Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Forte Atividade Solar: Após Apagão no Atlântico, Erupção Solar de Grande Magnitude Pode atingir a Terra

Na quarta-feira (14) foram registradas múltiplas erupções solares de classe M provocadas por uma mancha solar, identificada como AR3165, no sudoeste do Sol. De acordo com o portal da NASA sobre “clima espacial”, SpaceWeather, o fulgor M6, considerado como o mais forte já detectado, provocou um apagão nas comunicações de rádio de onda curta no oceano Atlântico. O portal EarthSky comunicou que também houve apagões de rádio no sul do oceano Índico e na África do Sul. Por sua vez, o Escritório Meteorológico do Reino Unido assegurou que, nas últimas 24 horas, o Sol emitiu ao todo oito fortes erupções de classe M.

Após apagão de rádio no Atlântico Norte, nova Erupção Solar pode virar fenômeno de grande magnitude e atingir a Terra

Fontes: SpaceWeatherSputnik

AUMENTANDO A ATIVIDADE SOLAR: Ontem, a mancha solar de crescimento rápido AR3165 desencadeou uma notável série de erupções solares de classe M.  Durante todo o dia, não mais do que algumas horas de intervalo se passaram sem uma explosão solar significativa:

Durante a fuzilaria, a energia emitida pela mancha solar AR3165 atingiu a Terra com mais de 10 pulsos de raios ultravioleta extremo e radiação X. A ionização resultante da atmosfera superior da Terra causou uma série de apagões de sinais de rádio de ondas curtas em todas as longitudes. Aviadores e marinheiros podem ter notado má recepção em frequências abaixo de 15 MHz.

Muitas das explosões da mancha solar AR3165 lançaram grandes CMEs no espaço. Os dados preliminares do coronógrafo do SOHO sugerem que todos eles vão perder a Terra, passando a montante do nosso planeta. Talvez na próxima vez uma delas nos atinja? 

Um R2 (blecaute moderado de rádio HF) ocorreu hoje, 14 de dezembro de 2022 às 9h42 ET (1442 UTC). Este foi o resultado de uma erupção solar M 6.3 que ocorreu na Região [Mancha solar] 3165. Continue a visitar https://swpc.noaa.gov para previsões e informações atuais”.

Outra grande mancha solar, AR3163, tem um campo magnético ‘beta-gama’ instável que representa uma ameaça para explosões de classe M – e esta mancha solar está diretamente voltada para a Terra.

O portal EarthSky comunicou que também houve apagões de rádio no sul do oceano Índico e na África do Sul. Por sua vez, o Escritório Meteorológico do Reino Unido assegurou que, nas últimas 24 horas, o Sol emitiu ao todo oito fortes erupções solares [Coronal Mass Ejection-CME] de classe M.

A informação foi confirmada pelo físico solar Keith Strong, que alertou, com base em suas observações, que existe o risco de que ocorra uma erupção solar de classe X, fenômeno que por sua grande magnitude de energia pode provocar apagões de rádio em todo o planeta, interrupção de satélites e até queda da internet, bem como tempestades de radiação de longa duração. Entretanto, o EarthSky afirmou que há apenas 1% de probabilidade de que ocorram erupções desta classe.


{Nota de Thoth: O que é uma Ejeção de Massa Coronal-CME-Coronal Mass Ejection?  A ANATOMIA DE UM FLARE SOLAR GIGANTE

Os choques de energia resultantes ondulam através do sistema solar e podem interromper satélites e derrubar e destruir redes elétricas na Terra. Durante um FLARE SOLAR (CME-Coronal Mass Ejection, Ejeção de Massa Coronal do sol), enormes bolhas de gás superaquecido – chamado plasma – são ejetadas do sol. Ao longo de várias horas, bilhões de toneladas de material carregado energeticamente são levantadas da superfície do sol e aceleradas a velocidades superiores a um milhão de milhas por hora.

Isso pode acontecer várias vezes ao dia quando o sol está mais ativo. Durante os períodos mais calmos, as CMEs FLARE SOLAR (CME-Coronal Mass Ejection, Ejeção de Massa Coronal do sol) ocorrem apenas uma vez a cerca de cada cinco dias. O próprio plasma solar é uma nuvem carregada energeticamente de prótons e elétrons levados pelo vento solar.  SAIBA MAIS:

Viajando a um milhão de milhas por hora, a ejeção pode atravessar a distância de 93 milhões de milhas para a Terra em apenas alguns dias. Uma aeronave à jato movendo-se tão rápido poderia levá-lo de Los Angeles a Nova York em 18 segundos. Fim de citação}


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *