Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Incêndio Florestal’ no Texas devasta a Meca do gado dos EUA

Um incêndio devastador queimou partes do Texas Panhandle, lar de mais de 85% do rebanho bovino do estado. Isto ocorre quando o rebanho bovino do país entrou em colapso para o menor nível em sete décadas, elevando os preços de varejo da carne bovina nos supermercados dos EUA para níveis recordes. A Reuters  conversou com o comissário estadual de Agricultura, Sid Miller, que alertou que o incêndio provavelmente matou dezenas de milhares de animais e destruiu grãos em depósitos de armazenamento. 

“Tudo se foi”: incêndio florestal no Texas devasta a Meca do gado da América

Fonte: Zero Hedge

O Texas A&M Forest Service disse que o incêndio florestal, chamado de incêndio em Smokehouse Creek, queimou mais de 850.000 acres (344.000 hectares) de pastagens até quarta-feira. “É quase como gasolina quando queima”, disse Miller, acrescentando: “Já perdemos mais de um milhão de acres.

Miller disse que o incêndio florestal atinge a área de Panhandle, onde está localizado 85% do rebanho do estado.. É importante observar que o Texas é o maior produtor de gado do país. Ele disse que o gado em confinamentos e laticínios está seguro. 

“Os suprimentos de ração são escassos para o gado sobrevivente porque o fogo destruiu pastagens e depósitos onde estavam armazenadas forragens para os animais, como trigo e milho”, disse ele.

Miller continuou: “Não há absolutamente nenhuma vegetação restante. O gado que sobreviver não tem absolutamente nada para comer”.

O significado por trás dos incêndios no Texas

  • Este é outro golpe em nossa cadeia de suprimentos
  • Onde os incêndios aconteceram está 88% do gado do Texas se alimenta
  • Os EUA já perderam cerca de 1 bilhão de libras de carne bovina americana
  • Esses incêndios são mais uma vitória para as importações estrangeiras

Será outra “coincidência” que este local específico esteja em chamas enquanto iniciativas globalistas tentam afastar toda a gente da carne bovina nos Estados Unidos? Você decide.

Os leitores foram bem informados sobre a ‘beeflação’ e por que isso está acontecendo: 

Os dados mais recentes do relatório semestral de inventário de gado do Departamento de Agricultura dos EUA no início deste mês mostraram que o rebanho bovino dos EUA (em 1º de janeiro) caiu 2% em relação ao ano anterior, para 87,2 milhões de cabeças de gado. Essa é a menor contagem de rebanho desde 1951. 

A redução do rebanho empurrou os preços da carne bovina no varejo nos EUA para um recorde de US$ 5,35 por libra-peso. E os preços podem subir muito mais. 

Numa entrevista separada à  Bloomberg, Miller disse: “Conheço os fazendeiros de lá – famílias que têm esses fazendeiros há mais de 100 anos – tudo se foi”. 

Entretanto, as elites de oligarcas psicopatas do culto das “mudanças climáticas” do WEF-Fórum Econômico Mundial têm feito pressão para proibir os peidos de vaca porque alegam que contribuem para as alterações climáticas. Estas pessoas são inflexíveis quanto à redefinição da cadeia de abastecimento alimentar global para uma que coloque os trabalhadores numa dieta rica em proteína de insetos. 

Mas nós, o povo, não comeremos insetos.

Agora, mais do que nunca, os americanos devem sair do complexo industrial alimentar e iniciar as suas próprias explorações agrícolas ou simplesmente comprar às explorações familiares locais. 

Este é MAIS UM INCÊNDIO, de uma série suspeita que tem afetado grandes indústrias de processamento de alimentos, produção de frangos e ovos, que aconteceram nos EUA nos últimos dois anos.


Uma resposta

  1. SERIA COINCIDÊNCIA ISSO ESTAR ACONTECENDO JUSTAMENTE NO ÚNICO CONDADO DOS ESTADOS UNIDOS QUE RESOLVEU SE LEVANTAR CONTRA A AGENDA DE IMIGRAÇÃO ILEGAL DOS GLOBALISTAS? CERTAMENTE QUE…NÃO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *