Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Exploração de Tecnologia ET, com Clifford Stone

Tive a sorte de conhece Clifford Stone no evento Disclosure Project (Projeto Divulgação), em maio de 2001, quando ele se apresentou como um ex membro de uma equipe militar de prestação de primeiros socorros a aliens feridos e de recuperação de espaçonaves alienígenas (UFOs) envolvidas em acidentes e alguém que ficou sujo com o governo e os militares em termos de liberação de documentos através da Freedom of Information Act que nunca tinham visto a luz do dia.(T6E6)

Bem-vindos de volta à “Divulgação Cósmica”. Sou o seu anfitrião, David Wilcock. Estou aqui com Corey Goode. E neste episódio, estamos fazendo uma investigação especial sobre o Sargento Clifford Stone. (T6E6)

Fonte: https://spherebeingalliance.com/

Então o que vamos fazer agora é mostrar algumas imagens de nossa entrevista com Stone. E então vamos tecer alguns comentários sobre isso. Nesta primeira rodada você vai ouvi-lo descrevendo dois dos programas classificados com os nomes de código aos quais ele esteve envolvido com a recuperação de destroços de espaçonaves aliens e seu trabalho na obtenção desses documentos. Vamos dar uma olhada.

OBTENDO CONFIRMAÇÃO 

clifford-stone-ufos-interprete-aliens

Clifford Stone: Eu tive que procurar uma documentação para validar minha história para minha família. Eles estavam lá. Minha esposa sabe mais sobre isso do que os meus filhos. Mas, você sabe, eu vou ser criticado por meus filhos porque eu não estava lá com eles por causa desse jogo. Eu não estava lá para os eventos sociais (da família)l – coisas desse tipo.

E veja, eu era um funcionário. Eu não deveria fazer todas aquelas coisas.  Eu não deveria ir a campo o tempo todo. Meus filhos não sabiam o que acontecia comigo. Bem, minha esposa sabia em parte, porque, como eu disse antes, ela esteva comigo desde o início. Mas inicialmente queria avançar e me validar. Eu queria me validar para minha família, pela minha ausência para com eles.

Mas também no final do tempo que eu estava saindo do meu emprego, eu vi todas as coisas horríveis que estavam acontecendo com pessoas que eram testemunhas de OVNIs. Eu vi pessoas que foram ridiculizadas. Eu vi as pessoas que perderam suas famílias porque simplesmente passaram a ser testemunhas de um evento de grande estranheza.

Conheci pessoas que se mataram. Conheço pessoas que perderam seus empregos. Eu conheço pessoas que se tornaram reclusas porque a sociedade em que vivem as rejeitou porque eles estavam envolvidos em um evento de alta estranheza, e eles cometiam o grande erro de falar sobre isso, sobre o que vivenciaram.

E desde pelo menos 1973, a Operação Ridicule – e é isso que eu chamo, porque é realmente um esforço direcionado do nosso governo e militares e de outros governos do mundo para ridicularizar QUALQUER UM que saia e fale sobre ter QUALQUER relação com com o assunto OVNIs e alienígenas.

E você é mesmo encorajado, pressionado no exército se você testemunhar um evento, ou se você é um piloto comercial de linha aérea, a NÃO FALAR. Isso irá destruir sua carreira. Falar acabará destruindo sua vida. Então, toda a situação foi, eu tive que tentar obter alguma confirmação de que está certo ter esses incidentes, que esses eventos aconteceram em minha vida. E se eu pudesse obter essa confirmação com registro oficial, seria um longo caminho para ajudar as pessoas.

Eu acho incríveis os documentos que eu desenterrei, e eu tenho que colocá-los juntos, é a confirmação dos programas Moon Dust e Blue Fly como eles pertencem a objetos de origem desconhecida. O Moon Dust é o programa global de exploração de campo para apenas dois itens – objetos de origem não norte-americana que sobrevivem à reentrada na atmosfera terrestre. E, é claro, isso teria um valor de inteligência para a comunidade de inteligência para determinar qual o estado da tecnologia é que havia naquela espaçonave recuperada de um governo potencialmente hostil aos EUA.

O outro item são os objetos de origem desconhecida (alienígena). Dentro de origens desconhecidas, os OVNI entram nesse jogo. OK. Estes documentos mostram onde recuperamos vários objetos de origem desconhecida. E nós os trouxemos de volta para analisar o tipo de tecnologia, e nós estávamos procurando por eles. De fato, A NSA (Agência de Segurança Nacional) ainda tinha o que era chamado de laboratório de fractologia onde eles analisariam os fragmentos.

Agora houve um grande debate entre a comunidade de inteligência e a NASA, porque a NASA sentiu que eles deveriam ter o controle total desse assunto. A CIA deixou bem claro que, embora a NASA às vezes trabalhe de mãos dadas com a CIA, a NASA é principalmente um empreendimento científico. As operações secretas de natureza de inteligência estão e ficam na comunidade da inteligência.

Então, inicialmente, todos esses objetos eram destinados para o lado da inteligência, CIA, NSA, NRO, DIA, DARPA. Se a NASA obtivesse um objeto de origem desconhecida, eles sem dúvida deveriam entrega-lo para as várias agências dentro da comunidade de inteligência dos EUA. Então, depois que a comunidade de inteligência o examinasse bem, eles o devolveriam à NASA para que a NASA entregasse para a autoridade do país que lançou, que colocou a nave espacial lá em cima para começar.

Mas aqui novamente, se fosse um objeto de origem desconhecida e que não fosse deste mundo, a NASA não conseguiria nada para examinar. Mas a NASA tinha detritos de origem desconhecida que estavam dentro do seu laboratório de fractologia. Em 1985, o nome Moon Dust e Blue Fly – e Blue Fly eram as equipes de campo reais que saiam a campo para fazer a extração secreta dos objetos e também estar lá, caso existisse uma necessidade de uma história de cobertura no local, ou trazer o que fosse recuperado e voltar para uma área segura de refúgio em alguma instalação secreta e, em última instância, para instalações nos Estados Unidos. 

2 Documento 1

Então eu fui em frente e fiz um relatório de 178 páginas intitulado “Relatório da Operação Blue Fly Research Project para o Congresso”.

3 Carta do Documento 2

E eu segui em frente e enviei para 27 vários membros do Congresso – o Senado e a Câmara.

4 Documento 3

E nosso senador aqui, ele levou isso a vários outros senadores que estavam envolvidos no Comitê de Serviços Armados que estava realizando audiências realmente sobre alguns – e lembre-se, isso é ’94. Foi quando as grandes perguntas sobre o que realmente aconteceu em Roswell entraram em jogo.

Algumas pessoas, a portas fechadas – porque os OVNIs não são um bom assunto para se bagunçar se você é um eleito – perguntou a algumas pessoas sobre “Whoa, espere um minuto. Eles fizeram recuperações. Este documento mostra isso. Precisamos saber o que realmente está acontecendo”.

Em suma, eu sei que, de fato, o relatório que eu fiz em 1994 provocou a exposição da Organização Nacional de Reconhecimento [NRO – National Reconnaissance Office].

E a razão pela qual eles tiveram que expor isso era muito simples. Eles queriam que o Congresso entendesse isso: “Bem, você sabe, Nós temos atividades de reconhecimento altamente classificadas que envolvem pessoal altamente sofisticado e altamente classificado, – vou dizer isso – satélites tripulados e não tripulados. E não se supõe que haja nenhum satélite equipado, mas há.

E a situação é, com esse caso, se eles voltarem para a Terra, é imperativo que nós os obtenhamos antes de qualquer inimigo potencial dos Estados Unidos obtê-los ou qualquer futuro inimigo potencial dos Estados Unidos obtê-los. E devemos buscá-los e recuperá-los aqui para os EUA ou para uma área segura. Então eles começariam a falar sobre as atividades agradáveis em uma chave muito baixa, mas pelo menos ele teve a exposição que precisava.

Então, é claro, pequenos demônios como eu entraram e começaram a perguntar: “O que mais você tem no NRO?” Vou dizê-lo – sem tripulação – satélites tripulados e não tripulados. E não se supõe que haja nenhum satélite equipado, mas há. E a situação é, com esse caso, se eles voltarem para a Terra, é imperativo que nós os obtenhamos antes de qualquer inimigo potencial dos Estados Unidos recupera-los ou qualquer futuro inimigo potencial dos Estados Unidos obtê-los.


David Wilcock : Tudo bem. Então, este é um pouco mais um tipo de UFOlogy de terra firme do que algumas das coisas em que falamos no espaço, mas ainda é uma parte muito importante do que está sendo feito para manter o acobertamento UFO. No clipe ele descreveu Moon Dust como o programa guarda-chuva que está essencialmente olhando ameaças para os Estados Unidos. Blue Fly é a equipe atual. Qual é a quantidade de prevalência que você acha que está acontecendo com esses tipos de programas? Quantas recuperações [de espaçonaves acidentadas] estão sendo feitas, digamos, um determinado ano?

Corey Goode: E não vi informações já há algum tempo. . . Então eu não sei no momento, mas de volta antes da época de 1986, eles estavam ocorrendo de forma semirregular. Eu não sei . . . Sabe, haveria como talvez 4 a 12 em um ano.

David: Hmm. Quando estamos olhando para um cara como Stone envolvido em algo assim, antes de tudo, você sente que há um grande número de pessoas que estavam fazendo o tipo de coisa que ele estava fazendo e que foram implantadas em momentos diferentes ?

Corey: Sim. Eles tentam implantar os mesmos grupos. Às vezes, haverá. . . Eles enviarão outros ativos militares para garantir a localização, mas eles vão formar um perímetro distante para que eles não possam ver o que eles estão garantindo. E então eles vão trazer uma dessas outras equipes que se especializam em recuperações.

David: E sabemos que o trabalho de Stone está interagindo intuitivamente com os seres, se eles ainda estão vivos no acidente. E em algumas das outras filmagens que vimos, ele fica muito chateado com isso. É normal que os extraterrestres que operam em nosso espaço aéreo terão uma habilidade telepática assim?

Corey: Sim, isso é realmente bastante comum, e é muito mais fácil se comunicar dessa maneira do que verbalmente. Se você tem uma espécie que é de outro sistema estelar, eles vêm aqui, mesmo que. . . Você sabe, eles teriam que nos estudar e então conhecer todas as nuances do nosso idioma para se comunicarem. É muito difícil haver mal entendidos quando você está interagindo.

David: Ele descreveu a incrível quantidade de esforço que foi posta em prática para ridicularizar qualquer pessoa que fala sobre UFOs de qualquer maneira. E, tanto quanto você sabe, este é um programa que foi projetado desde o próprio início do fenômeno OVNI?

Corey: Sim, e é uma documentação que vai voltar. . . Até o início de quando vemos que o governo estava investigando OVNIs. É muito claro que, desde o início, eles queriam ridicularizar qualquer um, por mais profissional que fosse, que havia relatado ter visto um OVNI e/ou seus ocupantes.

David: Como você acha que algo assim poderia ter sido bem sucedido, dado o incrível interesse em ser visitado por pessoas de outro mundo?

Corey: Bem, nos anos 50, se você olhar as filmagens de notícias entrevistando contatados ou pessoas que viram UFOs, era. . . Da maneira como eles dispararam, do jeito. . . Eles fizeram as pessoas parecer ridículas. Portanto, o mainstream não tem um interesse tão grande nisso. Então, se o assunto aparecer, eles vão ouvir e depois continuar com seu dia, porque eles não estão levando isso a sério porque a mídia não leva a sério.

David: Bem, acho que isso pode estar mudando muito agora, à medida que a mídia oficial se torna cada vez mais descentralizada com o advento das mídias sociais. Certamente, parece que a mídia é um criador de opinião. E as pessoas tem muito medo de serem ridicularizadas. Então, você acha que esse medo do ridículo foi eficaz o suficiente para impedir que muitas pessoas percebessem que as coisas avançavam?

Corey: Bem, pessoas que tinham algo a perder. Você sabe, como ele mencionou pilotos [militares de cias aéreas]- pessoas que trabalhavam em vários campos profissionais, onde haviam dedicado muito tempo e esforço para obter educação ou certificações – essas pessoas. . . Eles têm muito a perder, então eles conversam calmamente entre eles, mas eles não vão falar abertamente.

David: Você acha que o governo dos EUA sempre viu UFOs como uma ameaça, ou você acha que eles estavam conscientes de que algo disso era completamente benigno, mas eles escolheram ter um tipo de reação militar de qualquer maneira?

Corey: Bem, se foi um grupo positivo ou negativo em visita, não importava. Ambos ameaçaram o status quo, o que lhes permitiu controlar a Terra. Portanto, não importa de qual polaridade sejam estes seres, eles nos têm programado para acreditar de uma certa maneira. Isso vai mudar o paradigma, e eles vão perder seu controle.

David: Você sente, até certo ponto, que há uma lacuna geracional acontecendo aqui em que as pessoas que cresceram na era do ridículo e do doutrinamento da mídia ainda têm esse medo de serem condenadas ao ostracismo do grupo se elas entrarem nisso enquanto as pessoas mais novas não estão vendo isso mais e, portanto, eles são muito mais abertos?

Corey: Bem, as pessoas mais jovens estão passando a maior parte do tempo nas mídias sociais, onde você não tem a mídia principal que entrega notícias controladas que são aprovadas pelo governo.

David: certo.

Corey: Então eles estão obtendo um espectro muito mais amplo de informações do que as pessoas costumavam, ter então. . . E você vê a expansão da consciência das pessoas mais jovens.

David: Bem, eu não sei sobre onde você está em Dallas, Texas, mas, Corey, nunca conheci alguém que não estava interessado em OVNIs quando o criei. Nunca. E pode ser apenas qualquer pessoa aleatória. Eles me perguntam o que eu faço – o temido por palavras, “O que você faz?” Você já experimentou pessoas realmente tendo problemas com isso? Quero dizer, parece muito raro para mim.

Corey: Sim, isso depende, eu acho, na sua localização, mas na área de Dallas, se você fala sobre alienígenas e OVNIs, as pessoas vão gostar de você, tipo de relógio, olhar para você. Mas você pode ver em seu rosto que eles estão como preparados para a conversa terminar para que eles possam se afastar.

David: Sério?

Corey: Sim.

David: quando esses programas acabam por entrar em colapso, o que você acha que esses tipos de pessoas, o que vai acontecer com eles?

Corey: Primeiro, eles provavelmente irão à negação e, em seguida, a aceitação, assim como as etapas do sofrimento. Eles devem mudar seu paradigma. Todos os seus sistemas de crença agora eles têm que aguentar e comparar com a nova informação. Isso não é confortável para ninguém.

David: Tudo bem. Bem, o que vamos agora é uma entrevista com Clifford Stone – parte da nossa entrevista com ele – onde ele descreve um evento muito, muito intrigante, que aconteceu durante a Guerra do Vietnã. Esta é uma grande estranheza, muito interessante. E depois, depois da nossa filmagem, estaremos discutindo as implicações dessa história muito estranha. Então, sem mais delongas, vamos verificá-lo.

TUNEIS EXTRATERRESTRES NO VIETNAM

Clifford Stone: agora com a atribuição ao Vietnã, acabei sendo atribuído a Tay Ninh. E quando chego lá, mais uma vez, volto nas comunicações, NBC, tudo isso é bom. Eu era notório por várias vezes que eu iria para fora do perímetro. Eu não deveria fazer isso.

Fui em frente e saí uma noite, e quando saí, havia um helicóptero lá. E o cara que eu sempre liguei para o Coronel, ele está lá, e ele diz: “Por que você está atrasado? Nós esperamos por você. “

E eu disse:” Atrasado? Como diabos você sabia mesmo que eu estava saindo? Eu nem sabia disso. “

De qualquer forma, entramos no helicóptero e nós tiramos. E estamos voando em direção a Nui Ba Den. E nós estamos conseguindo, você sabe, talvez 2 / 3rds do caminho até.

Agora, O problema é que o velho ditado sempre foi que tínhamos o topo do Nui Ba Den, e nós temos a base. O NVA e o VC têm o centro. E nós sabemos que eles tinham túneis e todas essas outras coisas boas lá. Então, quando desembarcamos, já havia outros militares lá, e eles estavam indo para um túnel.

Foi-nos dito que o inimigo estava funcionando. . . Bem, posso até dizer o que foi – peste bubônica. Eles estavam trabalhando em uma arma biológica de tipo militar, praga bubônica, que eles iriam tentar usar contra as forças dos EUA lá. E nós tínhamos que seguir em frente e destruir as instalações.  Então, há esse túnel. E ninguém foi questionado. . . Quero dizer, era um túnel. Ninguém questionou o fato de que era em forma de V. Não era como um buraco dentado na parede da montanha, mas era em forma de V. E nós sabemos que eles tinham túneis e todas essas outras coisas lá.

Agora, você tinha as rochas no topo e tudo isso. O chão no fundo era totalmente suave. Mais uma vez, não perguntamos nada sobre isso. E não sei se pensamos: “Bem, talvez o VC possa ter feito algo com isso ou. . . “, Ele simplesmente não entrou em jogo. Ninguém questionou.

Começamos a voltar para o túnel. Nós ficamos várias centenas de pés no túnel, e ainda podemos voltar ao rádio e falar com as pessoas que estão fora. Agora, chegamos a um ponto, e é como uma linha na areia, por assim dizer, porque deste lado você pode falar, você pode ouvir, claramente no rádio. Você passa por isso, agora não pode.

Então fomos em frente e deixamos um rádio lá, e nós estabelecemos um telefone de campo, 312, e nós deixamos um operador de rádio por telefone lá. E ele deveria se comunicar com as pessoas do lado de fora.

E fomos para a caverna. Eu não sei quantas centenas de pés entramos na caverna, mas em algum momento chegamos ao ponto em que não conseguimos falar lá dentro, chamando-o de volta pelo rádio.  Simplesmente não funcionava. Nada estava errado com as baterias ou com nada, mas simplesmente não conseguimos conversar pelo rádio. Vamos em frente. Nós vamos mais adiante na caverna. Agora, quando nos aproximamos, começamos a ver que está começando a ficar mais iluminado e não podemos identificar a fonte de luz. Então entramos nesta grande área aberta dentro da caverna. Quando paramos lá, seguimos em frente e vemos o que parece ser um enorme laboratório. 

E do outro lado, há isso enorme. . . Eu chamo isso de janela. E nós poderíamos ver algumas das nossas tropas lá fora da janela que apareceram como se estivessem caminhando no ar, porque não há motivo para vê-los lá. Você podia ver o céu noturno perfeito – tudo, nenhum problema. E você está se perguntando, tudo bem, o que está acontecendo?

Agora, é difícil de explicar, mas você não está vendo-os em silhueta ou, quer dizer, você está vendo isso. Está escuro, mas você está vendo eles. Depois que não pudemos mais nos comunicar por rádio, tivemos uma pessoa que se tornou o corredor, e ele voltou a contatar o operador de rádio-telefone. Então, houve um pouco de atraso nisso, voltando a dizer: “Ei, diga a essas pessoas para fazer isso.”

Mas nós poderíamos vê-los, e nós seguimos adiante e perguntamos: Essas pessoas estão lá? E eles fizeram com que fizessem certas coisas para que pudéssemos dizer que essas eram as pessoas. E nós perguntamos: “Você consegue ver algo fora do comum?”

E, “Não, mas todos estão olhando para o céu.”

E nós fomos: “Não, não, não olhe para o céu. Olhe para o chão. Existe algo fora do comum no chão?

Ninguém viu nada fora do comum. E, é claro, nós os vemos quando olhamos para o chão. Nós lhes dizemos que façam coisas específicas para que possamos dizer que elas são nossas tropas. Nós seguimos adiante e assistimos, e nós sabíamos, “Ei, isso está acontecendo em tempo real.”

Esta não é uma tela e eles estão indo em frames e é incomum para nós porque é uma tecnologia que nós ” Não estávamos familiarizados com aquilo. Agora, para nós, Estava dentro da caverna. Estávamos testemunhando tudo isso.

Para os que estavam no lado de fora da caverna, nada era incomum. Mas nós dissemos aos que estavam no lado de fora da caverna: “Peguem suas ferramentas de valas e cave algumas valas de terra. Vamos ver o que acontece. “

Podíamos ver dentro da caverna onde eles iriam em frente, colocar suas ferramentas de trincheiras no chão, mas era como se estivessem indo para o ar limpo. Mas quando eles pegaram a ferramenta de valas e jogaram a terra que estava na ferramenta de trincheira, poderíamos vê-lo atravessar o ar, mas quando atingiu o chão, seria como se fosse simplesmente desaparecessem totalmente novamente.

Acho que posso dizer que achei fascinante. Mas ao mesmo tempo, . . . [Não havia] nenhuma explicação sobre por que estava acontecendo. Quero dizer, estávamos tentando pensar em uma explicação plausível. Existem câmeras no exterior?

Isso não era como uma tela. Era como uma janela, e cobria todo o lado. E não era como uma tela, como uma tela de projeção ou o que hoje temos com nossas TVs, TV de tela plana. Não era nada disso. De repente, começamos a ver mais uma vez, um extraterrestre Grey típico. Alguém me pediu para tentar descrevê-los, porque eu realmente não posso, porque eu só sei o que você chamaria de “Greys” típicos pelas cabeças grandes, corpos pequenos, macilentos e os olhos grandes. Eles não disseram nada.

Mas eles surgiram e as pessoas começaram a atirar. E eu estava tentando dizer às pessoas que “cessassem o fogo, cessem o fogo”. Por essa época, eu já sabia que não estávamos sozinhos lá dentro. E quando eu estava dizendo a eles para cessar o fogo, isso não aconteceu. Então, o que eu fiz,

Mas era como se estivesse no meio de um copo de leite. E não era fluido ou nada. Você poderia respirar facilmente, tudo isso esta ok, mas você pode segurar sua mão assim na frente do seu rosto, e você não podia vê-la, porque era apenas um, claro, branco fluorescente que cercasse todos.

E eu ainda podia ouvir o tiroteio ao redor, e de repente eu fui atingido. . . Meu olho estava muito dolorido. E lembro-me de tentar agarrar meus olhos, e eu cai. E lembro que era uma dor agonizante. E depois que eu tombei, essa foi a última coisa que me lembrei.

Lembro-me de ouvir uma voz dizendo que eles precisavam deixar meu povo cuidar de mim, e outra voz dizendo: “Não, não há como corrigir isso. Precisamos cuidar dessa pessoa ou ele perderá o olho esquerdo”. Mais tarde eu acordei. Eu estava fora da caverna. E eu olhei para o capitão, ou o Major, ou o Coronel, e eu disse: “Como eu saí daqui? Como eu cheguei aqui? “

E ele me disse:” Bem, nós não sabemos. Um momento em que você estava lá, então, de repente você não está mais lá”.

Então ele me perguntou:” O que aconteceu com o seu olho? “

Eu disse:” Eu não sei “.

E eles só tinham. . . E o médico disse que tinha sido trabalhado, mas foi nossa gente que colocou o patch nisso. E durante mais de uma semana, eu usava isso.

A história oficial foi de que houve um inseto que pulverizou algo no meu olho e atingiu a coroa do olho e cortava por todo o caminho. E eu vou te contar agora mesmo, eu não conheço nenhum inseto que possa fazer isso, Mesmo nos trópicos ou em qualquer lugar. E falei e perguntei a outras pessoas: “Que tipo de inseto poderia ter me atacado?” E eu tive especialistas me dizendo que não há nenhum inseto que possa causar isso. Mas não tive problema. Eu uso óculos de leitura, mas não tenho nenhum problema com a minha visão do olho afetado.

David: Tudo bem. Então, em um caso como o de Stone, parece que aqui está um cara que está realmente recebendo contato extraterrestre ao longo de sua vida. Você acha que existem certas pessoas que estão recebendo eventos estranhos como esse ao longo de suas vidas por alguma razão maior de algum tipo?

Corey: Absolutamente. E a inteligência militar sabe quem está tendo essas experiências. Eles os monitoram.

David: como eles sabem?

Corey: Bem, eles estão rastreando todas essas espaçonaves diferentes voando ao redor. Se uma nave estiver visitando uma determinada área, eles irão e geralmente re-abduzem as pessoas para descobrir o que ocorreu para reunir informações. Então, sim, há um grande número de pessoas que têm experiências. Muitos não se lembram delas, mas são observadas.

David: Então, o que você acha que é o final de um grupo como os Greys que têm esse grande laboratório dentro de uma estranha caverna no Vietnã? O que eles poderiam fazer lá?

Corey: Bem, eles estão obviamente fazendo algum tipo de exames nos habitantes locais ou algum tipo de ciência que eles querem manter escondidos. Então, uma maneira perfeita de ocultá-lo é colocá-lo naquela caverna. Mas está no meio de uma zona de guerra. Seria muito bom saber que tipo de laboratório era, o que estava acontecendo na área para poder determinar o que esse grupo de extraterrestres fazia com este laboratório.

David: Você acha que é possível que eles tenham interesse nas guerras e querem monitorar as guerras para algum propósito específico?

Corey: Bem, claro. Há vários diferentes alienígenas que monitoram nossas guerras. Mas muitas vezes, eles têm ativos, ativos humanos, pessoas as quais eles sequestraram/abduziram ou tiveram contato, e eles manterão esses ativos seguros. Eles vão acompanhá-los e monitorá-los durante um conflito.

David: Você acha que é comum que haja bases que os extraterrestres tenham, onde você realmente poderia entrar em uma caverna talvez um pouco incomum, ou alguma coisa?

Corey: Bem, muito provavelmente, a boca da caverna tinha um holograma ou algo que a escondia. Seria muito incomum que eles tivessem apenas uma entrada grande, aberta, de forma estranha, que atrairá atenção, a menos que seja uma espécie de armadilha.

David: certo. Então, isso poderia ter sido algo em que eles sabiam que Stone iria estar lá, e talvez eles apagassem o holograma para que ele entrasse naquela caverna ou algo assim.

Corey: possivelmente, sim.

David: que tipo de tecnologia poderia permitir que eles pudessem olhar através do solo como se não estivesse lá, como se fosse apenas um painel de vidro?

Corey: eles têm diferentes tecnologias de imagem. Eles provavelmente poderiam olhar através dessa janela e ver seu próprio planeta se quisessem. Para nós, é mágico.

David: Bem, parece que a sujeira estava sob algum controle, porque ele disse que quando eles cavaram a sujeira, era visível. E então, quando foi jogado, era visível. Mas assim que atingiu o chão, tornou-se invisível novamente.

Corey: certo.

David: Há algo que eles poderiam fazer para o estado da matéria do solo talvez para fazê-lo, então não é visível enquanto está no chão?

Corey: Bem, eles não estão afetando o assunto. O que eles estão fazendo é. . . A tecnologia é como um filtro. É filtrar as informações que estão sendo entregues à tecnologia sobre o solo e tudo isso.

David: E quando ele disse que viu um enorme laboratório, ele não entra em detalhes sobre o que o laboratório parecia. Mas se este fosse um laboratório que fosse controlado por extraterrestres de tipo grey, ele teria visto algo que ficaria bem diferente de qualquer laboratório normal na Terra?

Corey: Você saberia imediatamente que este não era um laboratório terrestre administrado por seres humanos. E também, lembre-se de que depois de terem uma certa distância dentro da caverna, eles atingiram uma espécie de amortecimento para onde seus rádios e telefones de campo não funcionavam, você sabe, com os cabos terminados.

David: certo. Então, esse é um tipo de efeito de interferência eletromagnética talvez?

Corey: Sim. Acabei de ouvi-los chamados de “campos de amortecimento” que impedem que qualquer tipo de ondas de rádio e esse tipo de coisa penetrem.

David: Ok. Então, o que você acha que estava acontecendo quando ele e seus colegas soldados ficaram cercados por essa energia fluorescente de tipo marshmallow que eles não conseguiram ver um pé (30cm)? O que você acha que estava acontecendo lá?

Corey: era uma tecnologia defensiva. Eu ouvi falar de coisas semelhantes para onde as pessoas entram em uma espaçonave ou em algum lugar onde eles não deveriam estar, e então há um grande flash de luz que dura. . . Dura mais do que um flash. É como . . . Ele permanece. Ele vem e permanece. E parece que ele foi teletransportado para lá.

David: Isso é algo que esses Greys poderiam fazer com sua própria consciência? Ou eles têm uma tecnologia que exigiria que ele fosse usado dessa forma?

Corey: Bem, eu li relatórios de que eles poderiam se defender sem carregar armas. Então, isso foi algo que foi implantado na tecnologia, ou é através da consciência deles.

David: Parece haver alguma benevolência nesses seres. Eles se preocupavam com seus olhos. Então, que tipo de tecnologia você acha que eles poderiam ter para curar seus olhos? Parece que ele foi atingido por uma bala ou algo talvez? Não temos certeza.

Corey: Sim. Pelo que li nas almofadas de vidro inteligentes [Smart Glass Pad], o corpo humano é muito fácil de manipular e ser reparado com a tecnologia correta. Então eles têm que ter algum tipo de tecnologia de regeneração de tecidos, regeneração nervosa, ótica, etc.

Almofadas de vidro inteligentes [Smart Glass Pad]

David: É uma história tão ridícula a de um inseto atingindo o olho. . . Isso é uma coisa comum para os militares fazerem quando eles enfrentam essas coisas?

Corey: Ah, sim. Eles têm tornozelos torcidos, qualquer tipo de lesão, há todos os tipos de explicações, “explicações oficiais”, eles vão apagar o que realmente houve.

David: Então, com um cara como Stone com experiência desta natureza, e falamos um pouco mais cedo sobre a idéia de pessoas terem essas experiências ao longo de sua vida e sendo monitoradas, os extraterrestres têm a capacidade de controlar quem seria capaz de encontrar uma instalação assim? – Em outras palavras, ele foi autorizado a ver isso, e foi porque ele era uma determinada pessoa? Ou existem casos de pessoas comuns que poderiam encontrar algo assim e tropeçar nisso?

Corey: Eu acho muito raro que alguém tropece com algo assim. E quando chegou, já havia sido encontrado. Então ele estava chegando a uma situação em que eles já encontraram alguma coisa, e eles estavam enviando ele mais tarde.

David: certo.

Corey: E como eu disse antes, muito provavelmente antes de ser encontrado, ou havia algo cobrindo a entrada. . .  Provavelmente havia algo cobrindo a entrada da caverna, e essa tecnologia falhou ou foi desativada para um propósito.

David: Você acha que os Greys já sabiam que eles estavam lá quando os Greys se mostraram?

Corey: sim. Provavelmente eles vieram porque algum tipo de alarme foi acionado.

David: Você acha que os Greys são confiantes o suficiente em sua capacidade de frustrar a artilharia de metralhadora humana que eles poderiam simplesmente caminhar até mesmo, embora esses caras estejam totalmente armados e possam ficar chocados com o que eles estão vendo?

Corey: sim. Eles vão caminhar através dos tiros ou das pessoas disparando contra eles.

David: Portanto, realmente não representa nenhuma ameaça para eles.

Corey: Nenhuma ameaça quando possui a tecnologia apropriada. Houve muitos exemplos de não-terrestres, incluindo Greys, sendo baleados e mortos por militares.

David: Ah, eles são passíveis de eliminação?

Corey: Sim.

David: Ok. Então, é algum tipo de tecnologia que eles estavam usando?

Corey: provavelmente uma tecnologia, consciência ou uma mistura de ambos.

David: Uma das coisas que é muito estranha que isso me faz lembrar era um cara que eu sabia que tinha estado em contato com uma das 90 pessoas na Cabala, então ele disse. E foi dado briefings sobre várias tecnologias extraterrestres que foram encontradas. E ele descreveu um rio particular – eu acredito que é o rio Potomac em torno de Washington, DC – e que havia um ovo encontrado dentro que era muito metálico. Estava no fundo da areia.

E eles não conseguiram abri-lo por muito tempo, mas parecia muito exótico. E eventualmente, eles perceberam que um apito de chamar cachorros o abriria quando eles assobiaram o apito do cão. E isso acontece, “Psst”, assim, e abriu.

Corey: Sim, e há pequenos drones que circulam e observam pessoas em situações que você não pode ver a olho nu, como no filme “Eles vivem”. Você sabe, quando ele olha para cima e vê um drone voando, esse tipo de tecnologia é usada pelos não-terrestres.

David: Tudo bem, bem, esta foi uma investigação realmente fascinante. Stone é, obviamente, um dos denunciantes mais impressionantes, porque ele vem até nós na perspectiva das recuperações de acidentes como Roswell, estando lá e fazendo isso várias vezes.

Esta é uma investigação fascinante. Isto é ” divulgação cósmica “. Sou David Wilcock aqui com Corey Goode e nosso convidado especial, o Sargento Clifford Stone, e agradeço-lhe por ter nos assistido.


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”.


Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *