Evidências de vídeo mostram que Vários Mísseis iranianos atingiram alvos diretos em Israel

Tanto Israel como os EUA declararam uma “vitória” na defesa contra o enorme ataque noturno iraniano de drones e mísseis, que supostamente teve mais de 300 projéteis sendo enviados pela primeira vez diretamente contra Israel. Os sistemas antiaéreos terrestres foram muito ativos, incluindo o sistema Iron Dome, David’s Sling e Arrow – este último destinado a impedir mísseis de longo alcance. Os céus noturnos de Israel ficaram iluminados durante várias horas, com explosões ressoando sobre várias cidades, especialmente Jerusalém.

Evidências de vídeo mostram que Vários Mísseis iranianos atingiram alvos diretos em Israel

Fonte: Zero Hedge

Os sistemas de defesa antiaérea dos EUA também estiveram fortemente empenhados em nome do aliado mais próximo de Washington no Médio Oriente. As Forças de Defesa de Israel (IDF) também disseram posteriormente que seus caças da Força Aérea derrubaram cerca de 170 drones e 30 mísseis de cruzeiro.

Um comunicado judeu khazar sionista dizia ainda que “todos os drones e mísseis de cruzeiro foram abatidos fora do espaço aéreo do país pela IAF e seus aliados, incluindo os Estados Unidos, Reino Unido, Jordânia, França e outros”. 

Nevatim Airbase and Ramon Airbase

No entanto, estão circulando amplamente alguns vídeos que parecem oferecer provas de que pelo menos alguns dos mísseis balísticos do Irã atingiram um alvo terrestre em solo judeu, contradizendo a narrativa otimista de Israel e seus aliados de que quase “todos” os drones e mísseis foram interceptados.

Os vídeos pretendem mostrar vários mísseis atingindo diretamente duas bases militares israelenses importantes no sul do país: a Base Aérea de Nevatim e a Base Aérea de Ramon  (localizações no mapa acima). 

Primeiro, a  Base Aérea de Nevatim , que é uma das maiores de Israel. A filmagem abaixo parece mostrar aglomerados de munições chovendo acima da base – possivelmente bombas-chamariz , antes de vários mísseis balísticos atingirem o solo .

Vídeo de mísseis balísticos atingindo a Base Aérea de Nevatim, no sul, depois de passar por um enxame de interceptadores antiaéreos:

Excelente vídeo do Irã atacando os sistemas de defesa aérea israelenses! Mísseis iranianos com bombas chamariz são lançados primeiro e, em seguida, vários mísseis balísticos atingem o alvo pretendido.

As IDF confirmaram durante a noite que uma base militar no sul de Israel foi “ligeiramente” danificada.

The Hill escreve : “Os meios de comunicação estatais iranianos relataram que a base aérea de Ramon, no sul de Israel, foi atingida por sete mísseis, ao mesmo tempo que relataram ataques bem-sucedidos à base aérea de Nevatim, uma das maiores de Israel.”

Em segundo lugar, a base aérea de Ramon, no deserto de Negev, onde os mísseis chegaram em pelo menos duas ondas…

Novo vídeo supostamente mostrando a Base Aérea Ramon no Negev sendo atingida por vários mísseis balísticos iranianos

A analista geopolítica regional e jornalista, Rania Khalek, oferece uma conclusão interessante dos dramáticos eventos da noite passada, como segue…

“Esta é uma vitória de dissuasão para o Irã. Se Israel tivesse sido apanhado de surpresa e não tivesse tido dias de preparação para mitigar o impacto de um ataque iraniano desta grandeza, os danos teriam sido enormes. Não há forma de Israel ter interceptado centenas de Mísseis iranianos sem uma semana de seus aliados colocando defesas no lugar e o Irã intencionalmente demorando para atacar. Uma guerra real NÃO seria telegrafada antecipadamente para que Israel pudesse preparar-se com uma sinfonia de defesas aéreas dos seus aliados. Biden compreende os riscos que uma nova escalada representa, especialmente para as forças [em BASES] dos EUA na região, razão pela qual ele disse a Netanyahu que não apoiará um contra-ataque israelita. A equação na região mudou e o Irã fê-lo com maestria e responsabilidade, sem desencadear uma grande guerra“.

No entanto, ainda não se sabe se haverá ou não uma grande guerra no Oriente Médio, com base na forma como Israel responderá. O New York Times informou que o primeiro-ministro Netanyahu recuou no lançamento de uma resposta militar imediata após um telefonema noturno com o presidente Biden. Mas isto provavelmente abre a porta para Netanyahu implementar os seus planos há muito desejados para destruir o que Israel acredita serem instalações nucleares iranianas.


Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.330 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth