Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Paz Social está em grande perigo’: Alemanha Entra em crise de Energia e Paralisa sua Economia

Hoje cedo, escrevemos que o maior proprietário de imóveis da Alemanha, a Vonovia, tomou a medida sem precedentes de restringir o aquecimento à noite, uma prévia aterrorizante do que está em estoque para a nação europeia “locomotiva” do continente neste inverno. Infelizmente, vai ficar pior, muito pior. De acordo com o FT, a Alemanha agora está racionando água quente, escurecendo as luzes das ruas e fechando as piscinas à medida que o impacto de sua crise de energia começa a se espalhar como epidemia, desde a indústria aos escritórios, centros de lazer e residências.

‘Paz Social está em grande perigo’: Alemanha, um vulcão prestes a explodir, Entra em crise de Energia e Paralisa sua Economia

Fonte: Zero Hedge

A razão por trás da paralisia em câmera lenta da Alemanha é bem conhecida: o enorme aumento nos preços da energia desencadeado pela ação da Rússia no mês passado para reduzir drasticamente o fornecimento de gás para a Alemanha que mergulhou a maior economia da Europa em sua pior crise de energia desde o choque do preço do petróleo de 1973 (ver ” O que está se desenrolando na Europa nos últimos dias é um novo grande choque negativo de oferta “)

Com os preços da eletricidade atingindo níveis nunca antes vistos, importadores de gás e concessionárias de energia estão lutando pela sobrevivência enquanto as contas dos consumidores estão subindo pelo teto, com alguns avisos de atrito crescente (sem mencionar os infames carrinhos de mão cheios de dinheiro).

“A situação é mais do que dramática”, disse Axel Gedaschko, chefe da federação de empreendimentos imobiliários alemães GdW. “A paz social da Alemanha está em grande perigo.”

Infelizmente, à medida que as tensões sobre a guerra da Rússia na Ucrânia aumentam, as autoridades temem que a situação possa piorar. Na segunda-feira, como informamos na semana passada, a Rússia está fechando seu principal oleoduto para a Alemanha, o Nord Stream 1, por 10 dias para manutenção programada. Muitos em Berlim temem que ela nunca mais seja reaberta .

Comentando sobre o infame dia 22 de julho, quando se espera que os fluxos de gás russos sejam retomados, Jim Reid, do Deutsche Bank [DB], escreve que “enquanto todos passamos a maior parte do nosso tempo de mercado pensando no Fed e em uma recessão, suspeito que o que acontece com o gás russo no H2 seja potencialmente uma história ainda maior. É claro que até 22 de julho as peças podem ser encontradas e o fornecimento pode começar a se normalizar. Qualquer pessoa que diga que sabe o que vai acontecer aqui está adivinhando, mas no mínimo deve ser um grande ponto focal para todos mercados.”

O banco também adverte convenientemente que “se o corte de gás não for resolvido nas próximas semanas, isso levaria a uma ampliação da interrupção de energia com efeitos iniciais materiais no crescimento econômico e, claro, inflação muito mais alta”.

Antecipando o pior caso, a Alemanha deu no mês passado um passo crucial para o racionamento de gás quando o ministro da Economia, Robert Habeck, ativou a segunda etapa do plano de emergência de gás do país. “A situação no mercado de gás é tensa e infelizmente não podemos garantir que não vai piorar”, disse ele na terça-feira. “Temos que estar preparados para que a situação se torne crítica.”

Habeck, que diz que agora está tomando banhos mais curtos, apelou à população para economizar energia – e municípios e proprietários atenderam ao apelo.

Conforme informamos esta manhã, a Vonovia, a maior locadora de imóveis residenciais do país, disse que reduziria a temperatura do aquecimento central a gás de seus inquilinos para 17°C entre 23h e 6h. Ele disse que a medida economizaria 8% nos custos de aquecimento.

Uma associação habitacional na cidade saxã de Dippoldiswalde, perto da fronteira tcheca, deu um passo adiante nesta semana, dizendo que estava racionando o fornecimento de água quente para os inquilinos. A partir de agora, eles só podem tomar banho quente entre 4h-8h, 11h-13h e 17h-21h.

“Como anunciamos em nossa assembleia geral, temos que economizar para o inverno”, diz um aviso nos blocos afetados.

Tais medidas podem se tornar rotina nas próximas semanas. Helmut Dedy, chefe da Associação Alemã de Vilas e Cidades, disse que “toda a sociedade” deve agora reduzir seu consumo de energia, economizando no verão “para que tenhamos apartamentos quentes no inverno”.

“Cada quilowatt-hora que economizamos ajuda a encher um pouco mais o armazenamento de gás”, disse ele ao apelar aos conselhos municipais de todo o país para que tomem medidas de emergência. Ele tinha algumas sugestões: desligar os semáforos à noite; desligar a água quente em edifícios municipais, museus e centros desportivos; ajustar os condicionadores de ar; e parar de iluminar prédios históricos

Alguns já tomaram medidas. O distrito de Lahn-Dill, perto de Frankfurt, está desligando a água quente em suas 86 escolas e 60 academias a partir de meados de setembro, uma medida que espera economizar € 100.000 em custos de energia, e a cidade de Düsseldorf fechou temporariamente um complexo municipal com uma enorme piscina, o Münster-Therme. 

Enquanto isso, Berlim desligou o termostato das piscinas ao ar livre, reduzindo sua temperatura em 2 graus. No oeste da Alemanha, Colônia está diminuindo sua iluminação pública para 70% da força total a partir das 23h.

Os clientes residenciais também estão agindo, reativando fogões a lenha e lareiras. As vendas de lenha, pellets de madeira e carvão, bem como botijões de gás, dispararam.

Não está claro até que ponto essas medidas suavizarão o impacto das contas de aquecimento mais altas, que já são elevadas. O GdW disse que a guerra na Ucrânia aumentará os preços da energia para os consumidores entre 71% e 200% , totalizando custos anuais adicionais entre € 1.000 e € 2.700 para uma família de uma pessoa e até € 3.800 para quatro pessoas em comparação com os níveis de 2021.

Os custos podem aumentar ainda mais como resultado de uma nova lei que tramita no parlamento alemão. Isso permitiria ao governo impor uma taxa de emergência a todos os consumidores de gás para distribuir o custo dos preços mais altos de maneira mais uniforme. Ele foi projetado para evitar que os importadores de gás se tornem insolventes, um cenário que os ministros temem que possa causar um colapso no estilo do Lehman Brothers de todo o setor. 

A Uniper, a maior empresa importadora de gás russo na Alemanha, já está conversando com autoridades sobre um resgate estatal da empresa que, segundo especialistas, pode chegar a € 9 bilhões.

Enquanto isso, os consumidores alemães – tanto industriais quanto residenciais – estão voltando para o leste cortando seu uso de energia. Um estudo da Hertie School em Berlim disse que o consumo de gás industrial caiu 11% em março e abril deste ano, em comparação com o mesmo período de 2021, e 6% em residências particulares.

Muito mais precisa ser feito, disse Lion Hirth, um dos coautores do estudo. “Infelizmente, o declínio na demanda que vimos até agora está longe de ser adequado para fechar completamente a lacuna de oferta que nos ameaça neste inverno”, disse ele. Em seu apelo aos municípios da Alemanha esta semana, Dedy fez uma observação semelhante. “A situação é muito grave”, disse. “Já está claro que vamos ter que sair da nossa zona de conforto.”

Vamos apenas esperar que ao sair da “zona de conforto” a Alemanha não entre na “zona de guerra” – tradicionalmente não é um final feliz para a Europa quando isso acontece… especialmente envolvendo o urso russo, Napoleão e depois Hitler sentiram isso “na pele”


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


“O indivíduo é [TÃO] deficiente mentalmente [os zumbis], por ficar cara a cara, com uma conspiração tão monstruosa, que nem acredita que ela exista. A mente americana [humana] simplesmente não se deu conta do mal que foi introduzido em seu meio. . . Ela rejeita até mesmo a suposição de que as [algumas] criaturas humanas possam adotar uma filosofia, que deve, em última instância, destruir tudo o que é bom, verdadeiro e decente”.  – Diretor do FBI J. Edgar Hoover, em 1956


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *