browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Explosão danificou as “Pedras Guias da Geórgia” que foram Demolidas como Consequência

Posted by on 06/07/2022

O misterioso e controverso monumento de granito na zona rural da Geórgia era uma atração turística local apesar de sua polêmica mensagem de redução da população mundial para apenas 500 milhões. Um monumento envolto em mistério no estado norte-americano da Geórgia foi severamente danificado em uma explosão na manhã dessa quarta-feira. Mais tarde, foi totalmente demolido, por razões de segurança. As autoridades estaduais e locais estão investigando o incidente como um atentado. 

Explosão danificou as “Pedras Guias da Geórgia” que foram Demolidas como Consequência

Fonte: Russia Today

As Pedras Guia de granito da Geórgia foram construídas em 1980 e apresentavam mensagens para a humanidade em oito idiomas com uma dedicação à “Era da Razão”.

As informações preliminares indicam que indivíduos desconhecidos detonaram um dispositivo explosivo por volta das 4h da manhã de quarta-feira, 6 de julho”, disse o Departamento de Investigação da Geórgia em comunicado, acrescentando que as autoridades do condado de Elbert pediram sua ajuda na investigação O local está atualmente isolado até que os técnicos de eliminação de bombas possam examiná-lo.

Uma das alas do monumento foi “completamente destruída” e a pedra angular danificada, de acordo com Christopher Kubas, vice-presidente executivo da Elberton Granite Association.

Imagens de helicóptero feitas pela WYFF-TV, com sede em Greenville, Carolina do Sul, mostram um dos quatro pilares verticais em pedaços no chão, com dois grandes pedaços faltando na laje horizontal no topo do monumento. 

“Estou triste pelos EUA e pelo mundo”, disse Kubas, lembrando que o monumento era uma grande atração turística, com até 20.000 pessoas visitando-o todos os anos.

Embora as mensagens inscritas no monumento tenham sido consideradas controversas por alguns, Kubas disse que elas podem ter sido destinadas a algumas gerações futuras, “após talvez um evento cataclísmico”, para evitar cometer os mesmos erros de seus ancestrais.

Vídeo divulgado pelo GBI na noite de quarta-feira mostra um sedã prata se aproximando do monumento e o momento da explosão. Nenhum suspeito foi identificado ainda.

“Por razões de segurança, a estrutura foi completamente demolida”, disse o GBI na noite de quarta-feira.

Concebidas como a versão americana do famoso megálito de Stonehenge na Inglaterra, as Pedras Guia da Geórgia foram esculpidas em granito local em 1979 e reveladas em 1980. O homem misterioso que encomendou o monumento, que usou o pseudônimo Robert C. Christian, disse que representava  “ um pequeno grupo de americanos leais”, e pagou muito dinheiro para os fabricantes seguirem seus planos muito específicos.

A estrutura estava localizada a cerca de 140 km a leste da cidade de Atlanta, a uma altitude de 230 metros acima do nível do mar. Tinha exatamente 19 pés e 3 polegadas (5,87 m) de altura e incorporava 107 toneladas métricas de granito.

“Que sejam guias para uma Idade da Razão”, dizia uma placa menor erguida ao lado. Nos próprios pilares, dez mensagens foram gravadas em oito idiomas – inglês, espanhol, suaíli, hindi, hebraico, árabe, chinês e russo. Não ficou claro quais idiomas estavam no pilar que foi destruído no atentado.

As próprias mensagens atraíram controvérsia ao longo dos anos. Os pilares postulavam que a população humana não deveria exceder 500 milhões para “equilíbrio perpétuo com a natureza” e exortavam a reprodução a ser guiada “com sabedoria – melhorando a aptidão e a diversidade”. 

Uma nova linguagem viva deve unir toda a humanidade, enquanto todas as coisas devem ser governadas “com razão temperada” e os direitos pessoais devem ser equilibrados com “deveres sociais”, entre outras exortações. 

Os críticos acusaram o monumento de promover o “satanismo” e valores anticristãos. Uma das candidatas republicanas nas primárias governamentais da Geórgia em maio defendeu sua demolição como parte de sua plataforma. Ela acabou com menos de 4% dos votos. 

As Guidestones foram desfiguradas com grafite e pintura duas vezes antes, em 2008 e 2014. Após o incidente de 2014, a Granite Association colocou câmeras de vigilância ao redor do local. 


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

One Response to Explosão danificou as “Pedras Guias da Geórgia” que foram Demolidas como Consequência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.