Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Israel realiza o maior ataque à Síria em anos, com mais de 40 mortos

illuminati-sionismo-israel-nwo

Na sexta-feira, Israel conduziu os seus ataques mais mortíferos na Síria em meses, ou talvez até anos, dado que o imenso número de mortos está a aumentar para várias dezenas de mortos no meio de uma grande resposta de emergência ao local. Os ataques aéreos foram conduzidos nas profundezas da Síria, na província de Aleppo, no norte da Síria, e deixaram mais de 40 mortos .

Israel realiza o maior ataque à Síria em anos, com mais de 40 mortos

Fonte: Zero Hedge

Isto supostamente incluía soldados sírios, militantes do Hezbollah e civis. A maioria dos relatórios internacionais afirma que 42 pessoas foram mortas, mas o governo sírio não forneceu inicialmente uma contagem precisa de vítimas.

A oposição anti-Assad e a organização Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR), sediada no Reino Unido, descreveram que o ataque de Aleppo deixou o maior número de mortos entre soldados sírios num único ataque israelita. Embora Israel normalmente não confesse ou confirme diretamente tais ataques em solo sírio, os seus militares têm conduzido ataques esporádicos na Síria há anos.

O ataque aconteceu na madrugada, durante a noite – com a estatal SANA enfatizando que muitos civis foram mortos e feridos, mas sem fornecer números.

O Ministério da Defesa da Síria apontou que os ataques aéreos tinham algum nível de coordenação de “organizações terroristas” no terreno que “em conjunto” com o ataque aéreo realizaram ataques de drones, presumivelmente da Al-Qaeda (Hay’at Tahrir al-Sham) ocupada em Idlib. Alguns relatórios dizem que aviões de guerra israelenses atingiram um “armazém do Hezbollah” – embora não haja nenhuma confirmação terrestre disso.

Este novo grande ataque ocorre um dia após os ataques aéreos israelenses a um subúrbio de Damasco, capital da Síria, que supostamente feriram dois civis. As autoridades e os meios de comunicação israelitas há muito que afirmam estar travando uma campanha contra os agentes e ativos iranianos e do IRGC na Síria. A Sky News verificou um vídeo de mídia social mostrando enormes explosões no local dos ataques noturnos em Aleppo:

Sky News publica cenas mostrando os sangrentos ataques israelenses em Aleppo

Após o ataque terrorista do Hamas, em 7 de Outubro, esta campanha de ataques “contra o Irã” também se concentrou no Líbano, onde o Hezbollah, apoiado por Teerã, entrou num conflito acirrado com as forças israelitas ao longo da fronteira sul do Líbano.

O governo sírio sob o presidente Bashar Al-Assad tem apresentado frequentemente queixas formais às Nações Unidas de que a soberania do país está sendo constantemente violada pela agressão israelita , no entanto, isto é em geral ignorado.

Nos primeiros dias e semanas após 7 de outubro, a Síria lançou vários foguetes contra as Colinas de Golã ocupadas por Israel, que não deixaram vítimas. Entretanto, grande parte da população síria ficou frustrada e expressou uma raiva crescente pelo fcto de os militares russos, que há muito têm uma presença significativa dentro da Síria (especialmente desde 2015), não terem feito mais para tentar interceptar os jatos israelitas que se aproximavam.

No que diz respeito aos ataques israelitas, Mosco há muito que se contenta em permanecer à margem, desde que se diga que os alvos ostensivos dos judeus estão “ligados ao Irã”.


11 respostas

  1. Esse “Israel” faz coisas totalmente ao contrário dos ideais neocom tipo a maior parada lgbt do oriente médio, foi uma das piores ditaduras durante a plandemia, destruindo países árabes para força a imigração em massa (plano globalista e kalerg) e mesmo assim os neocom acha que esse estado terrorista e o verdadeiro da bíblia

    1. Aqueles judeus que mataram o Senhor Jesus, que nos perseguiram, que não são do agrado de Deus, que são inimigos de todos os homens. (1 Tessalonicenses 2,15)

      1. Um erro crasso do apóstolo Paulo. Quem matou Jesus? Roma. Basta ler as escrituras sobre a crucificação. Quem pediu a morte de Jesus e na calada da noite o julgou? Saduceus, segundo alguns historiadores. Há uma grande diferença entre quem pede a morte e quem mata. Os que adoram a “Besta” sobre as sete colinas (Roma), mentem que os judeus mataram Jesus. A biblia é enfática em dizer que soldados romanos o mataram. Para quem sabe ler, um pingo é letra.

  2. Israel provou ao mundo que tem o mais poderoso exercito do planeta. Lembrem-se: exercitos convencionais, modernos, não sabem combater guerrilhas. O Hamas apostou todas as suas fichas nesta hipótese e perdeu onde os vietcongues e guerreiros chechenos obteram exito fenomenal. Perdeu porque Israel se preparou desde sua fundação para todos os cenários. Inclusive o de guerrilha. O Hamas, se preparou por 16 anos segundo todos os ditames da guerra de guerrilha, mas em uma semana perdeu o note de Gaza, só não perdeu o sul da mesma forma porque o custo político e humanitário de uma incursão israelita seria enorme.

    1. Genocidas segundo qual fonte? Ha tá, Hamas, grupo terroristas que frauda relação de vítimas, incluindo nela terroristas mortos como se fossem civis. Muito fiável essa fonte. Onde estão os milhares de terroristas que morreram no norte, pelas mãos do exercito de Israel? Sim, foram classificados de civis, pois o hamas sabe que no ocidente, progressistas e congeneres aceitam as mentiras como se fosse verdade, desde que as mesmas prejudiquem judeus. Como já dizia o mestre Jesus: “…Pai da mentira, nunca se firmou na verdade…”. Os quem amam a mentira, logo são filhos daquele que se opos a Deus desde o inicio.

      1. Judeus são genocidas sim! Estão há décadas matando crianças, mulheres e bebês palestinos. Vídeos e testemunhas que provam isso não faltam, tem aos milhares disponíveis publicamente. Não é á toa, que a Bíblia revela quem são os assassinos de Jesus Cristo.
        ————————–
        Aqueles judeus que mataram o Senhor Jesus, que nos perseguiram, que não são do agrado de Deus, que são inimigos de todos os homens. (1 Tessalonicenses 2,15)

        1. Ha, você está se referindo aos videos conhecidos como Pallywood, produções cinematográficas feitas para enganar a estupidez ocidental. Só engana este tipo de europeu ou americano. Infelizmente a mim não engana, pois a verdade liberta e já fui liberto por ela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *