Europa em Tensão Máxima: Fechamento pela Rússia do Oleoduto Nord Stream 1 em Julho Preocupa a UE

O oleoduto Nord Stream 1 da Rússia para a Alemanha estará passando por um desligamento prolongado devido à “manutenção” programada até 21 de julho. Algumas “autoridades” na Europa acreditam que esse fechamento pode ser um precursor para um bloqueio total do gás russo para a UE, e provavelmente estão certos. A Europa está agora em “alerta máximo”, pois o gasoduto Nordtream 1 para a Alemanha perdeu 60% de suas transferências de gás natural, enquanto a Rússia pressiona o Canadá pelo retorno de uma enorme turbina que está sendo mantida no Canadá para reparos e manutenção.

Europa em Tensão Máxima: Fechamento pela Rússia do Oleoduto Nord Stream 1 em Julho Preocupa a UE

Fonte: Zero Hedge

Esta é uma dinâmica sobre a qual “alguns meios de comunicação alternativos” vêm alertando há meses – Enquanto o establishment alegava que a Rússia seria esmagada sob o peso das sanções da OTAN, outros sugeriram que a Rússia poderia prejudicar mais o Ocidente (especificamente a Europa) implementando contra sanções de acordo com suas necessidade. 

Enquanto os políticos dos principais governos e jornalistas da mídia pre$$titute$ discutiam e propagandeavam sobre a rapidez com que a Otan deveria implementar restrições ao petróleo e gás russos, nenhum deles parecia considerar a possibilidade de Putin cortar as exportações de energia ele mesmo.  

Este é o problema de se instituir a política externa e engajar-se na geopolítica usando uma mentalidade de “cultura do cancelamento”levando ao pensamento infantil e à falta de previsão de políticos, meros marionetes de agendas ocultas. Você não pode “cancelar” uma nação se depender dela para 40% de suas necessidades de energia, somente idiotas e débeis mentais não perceberiam esta possibilidade.  

Qualquer pessoa com conhecimento moderado da indústria de petróleo e gás poderia ter previsto isso.  A Europa está agora em “alerta máximo”, pois o gasoduto Nordtream 1 para a Alemanha perdeu 60% de suas transferências de gás natural, enquanto a Rússia pressiona o Canadá pelo retorno de uma enorme turbina que está sendo mantida no Canadá para reparos e manutenção. O Canadá suspendeu as sanções em resposta e permitiu o envio da turbina de volta à Rússia, mostrando que o Kremlin realmente tem influência econômica sobre os países da OTAN. 

Ainda mais preocupante é que o oleoduto estará passando por um desligamento prolongado devido à “manutenção” programada até 21 de julho. Algumas autoridades na Europa acreditam que esse fechamento pode ser um precursor (um teste beta) para um bloqueio total de gás russo para a UE, e provavelmente estão certos.

Falando no fórum econômico Les Rencontres Économiques, o ministro francês Bruno Le Maire disse: ‘Vamos nos preparar para um desligamento total do fornecimento de gás russo… Este é o evento mais provável.’ Ele acrescentou: ‘Não devemos aceitar as ameaças de Vladimir Putin com leviandade’.

É importante lembrar que a Europa não depende apenas das importações de petróleo e gás para aquecimento, mas também depende delas para gerar eletricidade, fertilizantes e muitas outras necessidades. O meio do verão não parece ser o pior momento para se enfrentar a escassez de aquecimento, mas o efeito geral da perda de energia levaria a economia da UE ao pânico. 

O fornecimento de gás voltará após 21 de julho? Provavelmente, mas essa paralisação indica que o Kremlin pode estar enviando uma mensagem de que pode acabar com a estabilidade econômica da Europa a qualquer momento e à sua vontade.  

Quanto mais nos aproximamos do inverno, mais pressão será aplicada `Europa, sem dúvida.

Os EUA são muito menos dependentes dos recursos energéticos russos, mas há o problema maior de oferta de uma “torta de energia cada vez menor” a ser considerada. Com a Europa cortada, eles estarão lutando (como já estão) para encontrar importações de gás em substituição de fontes alternativas. Isso significa menos petróleo e gás no mercado global em geral e ainda mais aumento e inflação de preços para todos, incluindo os norte americanos.  

O governo ucraniano concordou com o cenário, argumentando que Putin está “blefando”. No entanto, se olharmos para os desenvolvimentos recentes em termos de parceiros comerciais da Rússia, isso soa como um giro político de 180 graus. 

Tanto a China quanto a Índia [parceiros do BRICS] aumentaram muito suas compras de petróleo russo nos últimos meses e as receitas do petróleo da Rússia dispararam apesar das sanções ocidentais. As exportações russas de gás natural para a China aumentaram 60% em maio. 

Essa mudança no comércio da Rússia faz parte de um acordo de energia de 30 anos assinado com a China ainda em fevereiro, antes mesmo do início da guerra na Ucrânia, indicando contingências bem planejadas por parte do Kremlin.  

O apoio econômico da Rússia de seus parceiros comerciais foi solidificado na recente cúpula do BRICS, onde nações como China e Índia mostraram total apoio e ofereceram apenas interesse passageiro na Ucrânia. Com os BRICS representando bem mais de 40% da população da Terra e a China representando a maior economia importadora e exportadora do mundo hoje, a Rússia não enfrenta escassez de alternativas de exportação de seus produtos e nem dificuldade em comprar o que necessita. É altamente improvável que eles estejam blefando quando se trata de cortar a energia para a Europa.

Se isso acontecer por algum tempo durante o inverno europeu, prepare-se para uma redução considerável nos padrões de vida na [bovinamente obediente] população dos países da UE, pois a inflação da energia enterra sua economia e criará o potencial de agitação civil. 

Nos EUA, prepare-se para preços ainda mais altos em termos de petróleo, combustível e gás, pois a Europa engole qualquer exportação de energia disponível que encontrar no mercado para substituir as perdas russas.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth