Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Hospício UK: Liz Truss Renuncia com apenas 44 dias no cargo

A primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, anunciou sua renúncia apenas 44 dias após assumir o cargo, depois que um plano arriscado para cortar impostos e aumentar os gastos causou turbulência nos mercados financeiros, forçando-a a retroceder e sua [pseudo] autoridade política se desintegrar. Ela disse que o Partido Conservador pretende escolher seu sucessor dentro de uma semana e que ela permanecerá como primeira-ministra até lá. 

Circo UK: Liz Truss Renuncia com apenas 44 dias no cargo.

Fonte: Zero Hedge

Ela é agora a PM mais curta do pós-guerra…

Como um colega britânico comentou: “4 Chanceleres, 3 Secretários do Interior, 2 Monarcas e agora 3 PMs em quatro malditos meses”. Isso não aconteceu bem…

Os [palhaços] candidatos para substituí-la provavelmente incluirão o ex-chanceler do Tesouro Rishi Sunak – vice-campeão de Truss no concurso de liderança deste verão. Outros candidatos também devem estar na briga, incluindo Penny Mordaunt, Grant Shapps e Kemi Badenoch. A ex-secretária do Interior Suella Braverman, que foi demitida em 19 de outubro, também pode estar concorrendo. O secretário de Defesa, Ben Wallace, também é frequentemente elogiado, embora tenha minimizado seu interesse. 

Mas o novo chanceler Jeremy Hunt, promovido dos bancos de trás do circo UK depois que Truss demitiu Kwasi Kwarteng em uma tentativa de restaurar a calma nos mercados, se descartou , segundo sua porta-voz.

No entanto, o principal candidato a substituir Truss – de acordo com uma pesquisa recente do YouGov é (rufem os tambores, por favor) – o antigo palhaço, Boris Johnson…

Quem quer que seja, enfrentará uma tarefa formidável para reparar a reputação do partido conservador e a economia a tempo de uma eleição geral que deve ocorrer em janeiro de 2025.

“É uma bagunça e uma desgraça”, disse o veterano parlamentar conservador Charles Walker à BBC em 19 de outubro. “O dano que eles causaram ao nosso partido é extraordinário.”

O mandato de Truss praticamente garantiu que o futuro imediato da Grã-Bretanha pós-Brexit é de custos de empréstimos mais altos, crescimento fraco, aumento de impostos, inflação alta, crise energética e cortes de gastos.

A primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, cuja popularidade despencou desde que assumiu o cargo no mês passado, rebate os pedidos para que ela renuncie: “Sou uma lutadora, não uma desistente!”

Como Michael Every, do Rabobank, observou esta manhã – Não é maçante, é? Uma quarta-feira comum hoje em dia é um pouco como o infame Casamento Vermelho de Game of Thrones.

“Qualquer homem que deve dizer ‘Eu sou o Rei’ não é um verdadeiro Rei.”

“Tivemos reis cruéis e tivemos reis idiotas, mas não sei se alguma vez fomos amaldiçoados com um idiota cruel como rei.”

“O poder reside onde os homens acreditam que reside. É um truque; uma sombra na parede.”

Nos mercados, toda a atenção inicial estava na inflação: no Reino Unido num aumento de 10,1% no comparativo anual; um ligeiro arredondamento para baixo na inflação final da “Zona” do Euro para 9,9% yoy; e outro salto na inflação canadense para 6,9% ano a ano. 

O Fed também deixou claro que vê o crescimento potencial do PIB dos EUA muito menor do que onde está agora, o que implica que ainda está superaquecendo agora, então as taxas precisam ser mais altas por mais tempo. Bullard então reiterou nossa visão da casa de que as taxas atingirão um pico muito mais alto do que estão agora no primeiro trimestre de 2023 e serão reajustadas apenas um pouco, em vez de serem reduzidas novamente a níveis ridiculamente baixos. 

Como resultado, os rendimentos dos títulos dispararam, sendo o Reino Unido a rara exceção. Os titulos de 10 anos estão agora em 4,15%, a maior taxa desde 2008; Os titulos japoneses de 10 anos romperam brevemente seu nível alvo de 0,25% (à medida que o JPY se move para 150); Os títulos alemães 10Y estão em 2,37%; e australianos 10Y a 4,07%. É assim que o poder se parece. Ou melhor, uma falta de poder para evitar a inflação.  

De volta aos tronos, porém, à medida que o governo da PM Truss implode ainda mais

Ontem vimos relatos de parlamentares sendo fisicamente maltratados para votar contra sua promessa de manifesto a seus eleitores; sugestões de que o chefe e o vice-chefe do chicote que os manipulavam haviam renunciado; e o secretário do Interior Braverman forçados a enviar um e-mail pessoal (!), substituído por Schapps, que é leal à nova eminência parda, chanceler Hunt, e ao ex-candidato a PM Sunak. 

E o circo continua. Também foi relatado que o secretário de Defesa Wallace, novamente apontado como um possível novo primeiro-ministro, afirmou que também renunciaria se Hunt cortasse o orçamento de defesa, forçando uma retirada lá. Tanto como britânico quanto como estrategista global, isso é uma farsa; uma tragicomédia; embaraçosa; e um golpe com qualquer outro nome.

Obviamente  é um golpe político : demitir-se por um e-mail nos dias de hoje?! A carta furiosa de Braverman deixou isso claro, mas pelo menos continha uma rara dignidade:  “Fingir que não cometemos erros, continuar como se todos não pudessem ver que os cometemos e esperar que as coisas magicamente se endireitem não é política séria. Eu cometi um erro; Aceito a responsabilidade; Eu desisto.” O quanto essas palavras precisam ser ditas por *muitos* outros – especialmente os que agora sorriem enquanto assumem o poder novamente.

Alguns ainda pensam em chamar o palhaço anterior …

Qualquer retrato futuro deste drama de circo estilo Netflix certamente mostrará o rei Charles murmurando “Oh, querido” enquanto o Banco da Inglaterra planeja algo. Afinal, The Old Lady precipitou essa crise política ao desencadear a crise do mercado ao dizer que agora era a hora de se afastar do QE, nem todas as vezes anteriores que havia comprado Gilts quando o dinheiro foi efetivamente jogado pelo ralo em termos de impulsionar o potencial produtivo da economia do Reino Unido. 

Para aqueles que protestam contra essa hipótese, considere que, apesar  de todo o QE passado do Banco Central da Inglaterra [BoE], o Reino Unido está  exatamente  onde o encontramos agora: mergulhado na rotina dos mercados emergentes. A única defesa lógica a ser feita é ‘Brexit’, caso em que olhe para a bagunça na Europa, ou que o Reino Unido estaria ainda pior se o BoE não tivesse feito o QE que já fez.

Pior ainda, o Tesouro do Reino Unido sem dinheiro vai  dar ao Banco da Inglaterra £ 11 bilhões para cobrir as perdas operacionais feitas via QE!  Uma instituição que pode literalmente imprimir dinheiro está recebendo uma quantia em dinheiro que poderia cobrir o custo de quatro porta-aviões exatamente quando o Reino Unido precisa construí-los. O que o BOE fará com isso? Nada . Ele só precisa dele para manter um balanço equilibrado. O que nos traz de volta aos argumentos sobre câmbio estável e quais são os verdadeiros papéis dos bancos centrais na economia política.

Sejamos claros, infundados como o thatcherismo em esteróides era uma solução proposta para os problemas estruturais do Reino Unido, pelo menos Truss estava tentando fazer algo . O que temos agora é um retorno ao fracasso institucional tecnocrático garantido – porque era isso que todos concordamos que tínhamos antes do Covid. Alguém que pensa assim também é o comentarista da Bloomberg @izakaminska, que twitta:

“Isso pode servir para você agora porque Liz não era sua xícara de chá. Tudo bem eu entendo. Ela também não era a minha. Mas tudo o que você criou é um precedente em que nenhum político, seja de esquerda, direita, centro ou populista, será capaz de tirar o poder dos mercados. Quando os vigilantes de títulos + uma multidão gritante do Twitter controlam a tomada de decisões políticas (não os políticos), estamos basicamente nas mãos do governo da multidão. O resultado será a destruição real da Grã-Bretanha.

Obviamente, os mercados de títulos são importantes. Mas o mesmo compromisso obstinado de agradar os mercados, independentemente de como eles prejudiquem o povo da Rússia, foi o que nos trouxe Putin. O compromisso de Yeltsin com a terapia de choque, independentemente das consequências domésticas, foi o que matou a democracia lá.

Em vez de um político que tem a coragem real de ser político novamente (independentemente de você gostar da política dela, o ponto é que você pode votar nela corretamente. É assim que a democracia funciona), acabamos com o guardião PM que está basicamente lá como o frontman para os “mercados”

Temos desdém por Putin estar sob o domínio dos siloviki ou Yeltsin dos oligarcas, mas é precisamente isso que temos em Jeremy Hunt. Um homem que vai vender a Grã-Bretanha para agradar “os mercados”. Excelente.”

A ironia é que isso está acontecendo no Reino Unido, assim como o Game of Thrones global está mudando em outros lugares. Como o Financial Times observa hoje, ‘Conter a China é o objetivo explícito de [“dementia” Joe] Biden’ . O artigo ressalta o ponto já sublinhado aqui, que, apesar da estranha falta de interesse do mercado na ordem da Casa Branca de proibir a China de acessar a tecnologia dos EUA, a economia real e as implicações no mundo real são impressionantes e realmente geopolíticas – do tipo construir porta-aviões.

Da mesma forma, os republicanos dos EUA, ainda mais agressivos com a China, estão deixando claro que, se vencerem as eleições de meio de mandato do próximo mês – e são fortes favoritos para isso – deixarão de financiar a luta da Ucrânia contra a Rússia . Foi assim que Putin declarou lei marcial e mobilização econômica nas províncias vizinhas ao território recém-conquistado para aumentar seu esforço de guerra.

As implicações para a Ucrânia são preocupantes, mas não são muito melhores para a Europa , que teria uma grande quantidade de gastos militares a fazer, tanto para apoiar a Ucrânia como para se rearmar, ou muito rebocador e comer muito torta fria e passar frio. (Para ser claro, vai comer torta humilde de qualquer maneira: a única questão é de quem. De fato, os EUA continuarão apoiando a Europa é a próxima pergunta a ser feita.)

Tais resultados destruiriam o que resta da visão tecnocrática de como a Europa opera , como já vemos nacionalizações, subsídios da era Covid nos próximos anos, racionamentos e conversas sobre medidas emergenciais nas cadeias de suprimentos. Independentemente disso, provavelmente existem funcionários tecnocráticos da UE/BCE já planejando como conter os gastos do Estado para que possamos reduzir as taxas de juros novamente e agradar os mercados.

Deixe-me concluir com um  link  e uma citação de um discurso de um furioso parlamentar conservador do Reino Unido da noite passada: seu próprio interesse pessoal”.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Artigos Relacionados:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *