Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Fundações Rockefeller & Gates buscam Reduzir e Esterilizar a População Global, via Vacinas

A elite global lançou uma operação mundial contra a massa da população inconsciente para esterilizar, reduzir e controlar a humanidade. Vacinas e até mesmo alimentos básicos foram modificados para atingir esses objetivos. Se você não consegue acreditar que tal empreendimento é possível, ou que existem seres humanos dispostos e capazes a esse genocídio; olhe para trás no tempo, esse tipo de conspiração não é novo, na verdade, esse tipo de controle foi idealizado por Platão há cerca de 2.300 anos em sua importante obra A República. 

Fundações Gates e Rockefeller buscam a Redução e Esterilização da População Global via Vacinas

Fonte: Global Research

Platão escreveu que uma elite governante deveria guiar a sociedade, “…cujo objetivo será preservar a média da população”. Ele afirmou ainda: “Há muitas outras coisas que eles terão que considerar, como os efeitos de guerras e doenças e quaisquer agências semelhantes, a fim de, tanto quanto possível, evitar que o Estado se torne muito grande ou muito pequeno”.

As atividades da elite dominante no controle da população, escreve Platão, devem ser mantidas em segredo. Ele escreveu: “Agora, esses acontecimentos devem ser um segredo que apenas os governantes conhecem, ou haverá mais perigo de nosso rebanho … irromper em rebelião .”

Perscrutar as brumas do tempo e da história revela que não há realmente nada de novo sob o sol. O que foi feito será feito novamente, e a manifestação das elites globais do século XXI tem mais ferramentas avançadas à sua disposição.

A Aliança GAVI (Aliança Global para Vacinas e Imunização)

Aliança GAVI, fundada em 2000 com a ajuda da Fundação Bill & Melinda Gates, tem como objetivo vacinar todo o terceiro mundo. As organizações membros do GAVI estão listadas no site do grupo , que incluem:

“… governos nacionais de países doadores e em desenvolvimento, Programa de Vacinas Infantis de Bill e Melinda Gates, Federação Internacional de Associações de Fabricantes Farmacêuticos (IFPMA), Fundação Rockefeller, UNICEF, Grupo do Banco Mundial e Organização Mundial da Saúde (OMS).”

Em dezembro de 2000, David Rockefeller e William H. Gates Sr., entre outros, (foto à direita) visitaram o campus da Rockefeller University para participar de uma reunião sobre Filantropia em um século global ”. Enquanto estava lá, Gates falou com entusiasmo sobre sua inspiração em Rockefeller para fundar a GAVI,

“Gates disse que ‘Assumindo nossa liderança e nossa inspiração no trabalho já feito pela Fundação Rockefeller, nossa fundação na verdade iniciou a GAVI prometendo US$ 750 milhões para algo chamado Fundo Global para Vacinas Infantis, um instrumento da GAVI.’”

Ele também elogiou o século de filantropia da família Rockefeller, dizendo: ‘Parece que a cada nova esquina que viramos, os Rockefellers já estão lá. E, em alguns casos, eles estão lá há muito, muito tempo.’”

O fato de existir um mecanismo global como o GAVI – nas mãos privadas de oligarcas e defensores do controle populacional – para fornecer vacinas a milhões de pessoas em todo o mundo deve ser no mínimo desconcertante e deveria soar o alarme; especialmente quando confrontado com as montanhas de documentação provando que as vacinas anti-fertilidade foram pesquisadas e entregues pela Organização Mundial da Saúde com dinheiro concedido pela Fundação Rockefeller.

Bill Gates reafirmou a agenda global de controle populacional durante uma recente apresentação na conferência TED, na qual ele abertamente afirmou:

“O mundo hoje tem 6,8 bilhões de pessoas. Isso está subindo para cerca de nove bilhões. Agora, se fizermos um ótimo trabalho em novas vacinas, cuidados de saúde e serviços de saúde reprodutiva, poderemos reduzir isso em talvez 10 ou 15 por cento.”

Vacinas anti-fertilidade

Em 25 de fevereiro de 2009, durante uma reunião [Council of Eugenics] da OMS, o judeu khazar Henry Kissinger declarou: “Uma vez que o rebanho (os bovinamente zumbis) aceita as vacinas obrigatórias, o jogo termina. Eles aceitarão qualquer coisa – doação forçada de sangue ou órgãos – para um bem maior, NÓS PODEMOS MODIFICAR GENETICAMENTE E ESTERILIZAR CRIANÇAS, para um bem maior – Controle as mentes das ovelhas e você controla o rebanho. Os fabricantes de vacinas devem ganhar bilhões. E muitos de vocês nesta sala são investidores. É uma grande vitória para todos. Nós reduzimos o rebanho e o rebanho nos paga pelos serviços de extermínio“.

Como relata Jurriaan Maessen, a Organização Mundial da Saúde, um dos parceiros da GAVI, associou-se ao Banco Mundial e ao Fundo de População das Nações Unidas na década de 1970 sob a “Força-Tarefa sobre Vacinas para Regulamentação da Fertilidade”. A Força Tarefa :

“ …atua como um órgão de coordenação global para P&D de vacinas antifertilidade nos vários grupos de trabalho e apóia pesquisas em diferentes abordagens, como vacinas antiespermatozóides e antióvulos e vacinas projetadas para neutralizar as funções biológicas do hCG. A Força-Tarefa conseguiu desenvolver um protótipo de uma vacina anti-hCG. 

Em 1989, uma pesquisa foi conduzida pelo Instituto Nacional de Imunologia em Nova Delhi, Índia, sobre o uso de ‘transportadores’ como o toxóide tetânico e a difteria para contornar o sistema imunológico e liberar o hormônio feminino chamado gonadotrofina coriônica humana (hCG). 

O trabalho de pesquisa foi publicado na Oxford University Press em 1990 e foi intitulado “Bypass por um ‘transportador’ alternativo de falta de resposta adquirida ao hCG após imunização repetida com vacina conjugada contra o tétano”. A Fundação Rockefeller está listada no documento como financiadora da pesquisa.

Ao administrar hCG dentro de uma vacina contra o tétano – que atua como portador – o corpo humano trata o hCG como um intruso e cria anticorpos contra ele. Isso tem o efeito de esterilizar as mulheres que recebem a vacina e, em muitos casos, provocar o aborto espontâneo quando administrada durante a gravidez.

Logo depois que as vacinas anti-fertilidade foram desenvolvidas com sucesso, hCG (gonadotrofina coriônica humana) contendo vacinas contra o tétano foram implantadas em vários países do terceiro mundo. Muitos desses países foram especificamente visados ​​no documento do Memorando de Segurança Nacional 200 do governo dos EUA de 1974 para a redução da população. O documento recomendava na época, em 1974, que os “contraceptivos injetáveis” recebessem mais financiamento.

No rescaldo do uso encoberto generalizado de vacinas anti-fertilidade, a BBC exibiu um documentário intitulado “The Human Laboratory” em 1995 (transcrição disponível aqui ). A descoberta de vacinas antitetânicas “contaminadas” e a consequente esterilização de mulheres filipinas foi exposta ao público e revelada.

A seguir, trechos do programa da BBC :

MARY PILAR VERZOSA: As mulheres diriam por que as vacinas antitetânicas que estamos tomando estão afetando a gente? Nossos ciclos de fertilidade estão todos comprometidos, algumas das mulheres entre nós tiveram sangramentos e abortos espontâneos, algumas perderam seus bebês em um estágio muito precoce. Os sintomas podem surgir logo após a vacinação contra o tétano – alguns no dia seguinte, outros dentro de uma semana. Para aquelas que estavam grávidas nos primeiros três ou quatro meses, o aborto era realmente assustador…

MARY PILAR VERZOSA: Comecei a suspeitar que aqui nas Filipinas é exatamente isso que está acontecendo. Eles misturaram os frascos de toxóide tetânico com o Beta HCG.

MARY PILAR VERZOSA: Nossa, foi realmente incrível quando isso saiu do meu fax. Relatório sobre a concentração de HCG em frascos de vacina antitetânica. Três desses quatro frascos registraram positivo para HCG , então minhas suspeitas são afirmadas de que aqui em nosso país eles não estão apenas dando vacinação simples com toxóide tetânico para nossas mulheres, mas também estão dando anti-fertilidade.

De acordo com a população local de Akha na Tailândia, as mulheres grávidas são obrigadas a receber vacinas – inclusive contra o tétano – para obter carteiras de identidade para seus filhos. A vacina geralmente resulta em aborto espontâneo. No vídeo abaixo, Matthew McDaniel, um ativista de direitos humanos que trabalha com o povo Akha da Tailândia, fala com duas mulheres Akha sobre a vacina contra o tétano forçada e os abortos espontâneos resultantes.

As populações rurais do terceiro mundo perceberam os possíveis efeitos da vacinação. Seus medos são descartados como “rumores” e “mitos” pelas pre$$tituta$ da grande imprensa que falha em relatar a precedência estabelecida da pesquisa de vacinas anti-fertilidade. 

Frequentemente, aqueles que asseguram que as vacinas são seguras são as mesmas organizações engajadas nos esforços de esterilização e redução da populaçãoUm comunicado de imprensa de 2006 do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que está envolvido na vacinação de muitos países do terceiro mundo, cita o Assistente de Projeto de Saúde nas Nações do Sul da Etiópia, Tersit Assefa,

“Em outros lugares, as mulheres dessa idade costumam ficar longe”, disse Tersit. “Todos os tipos de rumores equivocados circulam de que as injeções irão esterilizar ou prejudicá-las de alguma forma. Mas aqui, os anciãos da aldeia estão a bordo. Eles estão aqui, incentivando as mulheres a virem junto.”

Embora a agulha seja uma forma óbvia e visível de vacinação, novas tecnologias foram desenvolvidas com o apoio financeiro da Fundação Rockefeller. As vacinas comestíveis , de acordo com o Indian Journal of Medical Microbiology, serão uma alternativa mais “socioculturalmente aceitável” às agulhas. 

Em outras palavras, as pessoas serão menos resistentes a comer uma banana mundana do que levar uma injeção no braço. O Journal afirma que a nova tecnologia de vacina comestível pode servir a um propósito duplo de controle de natalidade. Como declarado,

“As vacinas comestíveis são uma grande promessa como um sistema de entrega de vacina econômico, fácil de administrar, fácil de armazenar, à prova de falhas e sociocultural e prontamente aceitável, especialmente para os países pobres em desenvolvimento… Uma variedade de sistemas de entrega foi desenvolvida . Inicialmente foi pensado para ser útil apenas para prevenir doenças infecciosas, também encontrou aplicação na prevenção de doenças autoimunes, controle de natalidade , etc…”

A guerra contra a grande massa da população é um esforço contínuo por parte da elite global de servidores das trevas. Esta operação é verdadeiramente massiva em escopo, mas se vivermos nossas vidas com medo do que o futuro pode trazer, nos permitiremos ser derrotados. Deixe sua consciência da situação levá-lo a fazer mudanças positivas. Ainda temos o poder de conscientizar nossos semelhantes e, apesar do que a elite possa acreditar, eles não têm o monopólio do futuro.


“Parte do vosso salto evolutivo consciente não consiste simplesmente em mergulhar no Amor e na Luz. É necessário que vocês compreendam quão complexa é a realidade [desenvolver  DISCERNIMENTO], quantas formas diferentes de realidade existem e como todas elas são vocês. Precisam estar em PAZ com todas e fundir-se com elas para criar uma implosão nas facetas da vossa alma. Só assim podem voltar ao Criador Primordial”.  – Página 33 do livro “Mensageiros do Amanhecer – Ensinamentos das PLÊIADES”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *