Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Liz Truss PM do Reino Unido, marionete do WEF, diz que a economia britânica precisa de uma ‘Reinicialização’

A nova primeira-ministra britânica Elizabeth Truss tem sido apontada por muitos, incluindo a grande mídia pre$$tituta$, como uma política de “extrema direita” com amplo apelo aos conservadores britânicos. Isso está rapidamente se tornando um pré-requisito da posição ideológica a ser adotada na Europa, à medida que as políticas socialistas de fronteiras abertas dos políticos de esquerda estão deixando a UE em ruínas econômicas e à medida que se aproximam de uma catástrofe baseada em escassez de energia não vista desde a Segunda Guerra Mundial.

Liz Truss PM do Reino Unido e marionete do WEF, diz que a economia britânica “precisa de uma redefinição” à medida que as condições do mercado pioram.

Fonte: Zero Hedge

Boris Johnson revelou-se longe de ser tão conservador quanto muitos acreditavam inicialmente com seu apoio aos mandatos draconianos de covid, parando pouco antes de aplicar passaportes de vacina, mas ainda exigindo prova de vacinação para acesso aos principais locais públicos. Tudo isso enquanto realizava festas luxuosas em sua residência oficial durante os bloqueios que ele ajudou a aplicar. 

Somando-se ao problema estavam os aumentos de impostos de Johnson em meio a uma crise inflacionária, que levou a um descontentamento público generalizado e a sua eventual queda e renúncia.

Quando Truss se tornou uma candidata em potencial para substituir Johnson, alguns na mídia alternativa alertaram que suas associações contínuas com o WEF-Fórum Econômico Mundial e a participação em eventos de Davos podem ser uma bandeira vermelha de outro pretendente político fingindo ser conservador enquanto na verdade serve aos interesses das instituições globalistas. Isso foi, é claro, chamado de teoria da conspiração pelos “verificadores de fatos” pelas pre$$tituta$ da mídia mainstream.

É uma realidade concreta que o novo primeiro-ministro tenha participado das reuniões do WEF de Davos realizadas pelo Fórum Econômico Mundial, centro central do globalismo de oligarcas psicopatas que atua como think tank e máquina de propaganda onde nascem novas narrativas sempre de acordo com as suas agendas. 

Especifica e atualmente, o WEF do idiota Klaus (Rothschild) Schwab é mais conhecido por seu mantra  “Great Reset”, que é parte do conceito da agenda “4ª Revolução Industrial” saída da mente doentia do fundador Klaus Schwab. 

Um dos principais focos da “Grande Reinicialização” é algo chamado de “Economia Compartilhada”, que é descrita como o apagamento completo da propriedade privada e a implementação de uma governança comunista sobre a participação econômica individual.    

A Economia Compartilhada é a fonte da frase “Você não possuirá nada e será feliz”, que na verdade vem de um artigo escrito pelo WEF e publicado pela Forbes Magazine intitulado ‘Bem-vindo a 2030: eu não possuo nada, não tenho privacidade e a vida nunca esteve melhor.’

Longe de ser uma “teoria da conspiração”, o Great Reset é comumente apresentado pelo WEF como o jogo final – uma agenda, não apenas uma ideia. Isso tem causado preocupação entre o público, porque muitos conceitos do WEF que são apresentados em suas reuniões em Davos acabam sendo adotados pelos principais governos e instituídos em lei. E, muitos participantes de Davos tendem a subir a escada política rapidamente em posições de poder significativo dentro dos governos de vários países, especialmente dentro do Hospício europeu.

Qualquer autêntico líder ou candidato conservador legítimo, portanto, reconheceria a terminologia globalista de Davos, como o termo “Reset” e tentaria evitar usá-lo a todo custo. 

Nenhum líder de direita gostaria de estar associado a uma agenda globalista contra a qual a maioria dos conservadores preferiria ir à guerra.

Pode ser considerado uma gafe limitada ou um erro de Liz Truss, mas o uso recente do termo por Truss levanta as sobrancelhas, considerando suas afiliações anteriores com o WEF.  Ela afirmou que :

“Acreditamos em tornar mais fácil para nossos criadores, executores e criadores de riqueza fazer as coisas… A economia da Grã-Bretanha precisa de uma redefinição. Não podemos continuar na atual trajetória de declínio administrado. Em vez disso, devemos tomar uma nova direçãoVou nos levar por esse caminho para um futuro melhor“.

Este comentário foi feito pouco depois de Truss abordar a queda da libra esterlina e a quase falência do sistema de pensões do Reino Unido.  

Um requisito fundamental embutido em qualquer “reinicialização” econômica seria o colapso do antigo modelo. Truss pode estar simplesmente descrevendo o que provavelmente acontecerá [provocado INTENCIONALMENTE] e não o que ela quer que aconteça, mas ela apresenta o conceito de “Reinicialização” como uma solução, e não como uma ameaça. Ou seja, ela deve ser observada cuidadosamente pelos conservadores. 


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *