Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Mais um Resgate: First Republic Bank recebe ajuda de US$ 30 bilhões dos grandes bancos dos EUA

Grandes bancos dos EUA concordam com injeção histórica de capital de US$ 30 bilhões não garantidos para o resgate do First Republic Bank. O Bank of América, Citigroup, JPMorgan Chase, Wells Fargo, Goldman Sachs, Morgan Stanley, BNY-Mellon, PNC Bank, State Street, Truist e US Bank farão depósitos não segurados totalizando US$ 30 bilhões no First Republic Bank para ajudá-lo a se reerguer.

Mais um Resgate: First Republic Bank recebe ajuda de US$ 30 bilhões dos grandes bancos dos EUA [“Vampiros” doando sangue !?!? ]

Fonte: Zero Hedge

Esta ação dos maiores bancos da América reflete sua confiança no First Republic e em bancos de todos os tamanhos, e demonstra seu compromisso geral em ajudar os bancos a atender seus clientes e comunidades. Bancos regionais, de médio e pequeno porte são essenciais para a saúde e o bom funcionamento de nosso sistema financeiro.

A ação dos maiores bancos dos EUA também reflete sua confiança no sistema bancário do país e ajuda a garantir que o First Republic Bank, de San Francisco, Califórnia, tenha liquidez para continuar atendendo seus clientes.

  • Bank of America, Citigroup, JPMorgan Chase e Wells Fargo anunciaram hoje que estão fazendo um depósito não segurado de US$ 5 bilhões no First Republic Bank.
  • Goldman Sachs e Morgan Stanley estão fazendo, cada um, um depósito não segurado de US$ 2,5 bilhões
  • BNY-Mellon, PNC Bank, State Street, Truist e US Bank estão fazendo, cada um, um depósito não segurado de US$ 1 bilhão, para um depósito total de US$ 30 bilhões dos onze bancos. 

Após a liquidação do Silicon Valley Bank e do Signature Bank, houve saídas de depósitos não segurados em um pequeno número de bancos. O sistema financeiro dos Estados Unidos está entre os melhores do mundo, e os bancos americanos – grandes, médios e bancos comunitários – fazem um trabalho extraordinário atendendo às necessidades bancárias de seus clientes e comunidades exclusivos.  O sistema bancário tem crédito forte, muita liquidez, capital forte e lucratividade forte. Eventos recentes não fizeram nada para mudar isso.

As ações dos maiores bancos da América refletem sua confiança no sistema bancário do país. Juntos, estamos implantando nossa solidez financeira e liquidez no sistema maior, onde ela é mais necessária. Bancos de pequeno e médio porte apoiam seus clientes e empresas locais, criam milhões de empregos e ajudam a melhorar as comunidades. Os maiores bancos da América estão unidos a todos os bancos para apoiar nossa economia e todos aqueles ao nosso redor.

E aqui está a breve declaração conjunta do Fed, Tesouro e FDIC :

A declaração a seguir foi divulgada pela secretária do Tesouro Janet L. Yellen, pelo presidente do conselho do Federal Reserve, Jerome H. Powell, pelo presidente do FDIC, Martin J. Gruenberg, e pelo controlador interino da moeda, Michael J. Hsu.

Hoje, 11 bancos anunciaram US$ 30 bilhões em depósitos no First Republic Bank. Esta demonstração de apoio de um grupo de grandes bancos é muito bem-vinda e demonstra a resiliência do sistema bancário.

“Voce está certo, Sedgewick… Isto NÃO É UM BOM SINAL !

Esse resgate é muito semelhante ao resgate de 1998 do LTCM, quando quatorze bancos e corretoras investiram US$ 3,6 bilhões no Long-Term Capital Management LP (LTCM) para evitar o colapso iminente da empresa; o resgate foi orquestrado por – mas não envolveu – financiamento do Fed. Dito isso, o LTCM era um fundo de hedge e não um concorrente direto.

O resgate também é muito diferente do que aconteceu quando o Bear Stearns entrou em colapso, já que os grandes bancos tentaram novamente, mas se recusaram a salvar o Bear em 2008.

E agora eles concordaram em injetar $ 30 bilhões na forma de depósitos não garantidos no First Republic Bank, efetivamente apoiando toda a estrutura de capital e tornando o dinheiro do patrimônio bom, porque eles explicitamente garantiram que não importa o quão ruim seja o depósito, eles manterão o banco financiado.

A próxima pergunta: por que os bancos concordaram com isso? Foi culpa que bancos como o SVB e o SBNY tenham entrado em colapso por causa de suas ações/negociações nos bastidores com os reguladores? Não sabemos, mas Wall Street dificilmente é conhecida por suas “boas ações” como um bom samaritano e, se tivesse escolha, os bancos teriam optado por esperar até a falência do concorrente [como sempre] e escolher comprar seus ativos por centavos de dólar.

Como era de se esperar, os executivos do First Republic Bank ficaram aliviados e agradeceram:

“ Gostaríamos de compartilhar nossa profunda gratidão pelo Bank of America, Citigroup, JPMorgan Chase, Wells Fargo, Goldman Sachs, Morgan Stanley, Bank of New York Mellon, PNC Bank, State Street, Truist e US Bank.

Seu apoio coletivo fortalece nossa posição de liquidez, reflete a qualidade contínua de nossos negócios e é um voto de confiança para o First Republic Bank e para todo o sistema bancário dos EUA”

Além disso, conforme anunciado anteriormente, o First Republic Bank obteve liquidez adicional por meio de capacidade de endividamento adicional. Desde então, tem aproveitado essa capacidade de endividamento após eventos recentes do setor.

  • Em 15 de março de 2023 [ontem], o Banco tinha uma posição de caixa de aproximadamente US$ 34 bilhões, sem incluir os US$ 30 bilhões em depósitos não segurados do Bank of America, Citigroup, JPMorgan Chase, Wells Fargo, Goldman Sachs, Morgan Stanley, Bank of New York Mellon , PNC Bank, State Street, Truist e US Bank com prazo inicial de 120 dias a taxas de mercado.
  • De 10 a 15 de março de 2023, os empréstimos bancários do Federal Reserve variaram de US$ 20 bilhões a US$ 109 bilhões a uma taxa overnight de 4,75%.
  • Desde o fechamento dos negócios em 9 de março de 2023, o Banco também aumentou os empréstimos de curto prazo do Federal Home Loan Bank em US$ 10 bilhões a uma taxa de 5,09%.

Os depósitos segurados desde o fechamento dos negócios em 8 de março de 2023 até o fechamento dos negócios em 15 de março de 2023 permaneceram estáveis. As saídas diárias de depósitos diminuíram consideravelmente.

O Banco está focado em reduzir seus empréstimos e avaliar a composição e o tamanho de seu balanço daqui para frente. Coerente com esse foco e nesse período de recuperação, o Conselho de Administração do Banco determinou a suspensão da distribuição de dividendos em ações ordinárias.

Enquanto as conversas sobre algum resgate para o First Republic Bank continuavam esta semana, depois que o preço das ações da empresa despencou, o The Wall Street Journal relatou que os principais executivos do banco venderam milhões de dólares em ações da empresa nos últimos dois meses… não relatando essas vendas à SEC.

Uma olhada nos arquivos da SEC mostra apenas uma pequena ‘venda privilegiada’ recentemente (em novembro)… O que eles sabiam e quando?


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“, “acordado” . . .}


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *