Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

EUA e OTAN estariam discutindo Como Terminar Conflito na Ucrânia, publica jornal alemão

Os EUA e seus principais aliados europeus estão secretamente discutindo vias diplomáticas para acabar com o conflito na Ucrânia, revela o jornal alemão Die Welt.”Aparentemente estão sendo conduzidas secretamente consultas entre os EUA e os aliados europeus mais importantes, durante as quais são estudadas formas diplomáticas de acabar com a guerra“, avança a publicação.

EUA e OTAN estariam discutindo Como Terminar Conflito na Ucrânia, publica jornal alemão

Fonte: SputnikWelt

O jornal alemão não fornece mais detalhes a este respeito. No entanto, de acordo com o autor do artigo, não é difícil encontrar razões para esta iniciativa, uma vez que a maior parte dos eleitores europeus se mostra a favor de uma “solução diplomática” para o conflito.

Nesta sexta-feira (8), o ministro das Relações Exteriores da Rússia Sergei Lavrov disse, após a reunião dos chanceleres do grupo G20, que, se os países ocidentais querem “derrotar a Rússia” na Ucrânia, então não há nada para conversar com eles.

“Se ele [o Ocidente] não quer negociações, mas uma vitória da Ucrânia sobre a Rússia no campo de batalha, então, provavelmente, não há nada para falar com o Ocidente, porque ele com essas abordagens de fato não permitem que a Ucrânia avance para o processo de paz“, disse ele.

O porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, por sua vez, já declarou que a política ocidental de envio de armas à Ucrânia não contribui para o sucesso das negociações de paz e só faz prolongar o conflito.

A Rússia iniciou a operação militar especial, em 24 de fevereiro, com o objetivo de desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater os ataques de tropas ucranianas.

Em meio a envio de armas, EUA dizem que conflito na Ucrânia deve ser resolvido por via diplomática

Jake Sullivan, assessor de Segurança Nacional dos EUA, disse em meados de junho que o conflito na Ucrânia tem de ser resolvido diplomaticamente. Mídias próximas aos serviços secretos dos EUA informaram sobre crescentes preocupações relativamente à posição de linha dura de Kiev em meio à deterioração da situação no campo da batalha.

Os EUA continuarão a ajudar a Ucrânia “na medida do possível”, afirmou Sullivan, “primeiro no campo de batalha, e seguidamente, na mesa das negociações. Pensamos que isto tem de acabar por via diplomática”disse o assessor em seu discurso no Centro para a Nova Segurança Americana (CNAS, na sigla em inglês).

O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, por sua vez, sugeriu que a Ucrânia poderia ter que abdicar de algum território a fim de alcançar a paz. Sullivan observou que tal decisão dependia inteiramente de Kiev.

O canal de TV NBC News informou que o presidente dos EUA o senil marionete Joe Biden teria ficado “descontente” quando o secretário de Estado Antony Blinken e o secretário de Defesa Lloyd Austin falaram sobre “vencer” a guerra no final de abril, depois de visitar Kiev. Embora Biden tenha dito a Austin e Blinken para “baixar o tom”, não há indícios de que o chefe do Pentágono tenha feito isso.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


“O indivíduo é [TÃO] deficiente mentalmente [os zumbis], por ficar cara a cara, com uma conspiração tão monstruosa, que nem acredita que ela exista. A mente americana [humana] simplesmente não se deu conta do mal que foi introduzido em seu meio. . . Ela rejeita até mesmo a suposição de que as [algumas] criaturas humanas possam adotar uma filosofia, que deve, em última instância, destruir tudo o que é bom, verdadeiro e decente”.  – Diretor do FBI J. Edgar Hoover, em 1956


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *