Apenas olhando algumas fotos, não posso dizer sim ou não sem fazer parte do projeto e dar minha opinião sobre o que é e de onde  vieram, e também o tipo de DNA que apresenta. Quais foram as porcentagens de DNA?

David: Aparentemente, há um teste de DNA que está sendo conduzido na Rússia agora com alguns dos melhores testes de DNA que eles têm. Os resultados ainda não sairam. Aparentemente, leva muito tempo. Mas nós tínhamos cientistas peruanos que trabalharam muito nisso. Nós também temos M.K. Jesse, que é radiologista aqui em Boulder, que examinou os raios-X e disse que isso definitivamente parece ser um ser biológico. Não parece ser algo humano convencional.

Emery: certo. E o dados de exame de carbono ou o que eles usam para medir a idade. . .

David: O exame de carbono foi confirmado, e é tudo muito precoce – muito cedo, antes de Cristo.

Emery: Interessante.

David: Então, você estaria interessado? Quero dizer, não posso pedir-lhe isso em nome. . .

Emery: Sim, eu faria. . .

David: Você estaria interessado em fazer isso se você fosse convidado?

Emery: Sim, eu concordo com isso, é claro. Sim, eu seria útil de qualquer maneira que pudesse para ajudar a aprovar ou desaprovar [refutar] esses seres.

David: E você me disse antes que, aparentemente, o humanoide de Atacama que você examinou e é mostrado no vídeo “Sirius” não é o único. Você poderia nos contar um pouco mais sobre isso?

Emery: Sim, eu posso. Há outro que está sendo examinado nesse local que foi descoberto que é muito parecido com esse ser. E agora estamos tentando resolver algo para que possamos obter esse ser. Se o conseguimos, podemos obter o DNA de ambos os seres e ver se eles combinam e ver se é uma nova subespécie ou não. Mas os dados que estamos imprimindo agora em Stanford são – eu não vou falar sobre isso ainda porque não posso falar sobre isso –  falar sobre essa coisa exata.

Então, vocês vão ter que aguardar que o white paper saia em algumas semanas, e então iremos lá.  Mas também estou muito interessado nesse fato. Eu quero agarrar imediatamente esse ser, colocá-lo em um lugar seguro, e ser capaz de executar testes múltiplos e ver o que acontece. É uma especulação no momento, então não podemos dizer nada até que tenhamos o DNA em nossas mãos.

Emery e o Dr Greer examinado minúsculo esqueleto de um ser alienígena

Como você sabe, quando fui para o Barcelona com o Dr. Greer e o Dr. Bravo para obter o primeiro e trazer de volta esse DNA para Stanford para o Dr. Garry Nolan para testar, um dos principais geneticistas mundiais.

Então, há muito a fazer, porque você tem que ter, no futuro, múltiplos locais de teste e equipes maiores envolvidas em organizações. Portanto, não é apenas uma base que faz todo o trabalho.

E deve ser uma coisa coletiva. A maioria dos projetos como este deve ser coletivo e não apenas uma equipe supervisionando tudo. Eu acho mais difícil manipular coisas quando há várias pessoas envolvidas em vez de apenas uma.

David: uma das coisas que você carrega com você é algo que quase ninguém já viu. Você parece ter sempre com você. A única vez que isso já foi mostrado foi no palco no Contact in the Desert. Você me entregou quando eu estava fazendo um painel. Foi uma sensação para o público.

Emery: Ah, certo.

David: Então, você poderia mostrar o que é que você tem e nos contar sobre isso?

Emery: Então, isso. . . Depois do time e eu fomos lá para Barcelona. . . Este é o Ata (ser alien minúsculo encontrado em Atacama) sendo do Chile, do deserto de Atacama.

E o que fizemos foi que queríamos ter certeza de que não só possuímos o DNA, mas que iríamos executar todos os testes possíveis. Recebemos as varreduras de TCA, ressonâncias magnéticas, raios-X, tanto quanto pudemos para que a comunidade científica analise isso porque a organização privada que o tem, que tem sido muito generosa e precisa de muita ajuda, gostaria de fazer mais testes e fazer mais coisas.

E eu consegui, trabalhando em alguns outros projetos secretos na época. . . Nós podemos renderizar órgãos e coisas 3D. Nós também podemos renderizar praticamente qualquer varredura CAT em qualquer material.

Este é  Ata (ser alien minúsculo encontrado em Atacama) sendo do Chile, do deserto de Atacama.

Então, podemos gravar seu cérebro, o CAT escaneia seu cérebro e posso entrar no computador, e eu posso imprimir o seu cérebro em qualquer material que eu queira.

David: Uau!

Emery: Não é legal? Então, dessa maneira, antes de operar com você, posso me certificar de onde todos os seus vasos sanguíneos estão, e eu realmente posso fazer isso. . .

David: Oh, uau!

Emery:. . . sim. Então eu posso dizer isso agora porque já saiu ao público; já foi divulgado.

David: certo.

Emery: Então eu pensei: “Ei, por que não tomo uma tomografia computadorizada deste ser e colocá-a no computador e faço uma réplica exata, duplicada, célula por célula”,  apenas em policarbonato que usei, porque já era muito caro fazer qualquer outra coisa?

David: Aqui, deixe-me vê-lo.

Emery: E o que aconteceu foi: nós imprimimos isso e foi assim que saiu, esse ser é uma réplica em policarbonato exato.

David: Então, uma das coisas que eu percebo imediatamente, que as pessoas provavelmente percebem, é que,  a cabeça é meio cortada.

Emery: Sim. Quando fizemos o programa, nós nos certificamos de que a parte estava aberta para que as pessoas pudessem ver dentro e ver os lóbulos do cérebro e, você sabe, havia coisas diferentes. Você sabe, eu poderia imprimir com o peito aberto para que você pudesse ver um dos pulmões e coisas diferentes que estavam lá. Mas apenas para ter algo que fosse mais durável que eu queria que durasse muito tempo, e algo em que você poderia ver o volume. Claro, o crânio foi a coisa mais incrível: três vezes o tamanho (proporcional) ao nosso crânio.

David: Sim.

Emery: do queixo até o topo, seria assim. . . É o mesmo comprimento que seu torso do entalhe esternal ao umbigo. Chamamos a barriga, o umbigo. Então, você sabe, é três vezes proporcional . . . do mesmo tamanho que aquele. Isso seria como sua cabeça ter, um, dois, três, ser três vezes maior do que o atual tamanho.

David: Uau!

Emery: Então, muito interessante. A história sobre isso, se você quer que eu fale, é. . .

David: sim, claro.

Emery:. . . que eu não fazia parte do site de coleta ou algo assim nos primeiros anos, mas eu li um briefing que corresponde ao local de onde esta espaçonave caiu. E foi derrubada há algum tempo. Não sei a hora exata. E era uma espaçonave em formato oval, e havia. . . seria do tamanho de uma van Volkswagen.

David: Hm! O tamanho ?

Emery: Sim, o tamanho da espaçonave oval. Havia cinco ocupantes. E quando o exército chegou lá, os militares – não os nossos, mas os deles – chegaram lá, dois deles já estavam mortos, os adultos. Tinham cerca de 22 polegadas (55 cm) de altura. E então, três tentaram fugir. E eles atiraram em um, e dois fugiram para a selva, ou para o deserto, ou onde quer que fosse, a história que eles viveram aconteceu em uma aldeia. E os aldeões aparentemente viram esses pequenos seres, e os capturaram e embalaram-nos com um pano, com um pano vermelho e foram até. . .

David: Por que eles os capturaram?

Emery: Bem, eu vou te contar. Eu vou te dizer por que eu acho que sei o que eles fizeram. Porque, depois de envolvê-lo com um pano vermelho, eles o levaram para a frente da porta da igreja, e eles os identificaram como “El Diablos”, e eles os colocaram lá, na porta da igreja.

David: o diabo.

Emery: Sim, o diabo. Então,  foi infeliz.

David: Você sabe, o crânio. . . Esta é uma das coisas que eu sempre me perguntei é: há esta rachadura na testa. Como há estas duas placas, e essa parte aqui à esquerda parece que ele se ergue em cumes sobre a parte à direita. Então essa não é a fisiologia regular. Isso porque sua cabeça foi esmagada?

Emery: Não, ele teve esse tipo de ponto lá depois de analisarmos isso em diferentes programas de computador, mas é compensado por causa do crânio esmagado.

David: certo. OK.

Emery: E o buraco na parte de trás da cabeça, então você sabe, também foi algo que foi feito antes de mim pelo time que realmente faz a autópsia. Eu usei esse buraco, porém, que foi feito por outro cientista antes de mim há muitos anos, para coletar o material do cérebro, algo de matéria cerebral e, claro, algumas das camadas do cérebro. E, como é óbvio, a medula óssea foi o que realmente nos seguimos. Então tiramos parte da caixa torácica e também do úmero do braço do ser. Então, retiramos muitas amostras. Tomamos muitas boas amostras. E nós levamos essas amostras de volta.

David: Agora, é muito interessante, algo que gostaria que pudéssemos ter sido posto no filme “Sirius”.

Emery: certo.

David: queria ver-nos entrar no fato de que há um caso na Rússia de um pequeno ser chamado Alyoshenka.

E tem a mesma altura de 22 polegadas que você está dizendo é como os adultos, mas o corpo seco é basicamente idêntico. É essencialmente idêntico ao Ata. E a história era que o ser de alguma forma foi encontrado por uma mulher que sofria de doença mental. E ela estava alimentando-o com doce e leite por um tempo, mas ele estava morrendo. E ela tentou levá-lo para um hospital na Rússia, e depois de ser levado para o hospital, ele morreu. Quando seu corpo se secou, ​​secou da mesma maneira que esse ser de Atacama. E, infelizmente, a história diz que os japoneses iriam comprá-lo por uma grande quantia de dinheiro para estudá-lo, e então o corpo desapareceu misteriosamente.  Então, o que você acha de Alyoshenka?

Emery: Sim. É difícil dizer. Como eu disse, não conheço a história. Conheço um pouco sobre a história. Eu li um pouco sobre esse briefing.

David: Sim.

Emery: E então, como com qualquer coisa, mesmo com este ser, você tem que entender que isso não é algo que eu vi realmente onde eu estava. Foi depois que eu saí que consegui lidar com isso. E eu apenas associei este briefing com este acidente neste local exato, para que isso fique claro.

David: Ok.

Emery: E não se esqueça, as coisas podem ser feitas dentro para campanhas de desinformação também. E os seres podem ser cultivados e esses acidentes podem ser feitos para desinformar cientistas de todo o mundo que não fazem parte dos projetos. E alguns que deixam os projetos, eles querem que eles se desinformem.

Então você tem que ser muito delicado sobre falar de DNA e seres e de onde eles vêm e as histórias por trás deles, porque há muito poucas pessoas lá que realmente sabem tudo do começo ao fim: tudo bem. Você sabe, estou sendo um investigador privado dizendo: “Bem, isso é o que eu sei. Isso é o que aconteceu. Mais tarde, finalmente conseguimos. E então fizemos isso, e ele combina com tudo. Há outro; corresponde ao mesmo relatório exato. “Você sabe, todas essas coisas diferentes.

Alyoshenka

Então eu não faria isso. . . Gostaria apenas de dizer que penso que é um ser semelhante. . . Eu acho que é parte do mesmo fenótipo das espécies. Sem análise do DNA e saber se realmente combinam os dois, o que seria o mais surpreendente. . . O fato de ele ter desaparecido, 100% – obviamente, bandeira vermelha. Bandeira vermelha, um aviso. Sempre que algo desaparecer ou alguém se machucar ou morrer, você sabe, é uma bandeira vermelha.

David: Você acha que há alguma relação entre essa história da igreja com o ser no paper intitulado “El Diablo” e o cadáver que acabou no filme “Sirius”, ou são essas duas coisas separadas?

Emery: Você está falando sobre o Ata?  

David: Sim.

Emery: não, esse é o Ata.

David: Então, a igreja segurou tudo nesse momento?

Emery: sim. A igreja o manteve retido.

David: Sério?

Emery: o sacerdote o reteve durante muitos anos. Ele sabia que era muito, muito importante. E então ele fez um acordo com alguém. Eu sei que o governo dos EUA já teve amostras disso de alguma forma. Então, na troca em algum lugar, havia essa pessoa civil, o padre, que tinha acesso a ele. E então uma organização privada foi lá e comprou o ser dele, e agora Ata está em uma instalação subterrânea perto de Barcelona sendo estudado.

E muitos novos papéis estão saindo. Eu sei que estão imprimindo tantas coisas. Minha opinião, acho que eles se infiltraram um pouco e talvez pagaram por causa de algumas das coisas que estão sendo ditas agora de seus povos na Europa. Mas,  como eu disse, não sabemos. É tudo especulação, porque qualquer coisa pode ser feita para haver desinformação.

David: O filme “Sirius” em si meio que termina em abaixa, porque estamos conversando com Theodore Lockman; estamos conversando com Garry Nolan. Todo o filme estabelece que ele é um ser humano, pelo menos, um ser humano não terrestre atual e credível. E então, no final, parece que o filme diz: “Oh, bem, isto não é realmente um grande negócio”. É muito estranho.

Emery: Isso é muito estranho, sim. Por que ? A maior história do mundo e ninguém quer ouvir sobre isso. Então, sim, eu diria, “Hmm”. Isso é tudo o que posso dizer sobre isso.

David: certo. Então, outra coisa que eu acho fascinante é “Ripley’s Believe It or Not“, eu não sei, década de 1940, 1950, em algum lugar, tinha esse nome chamado “AttaBoy”. E é como o humanoide de Atacama – do mesmo tamanho. A única diferença real é que a cabeça é um pouco mais bulbosa desta forma [arredondada]. . .

Emery: Eu vi isso, sim.

David: . . . em oposição à maneira como o outro se parece.

Emery: Sim, eu vi.

David: É tão semelhante de muitas outras maneiras. Você acha que é da mesma espécie ou de uma espécie similar?

Emery: Não, não acredito nisso. Não. Sim, pois há muitas diferenças. Eu olhei uma vez e de perto. Então eu não acredito que seja da mesma linhagem ou fenótipo.

David: Mas você acha que talvez seja extraterrestre também?

Emery: sem realmente fazer um. . . fazendo o teste apropriado, não conseguiria especular.

David: certo.

Emery: não seria justo.

David: Então, outra coisa foram esses pendentes que as pessoas da Ilha de Páscoa usavam em colar.

Emery: certo, sim.

David: E quando você olha para o colar, quando você olha o corpo dessa coisa, se parece muito com o que você faz exame de autópsia em “Sirius”. A única diferença é que o rosto é uma espécie de rosto humano estilizado. Tem esses olhos grandes e redondos, grande nariz e boca. Então, é um rosto humano exagerado com olhos grandes.

Emery: Uh-huh.

David: Essa parte parece errada. Mas o corpo está absolutamente morto. E aqueles povos da Ilha de Páscoa estão dizendo que estes eram os doadores da sabedoria e do conhecimento.

Emery: certo. Eu acho que há uma conexão.

David: O que você acha que está acontecendo?

Emery: eu acho que existe uma conexão com isso. Como eu disse, não sei o suficiente sobre sua história. Eu só sei, aprendendo com você sobre essa história e vendo algumas dessas imagens há um tempo atrás, que há correlação, para o corpo. E se os corpos são réplicas ou são os corpos reais que foram mumificados, você sabe, o inchaço ocorre durante a mumificação às vezes, dependendo de onde está enterrado e do que está enterrado. E as coisas podem mudar e modificar diferentes partes do corpo, especialmente com o esqueleto, em diferentes. . .

David: certo.

Emery: Assim como os fósseis, você sabe, se eles estão em certos minerais, quando eles se formam ao longo do tempo, eles assumirão uma cor, textura e forma diferentes. Então, é uma coisa muito interessante quando você olha as múmias e como elas estão enterradas, onde estão enterradas, a temperatura, a umidade e, então, todos esses outros fatores que se colocam. E o mesmo acontece com esses seres.

Então eu posso ver por que você está fazendo essas perguntas, porque eles são semelhantes de muitas maneiras, mas eles também são. . . Há diferenças. E sem realmente ter visto todos os três, para eu analisar. Mas eu concordo com você que os corpos são muito parecidos.

David: Tudo bem. Bem, eu quero agradecer-lhe. Isso tem sido muito fascinante, e temos mais assunto no estoque.

Emery: Excelente.

David: Então, obrigado por estar aqui.

Emery: Obrigado ter me convidado.

David: E obrigado por assistir. Isto é ” divulgação cósmica “. Eu sou seu anfitrião, David Wilcock, aqui com nosso convidado especial, Emery Smith.


Com cada dia que passa, a Antártida está recebendo mais atenção das principais fontes de notícias alternativas. Emery Smith insiste, que, à medida que o gelo derrete, os segredos no pólo sul não serão mais contidos. O que está sendo divulgado agora, no Egito, bem como na Antártida é apenas a ponta do iceberg, pois o radar penetrante no solo descobre grandes vazios. 

Embora nos sejamos informados dos vazios em cavernas, o que está ocupando esses “vazios” está sendo retido do público em geral. Agora, novos relatos de descoberta de túneis na América do Sul, bem como seres estranhos, como as Mumias de Nazca e os Humanoides de Atacama (Ata), encontrados nesses locais estão surgindo e vindo à luz. Emery Smith preenche as lacunas da informação retida com a visão de um insider informante sobre o que realmente está ocorrendo sob o gelo da Antártida. Esta entrevista com David Wilcock foi originalmente transmitida pela web em 30 de janeiro de 2018.


Matrix (o SISTEMA de CONTROLE)

“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …” 


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.