Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Japão luta para Evitar Apagão de Tóquio após primeiro alerta de Quebra na Oferta de Energia Elétrica

Um dia depois que o governo japonês emitiu seu primeiro alerta de fornecimento de eletricidade na segunda-feira para a área de Tóquio sob um sistema implementado após o desastre de Fukushima em 2011, o Japão se esforçou para manter as luzes acesas em Tóquio na terça-feira, pois o clima frio do inverno e as interrupções nas usinas de energia do passado somado ao terremoto da semana passada colocou a capital do país em sério risco de apagões.

Japão luta para Evitar Apagão de Tóquio após primeiro alerta de Quebra na Oferta de Energia Elétrica

Fonte: Zero Hedge

Autoridades do governo japonês alertaram que o fornecimento de energia elétrica deve ficar aquém da demanda na noite de terça-feira, e funcionários da infame TEPCO (Tokyo Electric Power Co.) disseram que pode haver interrupções parciais se o aperto no fornecimento continuar.

De acordo com a Tepco, interrupções não planejadas nas regiões de Tóquio e Tohoku podem começar a partir das 20h, horário local, e mergulhar entre 2 a 3 milhões de prédios na escuridão até por volta das 23h. A empresa mais conhecida por encobrir toda a gravidade do desastre de Fukushima, disse que suas instalações hidrelétricas bombeadas deixarão de operar à noite, quando os reservatórios forem drenados, reduzindo a produção de energia elétrica.

Como resultado, o ministro do Comércio, Koichi Hagiuda, disse que residências e empresas devem reduzir o consumo de energia elétrica o máximo possível, pois as medidas de conservação podem precisar continuar até esta semana.

No momento, o governo japonês não está considerando o uso de apagões contínuos, já que o país enfrenta uma escassez de eletricidade, disse o vice-secretário-chefe de gabinete Seiji Kihara em entrevista coletiva na terça-feira.  Kihara também disse que é improvável que o Japão busque a conservação de energia a partir de quarta-feira devido a uma diminuição na demanda.

A Tepco ecoou Kihara, dizendo que atualmente não está planejando implementar uma série de apagões gerenciados e contínuos que poderiam aliviar a tensão na rede, argumentando que não há tempo suficiente para avisar os clientes. Enquanto isso, as temperaturas no centro de Tóquio estavam abaixo da média na terça-feira, enquanto o clima nublado reduziu significativamente a produção de energia por painéis solares.

Embora o culpado declarado pela escassez de energia e a razão pela qual as fontes de alimentação do Japão tenham sido esticadas seja o forte terremoto da semana passada que atingiu o nordeste do pais e desligou várias usinas, a realidade é que o Japão teve reservas de energia muito limitadas por muito tempo. por mais tempo, à medida que as concessionárias aposentam as antigas usinas movidas a petróleo e a maioria dos reatores nucleares permanece fechada após a catástrofe de Fukushima. E à luz das sanções crescentes da Rússia, a escassez de energia do Japão só vai piorar.

Embora as interrupções não planejadas sejam em sua maioria aleatórias, infraestruturas importantes, como hospitais, instalaram geradores de backup [à diesel] desde 2011, o que significa que poderão continuar as operações por horas depois que a rede escurecer.

Enquanto isso, o Ministério dos Transportes e o Ministério da Indústria do Japão pediram a JR e outras operadoras de trem que economizem energia, relata a TV Asahi, com operadoras ferroviárias que estariam cooperando e pararam algumas máquinas de bilhetes, bem como outdoors eletrônicos.

O Japão ordenou que a maioria das concessionárias regionais do país enviem fontes de energia elétrica sobressalentes para a área de Tóquio, de acordo com um comunicado do coordenador da rede. A Tepco estava programada para receber quase um gigawatt de capacidade até a meia-noite. 

O coordenador da rede também ordenou o compartilhamento de energia para a Tohoku Electric Power, que atende a área próxima a Tóquio e está enfrentando uma crise de energia semelhante. A Tohoku Electric espera ver as reservas de energia cair para até 1% e também pediu a seus usuários que conservem energia. 

O “chamado Primeiro Mundo” começa e entrar em parafuso e a não poder usar as bugigangas eletrônicas que produzem …

No total, o coordenador da rede elétrica do Japão encomendou 7 utilitários, incluindo Chubu Elec. e Kansai Electric para fornecer energia à Tepco em meio a uma crise hoje; como resultado, a concessionária receberá até 1,42 mkw para ajudar a evitar uma escassez, com as seguintes concessionárias configuradas para fornecer energia:

  • Tohoku das 7h às 16h, até 817.800kw
  • Chubu 7h às 16h, 300.000kw
  • Hokuriku 7h às 16h até 300.000kw
  • Kansai 7h às 16h até 221.000kw
  • Chugoku 8h às 12h até 100.000kw
  • Shikoku 8h30 às 10h até 100.000 kw

Um porta-voz da unidade siderúrgica da JFE Holdings disse que a empresa foi solicitada pela Tepco a conservar eletricidade e aumentar a produção de suas próprias instalações de geração de energia nas províncias de Chiba e Kanagawa. 

A empresa não foi solicitada a reduzir a produção e manterá as operações e entregas, disse o porta-voz. A Tepco também pediu à Nippon Steel Corp. para aumentar a produção de energia em suas próprias instalações de geração de energia elétrica, algumas das quais estão operando com capacidade total, disse um porta-voz da produtora de aço.

Gigantes de tecnologia do Japão, como Softbank e Rakuten Group, estão reduzindo o consumo de energia, mas não veem um impacto imediato em seus negócios. Um porta-voz da Bolsa de Valores de Tóquio disse que a bolsa não está enfrentando nenhum problema no momento com a crise de energia elétrica e está bem preparada para quaisquer incidentes.

Enquanto o Japão espera que a escassez de energia seja resolvida em breve, as usinas termelétricas no Japão que foram interrompidas após o forte terremoto da semana passada podem levar de algumas semanas a alguns meses para serem restauradas, informou a Kyodo, citando o ministro da indústria Koichi Hagiuda. falando no parlamento.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *